História I did not want to want you - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, G-Dragon, Got7
Tags Bangtan Boys (BTS), Exo, Got7
Visualizações 7
Palavras 1.097
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Festa, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Peço mil desculpas por ter ficado esses cinco dias sem postar, eu estava viajando para São Paulo com a minha família. Mas agora voltamos a programação normal hahah!!

Capítulo 29 - Capítulo 29


Fanfic / Fanfiction I did not want to want you - Capítulo 29 - Capítulo 29

                                                                                           ( Sehun)

Ao ver ela saindo por aquela porta, me deu uma vontade absurda de chorar, me ajoelhar e pedir o seu perdão. Eu sei que a gente não tinha nada  sério mas ela significa muito para mim, sou completamente ciumento e inseguro quando o assunto é ela. Não sei ao certo meus sentimentos, se é paixão ou amor mas, do que isso adianta agora, se eu a perdi?!  A perdi por pura burrice minha, por ter deixado se levar pela bebida e pelo momento, pelo ciúmes e pela minha falta de noção. Eu sinceramente estava com muito ódio de mim mesmo!

Passo as mãos pelos cabelos, quase arrancando os fios molhado, pelo banho que acabei de tomar, e olho para a garota ao meu lado.

- O que você está fazendo aqui ainda? - olho para ela com os olhos cheios de raiva

- Nossa que mal humor! Eu já estou indo dormir...- ela fala levantando as mãos e se virando em direção aos quartos.

- Não! Aqui você não vai! - ela para e me olha surpresa.

- E por quê não? Por causa da sua namoradinha? Ou seria ex?- ela fala em um tom de deboche, fazendo a minha raiva aumentar ainda mais.

- Você é muito filha da puta, Yun! Saí da minha frente agora, antes que eu não responda por mim! - falo em um tom de voz alto, e ela me olhou assustada por um momento, mas sua expressão logo muda para uma , repleta de raiva.

- Você é um idiota! - ela fala e tromba seu ombro no meu indo até onde suas roupas estavam, vestindo-as e saindo do meu apartamento.

Assim que ela atravessou a saída, bato a porta com força e caminho até o sofá me jogando nele. Pego o celular tentando ligar para a Olivia, mas a ligação cai na caixa postal. Frustrado com tudo o que está acontecendo, vou até a geladeira pegando todas as latas de cerveja que havia ali e levando para a sala, e assim eu passaria a madrugada ou até o final de semana todo.

                                                                                   ( Olivia)

O final de semana se passou tranquilo, quer dizer, tirando o fato de que havia 40 ligações perdidas e 48 mensagens do Sehun, fora que ele veio aqui em casa 10 vezes, e todas elas eu ficava em silêncio para ele achar que não havia ninguém. Sim, eu estava evitando ele ao máximo, mas se coloquem no meu lugar, não estava sendo fácil para mim aceitar o que aconteceu, na verdade eu estava chateada pelo acontecido, mas não podia cobrar isso dele, pois nosso lance não era nada sério, mas mesmo assim eu fiquei decepcionada com tudo aquilo... Aliás, várias vezes ao dia me peguei pensando no garoto do lago, eu o apelidei assim por não saber o seu nome, mas eu tinha adorado a companhia do mesmo, ele foi gentil e educado, compartilhamos, mesmo que foi por alguns minutos, a mesma dor e aquilo de fato mexeu comigo.

Infelizmente a temida segunda feira havia chego, e sem vontade nenhuma de ir trabalhar, me levanto da cama indo tomar um banho. Visto uma calça jeans preta, uma T-shirts branca com detalhes em vermelho e tênis branco, faço uma make básica, passo perfume e saio de casa indo para o trabalho.

Ao chegar lá, foi direto para a minha sala, não queria falar com ninguém aquela hora. Passei pela Sunhee deixei um ´bom dia `e um beijo em sua bochecha e adentrei a minha sala.

- Bom dia Min!

- Bom dia florzinha, como está? - ele se levanta e me abraça

- Estou bem e você, o que aprontou esse final de semana?- largo minha bolsa em cima da minha mesa e me jogo na cadeira macia.

- Saí com o Suho para um jantar de negócios da família, que foi bem tedioso por sinal. - ele fala e faz uma careta

- Nossa Xiumin, você só sai para reuniões e negócios... precisa de férias! - falo divertida fazendo ele sorrir.

- Concordo plenamente! Mas e o seu final de semana como foi? - olho para ele um pouco receosa, respiro fundo e começo a contar tudo, desde o jantar com o Mark até a briga com o Sehun. - Não acredito nisso Olivia! Como aqueles dois podem ser tão baixos assim? Eu jamais pensaria isso do Sehun, bom, eu sempre soube que ele adorava um rabo de saia, mas não a esse ponto! - ele fala perplexo.

- Pois é, mas está tudo bem, só estou tentando não ter, nenhum tipo de contato, com ambos hoje.

- Podemos almoçar aqui na sala, ou sair para almoçar em algum restaurante... o que me diz?

- Acho que podemos ficar por aqui mesmo.- respondo por fim, sorrindo para ele e sendo retribuida pelo mesmo.

- Aliás, precisamos marcar uma reunião para amanhã com todos, é sobre um novo investidor, que vira nos conhecer amanhã a tarde ou seja, a reunião precisa ser de manhã. Ele vem da China, por isso só chegará aqui no período da tarde.

- Tudo bem, vou passar o recado para a Sunhee, para ela avisar a todos. - sorrio de lado e começamos o trabalho.

As horas se passaram, até que rápidas hoje, e já era hora de ir para a casa. Saio da minha sala e caminho até o elevador apertando o botão do subsolo. Concentrada no meu celular e nos memes que o Bambam postava, começo a rir sozinha, porém meu sorriso some assim que o elevador para no quarto andar e ELE, entra no elevador. Seus olhos trombam com os meus e vejo sua expressão cansada e cheio de olheiras roxas com leve tom avermelhado, abaixo meu olhar e por impulso, eu olho para o meu celular novamente. Ele entra e não diz nada, e nem eu, apenas ouço o som das nossas respirações.

- Você está me evitando?- ele pergunta com a voz rouca depois de alguns segundos em silêncio.

- E por que eu estaria?- respondo sínica mas sem tirar os olhos do meu celular, ouço ele respirar fundo e ficar em silêncio novamente.

- Olivia eu.... 

  A porta do elevador se abre revelando o subsolo, saio do elevador rapidamente.

- Tchau Sehun! - falo o cortando e andando rápido até o meu carro, saindo de lá o mais rápido possível.

Eu não queria discutir com ele novamente, então apenas sai de lá e fui direto para a casa, eu precisava de um banho quente e uma xícara de chá  para me acalmar!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...