História I Don't Get It - Capítulo 1


Escrita por: e PeachWangjanim

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson
Tags Bambam, Espíritos, Horror, Jackbam, Major Character Death, Sobrenatural, Wob
Visualizações 22
Palavras 541
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Slash, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Homossexualidade, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi rs.
É a primeira vez que eu tento algo mais sombrio assim, então espero que gostem. Queria agradecer a linda da Di (@jeonaja) pelos conselhos, pela capa e pela betagem, amor você é muito maravilhosa mesmo <3

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction I Don't Get It - Capítulo 1 - Capítulo Único

Bambam não entendia.

Não entendia por que se arrepiava todas as vezes que passava pela porta de entrada de sua nova casa.

Não entendia de onde vinham os barulhos durante a madrugada.

Não entendia por que suas coisas ficavam sumindo quando ele sabia onde as tinha guardado e sabia também que seu noivo, Jackson, não as teria mudado de lugar.

Não entendia por que Jackson estava agindo estranho, perdendo o foco, falando coisas incoerentes, coisas que ele não conseguia entender, olhando fixamente para um ponto da parede.

Não entendia por que seus relógios ficavam parando em torno das três horas da manhã.

Não entendia por que havia noites que ele não conseguia dormir até esse mesmo horário.

Não entendia por que, desde que tinha se mudado, tudo com que conseguia sonhar eram atrocidades, monstros negros, com pele brilhante cobertos em vermelho vivo reluzindo contra a pouca luz. Os membros longos e esguios fazendo sombra no pequeno quarto, quase como se fossem tentáculos abraçando o corpo magro, constringindo, quebrando, matando.

Bambam não entendia seus ataques de raiva, as vezes que tinha vontade de matar alguém (ainda que essas ideias ficassem apenas em sua cabeça), a falta de controle dos próprios pensamentos.

Não entendia suas fotografias caindo das paredes, os pássaros mortos no jardim.

Não entendia as pessoas evitando sua casa, não entendia o medo no olhar delas.

Não até alguém lhe explicar as atrocidades que tinham acontecido na casa. Não até alguém lhe dizer dos problemas que as pessoas enfrentavam quando se mudavam para aquela maldita casa.

Suicídios, eles disseram.

Assassinatos.

Cárcere privado.

Almas presas naquelas paredes, tão perturbadas que precisavam atacar cada pessoa que se mudava. E tudo tinha começado há muitos, muitos anos.

A casa era antiga, grande e colonial, com mais de cem anos de idade e isso tinha sido tão atrativo para Jackson e Bambam a princípio. O mais jovem dos dois, apaixonado por história, tinha se encantado de imediato pela grande casa branca e o mais velho, incrivelmente apaixonado por ele, sempre disposto a fazer suas vontades, tinha aceitado e se mudaram para a casa.

Tudo isso sem saber, entretanto, do que tinha acontecido mais de um século antes.

Tinha estado em todos os tablóides da época, é claro. O filho do dono da casa tinha se viciado em opiáceos. A família, vinda da Inglaterra fugindo da guerra, tinha recebido o filho soldado alguns meses depois do fim dela. O rapaz estava perturbado, sentia dores constantes, era viciado em remédios e um dia simplesmente enlouqueceu.

Matou os pais, as irmãs mais novas, o irmão, a cunhada e o sobrinho brutalmente antes de se matar com um tiro na cabeça. Foi a pior tragédia da região.

Depois disso, as coisas só tinham se tornado mais violentas e sangrentas.

Bambam não entendia por que não tinham lhe dito sobre isso antes.

Não entendia como tinham permitido que ele e Jackson tivessem que viver em um lugar tão perturbador.

Jackson não queria acreditar, Bambam tampouco. Mas certas coisas eram muito óbvias para serem ignoradas.

Então Bambam pediu, pediu para saírem dali, para se livrarem daquilo.

Jackson cedeu. Como sempre fazendo o que Bambam pedia, como podia negar os olhos cheios de medo?

Mas naquela mesma noite houve um acidente, nenhum dos dois conseguiu fazer nada sobre, eles não conseguiram ajudar um ao outro.

Bambam e Jackson nunca conseguiram deixar a casa no fim das contas.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...