História I don't want to go - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Homem de Ferro (Iron Man), Homem-Aranha, Os Vingadores (The Avengers), Thanos
Personagens Anthony "Tony" Stark, Peter Parker (Homem-Aranha)
Visualizações 75
Palavras 275
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Crossover, Drabs, Drama (Tragédia)
Avisos: Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Isso foi o que deu assistir Guerra Infinita ontem. Chorei.
Como disse um grande filósofo, se é pra chorar, chorei, bang bang
Se alguém também ficou triste então essa fic é feita pra você.

Capítulo 1 - I don't wanna die.


Fanfic / Fanfiction I don't want to go - Capítulo 1 - I don't wanna die.

"Sr. Stark, eu não estou me sentindo bem..."

Peter sabia que estava ali por conta própria, por pura teimosia. Ele ouviu perfeitamente quando o homem o mandou embora, quando disse que era perigoso demais.

Mas o que Tony Stark insistia em esquecer era que o desejo de ser um herói era maior do que o medo que Peter pudesse sentir. O desejo de que por um segundo, por menor tempo que fosse, de que ele fosse capaz de salvar vidas era maior do que o medo. Peter não queria admitir que estava com medo.

"Sr. Stark, o que está acontecendo?"

Por quê o medo insiste em ser uma constante de nossa vida? Por quê, no momento em que tudo dá errado por causa de um deslize, o medo irracional de deixar de existir volta com força total?

"Sr. Stark, eu não quero morrer"

Essa era a mais pura verdade. O moreno não queria morrer, era jovem demais, novo demais, inexperiente demais. O pensamento de que não devia ter saltado do ônibus escolar surgiu de novo, nublando a dor. Como tia May iria ficar sozinha? Ela perdeu tanta gente, ele perdeu tanta gente, era cruel demais, injusto demais.

"Sr. Stark, por favor. Por favor, eu não quero ir..."

O jovem se agarrou ao homem mais velho, sentindo suas forças sumirem, a visão escurecer, e pensou por um instante se seu sacrifício valeu algo, se ele conseguiu salvar alguém.

Então ele se lembrou de algo que ouviu quando criança, ao ver carros funerários passarem. "Mãe, por quê Deus deixa as pessoas morrerem?" "Peter, quando você escolhe flores, quais você pega?" "As mais bonitas..." 

"Sr. Stark...eu não quero ser uma daquelas flores. Eu quero ser um herói"


Notas Finais


Até a próxima ~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...