1. Spirit Fanfics >
  2. I Fancy You- Imagine Kim Lip (Loona) >
  3. 29- O Que Deveria Ser Feito

História I Fancy You- Imagine Kim Lip (Loona) - Capítulo 29


Escrita por:


Notas do Autor


Boa Leitura 😽

Capítulo 29 - 29- O Que Deveria Ser Feito


Fanfic / Fanfiction I Fancy You- Imagine Kim Lip (Loona) - Capítulo 29 - 29- O Que Deveria Ser Feito









Pov Autora






Portland, 03 de Julho às 15:27 



Uma semana depois do ocorrido e nem sinal das meninas, todos já estavam cogitando a ideia de mandarem as buscas para Rússia. JinSoul estava no quarto da irmã mais nova, ela passava a maior parte de seu tempo ali, era como se estivesse perto dela, a mais velha encontrou um caderno dentro de uma das gavetas da cômoda.



Olhou as páginas e acabou por encontrar a letra de uma música, provavelmente escrita por sua irmã, o nome da música era Twilight e ao lado do titulo da música estava escrito "Para S/n". Sua irmã havia escrito uma música para S/n, ela olhou a data e viu que era no dia em que Lip passou a maior parte do tempo trancada no quarto, e por vezes que JinSoul passava na frente do quarto da irmã ela acabava por ouvir a mais nova cantarolar uma música.



JinSoul não chegou a ler a letra da música então tratou de guardar o caderno onde tinha encontrado e logo em seguida saiu do quarto da irmã e foi até a sala onde algumas de suas amigas estavam.




Haseul: O que foi fazer la em cima?


JinSoul: Nada demais, alguma novidade?


Jiwoo: Ao que parece as busca já se estenderam até outros lugares próximos daqui


JinSoul: Onde?


Gowon: North Portland.


JinSoul: Já faz uma semana, daqui a três dias é o aniversário da S/n.


Hyejoo: Sabemos, Jungeun estava planejando uma festa para ela.


Sooyoung: Como elas devem esta agora?


Kahei: Esperamos que elas estejam bem.


JinSoul: S/n deve ta dando trabalho enquanto Jungeun chora.


Heejin: Como pode ter tanta certeza?


JinSoul: Jungeun sempre teve mais medo do Luhan enquanto S/n fazia questão de brigar com o chinês.


Hyunjin: Soulie tem razão, do jeito que a S/a é estressadinha já deve ter dado várias respostas pro Luhan.


Hyejoo: Enquanto a Eun pede pra ela ficar quieta.






Seattle, 03 de Julho às 18:30



Luhan havia realmente conseguido o que queria apesar de que as vezes ouvia S/n resmungar ou lhe dar uma resposta baixa. A Kim mais nova estava obedecendo e isso era realmente bom, Jungeun continuava na mesma, comia, bebia e as vezes durante a noite chorava por não ter notícias de S/n, já fazia uma semana que haviam colocado elas em quartos diferentes.




Foi naquela tarde que Lip recebeu a presença de Luhan, ela queria chorar assim que ouviu a voz do garoto pois ela tinha medo, muito medo de Luhan. A última vez que teve qualquer contado com o chinês foi no dia em que ele apontou uma arma em sua cabeça, a partir daquele momento ela não queria nunca mais ver ele mas pelo visto aquele era seu dia de azar.



Luhan: Sente tanto medo assim? Eu mal disse oi e seus olhos já encheram de lágrimas.


Jungeun: O-o qu-que você quer?


Luhan: Nada querida, apenas queria te ver.


Jungeun: Onde ela está?


Luhan: Ela quem?


Jungeun: Minha namorada.


Luhan: Ainda a considera sua namorada depois dela ter sido o motivo da sua quase morte?


Jungeun: A culpa disso tudo é sua.


Luhan: Minha? Se ela tivesse me obedecido eu não precisaria ter feito aquilo com você, se tem uma culpada aqui e é a S/n.


Jungeun: Você não deveria ter feito isso com a gente.


Luhan: E S/n não deveria ter terminado comigo.


Jungeun: Você deu motivo.


Luhan: Quer mesmo discutir comigo sabendo que a qualquer momento eu posso usar minha arma?





Kim Lip se calou e Luhan riu, ameaçar Jungeun era mais fácil do que ele pensava, foi com aquele mesmo sorriso que o chinês saiu do quarto deixando a Kim sozinha novamente mas isso não durou muito pois Jongin entrou com comida. O mais velho pegou uma cadeira que tinha ali e posicionou na frente de Jungeun, Kai não a soltava de jeito nenhum pois sabia que ela poderia fugir, Lip sempre foi esperta e ele sabia disso mas ela não deixava isso transparecer para o Luhan e se perguntava o por que de Jongin ainda não ter falado para o chinês.



Jungeun: Você sabe que eu posso comer sozinha, não precisa colocar a comida na minha boca.


Kai: Sei que pode, porém você é esperta e eu gosto de relembrar os velhos tempos.


Jungeun: Eu quero ve-la.


Kai: Acha mesmo que está em posição de querer algo?


Jungeun: Por favor.


Kai: Jungeun, você não vai querer ve-la.


Jungeun: Pelo me diga, ela ta bem?


Kai: Ela tá viva.





Kim Lip não fez mais nenhum pergunta e deixou que se ex lhe desse a comida. Em outro quarto, Sehun tentava a todo custo fazer S/n pelo menos comer uma colher de comida mas era impossível, mesmo que o Oh mostrasse a arma para ela nada a fazia mudar de ideia.



Sehun: O que faço com você?


S/n: Quer mesmo que eu responda?


Sehun: Eu vou chamar o Luhan.


S/n: Ai meu Deus, até parece uma criança querendo choramingar para a mamãe.


Sehun: Desisto.


S/n: Ainda bem, achei que iria demorar.



O garoto saiu do quarto e chamou pelo líder, e não demorou muito para Luhan aparecer e bom, ele estava de bom humor e aquilo era ruim, S/n sabia disso.



Sehun: Tentei de tudo, ela não quis comer.


Luhan: Pode deixar, vá com Chanyeol atrás de informações sobre o que está acontecendo em Portland, eu cuido dela.




Sehun foi para a sala e lá encontrou o Park com fones de ouvido e um notebook, mas não tinha apenas isso, havia mais aparelhos e todos eles era destinado a casa pessoa que Luhan havia pedido, um era destinado a JinSoul outro da Jennie e assim vai.




Luhan: Achei que iria obedecer.


S/n: Concordamos que eu iria obedecer a você, nunca conversamos sobre aqueles moleques mandarem em mim.


Luhan: É, você tem razão.


S/n: Vai me obrigar a comer ou...?


Luhan: Jungeun ainda te considera a namorada dela.


S/n: Isso é ótimo, para mim.


Luhan: Ela vive perguntando sobre você.


S/n: Não é para menos.


Luhan: Olha, você poderia parar com esse deboche e ironia?


S/n: É... Não.


Luhan: Eu vou repensar seriamente sobre seu presente de aniversário.


S/n: Então você lembra do meu aniversário?


Luhan: Não teria como esquecer.


S/n: Teria sim.


Luhan: Eu vou te soltar para você comer mas já sabe, né?


S/n: Qualquer gracinha a pessoa do outro quarto paga.


Luhan: Boa garota.





Horas haviam se passado, já por volta das nove da noite e S/n não conseguia fechar os olhos e dormi, a Kim mais nova precisava ver Jungeun de um jeito ou de outro queria saber se ela realmente estava bem como todos diziam. E bom, Lip tinha o mesmo pensamento que a mais nova, queriam urgentemente se verem mas... Como? S/n só pensou uma coisa mas poderia dar errado, porém ela precisava tentar. 





Sabia que Chanyeol ou Sehun estavam de guarda na porta do quarto e quando Luhan a trouxe para cá ele não havia amarrado suas pernas na cadeira, ou seja, ela poderia se levantar e bater na porta até que algum dos capangas abrisse. E foi exatamente isso que ela vez, com um pouco de dificuldade ela se levantou, mas não completamente por conta das costas da cadeira.





Como se já não bastasse a dificuldade para se levantar ela também teve dificuldades em bater na porta, talvez ela não estivesse pensando muito mas ela queria ver Jungeun. O plano não tão planejado pareceu dar certo visto que a porta foi aberta por Chanyeol, quando ele viu a garota ali tratou de segura-la e colocar ela novamente em seu lugar.




Chanyeol: Boa tentativa de fuga.


S/n: Eu não estava tentando fugir, eu quero falar com Luhan.


Chanyeol: Por quê?


S/n: Não importava o motivo, quero que chame ele aqui agora.


Chanyeol: E se eu não chamar? Vai fazer o que?


Luhan: Ela não vai fazer nada, isso eu garanto.


S/n: Seus capangas são imprestáveis.


Luhan: Se fossem, você nem Jungeun estariam aqui.


S/n: Cá entre nós, você poderia ter feito isso sozinho.


Luhan: Talvez. Chanyeol vá ajudar Sehun na guarda de Jungeun.




O Park saiu deixando S/n e Luhan sozinhos, teria que ser agora, a Kim obedeceu o chinês durante uma semana inteira e talvez por isso estivesse em posição de pedir algo, só talvez.



Luhan: Não amarrar suas pernas foi um erro.


S/n: Não foi, me admiro por conseguir levantar.


Luhan: O que quer comigo?


S/n: Me deixa ver ela, Luhan. Por favor.


Luhan: Era isso!? Achei que seria algo mais importante!


S/n: Por favor! Eu preciso ve-la!




Luhan pensou bastante, olhou bem para a garota ali na cadeira e percebeu o quão desesperada ela estava para ver Jungeun por isso tirou a garota da cadeira e tratou de levar a Kim até a mais velha. Chegou na porta do outro quarto e pode ver os dois garotas ali, pediu para eles saírem e abriu a porta devagar e deixou que S/n entrasse mas sem antes...



Luhan: Você vai entrar sozinha e sem está amarrada, saiba que têm câmeras no quarto e se tentar solta-la...Quem pagará pelo seu erro vai ser a JinSoul.





Com certa brutalidade Luhan soltou S/n no quarto, a garota viu Jungeun ali no centro daquele quarto e de cabeça baixa. Torcia que a garota estivesse apenas dormindo, se aproximou lentamente dela e se ajoelhou na sua frente, Lip permaneceu de cabeça baixa e não mexeu um músculo, S/n já estava ficando assustada. Tocou a perna da garota e com um susto Jungeun levantou a cabeça, e o primeiro pensamento que a mais velha teve foi que Jongin estava ali e iria abusar dela.




S/n: Calma, sou eu.




A voz de S/n pareceu acalmar Jungeun, mesmo que com pouca iluminação a mais nova conseguia ver o rosto da mais velha. As duas sorriram uma para a outra, uma semana sem se verem parecia mais um mês, mesmo que pouco receosa S/n abraçou Jungeun mas o ato não poderia ser retribuído pois os braços de Lip estavam para trás e amarrados.




Jungeun: Senti sua falta.


S/n: Eu também senti a sua.


Jungeun: Como conseguiu vir aqui? Por que não está amarrar? Vai me dizer que vamos sair daqui.


S/n: Calma, eu conversei com Luhan e implorei para te ver, ele deixou eu vir sem está amarrada mas eu não posso te soltar.


Jungeun: Por quê?


S/n: Porque se eu fizer isso a JinSoul vai pagar pelo meu erro.


Jungeun: Eu to feliz por esta aqui.


S/n: Eu também. Me fala, estão cuidando bem de você? Você ta se alimentando? Alguém te machucou? Kai não tentou nada com você não, né?


Jungeun: Ei, relaxa. Estão cuidando bem sim, o embuste do Kai fica dando comida na minha boca, odeio isso! Ninguém me machucou e o idiota to Jongin não tentou nada.


S/n: Eu prometo voltar mais vezes, tudo bem?


Jungeun: Fica mais pouco, por favor.


S/n: Tudo bem, eu fico até você dormi.



E assim S/n fez, ficou com Jungeun até que ela pegasse num sono, Luhan que estava na sala ficou com muito ódio quando viu sua amada beijar Jungeun. Kai não se abalou muito pois já esperava que isso acontecesse. Luhan foi buscar S/n no quarto e a levou para o outro onde ela estava mas dessa vez ele amarrou suas pernas e como a mais nova estava com muito sono nem sequer questionou.




Portland, 04 de Julho às 02:56 




Yoongi se mantinha acordado no seu escritório esperando alguma novidade sobre S/n e Jungeun, sua irmã estava ali consigo porém a mais nova estava quase dormindo no pequeno sofá que tinha ali. Mas foi com um toque que fez a garota despertar e o mais velho se assustar, era uma video chamada com um user conhecido por sí "LCS", o Min não deixou que sua irmã participasse da chamada, Mina iria apenas escutar tudo e em silêncio.




Video Chamada On



Yoongi: A que devo a honra da ligação?


Luhan: Não quer saber como elas estão?


Yoongi: É tudo que eu mais quero.


Luhan: Pena, isso não acontecera hoje.


Yoongi: O que querem para soltar as duas? Dinheiro? Um jatinho? Não serem presos? Eu posso tentar reduzir a pena de vocês.


Luhan: Eu só quero uma coisa e acho que já consegui isso.


Yoongi: Quê?


Luhan: Tudo que eu mais queria era a S/n do meu lado, e agora eu a tenho.


Yoongi: Quanto a Jungeun?


Luhan: Ah, ela? Bom... Digamos que ela esta sendo bem cuidada pela ex namorado.


Yoongi: Por que fazer isso com as duas?


Luhan: Isso não estaria acontecendo se S/n não tivesse terminado comigo!


Yoongi: Você foi o culpado!


Luhan: Ela não tinha esse direto, e agora está pagando pelo erro dela.


Yoongi: Você é louco!


Luhan: É claro que sou, tenho que ir agora. Nos vemos em breve.



Vídeo Chamada Off





Yoongi suspirou e bateu na mesa e isso assustou sua irmã mais nova, Mina nunca tinho o visto assim. Ela levantou da cadeira onde estava e foi até o mais velho e lhe deu um abraço.



Mina: Se estressar não vai adiantar nada.


Yoongi: Eu não sei mais o fazer.


Mina: Não faça, deixe que a polícia faça.



Depois que se separaram do abraço, cada um foi para seu quarto tentar descansar pois iriam acordar cedo pois iriam na casa dos Kim's, Yoongi iria para a casa de Jin e Jisoo enquanto Mina iria na de JinSoul. 





[...]




08:30


 Amanheceu com um pouco de chuva em Portland, mas isso não impediu que os Min's  fossem até a casa dos Kim's. Mina entrou na casa de JinSoul e viu que a mesma estava na sala, ela olhava para um ponto fixo na tv e a mais velha estava com celular em mãos, diante disso Mina se aproximou da garota e sentou-se ao seu lado.



Mina: JinSoul? O que houve?


JinSoul: Eles...


Mina: Eles quem?


JinSoul: Luhan e outros.


Mina: O que eles fizeram?


JinSoul: Me mandaram um... Eles mandaram um video.


Mina: Que tipo de vídeo?


JinSoul: Alguns dos capangas estava gravando enquanto Luhan mostrava as meninas.


Mina: E como elas estão?


JinSoul: Jungeun estava aparentemente bem mas estava com uma cara de assustada.


Mina: Quanto a S/n?


JinSoul: Ela estava com o rosto machucado e parecia com raiva enquanto Luhan a tocava.


Mina: O QUE? Onde o Luhan estava tocando?


JinSoul: No rosto, nada demais. Mas mesmo assim ela estava com muita raiva.




Nada mais foi dito naquele momento e no meio daquele silêncio Mina pensava onde elas poderiam estar e por qual motivo apenas uma delas estava sendo machucada mas lembrou das expressões das duas Kim's. S/n mantinha a feição de brava e certamente não estava obedecendo as ordens do Luhan, já Jungeun fazia o contrário, estava sempre obedecendo e baixando a cabeça para tudo que lhe era dito e por isso não era necessário machucá-la.




JinSoul recebeu uma ligação de Nayeon pedindo para que ela, Mina e seus pais fossem para casa de S/n pois tinha novidades a respeito das duas garotas desaparecidas e foi como um flash que as duas saíram de casa e os pais de JinSoul logo atrás. 




Sr Kim: E então? Quais são as novidades?


S/Pai: Através de uma video chamada que foi feita ontem entre Luhan e Yoongi, os polícia conseguiram a localização de onde estava vindo a chamada.


Jin: Não se animem agora, apenas descobriram que possivelmente as meninas podem esta em Seattle.


Mina: A JinSoul recebeu um video, o Luhan quem mandou.


Jisoo: O que tinha no video?


Mina: Eles mostraram como as meninas estavam.


Nayeon: Sério? Ai meu Deus, elas estão bem?


Sana: Estão machucadas?


Tzuyu: Eu quero ver o video.


JinSoul: Minha irmã está bem mas S/n estava com machucados no rosto. Depois que eu terminei de ver o video ele foi deletado.


Yoongi: Não me deixaram ve-las quando ligaram.


Tiffany: O que faremos agora?


Jihyo: Os polícias estão a caminho de Seattle.


Wendy: Nós devíamos ir para lá?


Jennie: Deveríamos sim. Mas deveria ir apenas algumas pessoas.


Rosé: Jennie está certa, apenas alguns vão e os outros ficam e aguardam as novidades.


Lisa: E quem vai?


Yoongi: Eu vou.


Sra Kim: Eu e meu marido vamos.


Jin: Eu e meu pai vamos.


S/Pai: Tiffany? Taeyeon?


Tiffany: Nós vamos ficar e cuidar das meninas.


Jennie: Eu vou com vocês para Seattle.


Jisoo: Eu vou junto.


JinSoul: Eu também quero ir.


Sr Kim: Nada disso, você fica.


JinSoul: O que? Se trata da minha irmã e da minha quase outra irmã, acha mesmo que eu vou ficar?


Sra Kim: Achamos não, temos certeza. A chave do seu carro já está confiscada.


JinSoul: Droga!





Estava inconformada com a resposta de sua mãe, não queria ter que ficar ali apenas esperando, JinSoul queria agir, queria ajudar nas buscas mas pelo visto não teria outra escolha a não ser ficar. Aqueles que iriam trataram de arrumarem suas coisas para partirem ainda naquela manhã, Yoongi ficou responsável pelo agendamento do hotel onde ficariam e só iriam sair de Seattle quando estivessem com Jungeun e S/n. Em cerca de meia hora todos já estavam prontos para irem, JinSoul ainda tentou convencer seus pais a deixarem ir junto mas a resposta final já tinha sido determinada.





Sr Kim: A gente promete que liga quando tivermos qualquer novidade.


Sra Kim: Não iremos sair de lá sem elas.


JinSoul: Prometem?


Sra Kim: Nós prometemos.



Eles deixariam um beijo no topo da cabeça de JinSoul e em seguida entraram no carro, o restante entrou na casa de S/n e lá ficaram por um bom tempo. Todos estavam um pouco mais animados com a possível localização das meninas, elas poderiam ser salvas e logo logo estariam em casa.






[…]





Seattle, 06 de Julho às 17:45




Luhan andava de uma lado para o outro na sala da casa, os capangas haviam lhe dado a notícia que não conseguiram mas escutar nada e nem localizar mais ninguém. Aquilo era extremamente ruim, certamente todos desligaram os celulares e por isso não se conseguia saber mais de nada.




Luhan: O que vamos fazer agora?


Sehun: Talvez antecipar a viagem.


Chanyeol: Poderiam ir hoje mesmo.


Luhan: Hoje não pois é o aniversário dela.


Kai: Seria o melhor presente de aniversário de todos.


Luhan: Ela não vai concordar.


Chanyeol: Quem liga se ela vai concordar ou não?


Luhan: Eu ligo! Uma palavra errada, uma ação errada e toda a confiança vai acabar.


Sehun: E se formos pegos?


Kai: Não fale besteiras, o plano foi muito bem feito.


Luhan: Tentem hackear algum outro celular.




Os garotos concordaram e logo voltaram a mexer nos computadores em busca de informações, Luhan e Kai subiram as escadas para verificarem como estavam suas amadas, o chinês sabia perfeitamente que dia era aquele e por isso sem muita cerimônia ele entrou no quarto da Kim mais nova.




Luhan: Feliz aniversário, meu amor.


S/n: Não tem nada de feliz nisso e não me chame assim.


Luhan: Olha, eu tenho o melhor presente de mundo pra você.


S/n: Vai deixar eu e Jungeun irmos embora?


Luhan: Não, em alguns dias iremos para Rússia assim como você sempre quis.


S/n: O QUE?!


Luhan: Não gritei comigo!


S/n: Eu não vou pra Rússia com você! Nunca.


Luhan: Mas sempre foi seu sonho conhecer a Praça Vermelha.


S/n: Eu não quero, principalmente se for com você.


Luhan: Uma pena, as passagens já estão compradas e você não tem escolha.


S/n: Eu te odeio!


Luhan: Eu vou fingir que ouvi um “eu te amo”. Vou deixar você ver a Jungeun pela última vez.




Ela nada falou e Luhan tirou S/n da cadeira mas dessa vez deixou seus braços para trás e amarrados, até porquê, nunca se sabe quando S/n vai desamarrar Jungeun para tentarem fugir. Os dois entraram no quarto onde a mais velha estava e Kai estava tentando beijar Jungeun e a última virava o rosto para que tal ato não acontecesse.



Luhan: Deixe para beija-la depois.


Kai: Por quê?


Luhan: Porque eu estou falando, agora vamos, deixe as duas sozinhas.


Kai: Você é um péssimo sequestrador.


Luhan: Não precisa necessariamente ser ruim para ser um sequestrador, agora vamos.




Os dois saíram do quarto e deixaram as meninas sozinhas, Kim Lip continuava presa na cadeira o que era estranho já que ela era a que mais obedecia. S/n se aproximou da namorada e sentou no chão na sua frente.




Jungeun: Meus parabéns, angel.


S/n: Obrigado.


Jungeun: Eu sei que o motivo é óbvio mas… Por que essa carinha triste?


S/n: Lip… O Luhan ele--


Jungeun: Ele o quê?


S/n: Ele vai me levar embora, pra longe.


Jungeun: Não, isso não pode acontecer! Você não pode ir embora!


S/n: Não grita ou vai ser pior. Eu não tenho escolha, se eu não for algo pode acontecer com quem não está aqui.


Jungeun: S/a, por favor. Não vá.


S/n: Desculpa, mas não posso ir contra ele.




S/n se aproximou mais um pouco da mais velha e deitou sua cabeça no colo de Jungeun. Kim Lip planejava mentalmente como sair dali antes da viagem que Luhan estava planejando, não queria que S/n fosse, não com Luhan, não sem ela e por isso estava com um plano arriscado de sair dali. 




Jungeun: Por que está tão machucada?


S/n: Sabe como é, eu não obedeço certas ordens.


Jungeun: Não pode ser só isso.


S/n: Ah, as vezes eu falo alguma coisa sobre amar muito você e o Luhan se estressa.


Jungeun: Deveria parar.


S/n: De dizer que te amo? Nunca.


Jungeun: Vai se machucar mais se não parar.


S/n: Não ligo nem um pouco e por isso não vou parar de dizer o quanto eu te amo e queria ficar todos os dias do seu lado.


Jungeun: E eu achando que a namorada perfeita não existia. As vezes acho que não te mereço.


S/n: Eu que não te mereço, veio comigo pra um sequestro.


Jungeun: Estão te machucando mas você não para de falar que me ama.


Sehun: As duas não se merecem, pronto.




Sehun estrou no quarto e se aproximou de S/n, ele pegou mais nova pelo braço e sem dizer mais nenhuma palavra os dois sairam do quarto e Lip ficou sozinha novamente, ou era isso que ela achava. Dois saíram e um entrou, Jongin queria provar dos lábios da Kim novamente mas ela não estava facilitando e com motivo.



Kai: Qual é, Jungeun? Só um beijinho.


Jungeun: Eu já falei que não!


Kai: Por que não?


Jungeun: Você é meu ex, eu te odeio, quero distância de você e o mais importante… Eu tenho uma namorada.


Kai: Esquece ela! Essa garota vai embora, ela vai ficar com o Luhan e vai esquecer de você.


Jungeun: Isso é mentira! 


Kai: Você vai ver como no final eu vou estar certo.




Ele saiu do quarto e dessa vez Kim Lip estava sozinha, ela pensava em mil e umas maneiras de sair dali com S/n mas tudo que ela planjeva certamente acabava mal, seja uma delas machucadas, presas novamente ou até mesmo mortas. Mas Jungeun não era única que planejava isso, S/n estava esquematizando o plano perfeito para sair dali com Jungeun e só talvez o plano da mais nova desse certo.







No centro de Seattle se encontrava aqueles que vinheram em busca das meninas, Jisoo e Jennie estavam no mesmo quarto, S/Pai, Jin e Yoongi dividiam um quarto e os pais de Jungeun e JinSoul estavam em outro, apesar de ter sido aconselhada a ficar, Jisoo foi junto aós demais para Seattle. 



Poderia ter se passado apenas algumas horas mais a polícia já havia afirmado que as meninas estavam por ali já que antes eles não tinham total certeza, o plano era serem totalmente cuidadosos para não deixarem que os sequestradores desconfiassem que estavam próximos. E isso estava funcionando muito bem.




No quarto de Jennie e Jisoo, a mais nova estava preocupada com o estado da irmã. A mais velha olhava para um ponto fixo na parede branca e não falava absolutamente nada desde que chegaram.




Jennie: Jisoo? Jichu??? Kim Jisoo!


Jisoo: Quê? O que foi? Por que ta gritando comigo?


Jennie: Você não me escuta, ta tudo bem?


Jisoo: Sim, só estou pensando nas meninas.


Jennie: Vamos resgatar elas, não se preocupe.


Jisoo: Não sei o que vou fazer quando ver a S/n.


Jennie: Primeiro dê uma abraço nela depois a deixe de castigo por uma semana.


Jisoo: Tem razão, vou fazer isso.






[…]




Portland, 09 de Julho às 14:23





Todos estavam reunidos na casa de S/n, receberam a notícia de que tinha a localização certa das meninas e que em algumas horas iriam invadir a casa, prender os meninos e tirar as meninas do cativeiro. Mas isso tinha uma grande chance de dar errado, visto que S/n também planejava dar um fora dali em alguns minutos.




Taeyeon: Daqui a pouco nossas meninas vão esta em casa.


Nayeon: Quem eu abraço primeiro? O amor da minha vida ou a S/n?


JinSoul: Eu queria ter ido junto.


Sooyoung: Desde terça-feira você diz isso.


JinSoul: Se meus pais não tivessem pegado a chave do meu carro eu já estaria lá.


Tiffany: Não estaria porquê eu não iria deixar que fosse.


Hyunjin: Vai demorar muito para tirarem elas de lá?


Jihyo: Não sabemos.


Tzuyu: Eu me admiro pela S/n não ter tentando fugir.


Sana: O Luhan poderia ta ameaçando ela.


Hyejoo: Mas ela não é de baixar a cabeça assim tão fácil.


Heejin: Vai ver ele usou uma de nós pra ameaçar ela.




Elas continuaram a conversa sobre as meninas e planejando uma pequena festa quando elas voltarem. Ficaram cerca de vinte minutos falando sobre a festa e só se calaram quando o celular de Taeyeon tocou, naquele momento só se escutava a voz da Kim mais velha e a respiração das outras meninas.




Ligação On



Taeyeon: Alô?


Jin: Iriam começar tudo agora.


Taeyeon: Tem certeza que vai dar certo?


Jin: Esperamos que sim.


Taeyeon: E se… Algo ruim acontecer?


Jin: Não vai, elas saíram de lá bem.


Taeyeon: Estamos todas torcendo por isso.


Jin: Nós também, temos que ir agora.


Taeyeon: Voltem com nossas crianças.


Jin: Pode deixar.



Ligação Off




Todas olhavam esperançosas para Taeyeon, a mesma sorriu para todas que ali estavam.




Taeyeon: Vão começar o plano deles.


Mina: Dedos cruzados agora.


Jiwoo: Sou capaz de beijar as duas quando chegarem.


Sooyoung: Dependendo de onde for o beijo…


Yerim: Vamos esperar agora.


Yeojin: Acho que a JinSoul vai acabar comendo os dedos dela.


Chaewon: Soulie! Para de roer as unhas que você já não tem.


JinSoul: Desculpa, eu to ansiosa.


Kahei: Todas nós estamos.






Seattle, 09 de Julho às 14:45





Através de Chanyeol, Luhan soube que a polícia de Seattle estava passando perto dali o Park lhe contou isso ontem a noite quando voltou da rua pois era o dia dele dar uma volta na cidade para ver como tudo estava. O chinês se apressava em arrumar a mala para sair do país o mais rápido possível, por pensar que já havia conseguido a confiança de S/n, ele ordenou que as câmeras fossem desligadas e tiradas dos quartos. Sabemos que isso foi um total erro de certa forma. 




Jungeun estava no quarto dormindo sentada na cadeira, nem sequer imaginava que tanto S/n como os policias iriam tira-las de lá. Lip não havia conseguido mais dormi desde que Kai estava insistindo em lhe beijar, se S/n imaginasse que isso estava acontecendo ela teria agido mais cedo, a Kim mais nova estava no quarto ainda amarrada na cadeira mas não por muito tempo, por um erro de Sehun ele acabou deixando seu canivete ali. Suas pernas não estavam amarradas e isso facilitou sua chegada até a pequena mesa que tinha ali e era onde estava o canivete, ficou de costas e conseguiu pega o objeto e demorou um pouco para ela conseguir começar a cortar a corda.




Depois de quinze minutos conseguiu se soltar porém com um ou dois cortes superficiais no dedo, ela chegou perto da porta e por um segundo pensou em sair mas acabou por ouvir passos se aproximando. Ela correu e coloco a cadeira de volta no lugar e se escondeu com o canivete em mãos, a porta foi aberta e S/n conseguiu identificar que quem tinha entrado era Chanyeol e por isso não pensou duas vezes em se abaixar lentamente e fazer um corte no tornozelo do garoto e em seguida sair correndo ate o quarto onde Kim Lip estava. 





O Park estava caindo e grunhido de dor no chão, S/n corria o mais rápido que conseguia, a mais nova chegou no quarto e entrou de uma só vez e isso acabou por assustar Jungeun que soltou um grito e S/n não pensou antes de colar seus lábios no da namorada.




S/n: Shii… Sou eu.


Jungeun: O quê? Como?


S/n: Sem perguntas, meu amor. Vamos sair daqui primeiro.



Ela soltou os pulsos da mais velha e em seguida as pernas, quando ficou livre do aperto das cordas, Jungeun não pensou duas vezes em abraçar S/n e beija a mesma de forma intensa e tudo foi retribuído em dobro. Se separam as ouvir barulhos de sirenes, Lip olhou incrédula para a namorada que apenas se perguntava mentalmente como a polícia estava ali.



Jungeun: Como conseguiu chamar a polícia?


S/n: Eu não chamei.



A mais nova entrelaçou os dedos no de Jungeun e juntas saíram daquele quarto mas tudo estava indo bem demais para ser verdade, quando chegaram perto da escada, Sehun, Jongin e Luhan apareceram mas os dois primeiros foras descartados rapidamente por dois policiais que entraram pelos fundos da casa e pegaram os dois. Quando S/n fez menção de que iria descer as escadas o chinês sacou a arma e apontou para Jungeun mas como se isso não bastasse, outro policial apareceu e apontou sua arma para Luhan.



Policial: Abaixe a arma.


Luhan: Nunca.


Policial: Não queremos que ninguém saía ferido. Então abaixe a arma.





Era um conflito no topo das escadas, o policial que estava apontado a arma para Luhan fez um sinal para que seus companheiros não se aproximassem ou isso poderia acabar pior. Jungeun apertava cada vez mais forte a mão de S/n, as duas estavam com medo do que poderia acontecer naquele momento. 




S/n: Luhan, por favor.


Luhan: Não me venha com essa!


S/n: Eu fiz tudo que você pediu!


Luhan: Não foi o suficiente!


S/n: Deixe a gente ir.


Luhan: Não, ou você vem comigo ou você não vai com ninguém.


Policial: Garoto, é meu último aviso. Abaixe sua arma.




Não sabemos se faria diferença ou não o policial ter ficado calado mas depois da fala do homem o gatilho foi puxado e a arma ainda estava sendo apontada para Jungeun porém, não foi ela quem recebeu o tiro. S/n empurrou a namorada a tempo e acabou por levar um tiro no ombro e como estava no topo da escada foi inevitável ela não cair escada abaixo, na mente de S/n ela fez o que deveria ser feito.




O barulho do tiro 


O grito de Jungeun


A sirene da ambulância


A imagem embaçada de Kim Lip chorando.


E vários médicos entrando na casa.



Foi tudo que S/n viu e ouviu antes de apagar no chão frio daquela sala.











Continua…





Notas Finais


✌🏻😗

Postei e fui dormir 😴😴😴


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...