1. Spirit Fanfics >
  2. I Feel Good With You >
  3. Primeiro dia de aula

História I Feel Good With You - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Primeiro dia de aula


Fanfic / Fanfiction I Feel Good With You - Capítulo 2 - Primeiro dia de aula

✧ Alice ✧

Acordo cedo como todos os dias, faço minha higiene, coloco a roupa que eu já tinha separado na noite anterior e vou para a faculdade.

Oi, meu nome é Alice, tenho 19 anos e faço faculdade de literatura na Coréia do Sul. Sou brasileira, mas moro aqui faz 1 ano. Decidi vir pra poder esquecer os problemas do passado e tentar começar uma nova vida.

Era o primeiro dia de aula, eu já estava no segundo período da faculdade então já sabia como funcionava aquele lugar. Você pode achar que clichês são falsos, mas aqui é assim. Os populares que são acompanhados por garotas ricas. As doidas que perseguem os garotos populares. Os nerds apaixonados pelas garotas ricas... E eu! Não me encaixo em nenhum grupo, prefiro ser autêntica e sozinha.

Quando deu o horário todos foram para suas respectivas salas. Então acabei percebendo algo novo naquele lugar, ou melhor, alguém. Era um garoto alto, magro e de cabelos pretos. Sua pele era clara e seus olhos transmitiam paz e alegria. Ele havia me chamado a atenção por não estar com algum grupinho também, preferiu apenas a companhia de seu livro.

〰〰〰〰〰〰〰〰〰〰〰〰〰〰〰

A aula já tinha começado e eu estava
anotando tudo o que o professor
explicava em meu caderno colorido (por que ninguém é de ferro) que me faz ter vontade de estudar. Percebi que o garoto estava meio perdido nas explicações mas decidi não me meter.

Chega o intervalo e todos guardam seus materias, até que sinto alguém colocar a mão em meu ombro.

-: Se encostar em mim de novo morre. - Digo me virando rapidamente vendo que era o tal garoto, eu... não queria ser grossa poxa, mas é automático.

Xx: D-desculpe e-eu não queria incomodar. - Fala virando-se e indo embora.

-: Ah não, eu não queria ser grossa com você, é que às vezes eu não controlo... Mas o que você ia dizer?

Xx: É que eu me perdi um pouco nas explicações - E eu me perdi no seu maldito olhar - Você poderia me ajudar?

-: Claro! Depois da aula podemos ir na biblioteca e eu te explico tudo - O que? Alice sendo gentil com alguém? Eu realmente não tô bem.

Xx: Muito obrigado! - Abre um sorriso mostrando suas lindas covinhas, meu Deus que sorriso... - A propósito, prazer meu nome é Soobin. - Fala estendendo-me a mão.

-: Prazer, meu nome é Alice. - Aperto sua mão.

Sb: Que nome lindo! - Então ele olha pra mim de cima a baixo me deixando tímida. - Você não é daqui né?

-: Não, sou do Brasil. - Pela minha pele, meu corpo e meu cabelo era óbvio que eu não era dalí.

Sb: Adoro ler sobre outros países, e o Brasil me chamou a atenção, quero visitar algum dia.

-: Você precisa comer pão de queijo! - Digo como uma ordem.

Sb: Todo pão é bom, vou adorar! - Rimos.

Somos interrompidos pelo sinal que indicava que o intervalo havia acabado. Eu fiquei todo esse tempo conversando com ele? E eu gostei?! Alice precisamos de um médico urgente.

〰〰〰〰〰〰〰〰〰〰〰〰〰〰〰

A aula acabou e eu fui direto para a biblioteca como o combinado. Estava escrevendo em meu caderninho quando alguém senta ao meu lado.

Sb: Oi! - Fala sorrindo como sempre.

-: Ah oi.

Sb: Nossa, que seca.

-: Quer água? O bebedor é alí. - Aponto.

Sb: O que você tava escrevendo? - Tenta olhar para o meu caderno.

-: N-nada! - Fecho ele rapidamente.

Sb: Se não fosse nada você não se importaria se eu fizesse isso. - Pega o caderno e sai correndo.

-: Caralho, volta aqui desgraça! Me devolve! - Corro atrás dele.

Sb: Só se você conseguir pegar. - Levanta o caderno o mais alto possível. Tento pular mas é em vão, aquele garoto parecia um avatar.

-: Você quer morrer cedo né?! Me devolve antes que aconteça algo com o seu lindo rostinho.

Sb: Então eu vou devolver para a senhorita antes que meu lindo rostinho fique roxo. - Ri. Meu Deus eu falei aquilo em voz alta?!

-: Ah vai se ferrar!

Voltamos pra mesa e comecei a explicar a matéria para Soobin que parecia entender tudo. Até que deixo minha caneta cair e vou pegar, mas o garoto faz o mesmo e acabamos encostando nossas mãos.
Suas mãos eram grandes, quentinhas e macias, poderia segurá-las pelo resto da vida. Ficamos nos olhando por alguns segundos, mas que pareciam horas. Foi como se o mundo tivesse parado e só nossos olhares conversassem entre si.
Mas aquele tranze acabou quando eu desajeitadamente peguei a caneta e me levantei batendo a cabeça na mesa.

Sb: Meu Deus você tá bem? - Pergunta acariciando a área dolorida.

-: Tô sim. - A verdade é que tava doendo para um caralho!

Sb: Tem certeza? Não acha melhor tomar um remédio?

-: Talvez, mas eu não tenho aqui.

Sb: Eu tenho. - Tira uma cartela de comprimidos pra dor da mochila, e uma garrafinha d'água. - Toma.

-: Obrigada! - Tomo o remédio e o devolvo a garrafa. - Já tá tarde, acho melhor irmos.

Sb: Ah sim, verdade.

-: Você entendeu a matéria?

Sb: Entendi sim, muito obrigado.

-: Então... nos vemos amanhã?

Sb: Claro, até amanhã!

-: Até! - Me despeço acenando e saindo da biblioteca.

〰〰〰〰〰〰〰〰〰〰〰〰〰〰〰

Chego no meu apartamento e me jogo na cama. Eu havia passado a tarde inteira na biblioteca, já eram 19:00 horas. Fiz uma lasanha e comi sozinha mesmo, como todos os outros dias, mas eu gosto disso. Às vezes a solidão não é tão ruim, você só tem que saber aproveitá-la.n

Termino de comer, lavo a louça e vou pra cama.n



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...