1. Spirit Fanfics >
  2. I feel in love for one Inccubus: IMAGINE SOOBIN - TXT >
  3. Forty

História I feel in love for one Inccubus: IMAGINE SOOBIN - TXT - Capítulo 40


Escrita por:


Notas do Autor


Gente, me desculpa mesmo mesmo a demora. Eu tô com MUITO bloqueio mesclado com preguiça.

Tipo, eu tenho ideias, mas não consigo escrever de uma forma boa, e aí mistura com a preguiça e já viu...

Ah, se você é leitor e add meu número que tá no cap 13, esquece. Eu não desbloqueei ele a tempo e perdi o número de vez. Vou ter que trocar...

É isso, boa leitura 0/

Capítulo 40 - Forty


P.O.V Jeon Jungkook

Soobin e Sohee estavam felizes na sala. Eu podia ouvir e ver suas risadas e os dois trocando beijos carinhosos. Ver eles assim me deixava feliz, meu filho ficou muito cabisbaixo nesses dois dias separado, e ver ele sorrir assim me enche de felicidade.

Notei Seok suspirar de modo triste e se levantar, saindo da cozinha. Franzi a testa e olhei ao redor, vendo que Namjoon e Yeonjun conversavam e nem viam o que acontecia ao redor, enquanto Taehyung não parava de mexer no celular.

Eles nem estão vendo que o Hoseok parece triste.

Hoseok, o que ele tem?

Me levantei devagar da cadeira da cozinha, bebendo o restante de café que tinha em minha xícara.

Saí da cozinha, indo na direção das escadas. Hoseok subiu, eu ouvi o som de passos na escada. Caminhei pisando de maneira leve, pra não fazer barulho e pra que ele não notasse que eu o seguia.

Hoseok foi subindo, até chegar no alto da casa de Namjoon. Abri a portinha e saí, vendo Hoseok sentado na beirada, balançando os pés.

Eu podia sentir a forte energia de tristeza e melancolia que ele exalava, afinal, eu sou um deus específico da destruição, sinto essas coisas.

— Hoseok?-ele estremeceu, olhando por cima do ombro.

Jh: Você me assustou.-seu olhar voltou pra rua, vazio.

— O que você tem?-coloquei as mãos nos bolsos do moletom que eu vestia, caminhando até a beirada, sentando ao seu lado.— Tá todo mundo lá embaixo, estão animados, cada um da sua forma. Por que logo você tá assim?

Jh: Eu...-ele respirou fundo, encolhendo os ombros pra respirar fundo, logo os relaxando.— Eu sinto inveja de todos lá embaixo. Não deveria sentir, mas sinto...

— Inveja?-Hoseok olhou pra mim, dando um sorriso de lado.

Mas, outra vez, seu olhar vazio se virou pra vista da rua. Olhando pro horizonte como se fosse a coisa mais interessante do mundo.

Ele não quer olhar nos meus olhos.

Jh: Sim, até de você.-respirou fundo, novamente.— Vocês se amam, amam uns aos outros e eles são casais apaixonados. Eu queria ser amado daquela forma, como o Soobin hyung ama a Sohee, ou como o Namjoon hyung ama o Yeonjun, ou como o Taehyung parece amar trocar mensagens com a pessoa do celular.-a voz de Hoseok mudou, como se... Estivesse chorando?

— Hoseok? Está chorando?-segurei seu rosto, o virando pra mim. Os olhos de Hoseok estavam cheios, quase transbordando.

Jh: Eu queria ter sido amado assim, Guk. Eu queria ser amado também.-as lágrimas começaram a escorrer por seus olhos e eu olhei rapidamente ao redor, vendo que o tempo fechava aos poucos.

— Seokkie, não diz isso...

Jh: Por que eu nunca fui amado? Nem mesmo como um filho? Sempre fui só mais um servo de um cara ruim, desperdiçando minha vida e meus sonhos a troco de nada. E-eu não sou especial pra ninguém?

— É, claro que é, vo-

Jh: Não precisa dizer essas coisas clichês, Jungkookie!-Hoseok se levantou, se afastando de mim.

O tempo fechou de vez, começando uma chuva com gotas fortes, grossas e pesadas.

Sempre que um anjo fica triste e chora, o céu chora junto, na mesma intensidade.

Seria bonito e mágico, se não fosse trágico.

Hoseok está realmente triste e parece ter ficado nervoso, já que um relâmpago forte e barulhento cortou o céu.

Jh: Eu vejo isso! Eu não devia estar aqui! Eu quero ir pra casa, eu quero ir embora.

— Você não pode ir!-fui andando na sua direção, parando atrás de si.— Eu não sei consolar alguém triste, mas eu vou estar aqui pra te ouvir, sempre que precisar de mim e também quando não precisar.

Nós dois já estávamos ensopados a esta altura do campeonato. Meu cabelo estava completamente molhado e pingando, assim como as minhas roupas. Hoseok estava da mesma forma.

Jh: Eu não vou suportar saber que eu tive culpa, caso vocês sejam separados uns dos outros. Não posso estragar tudo, eu nem posso defender vocês... E-eu sou fraco, Jungkook. Eu tenho medo... Dele.

Mais um relâmpago cortou o céu e segundos depois o som estrondoso se fez presente.

Segurei a cintura de Hoseok e o virei pra mim, olhando seu rosto vermelho por estar chorando. O puxei um pouco pra perto e sorri fraco, tirando um pouco de cabelo da frente do seu rosto.

Jh: O que é engraçado? E-eu estou triste, Jungkook...-as bochechas dele coraram e eu sorri, mostrando meus dentes.

— Você é tão cego, sabia?-subi uma mão pra parte inferior das suas costas, acima do cóccix.— Cego e lindo.

Jh: C-cego?-meus olhos encontraram os seus e eu pude ver ali, eu tinha certeza.

Não é unilateral.

— Eu amo você. Você é especial pra mim desde o momento que abriu os olhos naquela cama, Seok. Os outros também gostam de você, ou você acha que o Namjoon deixa qualquer um ficar com a gente?-os ombros dele encolheram um pouco, e seu rosto ficou um pouco mais vermelho.

Jh: O-o Jimin... Ele ficou aqui...

— Ah, nem me lembre disso.-minha outra mão repousou na nuca de Hoseok. Segurei seus fios loiros entre meus dedos, puxando um pouco.

Hoseok arfou quando aproximei meu rosto da sua orelha, respirando próximo dali. Sorri de lado, sentindo uma vontade extrema de lamber ali.

— Tão sensível, assim como eu imaginei...

Jh: J-Jungkookie...-as mãos dele agarraram minha camisa molhada.

A chuva se tornava menos intensa, mas não parava.

Jh: N-não brinque comigo...-as mãos dele tentaram me afastar gentilmente pelo abdômen, e eu ri fraco.

— Não estou me aproveitando, eu juro.-sussurrei contra seu pescoço, ouvindo outro arfar.— Você está gostando... E eu nem fiz nada, ainda.

Jh: Jungkook, para!-Hoseok me empurrou, se afastando de mim.

O olhei, sorrindo de canto. O rosto de Hoseok estava vermelho de vergonha e ele abraçava o próprio corpo.

Jh: Aish, você é muito bom em inverter a situação. E-eu estava chateado, agora eu estou com vergonha seu... Seu...

— Olha a boca suja, Seok.-ri fraco, vendo ele inflar as bochechas e limpar os olhos.

Jh: Seu tarado! Eu estava falando sério e você... Você vem com, isso!-ele apontou pra mim, como se estivesse me acusando.

Cadê o anjinho triste de minutos atrás?

Jh: Não me toque assim, tá ouvindo? Eu bato em você!

Hoseok bateu o pé e andou pisando de maneira birrenta, ele ia passar por mim.

Ri fraco e peguei em seu pulso assim que ele passou do meu lado e o puxei pra mim, encaixando nossos corpos como antes.

Segurei em sua nuca e beijei seus lábios rapidamente, em um selar demorado.

Abri levemente os olhos, vendo os olhos de Hoseok arregalados enquanto ele estava congelado, paralisado ali. Até que seus olhos se fecharam e ele ficou molinho em meus braços, segurando na minha camisa molhada.

Encostei a ponta da minha língua em seus lábios, que prontamente se separaram pra que eu pudesse entrar.

Minha língua e a de Hoseok se tocavam e se entrelaçavam, assim como nossos lábios. O beijo de Hoseok era tão gostoso e viciante que eu poderia ficar aqui por mil anos e ainda iria querer mais.

Jh: A-ah, G-Gukkkie... Eu me sinto...

— Se sente como?-desci meus beijos por seu pescoço, logo sentindo seu membro cutucar minha coxa.— Ah, assim que você se sente?-ri fraco, dando uma sugada leve em seu pescoço.

Jh: Jungkook, eu quero fazer amor com você. P-por favor...-me afastei um pouco pra poder olhar seu rosto.

Não tinha um pingo de medo.

— Você... Quer?

Jh: Quero! Eu quero sim... Eu prometo ser gentil com você, Gukkie...-ele sorriu, se aproximando de mim e beijando meu maxilar.

Gentil comigo?

Espera um pouco aí...

— Hoseok, o que você está pensando?-claro que minha pergunta foi ridícula e claro que eu sabia, mas eu precisava ouvir pra ter certeza.

Eu não posso ter me enganado tanto.

Jh: Eu quero foder você, Jungkookie. É assim que vocês falam, não é?





Notas Finais


Comentem, tô super curiosa pra saber o que acharam!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...