1. Spirit Fanfics >
  2. I fell in love >
  3. Eight

História I fell in love - Capítulo 8


Escrita por:


Capítulo 8 - Eight


Taehyung está conversando com minha mãe enquanto eu me arrumo para ir à faculdade, parece que a cada dia que passa ele fica mais grudento, não que isso seja ruim.

Assim que terminei de tomar meu banho e organizar tudo, peguei minha mochila e caminhei até onde eles estavam.

- Eu já vou indo porque não quero me atrasar - avisei.

- Boa aula - Taehyung diz me dando um selinho.

- Vai almoçar lá mesmo ou vai comer aqui? - minha mãe perguntou após eu depositar um beijo em sua bochecha.

- Não sei ainda omma, tenho que ver se Jimmy vai querer almoçar por lá.

Taehyung revirou os olhos após me ouvir falar sobre Jimmy, não sei o porquê de ele começar a agir assim, mas ele está começando a sentir ciúmes de mim com o Jimmy.

- Tudo bem, pode me ligar avisando se for comer com a gente?

- Sim mãe.

Caminho até a faculdade já pensando em tudo que tenho pra fazer hoje, conversei com uma amiga de minha mãe e ela me ofereceu um trabalho como babá, eu amo crianças então eu aceitei na hora, hoje eu vou até a casa dela conhecer a menina que cuidarei.

Chegando na faculdade pude ver Jimmy sentado em um banco conversando com Jimin.

- Oi gente - cumprimentei.

- Oi Soomin, bom dia - Jimin foi simpático.

- Oi, se não se importam eu preciso ir ao banheiro - Jimmy se levantou e caminhou para longe de nós.

- O que deu nele? - perguntei estranhando a situação.

- Eu não sei, vai entender o que se passa na cabeça de Jimmy - o mesmo deu de ombros.

- Tá bom né - me sentei no banco onde Jimmy estava momentos antes em frente ao Jimin.

- Stephanie veio falar comigo hoje.

- Sério? O que ela queria?

- Disse que queria se resolver comigo, que as coisas ficaram mal explicadas.

- E você disse o que?

- Que eu tentei conversar mas ela não quis me ouvir e agora quem não quer ouvir sou eu.

- Uou Jimin arrasa corações - brinquei dando um empurrão de leve em seu ombro.

- Alguns - mexeu as sobrancelhas de uma maneira engraçada.

- Convencido.

- E você? O que conta de novo?

- Eu vou ser babá - comentei animada.

- Que demais! Você adora crianças, não tem babá melhor que você - sorriu animado.

Com o tempo Jimin e eu fomos ficando mais próximos, como ele é melhor amigo de Jimmy e eu estou sempre com Jimmy pela faculdade e as vezes até fora dela, acabamos nos encontrando muitas vezes.

Jimmy veio avisar que já era hora de irmos. Afirmamos e caminhamos até lá, Jimin e eu conversamos no caminho mas Jimmy permaneceu em silêncio.

Após chegarmos em nossa sala Jimin se despediu de nós e puxei Jimmy pelo braço antes que ele entrasse na sala.

- Jimmy, o que há com você? - perguntei preocupada.

- Não é nada Soomin, vamos entrar porque eu não quero me atrasar.

- Vai almoçar comigo hoje?

- Não vai dar, eu prometi que iria cuidar do meu irmão mais novo.

- Tudo bem.

O soltei e entramos na sala, ele ficou estranho o resto do dia e eu simplesmente não sei o que tá acontecendo com ele. Pensei que ele me considerava uma amiga de confiança, mas aparentemente eu estava errada.

Mandei uma mensagem para minha mãe avisando que iria almoçar em casa, ela com certeza vai chamar Taehyung para almoçar lá também, ele vai começar a trabalhar em uma empresa como aprendiz e não sabe ao certo quanto tempo ele vai ficar na trabalhando, então quer aproveitar cada segundo ao meu lado.

- Cheguei - falei ao entrar em casa e sentir o cheiro da comida - que cheiro bom.

- Oi amor - Taehyung se aproximou me abraçando e beijando minha bochecha, sorri boba.

- Hoje minha mãe caprichou em - comentei ao olhar a mesa pronta.

- Taehyung me ajudou a preparar - minha mãe apareceu do nada.

- Sério? - perguntei surpresa.

- Sim meu anjo vem cá - Taehyung falava empolgado - experimenta e diz o que achou.

Me sentei a mesa e comi um pedaço da comida que Taehyung fez.

- Uau Taehy isso tá muito bom - comentei surpresa.

- Gostou mesmo? Não tá mentindo pra mim tá?

- Claro que não! Prove você mesmo - peguei com os hashis e levei até a boca dele.

- Nossa eu me superei - ele comentou sorridente.

- Você está ficando cada vez melhor nisso Taehyung - minha mãe comentou orgulhosa.

- Graças a você omma! Obrigado por me ensinar - agradeceu sorridente.

- Não precisa agradecer querido, eu gosto de te ensinar.

Parei o que estava fazendo ao sentir meu celular vibrar no bolso da minha calça, peguei o aparelho em mãos e vi que era uma mensagem de Jimin.

Jiminie: Min você tá ocupada?

Eu: Estou almoçando, por quê?

Jiminie: Eu preciso te encontrar, posso ir aí?

Eu: Não sei se meu namorado iria gostar disso...

Jiminie: Então vem aqui na minha casa, please.

Eu: Tudo bem, estarei aí daqui a pouco.

Continuei almoçando mas agora minha mãe e Taehyung me faziam companhia, eles me contaram como foi o dia deles e perguntaram como foi o meu, preferi não falar nada sobre Jimmy estar estranho comigo pois ainda tenho que fazer Taehyung se simpatizar com ele de novo.

Taehyung e eu havíamos acabado de lavar e guardar toda a louça, antes que ele pudesse dizer alguma coisa o chamei.

- Taehy, você pretende ficar em casa hoje?

- Sim, por quê?

- Preciso dar uma saída.

- Pra onde?

- Jimin disse que precisava falar comigo.

- E quem é Jimin mesmo? - franziu as sobrancelhas.

- Melhor amigo do Jimmy, ex namorado da garota que eu não gosto nem um pouco...

- Ah esse! O que ele quer com você?

- Eu também estou querendo saber.

- Vai lá então meu anjo, vou ficar aqui fazendo companhia pra sua mãe pois eu não tenho nada pra fazer em casa hoje.

- Não vai ficar decepcionado comigo por estar saindo?

- Não tenho motivos pra isso, eu não vou ser o tipo de namorado ciumento que fica dando ordens do que você pode ou não fazer, a vida é sua e as escolhas também, não vejo nada de errado em você querer encontrar um amigo.

- E em relação ao Jimmy?

- Ele é um caso a parte - falou sério.

- Qual é Taehy? Ele é tão legal com você, nunca te deu motivos para você não gostar dele.

- Você que pensa, um dia você saberá exatamente porque não consigo ter uma amizade com ele.

- Desde que não acabe surtando com esse ciúmes bobo, tudo bem.

- É melhor você ir logo antes que fique tarde, não quero que volte de noite pois pode ser perigoso.

- Eu não sou uma criança - cruzei os braços - mas obrigada por se preocupar comigo.

- Eu te levaria mas levei minha moto para lavar - falou com um bico nos lábios.

- Tá tudo bem amor, ele não mora tão longe daqui, vou tentar voltar cedo pra gente passar o resto do dia juntos.

Após me despedir de Taehyung, fui para meu quarto tomar um banho e trocar de roupa. Peguei meu celular e então caminhei em direção a casa de Jimin.

Jimin mora sozinho pois não se dá muito bem com seus pais, então apenas bati na porta esperando o mesmo aparecer.

- Demorou! - o mesmo comentou após abrir a porta.

- Ei eu vim andando, tenha consideração - pedi entrando na casa do mesmo.

- Por que não me avisou? Eu poderia ir te buscar.

- Ah Jimin já foi, eu já tô aqui e é isso que importa não é?

- Sim, mas eu vou te levar em casa depois.

- Tudo bem não vou nem discutir.

Fiquei observando a casa dele novamente por alguns segundos, não havia mudado muita coisa desde a última vez que vim aqui junto com Jimmy. Mas agora haviam mais quadros espalhados pelo cômodo.

- Desde quando decidiu colocar esses quadros aqui? - perguntei pegando um em minhas mãos.

- São dos meus amigos e das minhas viagens - falou sorridente - eu gosto de relembrar das coisas boas então eu decidi deixar aqui.

- Quem é ela? - perguntei apontando para uma garota que estava ao lado de Jimin na foto.

- Minha irmã - seus olhos brilharam ao falar da mesma - nos separamos após a briga que tive com meus pais, eu vim pra cá e ela ficou lá.

- Não se falaram mais depois disso?

- Infelizmente não, sinto que meus pais a fizeram pensar como eles, que o errado sempre fui eu e que sou um ingrato.

- Vocês pareciam bem próximos, além de irmãos pareciam grandes amigos.

- Nós éramos mesmo, eu contava tudo pra ela e ela contava tudo pra mim. Sempre que meus pais brigava com um de nós o outro defendia.

- Então eu acho que você está bem errado em pensar isso da sua irmã
Jiminie, se vocês se amavam tanto assim eu duvido que ela pense algo ruim de você.

- Eu não sei...

- Deveria ir vê-la um dia desses.

- Jamais pisarei meus pés novamente naquela casa.

- Eu posso ir com você, viro amiga dela e chamo ela pra dar uma volta, aí você vai também e se reencontram.

- Não sei não em Min, seu namorado jamais iria achar legal você viajar comigo.

- Ah eu levo ele com a gente, por favor vamos? - fiz minha melhor cara de cachorro sem dono.

- Tudo bem você venceu, vamos combinar tudo certinho depois.

- Certo.

- SooMin! - o mesmo gritou do nada me assustando.

- Que foi?

- Não era hoje que você seria babá de uma criança?

- Minha nossa a criança! - arregalei os olhos me lembrando do meu compromisso.

- Quando foi que vocês combinaram?

Peguei meu celular e olhei as mensagens que havia trocado com a senhora Jeon.

- Daqui dez minutos!

- Ainda dá tempo, levanta daí e vamos logo.

- Mas e a nossa conversa?

- Deixaremos pra outro dia, seu trabalho é mais importante que isso.

Concordei e me levantei, Jimin pegou a chave do carro e saímos da cas apressadamente, passei o endereço para ele e em poucos minutos já nos encontrávamos em frente ao local onde a mulher morava.

- Muito obrigada Jiminie e me desculpa ter feito você perder tempo.

- Não perdi nada Soomin fica tranquila, bom trabalho.

- Obrigada.

Sorri e desci do carro tocando a campainha da casa logo após.

- Olá Soomin boa tarde - a mesma me cumprimentou sorridente.

- Boa tarde senhora Jeon espero não ter me atrasado.

- Me chame apenas de Boram querida, chegou bem na hora - sorriu educada - por favor entre Mina está doida para te conhecer.

Sorri e concordei entrando na casa da mesma, ela era uma mulher bem de vida pois desde o lado de fora da casa é notável o quanto a pintura é impecável e não há falta de organização. Os móveis luxuosos e o piso branco completamente limpo dava para perceber que haviam empregados ali e que seu marido não se importava em gastar uma boa quantia em dinheiro em móveis caros.

- Ela está no banho agora se importa de aguardar um pouco? - perguntou ainda de pé.

- Sem problemas eu espero.

- Por favor sente-se, vou pedir para a cozinheira preparar algo para vocês comerem.

- Não é necessário, eu almocei agora a pouco e estou satisfeita - falei me sentando no sofá incrivelmente macio.

- Tudo bem, eu preciso ir agora mas assim que a empregada terminar de dar banho em Mina ela a trará aqui.

- Certo, obrigada.

A mesma se despediu e saiu dali, me senti um pouco perdida pois ainda não compreendo o porquê de ela ter me escolhido para cuidar de Mina, aparentemente ela já possui muitos empregados o que obviamente faz com que eu não seja necessária.

- Com licença senhorita Soomin, Mina saiu do banho agora e está em seu quarto, quer conhecê-la?

- Sim, por favor.

A mesma me guiou até o quarto da criança e me surpreendi ao ver um quarto completamente rosa, com uma estante cheia de brinquedos extremamente organizada, haviam alguns livros e quadrinhos também, a cama da garotinha tinha algumas pelúcias que aparentemente dormem com ela.

Assim que entrei a mulher foi embora me deixando sozinha com Mina.

- Oi moça bonita - falei tentando atrair a atenção da mesma.

- Oi, quem é você? - fez um biquinho fofo nos lábios.

- Meu nome é Soomin, eu posso ser sua amiga? - me abaixe para ficar da mesma altura que a pequena.

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...