História I Fell in love, Justin Bieber - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Justinbieber
Visualizações 57
Palavras 526
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Mistério, Suspense
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Essa fic pode conter linguagem imprópria ou cenas consideradas chocantes se és sensível não leias.

Capítulo 1 - História de Justin Bieber


Prólogo.

Ashley ouvia atentamente a conversa dos seus pais. O seu pai explica a sua mãe o porquê de estar a cometer tal maldade para a sua filha.

- Nós não temos mais escolhas, maria - explicava o homem.

- Não podemos fazer isso com Ashley ela ficará muito desiludida connosco. Nós fazemos outra coisa para ganhar dinheiro - suplicava a mulher.

- Ambos sabemos que Justin e boa pessoa ela ficará lá sã e salva. Ainda para mais duas semanas passaram a correr.

- John, não podemos verder a nossa filha... 

Os pequenos olhos de Ashley arregalaram-se. Esta começou a correr de volta ao seu quarto fazendo ranger as escadas e comsequentemente a atenção deles foram pra ela.

No quarto, a pequena deitou-se na cama. Puxou o lençol que era branco com uns gatos estampados. Ela não queria ser vendida, ela sabia que os seus pais falavam sobre ela, pois ela era a única filha que eles tinham.

Dois corpos entraram pelo seu quarto.os dois agacharam-se perto dela pra tentar conversar com ela .

Ashley estava tão desiludida.

(...)

- Não te preocupes filha, tudo vai ocorrer bem, acredita - a mulher abraçava sua filha tentando não chorar.

- mãe, - suplicou rouca - eu não quero ir, não quero. - a morena dizia com raiva e desiludida.

Começou a deixar de ver, depois de terem colocado a venda nos seu olhos, um cheiro forte invadiu suas narinas. A última coisa que ouviu foi um grito da sua mae.

(...)

Ashley abriu seus olhos, sentia-se zonza, o teto que via era branco com uma mistura suave de bege que dava um ar suave ao local. Ela não sabia onde se encontrava. Ela mexeu o seu corpo e agradeceu a Deus por estar inteira. Ouviu a porta ser aberta, dois rapazes entraram no quarto. Os dois eram altos, mas ambos eram diferentes fisicamente.  Ambos bem bonitos, tinha que admitir.

- Está na hora de ir - o branco falou puxando- a violentamente da cama, tirando-me fora do quarto. Caminharam pelo corredor estreito e sombrio.

- Pa-para onde é que vamos? - ela perguntou e os dois riram da sua cara.

- vai conhecer o teu dono. - o mulato sussurrou ao seu ouvido.

Pararam numa porta enorme de madeira é uma dela abriu. Ela observou a sala bem arrumada e com móveis modernos. As cortinas eram vermelhas com uns bordados dourado. O brando a empurrou com brutalidade e ela passou a mão no sítio onde ele tinha agarrado. A porta feichou- se e ela estava sozinha naquela sala, ou pelos menos  era isso que ela pensava.

- poço desculpa por isso, Ryan não sabe tratar bem as raparigas. - avoz rouca que supostamente que vinha da cadeira virada para uns quadros na parede.

- pode me explicar oque estou fazendo aqui? - ela perguntou ofegante.

- claro - virou- se. A cor de mel nos olhos do homem escontraram- se com os seus castanhos escutos. Os olhos de Ashley examinaram o homem a sua frente. Um cabelo castanho claro, quase loiro, a sua pele branca, o seus olhos cor de mel e boca avermelhada. Ele levantou-se e caminhou até ela - a partir de hoje tu és minha garota e garanto que não vais te arrepender disso.




Notas Finais


Oii, espero que gostem.
Podem falar, perguntar vou responder todos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...