História I found - Capítulo 30


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan, Bts, Flex!taekook, Kookv, Taekook, Vhope, Vkook
Visualizações 159
Palavras 1.152
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


tenho dois recados:
1º: a fanfic nao tera um segunda temporada, ja havia decidido isso mas acabei esquecendo de avisar a vcs, sorry bae
2º: este é o penultimo capitulo da fanfic.

Capítulo 30 - Thirty


Fanfic / Fanfiction I found - Capítulo 30 - Thirty



"Você mergulharia?
Deixe eu me perder em seu mar
Preencha-me apenas com você
Eu quero te conhecer
De sua superfície cegante
Até suas profundidades mais distantes..."

Xxx Take The Dive xxX
 

 


 

~ JJK ~

Desde o dia em que eu acordei no hospital, percebi que eu e Taehyung éramos muito mais que amigos sim. Por mais que ele tentasse me esconder isso, eu sentia que já fomos além em algum momento.

- Responda. - peço ríspido. Eu queria lembrar das coisas que minha mente apagou, mas com Taehyung omitindo os fatos, o processo seria bem mais lento.

- Jungkook... - ele diz manhoso. - Por que está fazendo isso? - ele fecha os olhinhos apoiando a testa na borda da banheira ao lado de minha perna.

- Eu quero entender, Taehyung. - suspiro cansado. Era horrível a sensação de vácuo na mente. Há uma lacuna ocupando minhas memórias e eu odeio isso! - Você se declarou para mim! Melhores amigos fazem isso? - pergunto irônico.

- E-eu não quero falar sobre isso, Jeon. - ele ameaça a levantar mas eu puxo seu pulso de volta.

- Você não tem que querer, Kim! São as minhas lembranças que estão em jogo! Você tem uma puta sorte de lembrar de tudo mas e eu? E EU TAEHYUNG? Eu simplesmente não lembro nem o porque de eu ter ido parar no hospital! Não lembro o porque de você ser meu melhor amigo! Não lembro porque eu moro em Seoul com você! Não lembro quem está tomando conta da minha empresa, está que eu também nem lembro da existência! VOCÊ ACHA QUE ISSO É BOM? - algumas lágrimas saiam dos meus olhos, mas eram lágrimas de raiva e frustração.

- Vamos sair daqui. Eu vou te contar tudo o que você quiser saber. - ele me ajuda a levantar da banheira, começando a me secar. Seu semblante estava triste e isso mexia comigo de alguma maneira.

Após terminarmos, fomos para o quarto e ele me ajudou a colocar minhas roupas.

- Senta aí, eu já volto. - ele me coloca na cama saindo do quarto, alguns minutos depois ele apareceu com uma caixa vermelha, se sentando em minha frente.

- O que tem aí? - ao menos esperei ele se pronunciar e já fui perguntando.

- Fotos, muitas fotos. Nossas. - ele me olha, depois encara a caixa. - Bom, você pode ir olhando e se quiser me perguntar algo, estou aqui. - a caixa é empurrada em minha direção, a abro começando a mexer nas fotos. Realmente, eram muitas.

De repente, uma pergunta surge em minha mente.

- Por que eu estava voltando para Seoul? - o encaro no exato momento que ele engole em seco.

- Nós tínhamos brigado então você veio embora.

- Por quê brigamos? - ele fecha os olhos apoiando o rosto nas mãos. Era tão difícil assim contar o porque?

- Nós tínhamos saído para nos divertimos um pouco. Eu, você e a Lisa. Se lembra dela, não é? - apenas concordo que sim. - Bebemos, nos beijamos, dançamos, realmente nos divertimos muito. - ele não olhava nos meus olhos e aquilo me incomodava. - Então vocês de repente sumiram. Eu rodei aquela boate toda atrás de vocês. Depois de muito tempo, fui embora. Quando eu cheguei em casa, vocês estavam lá. Na nossa cama, transando. Eu não me controlei ao ver aquilo, simplesmente comecei a brigar e dizer coisas que não eram para ser ditas. Você também disse coisas ruins mas eu não te culpo, afinal, nunca fomos namorados, eu não podia cobrar fidelidade de você.

- E então? - ele me encara e eu posso notar seus olhos marejados.

- Então você disse que ia embora, que não esperaria por mim para sempre. Mas você estava tão bêbado Jeon e saiu correndo pelas estradas, eu simplesmente deixei que você fosse. Me desculpa. - ele começa a chorar. - Se eu não tivesse causado tudo isso, você estaria bem e na nossa casa. Me perdoa. - Lágrimas e mais lágrimas caiam de seus olhos. Puxo seu pulso o trazendo para mais perto de mim, envolvendo meus braços em sua cintura.

- Ei, está tudo bem. Não precisa se culpar. Fui eu quem bebi, eu quem quis sair ir de casa. A culpa não foi sua, Tae. Não foi.

- Mas eu colaborei para que isso acontecesse. - ele fungava no meu pescoço.

- Já passou. Mas e então? Nós nos beijamos é? - pergunto cutucando sua cintura. Um riso sai de seus lábios.

- Aish, cala a boquinha. - ele ri.

- Não tenha vergonha de dizer que a gente se pegava, Tae. Se eu fosse você, contaria para todo mundo que pega seu melhor amigo gostosão aqui. - faço graça tentando animar ele.

- Fica quietinho, Jeon. - ele ria alto.

Voltamos a olhar as fotos e ele me contava a história de cada uma. Até que eu me lembro de uma coisa.

- Esperar por você? - pergunto confuso.

- Uh? - ele me encara confuso também.

- Você disse que eu não esperaria por você para sempre. Como assim? - eu estava curioso.

- Eu acho que está na hora de você descansar. - ele tenta fugir do assunto.

- Taehyung, chega de fugir, caramba! - digo bravo.

- Aí que saco, Jungkook! Você faz muitas perguntas!

- QUE SACO DIGO EU. - eu estava puto, mas que caralho. - EU QUERO SABER, PORRA.

- TUDO NO SEU TEMPO! - ele grita de volta.

- EU QUERO SABER AGORA!

- Para de gritar, retardado. - ele chia se sentando na cama novamente.

- Então me diga! Você fica fugindo como se fosse morrer se contasse as coisas para mim, que coisa cha...

- Você me amava. - ele me interrompe. - Nós começamos com uma ideia louca de você me ensinar algumas coisas que eu ainda não sabia, para eu poder fazer direito com um cara que eu gostava. Então foi aí que tudo começou, você se declarou para mim, dizendo que me amava. Eu não sabia ao certo, mas depois descobri que também te amo. - ele arregala os olhos se dando conta da sua última frase.

Por um momento de puro impulso, puxo sua nuca colando nossos lábios. Ele hesita um pouco mas logo cede, abrindo os lábios.

Eu não sabia o porque de estar fazendo isso, só sabia que não queria parar.

Seu beijo era lento e me trazia uma calmaria interna. Sua pele macia se movia contra a minha de uma maneira que me deixava em transe. Puxo seu lábio inferior com os dentes, o soltando lentamente. Finalizo o beijo com dois selinhos demorados.

- Me faça lembrar dos nossos momentos, dos bons aos ruins. Me faça lembrar dos nossos beijos e trocas de carinhos. Me faça lembrar de tudo. Faça eu me reapaixonar por você, Taehyung. Por favor.

 

 

- continua...
 


Notas Finais


até mais bbs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...