História I found a guy - renmin - Capítulo 28


Escrita por: , markgado e httpswonu

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Doyoung, Haechan, Jaemin, Jeno, Jungwoo, RenJun, Yuta
Tags Haechan, Jaemin, Jeno, Nct, Nctdream, Nohyuck, Renjun, Renmin
Visualizações 156
Palavras 628
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Estou demorando muito para att, eu sei, mas sairá mais uns três capítulos hoje se eu conseguir editar a tempo :))
Boa leitura ♡

Capítulo 28 - What?


-Huang Renjun-ssi -Mihyeon chamou assim que me posicionei atrás do balcão da loja. Sorri para ela.

-Bom dia, Mihyeon-ssi!

-Você tem que conhecer o funcionário novo. -Agarrou-se em meu braço, arrastando-me pela loja. -Soube que o gerente vai tirar férias? -perguntou.

-Ele vai?

-Sim, sim! O filho do Nakamoto-sunbaenim vai ficar no lugar dele por um tempo. Faz sentido. Ele está cursando administração, provavelmente vai tomar conta dos negócios do pai. -Cantarolou enquanto terminávamos de subir as escadas, finalmente localizando o terceiro funcionário.

Era um rapaz alto -bonito, como Jungwoo dissera. Tinha olhos grandes, no castanho costumeiro de qualquer asiático puro. Seus cabelos negros caíam numa franja arrumada sobre a testa e roçavam no par de óculos redondos que ele usava.

-Kim Dongyoung-ssi! -Mihyeon chamou, acenando para o garoto. Ele sorriu, levantando-se e esfregando as mãos nos bolsos a medida que se aproximava de mim e da garota de cabelos curtos. -Esse é o Renjun-oppa! Ele estava doente, por isso você não o viu antes.

-Ah, sim! Prazer em conhecê-lo, Renjun-ssi!

-Digo o mesmo, Dongyoung-ssi!

-Pode me chamar de hyung. -ele sorriu. Realmente era um garoto agradável.

Bom, ele realmente era agradável. Mas havia um enorme problema com Kim Dongyoung.

Ele adorava cantar.

Não me levem a mal, isso não é ruim. Nem um pouco. A voz dele era maravilhosa e ele tinha um gosto musical excelente.

O grande problema é que, quando se trabalha num lugar como uma livraria, é importante se manter em silêncio. Eu gostava do seu canto, Mihyeon também, e inclusive vi algumas noonas, aparentemente estudantes da universidade próxima, pareceram parar de escolher suas revistas apenas para ouvi-lo cantar.

Eu não sabia como o filho do gerente reagiria ao chegar e vê-lo ali, cantarolando enquanto arrumava os livros da loja.

Yuta Nakamoto era uma espécie de líder nato, daqueles cuja presença esbanja autoridade, mesmo que ele não tenha falado absolutamente nada. E ele era severo. Não de forma ruim, mas Dongyoung parecia um cara sensível, e eu não tenho certeza de que Yuta Nakamoto mediria suas palavras.

-Se o Yuta chegar, ai... -Mihyeon arregalou os olhos, estapeando-me o braço.

-Ai! Que foi? -Apontou para a entrada da loja. Yuta Nakamoto tinha os cabelos ruivos jogados para trás de forma despojada e sua vestimenta não era exatamente o que chamamos de formal, mas a presença dele realmente esbanjava certa autoridade. Encarei, aflito, um Dongyoung que cantava baixinho ao checar a área dos livros de romance.

-Quem está cantando? -Yuta perguntou e eu estapeei a testa, fechando os olhos.

Dongyoung derrubou um dos livros em sua própria cabeça, fazendo uma careta e massageando a testa em seguida. Yuta voltou seu olhar para ele, piscando antes de largar a prancheta que carregava em cima de uma das mesas, os lábios tremendo e os olhos arregalados.

-Nakamoto Yuta-ssi! -Dongyoung sorriu. -Agora sou eu quem tem que ti chamar de sunbae. -riu e, dessa vez, Mihyeon e eu nos entreolhamos, surpresos.

-Só aqui, hyung.

Yuta Nakamoto sorriu.

Yuta. Nakamoto. Sorriu.

Não que ele fosse uma porta sem sentimentos ou um insensível, mas eu simplesmente nunca havia visto um sorriso daquele tamanho no seu rosto. Grande o suficiente para que uma covinha aparecesse em seu rosto, caberiam perfeitamente pontas de dedos ali. E foi o que Dongyoung fez. Colocou a ponta de seu indicador na bochecha de Yuta, deixando-o com o rosto tão avermelhado quanto o casaco que vestia, antes de lançar-lhe mais um sorriso envergonhado e sair dali, parando apenas para colocar o livro no lugar.

Assim.

Sem reclamações.

Yuta nem mesmo o repreendeu pelo canto e esfregava a mão na nuca distraidamente quando virou-se para mim e Mihyeon, ainda paralisados.

-O que foi? -perguntou, franzindo o cenho.

E nós dois meneamos com a cabeça negativamente, reprimindo um sorriso.


Notas Finais


gente eu juro que ele só não abriu o envelope porque duas coisas precisavam acontecer antes então relaxem
eu não sei se vocês entenderam doyu ??? o doyoung é sunbae do yuta na universidade e o yuta tem uma queda nele


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...