História I found myself in you - Yoonmin - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Bangtan, Bangtan Boys (BTS), Duque, Min Yoongi, Park Jimin, Realeza, Yoonmin
Visualizações 217
Palavras 1.445
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - Amor


Depois de passarem cerca de uma semana na fazenda, e acompanharem a adaptação de Jennie no lugar, Jimin e Yoongi partiram de volta a cidade, afinal, tinham assuntos para resolverem.

Yoongi permaneceu calado o caminho de volta, ele tinha ficado bem relaxado nos dias na fazenda, mas foi só a menção da armação que seu humor já se tornava negro.

- Só de pensar que tentaram me separar de você já sinto meu sangue queimar amor... - Yoongi disse apertando o volante com força. Jimin apenas sorriu, olhando para a janela, a mão repousada na coxa de Yoongi, hábito que eles criaram quando estavam no carro.

O amor e a confiança entre eles crescia gradativamente. Yoongi respondia todas as perguntas que Jimin fazia, e vice-versa. O duque ainda sentia seu coração apertar a cada menção sobre Namjoon, o que aconteceu algumas vezes na fazenda, até porque, Jennie é irmã do cidadão, mas em todas as vezes Jimin fez questão de assegurar o marido que aquilo era passado, assim como a vida de libertinagem que Yoongi tinha tido.

Abraçados uma noite após fazerem amor, Jimin perguntou a Yoongi se ele não sentia falta de tudo aquilo. Perguntou esperando sinceridade, disse que Yoongi poderia dizer o que quisesse que ele estava preparado para ouvir.

Yoongi apenas riu, e o abraçou mais pra apertado - Jimin, eu vivi tentando preencher um buraco que era seu desde o começo. Isso que temos agora, você em meus braços, é a coisa mais preciosa da minha vida. Nunca mais pense que sinto falta daquilo porque era tudo fútil e desagradável. Eu estava todo esse tempo esperando você.

Jimin beijou seus lábios e então adormeceram nos braços um do outro.

Mas ali, dentro do carro, chegando na cidade, parecia que a bolha tinha sido estourada, e Yoongi estava tenso, o maxilar travado, os olhos firmes.

Ele parou o carro na entrada da mansao e olhou o relógio de pulso.

- Ainda é cedo, da tempo de passar no escritório. - disse olhando para frente.

- Yoongi - Jimin o chamou e o duque se virou para olha-lo - Eu entendo que você esteja bravo, eu também estou, e também quero encontrar quem fez isso com a gente, mas se você começar a me ignorar por causa disso, você vai estar mexendo com a pessoa errada.

- Eu não estou te ignorando amor...

- Tá sim - Jimin disse se ajeitando no banco pra ficar de frente ao marido - Você tá falando seco, e nem me olha direito...

Yoongi o puxou pela cintura, enfiando o nariz em seu pescoço, sentindo cheiro doce do mais novo impregnar as narinas - Eu só to muito nervoso, me perdoe, não reparei que estava fazendo isso.

- Tudo bem, só não faça mais tá bom? - disse acariciando a extensão de suas costas.

Yoongi recuou e deixou um selar nos lábios de Jimin - Tá bom. Eu preciso ir lá.

- Tá, só... não demore muito tá? Vou te esperar na biblioteca.

- Tá bom. Eu te amo.

Jimin sorriu encostando os lábios nos dele - Eu te amo.

Dentro da biblioteca Jimin tentava pela quarta vez começar a ler um livro. Já tinham passado cerca de 3 horas desde que Yoongi tinha saído para tentar descobrir algo no escritório e até agora nada.

Jimin se segurava para não mandar alguma mensagem ou ligar, não queria atrapalhar seja lá o que Yoongi tivesse fazendo, então, estava esperando.

Ele se jogou no imenso sofá, bufando, passando a mão no rosto, preocupado e ansioso. Então a porta de abriu e Yoongi entrou. Os cabelos bagunçados, o paletó no braço, a camisa dobrada até os cotovelos, ele veio puxando a camisa pra fora da calça e desabotoando os primeiros botoes e por alguns segundos Jimin esqueceu de tudo e começou a babar pelo marido.

O duque chegou e segurou a nuca de Jimin com força, plantando um beijo em seus lábios, então deitou no sofá, com a cabeça no colo do mais novo e um pequeno sorriso no rosto.

- Conseguiu então?

Yoongi sorriu - Sim. Conseguimos as imagens da pessoa que me dopou entrando, Seokjin me deu os exames provando que tinha sido injetado sonífero em mim, e fomos com a polícia atrás do cara, aquele que você viu saindo do escritório, e bom, ele ficou morrendo de medo e contou tudo.

- E então? - Jimin perguntou, ansioso e feliz.

- A corte se reunirá na próxima sexta, e o Conde Kim será deposto do cargo, Namjoon não herdará mais o condado.

- Foram eles então?

- Sim, sinto muito meu amor.

- Tudo bem, eu já devia esperar...

- Eles ainda não sabem que eu descobri. Eles vão ser chamados para a audiência sem sabe, e lá será revelado. O rei já foi notificado, e disse que eu poderia decidir o que queria fazer. Ele perder o posto é suficiente.

Jimin suspirou pesado, passando as mãos pelos cabelos do marido, que reparou a mudança de humor do mais novo. Entao Yoongi se sentou é puxou Jimin para entre suas pernas até que seus peitos estivesse colados. Passou a mão lentamente pelo rosto do marido, o olhando atentamente.

- Eu não to triste - Jimin sussurrou - Só... tá, eu to triste, mas é porque depois de tudo, porque fazer uma coisa dessas?

- Existe gente muito ruim nesse mundo meu amor...

- Eu sei, mas eles me conhecem a anos... E fazem isso contra mim...

- Eles estavam fazendo contra mim.

- Não, se fazem algo contra você fazem contra mim também, afinal nós somos um.

Yoongi sorriu - Somos?

Jimin o empurrou de leve - Claro que somos.

Então Yoongi encostou a boca na de Jimin, o beijando com ternura e amor, acariciando seus cabelos com uma mão e a cintura com outra. Jimin foi empurrando o marido de encontro ao sofá e deitando em cima dele, ainda se beijando.

Jimin nunca sentiu com Namjoon o que sentia quando estava apenas lado a lado a Yoongi. Se sentia poderoso, como se pudesse fazer qualquer coisa, a mais corajosa ou a mais estúpida, e Yoongi estaria lá, o aplaudindo.

E foi assim quando enfrentaram o Conde Kim juntos na audiência.

Foi assim que entraram juntos com o padrinhos no casamento de Taehyung e JungKook.

Foi assim que Jimin escolheu fazer administração, para ajudar Yoongi com as inúmeras funções como duque. E Jimin, que achava que nunca ia passar de um mero marido de dentro de casa, hoje administrava os ducados, as casas de aluguel, as fazendas, e era tão feliz, ele tinha se encontrado no mundo, encontrado uma função que amava.

Ele amadureceu como pessoa e como marido, e a cada dia que passava amava mais e mais a Yoongi.

Yoongi ainda tinha seus momentos de libertinagem, mas agora dedicados a um homem só. Envolvia cordas e algemas, as vezes chicotes e vibradores, e Jimin amava. Quando via o marido entrar no quarto com um olhar diferente, a postura mais séria e o olhar felino, Jimin sabia que aquela seria mais uma noite inesquecível.

Eles estavam de férias da Fazenda, e Jimin arrumava o arquinho na cabeça de Olive, que agora já tinha 6 anos.

Jennie e Jongin tinham tido mais um filho, um menino chamado Kai que já tinha 4 anos, e a amiga estava grávida novamente.

- Pronto, arrumadinho, pode voltar a brincar - Jimin disse a Olive que saiu correndo de volta ao Jardim.

Jennie riu - Você tem muita jeito com crianças.

- Você também pelo visto, quantos ainda vai ter?

Jennie afagou a barriga avantajada - Quantos o Senhor me der - E riu junto à Jimin. - Você e Yoongi já vão fazer 7 anos de casado. O fogo já acabou?

Jimin sorriu de lado - Nem um pouco. E você não pode falar nada, tá com um bebê no forno.

Ela riu - Eu nunca te vi tão feliz do que nesses anos Jimin, e olha que te conheço ha muitos.

Jimin se levantou da cadeira onde estava sentado, foi até a cerca que ficava em volta da varanda, vendo Yoongi voltar do estábulo, a camisa dobrada nos cotovelos, suspensórios e botas, em seus ombros estava Yeonjun, o filho de 3 anos deles. Ele sorriu, vendo o marido segurar as perninhas do filho que estava em volta do seu pescoço, apontando para as árvores, com certeza contando alguma história.

E naquele momento teve vontade de chorar. Seus olhos se encheram de lágrimas e seu coração encheu de amor.

- Sim Jennie - Ele sussurrou alto o suficiente para a amiga ouvir - Eu nunca fui tão feliz.








Notas Finais


E aqui damos adeus a nosso duque e a esse amor lindo que eles construíram.
Essa foi de longe a fic mais gostosa que eu escrevi, os Yoonmin dela encheram meu coração de amor, e eu sou muito grata a todos que acompanharam essa história comigo.
💜💜💜💜💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...