História I got secret - Imagines - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Imagine
Visualizações 16
Palavras 1.092
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Magia, Misticismo, Musical (Songfic), Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Sobrenatural, Terror e Horror, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - I Knew You Were are Trouble - Jimin


Fanfic / Fanfiction I got secret - Imagines - Capítulo 3 - I Knew You Were are Trouble - Jimin

“Eu acho que quando tudo está acabado, tudo simplesmente volta em lampejos, você sabe. É como um caleidoscópio de lembranças, em que tudo volta. Mas ela nunca volta. Acho que parte de mim sabia, no segundo em que a vi, que isso ia acontecer. Não é realmente nada que ela disse, ou nada que ela fez. Foi a sensação que veio com aquilo, e a coisa doida é, nunca saberei se vou me sentir daquele jeito novamente. Mas não sei se devo. Eu sabia que esse mundo se movia rápido demais, e brilhava forte demais. Mas eu só achei… como pode o demônio estar te empurrando para alguém, que se parece muito com um anjo quando sorri para você? Talvez ela soubesse disso quando me viu. Eu acho que perdi meu equilíbrio. Eu acho que a pior parte de tudo não foi perdê-la, foi perder a mim mesmo.”
Era uma vez, alguns erros atrás... eu estava na sua mira. Você me pegou sozinho, você me encontrou...Eu deveria saber desde do começo. Todos me avisaram... Todos me questionavam mas estava ocupado demais com suas vontade, seus desejos...
Me lembro como se fosse ontem. Eu estava na casa do Jungkook, conversando sobre alguma banalidade em você apareceu. Você não era mais aquela menininha que me odiava por achar que eu queria roubar seu irmão, era uma mulher...
_ Oi Chimchim! – Você falou com um sorriso meigo, sorriso esse que mais tarde seria a causa da minha destruição.
_ Oi S/N... Você cresceu. – Você não era tão mais nova que eu. Garotas da sua idade não brincam mais, no entanto, você brinca, só que com os sentimentos dos outros.
_ Só ela mesmo. As roupas parecem que ainda são da época que tinha 12 anos. – Jungkook estava certo. Você sempre soube que tem um corpo bonito, por isso fazia questão de mostrar.
_ Para com isso Kook! Minha saia não é tão curta. Chimchim, o que você acha da minha saia? – Você se virou e ficou empinada pra mim. Realmente a saia era muito curta.
_ Tá bom. – Até tentei mas não tinha como expressar qualquer reação.
_ Tá vendo Kook! O Chimchim me ama – Me deu um beijo na bochecha e subiu as escadas com sua euforia digna de qualquer adolescente. 
_ Gostou da bunda da minha irmã?
_ Do que você tá falando? Eu não...
_ Jimin, você nem disfarçou. Não te culpo, essa é a S/N....
Seu irmão me disse: “Não confia nela. A S/N não é tão inocente quanto parece.” Mas obviamente, eu não ouvi.
“...Você me encontrou...
Acho que você não se importou e acho que gostei disso
E, quando eu me apaixonei intensamente
Você recuou
Sem mim.....”
No começo, neguei com todas as minhas forças o que estava sentindo. Onde é que já se viu, um homem feito se apaixonando por uma adolescente mimada? Mas era isso que tinha acontecido.
 As visitas a casa de Jungkook se tornaram frequentes. Eu torcia internamente pra que tivesse algum trabalho estúpido da faculdade só para ter a desculpa de dormi na mesma casa que você... esse dia chegou.
_ Jimin, lembra da última vez que você dormiu aqui? – Jungkook perguntou.
_ Claro que sim! A gente tinha uns 10 anos e a S/N tentou me matar com garfo de plástico. Quem diria que ela ia crescer e... – Me calei no meio da frase. Não podia dizer que desejava sua irmã.
_ Eu não sou idiota. Já percebi esse clima que tá entre você e a S/N. Só te digo uma coisa, não confia cem por cento nela. – Como eu queria ter te ouvido amigo. 
 Já passava das 2h quando me levantei. Naquele momento a curiosidade falou mais alto. A porta do seu quarto estava entre aberta, luzes apagadas... adentre o local na esperança de que estivesse dormindo, mas não...
_ Tá me procurando Chimchim? – Você sussurrou no meu ouvido deixando um beijo no lóbulo da minha orelha.
_ Oi S/N... Licença, eu preciso... – Eu tentei fugir de você, eu juro que tentei.
_ Não vai! Me faz companhia? Dorme comigo? 
“...Porque eu soube que você era problema quando você apareceu
Que vergonha para mim agora...”
 Eu fui seu primeiro, seu primeiro troféu. Acreditei com todas as forças que depois daquela noite eu seria especial pra você. Mas o jogo contínuo, me tornei um peão no seu tabuleiro. Esse é seu tipo de jogo.
_ Jimin, acorda! – Você falou baixo. _ Saí daqui antes que o meu irmão ou meus pais te vejam.
_ S/N, Janela de novo? – Era sempre assim, passávamos a noite juntos e no outro dia tinha que fugir. 
 Juro que tentei fazer o que tínhamos público mas você sempre dizia “Espera mais um pouco.” “Semana que vem a gente assumi.” Só que essa semana nunca chegava...
“...E eu ouvi dizer que você mudou
De sussurros na rua
Um novo furo em seu cinto
É tudo o que serei
E agora vejo...”
Agora tudo fazia sentindo, cada atitude sua. Hoje eu vejo quem você realmente é. 
_ Jungkook, você tem certeza do que tá falando? – Não, isso não poderia ser verdade.
_ Tenho, hoje de tarde veio um menino pedir a S/N em namoro. Ele deve ter a idade dela. – Coração partido? Não, eu estava decepcionado comigo mesmo por ter confiado em você.
_ Kook, eu tô atrasado... er... A gente se vê por aí. – O que eu realmente queria era sair dali, não queria correr o risco de te ver de novo. Mas o destino não estava ao meu favor...
_ Oi Chimchim – Lá estava você naquele corredor com seu sorriso cínico.
_ Não vem com essa! Quando ia me contar que tava namorando? 
_ Desde quando te devo explicações? – E o sorriso não desaparecia dos seus lábios. Por quê?
_ Eu fui muito burro de confiar em você. Achei que você me amava...
_ E eu te amo. Sou sua, lembra? – Seu toque ainda me causava arrepios.
_ Não, você não é minha. Você é só um projeto de vadia que apareceu na minha vida! – Me afastei dos seus braços.
_ Vadia que você ama!
_ Amo, e essa é a pior parte... 
 Tentei te odiar, mas não consigo. Ainda tenho você na minha mente. Ainda sinto sua falta, sinto falta de estar dentro de você... sinto falta até de pular aquela maldita janela depois de passarmos a noite juntos. Me perdi em você, no seu sorriso cínico, na sua falsa inocência... 

"Eu não sei se você sabe quem você é até que você perde quem você é.”



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...