História I Got The Girl - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Garota conhece o Mundo (Girl Meets World)
Personagens Maya Hart, Riley Matthews
Tags Garota Conhece O Mundo, Girl Meets World, Lucas, Lucaya, Maya, Romance
Visualizações 100
Palavras 1.746
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem desse episódio, beijão.

Boa Leitura :)

Capítulo 2 - Bad things became hot things


Fanfic / Fanfiction I Got The Girl - Capítulo 2 - Bad things became hot things

P.O.V. Lucas

 

Maya parecia nervosa quando eu disse isso a ela, todos devem pensar que eu sempre amei a Riley, eu realmente gostava dela, mas eu sentia algo diferente por Maya.

Existem muitas coisas que meus amigos não sabem sobre mim.

Eu já passei por coisas que ninguém imaginaria, e se eles soubessem, não me chamariam de Sr. Perfeito ou de bonzinho como sempre fazem.

Porra, eu já fiz tanta coisa errada que já quase fui preso, mas graças ao meu pai por isso. Enfim, não diria que sou como Maya mas ela faz meu lado “selvagem” acender, eu amo o controle que ela tem sobre mim. Essa garota é muito quente.

- Eu tô gostando de alguém bem próximo à Riley, eu sei o quão errado isso é, mas essa pessoa me faz sentir melhor.

- Ok, calma, me explica isso direito!

- Eu convivi com ela o bastante pra entender que eu realmente gosto dessa pessoa, e acho que não tem como voltar atrás com a Riley.

- Quanto tempo exatamente?

- O mesmo tempo em que conheço a Riley.

- Você tá zoando né, Lucas?

- Não mesmo, Maya.

- Eu tô com medo de perguntar quem é.

- É você, Maya. Você tem sido uma pessoa que realmente me entende, e mesmo que do seu jeito está sempre lá pra ajudar seja lá quem for.

- Eu...não sei...o que dizer...

- Você não precisa me dizer nada. - eu me levanto e pego a mão dela para que ela levante. - Só preciso que faça uma coisa.

Ela se levanta. Acaricio o rosto com uma das minhas mãos, enquanto a outra segura sua mão, tiro uma mecha de seu cabelo loiro do seu rosto. Começamos um beijo lento, envolvo sua cintura com meus braços e ela passa suas mãos em meu cabelo.

P.O.V. Maya

 

Me surpreendo com o beijo, porém me entrego como se não houvesse amanhã, mesmo que de certa forma eu esteja com medo que alguém entre por aquela porta e esse alguém seja a Riley. Então paramos o beijo.

- Olha Ranger Rick, eu tenho admitir que eu realmente gosto de você, mas o que me preocupa é Riley, você acha mesmo que ela ficará bem com isso?

- Claro que não, só quero que pelo menos saiba que eu gosto muito de você.

- Tudo bem, nós não devemos fazer isso.

- Não devem fazer o que? - viro rapidamente para a porta.

- Não...devemos te dizer o que vamos fazer no seu aniversário, Riles! - diz Lucas, com a voz um pouco trêmula.

- SIM! Você não pode saber, é um segredo e não devemos te dizer o que é! - concordo com Lucas mesmo não achando uma boa ideia.

- Okaaay, eu não sou tão boba quanto pensam, digam logo o que é.

- Ta bom, estávamos falando de Farkle, ele tem ficado bem triste porque Smakle terminou com ele há um tempo, parece que ele está gostando de outra pessoa, e estávamos falando que não devíamos contar pra ninguém, mas agora estamos contando pra você.

- Espera, sério? De quem ele está gostando, Maya?

- Nós não sabemos, mas já temos suspeitas.

- Quem?

- ...Você.

Quando dissemos aquilo para Riley, não era mentira mas estava omitindo a outra verdade que estávamos falando, precisamos nos preparar pra contar isso pra ela, esse não era o momento.

Eu vou terminar com Riley hoje, não posso manter um relacionamento que não vai à lugar nenhum, mesmo que isso vá machucá-la, eu preciso fazer.

O resto do grupo chegou, Riley já estava preocupada achando que Farkle realmente estava gostando dela.

- Hey gente, chegaram cedo. - disse Zay.

- Riley, posso conversar com você, a sós lá fora?

- Claro, Lucas.

Riley me acompanhou até a mesa que tinha do lado de fora enquanto os outros ficaram conversando.

- Então, eu preciso te dizer algo, que não vai ser muito confortante nem pra mim e muito menos pra você.

- Diga, Lucas, acho que já imagino o que quer me dizer, mas diga.

- Você é uma das melhores pessoas que eu conheci em New York, você me faz feliz todos os dias, eu amo você Riley, mas percebi que não do jeito que nós queríamos. Acho que o relacionamento que começamos não está dando certo e... - parei de falar quando vi seus olhos marejados insistindo para sair lágrimas. - Não, Riley, não chore, me escute, te ver chorando me faz sentir a pior pessoa do mundo! Você chorando é como um dia ruim e nublado, não fique assim, você é nosso sol!

- Lucas, eu te entendo, eu também senti que isto não estava dando certo, sinto que não estou pronta pra ter um relacionamento, pelo menos não agora.


P.O.V. Narrador


Lucas a abraçou forte para que Riley se sentisse melhor e depositou um beijo em sua cabeça. Maya sai e encontra Riley chorando, faz um sinal liberando Lucas para que ele saia de lá.

- Hey Riles, limpe essas lágrimas e olhe nos meus olhos. - assim ela fez. - Você não deve chorar por causa de qualquer garoto, não importa quem seja ou o que ele esteja fazendo, você não deve se gastar dessa forma por causa de algo tão besta assim, eu te amo e vou estar com você independente de TUDO, está me escutando? Tudo.

- Eu também te amo, Maya.

Elas ficam abraçadas por um bom tempo, até que Riley se recuperasse. Voltam para dentro do Topanga’s e Riley já está bem melhor.

- Riley, você está bem?

- Eu estou ótima, Farkle, muito obrigada por se preocupar. Graças a Maya estou ótima.

- Ah então vamos tomar uma vitamina galera!

- Vamos Zay, estamos precisando.

Zay pede as 6 vitaminas e elas não demoram muito a chegar.

- A de framboesa é a minha. - diz Riley.

- A minha é a de morango óbvio! - Maya deixa claro.

- Blueberry pra mim. - Lucas ama.

- Prefiro abacate, não sabem o que estão perdendo, ladiesss. - Farkle, claro.

- Banana pra mim, euzinha Smakle.

- Entreguei o de todos?

- Sim!!

- Então vou ficar com o meu de maracujá, ah esqueci de avisar, batizei o de todo mundo! Um pouco de vodka não faz mal a ninguém.

- Eu adoro.

- Maya???? Que???

- Perdão, Riley, mas é muito bom te garanto. - Riley suga a vitamina pelo canudo e começa a tossir com a coisa rasgando sua garganta. - Meu pequeno gafanhoto está aprendendo gente!

- Vai se foder, Maya. - Riley diz quase vomitando de tanto tossir.

- Não, muito obrigada, já faço muito isso. - todos riem com o comentário.

- Essa garota me deixa louco. - Lucas sussurra e Farkle escuta.

- O que você disse, Lucas?

- Você ouviu?

- Sim, claramente, to fingindo que não escutei mas eu escutei.

- Não diga nada!

O tempo passa e alguns já estão meio tontos, Riley nem se fala.

- Eu preciso ir pra casa! Alguém pode me levar?

- Eu te levo, Riley.

- Obrigada, Farkle. Vamos logo por favor, minha cabeça está doendo, eu quero deitar!

- Ok, tchau galera. Vou ter que levar essa aqui.

- Tchau Farkle, tchau Riles.

- Tchau peachessss.

- Acho que vou ficar mais um pouquinho.

- Eu também.

- Aí gente, vou embora com o Zay, vamos para uma festa ali agora.

- Isso aí galera, vou ali dar uns beijos, afinal por que não?

- Tchau Smakle, tchau Zay. - responde Lucas.

- É...Parece que ficamos apenas nós dois.

- Eu estou sóbria o suficiente pra ir pra casa.

- Sim, você parece civilizada, Pancakes. Mas por garantia, deixa eu te acompanhar até em casa? Só pra ter certeza de que chegará bem.

- Ok, então vamos logo Huckleberry.

Maya pegou a jaqueta e Lucas seu casaco e saíram do Topanga’s. Conversaram o caminho todo, sobre coisas variadas e chegaram na porta da casa de Maya.

- Então, chegamos.

- Sério? Foi rápido.

- Claro, viemos conversando o caminho inteiro. Enfim, quer subir?

- Acho melhor não.

- Ainda são 5h da tarde, minha mãe e Shawn não estão aqui ainda, vem! - Maya pegou na mão dele e o puxou.

- Tudo bem.

Maya destranca a porta e a abre, coloca as chaves em uma mesinha que ficava ao lado da porta com um vaso de flores em cima. Foi ao seu quarto e tirou o coturno que estava usando para se sentir mais confortável, consequentemente ficou mais baixa e depois fez um rabo de cavalo deixando que algumas mechas de seu cabelo ficassem em seu rosto.

- Entra aí, Ranger Rick. Quer um lanche? Uma pizza? Um sanduíche?

- Eu adoraria um sanduíche mesmo, Pancakes.

- Vou preparar, vem pra cozinha comigo.

Enquanto Maya pegava os ingredientes para preparar o sanduíche na geladeira, Lucas sentou em um banquete que tinha atrás da bancada da cozinha e ficou observando-a montar os sanduíches.

- O que?

- O que?

- Você fica me olhando.

- Desculpa, você fica linda até cozinhando. - ela dá uma leve risadinha.

- Não vou dizer obrigada porque essa visão que você está tendo de mim, não é das melhores. - ele sorri.

- Ah é? Então qual seria a melhor visão?

- Olha, eu ia te dizer uma coisa bem imoral agora, mas agora você vai comer então é melhor não. - diz Maya colocando os pratos na bancada com os sanduíches.

Eles comem os sanduíches sem falar nada, Maya pega os pratos e os coloca na pia.

- Vamos para a sala.

- Agora eu realmente percebo que você é incrivelmente baixinha!

- Pare de me julgar, Huckleberry!

- Não to te julgando, jamais! Você é linda assim... - eles sentam no sofá e começam a se encarar.

- Pare de me elogiar, Lucas.

- Por que???

- Porque isso me faz gostar de você ainda mais.

- Ainda bem, porque essa era a intenção. - Lucas toca o rosto de Maya.

Começam a se beijar lentamente, um beijo que não parava de jeito nenhum, e cada vez mais aumentava sua intensidade fazendo Lucas tirar a jaqueta de Maya e jogá-la no chão, param um pouco para recuperarem o fôlego e sorriem um para o outro. Maya sobe no colo de Lucas tirando sua camiseta e arranhando suas costas enquanto Lucas beija seu pescoço e aperta suas coxas.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, comentem aí o que mais gostaram nesse capítulo, bjão.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...