1. Spirit Fanfics >
  2. I hate loving you-(imagine Wooyoung Ateez) >
  3. Capítulo 2

História I hate loving you-(imagine Wooyoung Ateez) - Capítulo 2


Escrita por: Omma_Gwen

Notas do Autor


Voltei gente!

Capítulo 2 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction I hate loving you-(imagine Wooyoung Ateez) - Capítulo 2 - Capítulo 2

As caixas de tintas espalhadas pela sala me fizeram tropeçar tirando risada de WooYoung que estava sentado no tapete enquanto San passava algo em seus cabelos. 


-do que está rindo idiota?- perguntei irritada chutando as caixas até um canto da sala 


-de você estupida- Young retrucou 


-ei não chute as caixas! Ainda tem tinta dentro- San exclamou fazendo bico 


-vocês ainda vão ficar carecas de tanto pintar esses fiapos que chamam de cabelo!- ditei indo até a cozinha beber água- o que vocês fizeram para a síndica? 


Perguntei um pouco alto para que pudessem ouvir. 


-nada- San respondeu simples- que eu me lembre, por que? 


-essa vaca me fez tocar o interfone, será que ela tem algum problema comigo?- perguntei indignada 


-quem não tem né- Woo murmurou me fazendo parar no meio do corredor 


-vá se fuder! E eu espero que vocês limpem essa sala- gritei entrando em meu quarto logo em seguida batendo a porta 


-INSUPORTÁVEL! 


-ESCANDALOSO! 


                        xxXxx


O silêncio no apartamento era totalmente estranho, WooYoung e San haviam saído para comprar comida a 30 minutos o que me deixava no tédio por estar sozinha e não ter muito o que fazer. Meus pais saíram para comemorar a data do primeiro beijo deles e provavelmente só voltariam amanhã, então deixaram WooYoung dormir aqui em casa novamente- como se o intrometido já não fosse passar a noite aqui. 


Me ajeitei no sofá aumentando o volume da TV e colocando uma das séries da Netflix que não tinha terminado de assistir. A campainha tocou me fazendo bufar achando que poderia ser os meninos. 


-vocês são idiotas ao ponto de esquecerem as chaves?- indago abrindo a porta vendo um rapaz alto de cabelos pretos- ah.. oi 


Falei meia receosa por ter aberto a porta com tanta ignorância sem ao menos saber quem realmente era 


-oi- respondeu sorrindo fechado- você é a S/N?- perguntou sem jeito 


-é sou eu sim, você é..?- perguntei gesticulando com as mãos 


-Yunho, sou seu novo vizinho. 


Puta merda quando mamãe me disse que uma mulher e seu filho haviam se mudado para o apartamento ao lado não imaginei que fosse esse projeto de Deus grego. 


-sua mãe disse que se precisássemos de algo era só bater aqui- ele coçou a nuca- minha mãe perguntou se você pode nos dar um pouco de açúcar. 


-ah claro- respondi saindo de transe- quer entrar? 


Dei espaço para o rapaz entrar e ele entrou passando os olhos pelo local, meio desorganizado por conta das bagunças de San e de Woo que ao menos se prestavam a arrumar. 


-não ligue para a bagunça- ri sem graça- eu vou ir pegar o açúcar, pode se sentar se quiser. 


Em passos rápidos fui até a cozinha, eu sou completamente louca aonde já se viu convidar um estranho para entrar e o deixar sozinho na sala quando se está sozinha. Peguei um dos frascos médios de tampa colorida de mamãe e despejei uma quantidade de açúcar dentro derramando um pouco fora. 


-você estuda naquela escola de tempo integral que tem aulas extracurriculares?- perguntou da sala 


-sim, e você?- respondo enquanto limpo o açúcar que havia caído 


-fui transferido para lá por causa do time de basquete, seu namorado joga no time,huh?- caminhei confusa até a sala 


-eu não tenho namorado- entreguei o pote de açúcar


-desculpa é que eu vi a camisa do time com o nome WooYoung e minha mãe falou que o nome do seu irmão era San, então pensei que ele poderia ser seu namorado ou algo assim. 


O menino abaixou o rosto com as bochechas vermelhas e eu ri, Deus me livre disso, WooYoung literalmente não é meu tipo e nós nos odiamos então sem chance alguma disso acontecer. 


-tudo bem, ele é afilhado dos meus pais é melhor amigo do San, praticamente mora aqui e faz essa bagunça toda e nem arruma- bufei pegando a camisa em cima da poltrona. 


-entendo, eu preciso ir ou se não minha mãe vai achar que me abduziram- ri de seu comentário o acompanhando até a porta 


Abri a porta de casa vendo os dois idiotas que foram comprar comida sair do elevador com muitas sacolas. San fechou a cara olhando o ser ao meu lado que estava com o corpo rígido e um semblante serio. 


-esse é meu irmão- digo vendo o San se aproximar enquanto Young continua parado na porta do elevador- e aquele é o amigo dele. 


Sorri vendo San parar em nossa frente, olhei para Yunho que encarava meu irmão de uma forma… impressão minha ou já se conheciam? 


-gente?- chamei rindo sem graça- está tudo bem?


-está, eu já vou indo, foi bom te conhecer e obrigado pelo açúcar- em passos apressados o rapaz saiu de meu apartamento entrando no do lado fechando a porta com certa força. Fiquei sem entender quando San entrou em casa e bateu seu ombro no meu, sem querer ou por querer doeu. 


-Está ficando maluca?- perguntou com as mãos na cintura- eu saio por 30 minutos e você já coloca um estranho aqui dentro? 


-ele só veio pedir açúcar?- falei confusa pela atitude.


-você é mesmo uma idiota e burra, sozinha em casa e coloca um estranho dentro dela- WooYoung se pronunciou passando para cozinha. 


-seja lá qual for a intriga de vocês eu não tenho nada a ver com isso. Mamãe disse a ele que poderia vir aqui caso precisasse de algo então reclamem com ela!- joguei a blusa do time na cara de WooYoung 


Sai da sala batendo o pé e em seguida batendo a porta de meu quarto, não entendo garotos brigam entre si e depois querem descontar em pessoas que não tem nada a ver. Se Algum dos dois idiotas realmente brigou com Yunho por qual motivo seria? Meninas? Bom não importa o que importa mesmo é que estou com fome e de certa forma agora estou brigada com os dois problemáticos e não irei comer caso não venham se desculpar. 



                         xxXxx


Eu sem querer acabei dormindo, bom, fiquei esperando San vir insistir para que eu comesse mas quem disse que ele veio? Wooyoung era o menos provável de vir então não o esperei por mais que eu quisesse ouvir um pedido de desculpas dele, ele não daria o braço a torcer. 


Me levantei da cama notando que faltava apenas uma hora para o despertador tocar, minha barriga roncava então fui até a cozinha comer algo. O corredor escuro iluminado apenas pela lanterna de meu celular dava medo, a porta do quarto de San estava fechada indicando que ele estava dormindo ou fazendo alguma coisa idiota- opto por pensar que ele está dormindo- a porta do “quarto” de Wooyoung estava entre aberta caminhei na ponta dos pés até lá notando o abajur aceso iluminando um pouco do quarto, o menino estava bruços com os lábios afastados enquanto saia pequenos sons de suspiros. Passei os olhos pelo quarto notando a pequena bagunça espalhada pelo chão, a roupa que o garoto vestia estava jogada em cima da cadeira rotatória juntei as sobrancelhas e voltei meus olhos ao garoto vendo o enrolando no edredom branco mostrando apenas parte de suas costas. Fechei a porta rapidamente incrédula por me pegar imaginando como seria seu corpo apenas em uma box. 



-que nojo S/N, que nojo- liguei a luz da cozinha rapidamente, soltei uma risada desacreditada quando vi a caixa de pizza em cima do fogão- gulosos além de sushi ainda pediram pizza. 


-falando sozinha?- me virei assustada para a porta da cozinha vendo WooYoung coçando os olhos enquanto entrava na mesma.


-Puta que pariu! Quer me matar maluco?- perguntei com a mão no peito tentando regular minha respiração.


-maluca é você que estava falando sozinha!- o garoto cruzou os braços ao redor de seu peito nu me fazendo olhá-lo- o que está fazendo acordada? 


-eu acordei com fome- resmunguei passando os olhos pelo seu corpo notando a calça de moletom cinza que apertava bem suas coxas- e você? 


-acordei com um barulho e vim tomar água- deu de ombros. 


-barulho?- perguntei sabendo que fiz barulho quando fechei a porta e talvez ele tenha me visto. 


-é, talvez tenha sido um sonho- respondeu simples colocando água no copo- nós compramos pizza e deixamos pra você já que você é dramática e não comeu nada. 


Revirei os olhos e cruzei os braços o olhando. 


-vocês que são idiotas, não sei o porque daquilo- bufei- vocês conhecem ele? 


-Ele era da escola rival, quebrou meu braço em um dos jogos- o rapaz trincou o maxilar enquanto colocou o copo com força na pia.


-você não disse que tinha caído no meio da quadra?- perguntei arqueando uma das sobrancelhas. 


-ele me empurrou propositalmente, mas não importa- deu de ombros guardando a garrafa na geladeira.


-ele vai estudar na mesma escola que nós- falei colocando suco em meu copo- e vai entrar para o time de basquete também. 


Olhei de relance para Young que me olhava serio, meus olhos pausaram em seu corpo definido mas em especial seus braços chamaram minha atenção, as veias saltadas e os músculos marcados sem esforço algum, é estranho dizer que acho isso extremamente sexy? 


Por Deus S/N é o Wooyoung! 


-tá brincando com a minha cara?- neguei rapidamente com a cabeça enquanto comia o pedaço de pizza. 


O rapaz bufou e saiu em passos pesados da cozinha me deixando confusa- e depois a maluca sou eu- enquanto comia mexia no celular visualizando o grupo da sala e as mensagens de Yeji que falavam sobre o trabalho de física. Terminei de comer jogando a caixa no lixo e caminhei até meu quarto para me arrumar. 


O dia vai ser péssimo hoje. 


Notas Finais


Hmmm e essa treta do Yunho com o Wooyoung 🤔
S/N assanhadinha


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...