História I Hate You, But I Love Too... (Imagine Suga BTS) - Capítulo 32


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Drama, Min Yoongi, Suga
Visualizações 332
Palavras 1.362
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Fluffy, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Helloooooo pandinhazzzzz

Mais um cap, espero que gostem ^^

Capítulo 32 - Vamos?


Fanfic / Fanfiction I Hate You, But I Love Too... (Imagine Suga BTS) - Capítulo 32 - Vamos?

~Cap Anterior On~

 

 

Fiquei a tarde toda pensando naquilo. Resolvi que pedir desculpas seria uma boa opção... E assim fiz. 

Ela estranhou tal ato, mas pelo menos aceitou as desculpas... Já é alguma coisa, não?

Acho melhor ir dormir, já está tarde...

 

 

~Cap Anterior Off~

 

 

•Suga Off•

 

 

 

 

•S/N On•

 

 

 

(...)

 

 

 

Depois que ele foi embora, continuei assistindo a série, mas não conseguia prestar atenção... Meus pensamentos estavam ocupados com ele...

Eu queria tanto que aquilo não tivesse acontecido... Ai mano eu sou muito burra...

 

 

~Quebra de Tempo~

 

 

Estou na escola. Mal dormi essa noite, eu realmente não parava de pensar nele...

Logo o sinal para o recreio toca. De novo aquelas peste falto... Tô começando a ficar desconfiada... 

Me sento na mesa de sempre e novamente, não como nada. 

Fico ouvindo música e olhando pro nada até que vejo Yoongi e seus amigos se aproximando. Me levanto rapidamente e vou em direção ao banheiro. 

Quando estava passando pelo corredor, sou puxada para dentro do armário do zelador, onde alguém começa a me dar socos e chutes. Tento me defender, mas estava fraca demais. Não tenho comido muito esses dias... 

Sou empurrada com toda a força contra a parede do armário e acabo batendo a cabeça. Minha visão escurece e acabo desmaiando

 

 

 

•S/N Off•

 

 

 

 

 

 

•Suga On•

 

 

 

Estava pronto para zoar S/N. Isso era uma maneira de tentar fazer com que eu pare de gostar dela. Ela levanta dali rapidamente e vai em direção à um corredor. Vou atrás dela e ouço um barulho alto vindo do armário do zelador. Vou até lá e a porta estava aberta. Entro lá e vejo S/N caída. Ela estava toda machucada e desmaiada também. 

Eu entrei em desespero e rapidamente peço licença para a diretora e a levo até o hospital. 

Os médicos a levam para uma sala enquanto eu aguardo na sala de espera. 

 

 

(...)

 

 

Logo um médico vem até mim 

 

Médico: Você é o acompanhante da paciente S/N? 

Suga: Sim, sou eu

Médico: Ela já acordou, se quiser pode ir vê-la 

 

Assinto e o sigo até o quarto de S/N

 

 

 

•Suga Off•

 

 

 

 

 

•S/N On•

 

 

Acordo observando um teto branco. O lugar tem cheiro de hospital... 

Olho em volta e vejo alguns aparelhos hospitalares e também vejo que estou em uma maca. É, com certeza é um hospital. Logo um homem entra, provavelmente o médico. 

 

Médico: Senhorita S/N, que bom que acordou. Vou chamar seu acompanhante. 

 

Acompanhante? Que? Quem me trouxe aqui? 

Logo a porta se abre novamente. E o Suga entra. Pera, ele me trouxe aqui? Eu não sei mais o que tá acontecendo. 

 

Suga: Você está bem?

 

Assinto e ficamos um tempo em silêncio, até que o médico entra de novo 

 

Médico: Com licença, será que eu poderia falar um pouco com o senhor Yoongi? 

Suga: Claro.-diz e os dois saem da sala

 

Um tempo depois o Yoongi volta e diz

 

Suga: Vamos, você já recebeu alta. Vou te levar pra casa

S/N: Pode deixar, eu pego um táxi 

Suga: Deixa de frescura e vem logo-diz e eu o acompanho 

 

 

 

 

•S/N Off•

 

 

 

 

 

•Suga On•

 

 

O médico me disse que o motivo do desmaio não foi só porque ela bateu a cabeça, mas também por estar muito fraca por não estar se alimentando direito. Ele me disse que deveria cuidar dos ferimentos e que ela deveria se alimentar direito. Também disse que essa semana é recomendável que ela não vá a aula, e me entregou dois atestados, um pra mim e um pra ela, com eles, poderíamos faltar essa semana. Mas aí que eu pensei... Ele tá pensando que eu que vou cuidar dela? Eu não posso, já fiz demais trazendo-a aqui, não posso me apegar de novo a ela... Vou pedir para a mãe dela, o pai, o primo ou sei lá. 

 

 

Eu a levei até em casa e disse que precisava falar com a mãe dela, ela respondeu:

 

S/N: Ela não está em casa...

Suga: Seu pai?

S/N: Também não 

Suga: E o Taehyung?

S/N: Não tem ninguém, eu estou sozinha... As empregadas foram dispensadas pelo resto do mês, elas só vieram nas duas primeiras semanas...

 

Merda!

 

Suga: Entendi...

S/N: Mas o que queria falar com eles? 

Suga: As recomendações médicas...

S/N: Ata... Ér... Pode falar pra mim 

Suga: Bem... Ele disse para você cuidar dos ferimentos e se alimentar direito

S/N: Só isso? 

Suga: Ele também me entregou um atestado e disse para você não ir pra escola essa semana. 

S/N: Am... Ok... Tchau!

Suga: Ér... Tchau!

 

Entro no carro e vou dirigindo até meu apartamento

 

 

 

•Suga Off•

 

 

 

 

•S/N On•

 

 

Depois que ele foi embora, fui até o meu quarto e coloquei uma música. Coloquei Summertime Sadness da Lana Del Rey. Me despi e fui tomar um banho. 

Quando saí do banho, recebi uma mensagem de um número desconhecido.

 

 

[Mensagem On]

 

 

XXX: Você acha mesmo que ele se importa? Ele só quer ganhar sua confiança pra depois te machucar mais Ainda. Se enxerga garota, nem aqueles que dizem ser seus amigos gostam de você, por que ele gostaria?

 

 

[Mensagem Off]

 

 

Larguei o celular e voltei para o meu quarto. Coloquei um moletom cinza e uma leg preta. 

Peguei minha lâmina e fiz vários cortes em meus antebraços e pulsos. 

Por mais que eu lutasse em não acreditar nisso, sabia que era verdade. Por que alguém se importaria?

Fui até minha varanda e fiquei observando o quintal. 

Ouvi um barulho na porta. Ignorei. Apenas subi na grade da varanda e observo minhas mangas ensanguentadas, até que alguém entra no quarto

 

Suga: S/N? Você tá me...-trava ao me ver

S/N: Tchau...-digo com lágrimas nos olhos e sorrindo pra ele. 

Antes que ele pudesse fazer alguma coisa, pulei da varanda. Caí dentro da piscina, mas com o impacto, acabei desmaiando de novo. 

 

 

 

•S/N Off•

 

 

 

 

 

•Suga On•

 

 

Estava dirigindo para o meu apartamento, mas minha consciência começou a pesar em deixar a S/N sozinha naquele estado. Voltei até a casa dela e fui entrando sem nem pedir, bater na porta ou tocar o Interfone. Fui até seu quarto e já entro perguntando se ela estava melhor, mas vejo que ela estava na varanda, prestes a pular. Eu ia tirá-la de lá, mas ela pulou.

Desci correndo até o quintal e a vi dentro da piscina desmaiada. Pulei lá dentro e a peguei no colo. Fui com ela correndo até o hospital mais próximo. Eu estava chorando de medo, preocupação, tristeza... Tudo ao mesmo tempo.

Quando estava entrando no hospital, vi que as mangas do seu moletom estavam muito ensanguentadas. Em um ato desesperado, puxei as mangas e vi vários cortes. Uns estavam abertos e outros ela tinha feito hoje mesmo. Corri mais Ainda até a entrada do hospital e eles novamente a levaram até uma sala. 

 

 

(...) 

 

 

Um médico apareceu na sala de espera e disse que estava tudo bem com ela. Fiquei aliviado com isso. Ele disse que ela teve algumas lesões nas costelas, mas nada muito grave, e que também tiveram que dar pontos nos cortes dela. Ele disse que ela teria alta amanhã e me convidou para entrar no quarto dela. Segui o mesmo e entrei no quarto de S/N. Ela ainda não estava acordada. 

Me aproximei dela e a abracei enquanto acariciava seus cabelos. Me permiti derrubar algumas lágrimas e fiquei sentado na poltrona do quarto. Acabei adormecendo. 

Acordo e vejo que S/N também estava acordada, pois escutei seus soluços de choro. Me aproximei dela e a abracei enquanto acariciava seus cabelos e dizia que estava tudo bem 

Beijei o topo de sua cabeça e em seguida o médico entrou

Ele disse que a S/N já podia ter alta, me deu as recomendações e nós fomos embora. Chegamos em sua casa e antes de sair do carro ela disse:

 

S/N: Muito obrigada por tudo e eu vou seguir as recomendações e tudo mais então... Ér... Tchau-diz e sai do carro e eu também 

Suga: Você acha mesmo que vou deixar você ficar sozinha? Claro que não, eu vou ficar aqui e cuidar de você o tempo que for preciso

S/N: É sério, não precisa disso, eu...-a interrompo

Suga: Eu já tomei minha decisão. Vamos?-digo entrando na casa e ela me segue

 

 

 

Continua...

 


Notas Finais


Foi isso pandinhaz
Já tô escrevendo o próximo cap
Beijineos😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...