História I Hate You, I Love You (Chansoo & Sebaek) - 2º Temporada - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lay, Personagens Originais, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Chansoo, Laychen, Sebaek, Yaoi
Visualizações 172
Palavras 736
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Romance e Novela, Slash, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpe novamente por não postar na quarta :(


Boa leitura 💜🐰

Capítulo 12 - One More Kiss?


Fanfic / Fanfiction I Hate You, I Love You (Chansoo & Sebaek) - 2º Temporada - Capítulo 12 - One More Kiss?

Acordei após muito relutar. Calcei minhas pantufas e fui diretamente ao banheiro. Olhei-me no espelho intensamente, ainda tentando entender se tudo era real ou não. Passei delicadamente os dedos pelos meus lábios, e indesejávelmente, aquela lembrança surgiu em meus pensamentos. O beijo. O meu beijo com o Sehun. Sem saber o motivo, sentei-me no chão e algumas lágrimas brotaram de meus olhos. Por que eu estava tão confuso?

                     [...]

Cheguei um pouco atrasado, pedi licença à professora, que olhou-me reprovante, porém autorizou minha entrada. Olhei rapidamente com os cantos dos meus olhos para o Sehun, que estava concentrado anotando coisas em seu caderno. Sentei-me em minha carteira, e fingi estar prestando atenção na aula. A verdade era que uma grande questão estava em minha cabeça: eu havia pensado que o beijo estava bom. Por que eu pensei isso? Como eu estudaria com o Sehun novamente depois dessa situação? Inconscientemente, virei o meu olhar para o Sehun, e diferentemente de antes, ele também estava olhando para mim. Seu rosto estava muito inexpressivo, o que não é uma surpresa, já que ele normalmente é uma pessoa sem expressão, porém eu gostaria tanto de saber o que ele pensava a respeito do ocorrido de ontem...

                      [...]

— Tchau, Baek! Vê se liga a Webcam mais tarde, viu? — Minseok disse, distanciando-se.

Acenei sorridente para ele. Acabei conseguindo distrair-me durante o dia, e por vários momentos, até esquecia-me daquele beijo.

Atravessei o portão da escola, andei uns cinco passos, até que senti uma mão fria segurar a minha. Olhei para trás e vi Sehun, sério, como de costume.

— Vamos mesmo fingir que não nos conhecemos? — ele disse, apertando a minha mão, como se estivesse com medo de que eu fugisse ou algo parecido.

— Q-que? Eu nem sei do que você está falando. — respondi, um pouco nervoso.

Sentia que poderia cair a qualquer momento, já que parecia que o meu sangue estava concentrando-se apenas em meu rosto e havia se esquecido de ir também para as minhas pernas.

— Aquilo que aconteceu ontem... por que mudou tanto assim nossa relação? Foi... acidental. — ele respondeu, corando um pouco.

Ele ficava tão fofo quando corava...

— O que aconteceu ontem? — me fiz de desentendido novamente.

Sehun suspirou. Ele certamente já sabia que eu tinha consciência do que tratava-se, porém, por algum motivo, ele não entrou em discussão.

— Isso. — ele disse, agarrando-me pela cintura e selando nossos lábios.

O que ele estava fazendo? Ele estava ficando louco? Por que Sehun estava me beijando? Ele distanciou-se aos poucos, e sem me olhar, deu um pequeno sorriso.

— Lembra-se? Olha, dessa vez você não me empurrou. — ele disse, sorrindo abertamente dessa vez.

— Por que você fez isso? Tem demência? Se drogou? — disse num tom alto, batendo em seu peito fortemente, porém o mesmo não pareceu sentir dor.

— Você não se lembrava, tive de demonstrar.

— Foi totalmente desnecessário. — disse, bufando.

Permanecemos em silêncio por alguns segundos. Continuei a andar, já que o assunto havia se encerrado ali. Porém, após uns cinco minutos, percebi que ele estava me seguindo.

— Dá para você parar? — parei de andar, olhando feio para ele.

— Mas é que hoje é o dia de estudarmos juntos...

Ele ainda lembrou-se disso? Pelo visto, diferentemente de mim, ele não passou horas pensando naquele beijo. Aliás, agora eu havia o beijado duas vezes em menos de vinte e quatro horas! Sehun não achava estranho dois garotos se beijarem? Não seria estranho levá-lo para a minha casa? Revirei os olhos.

— Ok, vamos então.

                    [...]

— Esse garoto é tão lindo, não é? Olha para isso, parece um deus grego. Como Deus é injusto, né? Queria ter um terço da beleza dele. — repetiu Yerin, pela milésima vez, fazendo Sehun agradecê-la pela milésima vez.

— Já entendemos, Yerin. Sehun é lindo de matar. — disse, revirando os olhos. — Mas ele precisa ir embora agora, já acabamos de estudar e ele já comeu o lanche que você preparou.

— Ah, seu Baek, seja mais gentil com essa coisinha linda. — Yerin apertou as bochechas levemente rosadas de Sehun.

Revirei os olhos pela centésima vez.

— Vamos, Sehun. — disse, puxando-o pela mão.

— Obrigada pela refeição, Yerin.

Chegamos na porta. Será que Sehun ia tocar-me como sempre? Será que ficaria aquele silêncio constrangedor? Contrariando minhas ideias, Sehun sorriu e beijou minha testa.

— Até amanhã, Baek.

— Até amanhã, Sehun. — disse, deixando escapar um sorriso de meus lábios.


Notas Finais


Desculpe erros ;-;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...