História I hate you, i love you. (Vkook) - Capítulo 12


Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Mark, Rap Monster, Suga, V, Youngjae
Tags Bambam, Bangtan Boys (bts), Got7, Jaebum, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Namjoon, Taehyung, Vkook, Yoongi, Yoonmin, Youngjae
Visualizações 221
Palavras 2.689
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey♡
Turu baum?
Relevem os erros.
Boa leitura 💕

Capítulo 12 - "Eu já não sinto o que antes sentia"


Fanfic / Fanfiction I hate you, i love you. (Vkook) - Capítulo 12 - "Eu já não sinto o que antes sentia"

• POV Jungkook •

Yuju- Jungkook oppa. Vem na minha casa hoje.- ela disse enquanto eu beijava seu pescoço e apertava suas coxas.

- Não posso.- disse ainda a beijando.

Ela pega em minha cabeça.

Yuju- Vamos nos divertir oppa, faço tudo o que quiser.

- O que?

Ela fala coisas indecentes no meu ouvido.

Yuju- E então vem pra minha casa? 

- Claro.- nos beijamos.

• POV Jimin •

Yoongi estava me empurrando até eu bater minhas costas em uma parede.

- Ai Yoongi... Machuca.

Yoongi- Não machuca mais que eu te fudendo.

- Para de falar essas coisas.

Yoongi- Mas é verdade...- ele rouba um beijo meu.

E então se transforma em um beijo quente.

• POV Jungkook •

Saio dali com a garota e então vejo em uma parede Jimin e Yoongi se beijando.

Falso...

• POV Baek •

Saio do banheiro e quando iria voltar cruzo meu caminho com Chanyeol.

Chanyeol- Eu estou ligado nisso. Você tá gostando daquele menino. Parece até que esqueceu de nós dois.

- Chany... Não lembre essas coisas. Estou tentando tirar isso da minha memória.

Chanyeol- Você não gostava? Eu não era o único garoto da sua vida. Depois você vem com qualquer um e é assim? Você não esqueceu de mim. Eu ainda faço parte da sua memória e você me ama tanto quanto o Taehyung.

- Não se mete na minha vida amorosa, eu amo quem eu quiser e você é passado.- saio andando.

Chanyeol pega em meu pulso e me puxa pra perto de si.

Ele prende minha cintura em seu braço.

Chanyeol- Eu faço parte do seu passado? Não foi a dias atrás que você dormiu comigo, não foi antes de ontem que você me deu um beijo? Você ainda me ama mas quer esquecer. Porque sabe que a realidade machuca. Você sabe que seu pai odeia o meu pai e nunca deixaria você namorar com um filho dele.

- Para Chanyeol.

Chanyeol- Você sabe que se ficarmos juntos sua família vai te julgar. Sabe também que na nossa família nunca teve nenhum homossexual além de nós. Você seria julgado e eu também.

- Por favor. Para.- digo quase chorando.

Chanyeol- Eles te mandariam de novo pra um internato. E falariam que o que você tem é doença.

Meus olhos estavam cheios de lágrima.

- Para. Por favor.- minha voz estava trêmula e eu sentia vontade de chorar.

Chanyeol me abraça e então afundo meu rosto em seu ombro.

Chanyeol- Eu sei todas as suas fraquezas, sei o que você gosta é o que não gosta, eu posso te dar um milhão de qualidades. Eu não sou como ele, eu sou melhor. Então por favor não me troque.

- Me desculpa Chany. Eu já não sinto mais o que antes sentia.- sai de seu abraço e fui embora.

~ Quebra de Tempo ~

Já em casa eu estava no computador em meu quarto, Chanyeol havia saído.

E meus pais estavam conversando na sala.

Desci para pegar uma água.

Escutei uma discussão.

Me escondi atrás da parede e fiquei escutando.

Appa- Mas se ele for gay... Vai ser um desgosto pra família.

Omma- Mas o que importa é que amamos ele mesmo assim.

Appa- Se ele for gay meu pai vai me obrigar a pôr o garoto no internato.

Que conversa é essa?

Appa- O Baek é adotado. Se ele for gay meu pai vai querer que coloquemos ele no orfanato de novo.

Adotado? E-eu sou adotado?

Omma- Seu pai não decide o que vamos fazer. Ele é nosso filho e sempre vai ser independente da sexualidade dele.

Appa- Você tem razão.

Saio dali e entro no quarto.

Minhas mãos estavam tremendo e eu estava estático.

- Como assim? Eles nunca me contaram isso...

Vou até o quarto deles e procuro algum documento que comprove isso.

Achei.

?- O que está fazendo aqui?

Me viro e vejo meu pai.

- Ah... Estava procurando um... Documento da escola... Eu vou precisar.

Sai dali escondendo o documento nas costas.

Entrei no meu quarto e tranquei a porta.

Olhei no documento.

- Kim Baekhyun? Meu verdadeiro nome é Kim Baekhyun?

Minha mãe...

- Eu tenho um irmão... O nome tá meio apagado... Kim T.. Kim Taehy...

Merda... Não dá pra ler.

Do nada alguém bate na porta.

Escondo a papelada debaixo da cama e abro a porta.

- O-oi omma.

Omma- Baek preciso falar com você meu filho.

- Pode entrar.- ela entra, fecha a porta e se senta na minha cama.

Omma- Isso é um assunto um pouco delicado... A mamãe não quer te chatear... Mas preciso perguntar isso. Você é gay?

- Eu... Eu não posso dizer. Eu vou voltar para o internato de falar que sou?

Omma- Lógico que não. Não vamos deixar o louco do seu avô decidir por nós.

- Então eu posso dizer?

Omma- Pode, eu não conto pro seu pai.

- Eu sou gay.

Omma- Aquele seu amigo também é?

- Sim.

Omma- Vocês são mais que amigos?

- Bem... Eu não sei. 

Omma- Vocês já ficaram?

- Sim. Uma vez.

Omma- Tenho uma coisa muito importante para dizer pra você, mas você tem que me prometer que ainda vai me amar.

- Depende.

Omma- Bem... Esse assunto é bem mais complicado.

- Pode falar.- me ajeito na cama.

Omma- O momento de você saber isso é agora. Bem, você é adotado.

Não tive reação porque já tinha escutado a conversa deles antes.

Omma- Você foi adotado quando ainda era um bebê. Por isso não deve se lembrar disso.

- Quem é a minha verdadeira família?

Omma- Nós somos sua verdadeira família. Nós criamos você.

- Eu sei que são... Mas queria saber quem é minha verdadeira mãe e onde ela está.

Omma- Eu não sei onde ela tá, nem sei se ela tá viva. Ela era uma mulher ruim, era envolvida com gente errada. Por isso que quando teve você te deixou no orfanato.

- Ela deve ter deixado meu irmão também... Ah... Valeu mãe por ser sincera comigo e ter contado para mim.

Eu não estava acreditando. Liguei todos os fatos e tive a observação de que meu irmão poderia ser o Tae.

- Pode sair agora?

Omma- Tá...- ela se levanta e me abraça fortemente- Obrigada por entender filho.

- De nada mãe.

Ela sai do quarto e então eu o fecho e ligo imediatamente para Tae.

~ Ligação ON ~

- Tae! Mano. Eu descobri muita coisa.

Tae- Oi né... Fala aí o que você descobriu.

- Eu sou adotado.

Tae- Sério?

- Sim, sou. E pode parecer loucura mas eu acho que somos irmãos.

Tae- Como assim?

- Eu vi meu registro familiar e vi que tinha um irmão chamado Kim Taehy... Alguma coisa. Tava meio apagado.

Tae- Existem vários.

- Eu tenho certeza que é você. Pega os seus registros familiares.

Tae- Tá pera. Hum... Onde tá? Ah, achei!

- Manda foto pra mim.

Tae- Tá.

* Ele manda foto *

* Analiso *

- Viu! Não pode ser.

Tae- O quê? O quê?

- Tae. Nós somos irmãos.

Tae- O que? Não pode ser.

- Pode ser sim! E é.

Tae- Deixa eu ver isso.

- Kim Baekhyun sou eu!

Tae- Seu nome não é Byun Baekhyun?

- Quando eu fui adotado meus pais mudaram meu sobrenome.

Tae- Pera... Não. Eu não to sabendo lidar... Manda a foto do seu registro familiar.

*Tiro uma foto e a mando*

Tae- Baek... Nós somos irmãos de sangue.

- Deixa eu assimilar novamente. Ahhh! Meu Deus. Como isso pode acontecer? Como você foi aparecer na minha vida? Isso é um sinal de que nós temos que ficar unidos.

Tae- Não acredito que a gente já esteve no mesmo útero.

- Eca. Isso é nojento. Mas nós nascemos da mesma pessoa. 

Tae- Posso ir na sua casa?

- Acho que não... Meus pais estavam discutindo sobre eu ser gay. E aí minha mãe me perguntou se eu já tinha ficado com você.

Tae- O que você falou?

- Que sim. Minha mãe reagiu bem...

Tae- Tem como você sair hoje de madrugada?

- Escondido sim.

Tae- Podemos nos encontrar na pracinha as 1:00.

- Eu vou então.

Tae- Te espero. Temos muita coisa pra conversar.

- Vou desligar agora. Beijos.

Tae- Beijos.

~ Ligação OFF ~

(...)

• POV Chanyeol •

Cheguei em casa bem tarde e vi a porta de Baek entreaberta e a luz estava acesa.

Eu me senti mal por fazer o pequeno chorar.

Fui até o quarto dele é vi o mesmo sem camisa.

Ele estava se vestindo.

- Baek...

Baek- Que susto...- ele viste a camisa.- O que tá fazendo aqui?

- Eu queria me desculpar por hoje cedo.- me aproximo dele.

Baek- Chanyeol que cheiro é esse. Você tá com cheiro de bebida.

- Derramaram bebida em mim.

Baek- Ata.- ele arruma o cabelo no espelho.

- Vai me desculpar?

Baek- Eu vou, só porque é meu primo.

- Onde você vai?

Baek- Não interessa.

- Ih... A essa hora? 

Baek- Qual o problema?

- Nenhum...

Sai do quarto e entrei no meu.

• POV Jungkook •

Voltei da casa da Yuju e abri a porta, vi descendo das escadas o Tae.

Ele me encarou.

Tae- Não conta pra ninguém.- ele passa por mim e sai.

O que ele tá fazendo?

Olhei pra trás vendo a porta já fechada.

• POV Taehyung •

Fui até a pracinha e vi Baekhyun sentado numa cadeira.

Fui pra trás da mesma e dei um susto nele.

Baek- Que droga Tae!- ele me dá um tapa.

- Oi irmão.

Baek- Oi irmão.

- Nossa é tão estranho te chamar de irmão. Você sempre foi meu amigo.

Baek- Isso vai se tornar comum, né irmão?

Me sentei ao lado dele.

Baek- É estranho um irmão beijar um irmão? 

- Não, até porque lá em casa acontecia isso.

Baek- Mas é diferente porque somos irmãos de sangue.

- Foda-se. Eu não ligo.

Baek- Nem eu.- ele se aproxima de mim e me dá um beijo.

Nos separamos.

Baek- Quais são as novidades?

- Nada demais. O Jungkook que antes ficava com o Jimin já não fica mais, e eu acho que o Jimin tá ficando com o Yoongi, eles tem saído diariamente.

Baek- Eu vi algo recentemente...

- O quê?

Baek- O Jungkook estava com uma garota.

- Sério? Ele não é de ficar com garotas.

Baek- Isso deve estar sendo horrível.

- É...

Baek- Sei como é.

- Como você sabe?

Baek- Aconteceu comigo...

- Conte.

Baek- Bem... Eu e o Chanyeol nos gostávamos quando éramos crianças, e então a gente se beijou pela primeira vez com 10 anos e depois disso a gente passou a ficar. Nossa relação ficou assim por uns 4 anos.

- Por que se separaram?

Baek- Eu vou dizer, bem, meu avô paterno é um filho da puta, aí como ele me colocou no internato por causa dos meus comportamentos, ele disse que eu tava doente e que eu precisava de ajuda, eu fui pro internato e fiquei lá até completar 15 anos. Eu saí de lá e voltei pra escola, tinha um novo aluno, um badboy super gato, um gostoso da porra.

- Hum... Safrado.

Baek- Aí tá, ele passou a me provocar me chamando de princesinha, e aí um dia ele me prendeu contra a parede e roubou beijos meus, a gente começou a fazer putaria e aí o Chanyeol descobriu e me exculaxou na escola me chamando de "piranha", "puta", "rodada", o garoto que eu tava ficando bateu no Chany, e aí em pouco tempo o meu macho foi embora, eu fiquei bem mal. O Chany foi embora e eu mais mal ainda, porque apesar de ele ter dito aquelas coisas horríveis pra mim eu ainda tinha aquele sentimento guardado...

- Que coisa... Por que não me disse essas coisas antes?

Baek- Não acho que você tenha que se preocupar com coisas relevantes assim.

- Relevantes? Baek, você já ficou com o Chanyeol isso é relevante? Agora eu entendo porque ele parece ter ciúmes de nós dois.

Baek- É, acho que vou passar a contar essas coisas.

- Me conte tudo o que acontece na sua vida.

Baek- Ok, eu confio em você. Aconteceu algo recentemente... No mesmo dia em que eu descobri que era adotado ouvi meus pais falando da minha sexualidade.

- Que péssimo...

Baek- Eles falaram que eu era gay e essas coisas... E aí meu pai disse que se meu avô soubesse disso ele iria me mandar pra um internato. Ou até mesmo iria me devolver pro orfanato.

~ Quebra de Tempo ~

Eu cheguei em casa abri a porta com cuidado e então a luz se acendeu.

 Vi Appa.

- Appa?

Appa- Onde você estava?

- Eu?

Appa- Você.

- Eu fui me encontrar com o Baekhyun.

Appa- A essa hora? Tem certeza que não estava bebendo?

- Não pai. Eu não estava bebendo, eu juro por Deus, estava conversando com o Baek.

Appa- Eu acredito em você, mas não faça mais isso por favor, a rua é muito perigosa a essa hora.

- Ok appa.

Appa- Vai trocar essa roupa e vá dormir.

Obedeci ele e fui para meu quarto.

Jungkook estava dormindo.

Olhei pro chão e vi a roupa que ele estava usando antes.

Aff que garoto bagunceiro.

Peguei a roupa dele e ouvi algo cair no chão.

Olhei e vi que tinha uma camisinha.

Peguei o pacote no chão e coloquei no armário dele.

Coloquei a roupa dele no cesto do banheiro.

Me despir e tomei um banho.

Sai do banheiro e me vesti, me deitei na minha cama e me virei para o lado vendo Jungkook dormir.

Ele estava dormindo nu de novo...

Que coisa, parece que tem o quarto só pra ele.

Mas não era uma má imagem...

~ Dia Seguinte ~

• POV Baekhyun •

Meu Deus, meu Deus, meu Deus, meu Deus, meu Deus. Eu devo tá sonhando.

- Taehyung me acorda por favor.

Tae- ~O que foi?~

- É ele, é ele...

Tae- Ele quem?

Olho pra frente vendo Sehun.

- ~O meu macho...~

Tae- Mentira?

- ~Sério.~

Ele ainda não me viu e nem viu Chanyeol.

Sehun- Meu nome é Sehun, tenho 17 anos. Espero que seja bem recebido.

Ele olhou para mim e arregalou os olhos.

Prof- Bom, Sehun, pode se sentar.

Ele passou ao meu lado e se sentou ainda com aquele olhar surpreso.

~ No recreio ~

Sai da sala e fui parado por alguém puxando meu pulso.

Olhei e vi Sehun.

Tae que estava ao meu lado parou também.

Sehun- Baek... Você. Você tá aqui mesmo?

- Eu tô aqui mesmo.

Sehun- Eu senti sua falta.

- Eu também.

Ele me abraçou.

Sehun- Como você está?

- Estou ótimo?

Sehun- O Chanyeol também estuda aqui?

- Sim.

Sehun- Argh... Não gosto nada dele. Vocês já se reconciliaram?

- Bem... Sim.

Sehun- Que ruim... Mas já que você está feliz estou feliz.- ele sorri.- Você está mais bonito.

- Obrigado, você também está.

Sehun- Obrigado... Bem, vou pro recreio, não tenho tanta fome assim desde que perdi as chaves da minha casa e tava sem dinheiro.

- Hahaha... Eu lembro dessa história.

Sehun- Eu vou indo, até mais.

- Até...

Vejo ele se distanciar.

Tae- Grr. Tô com ciúmes.- faz carinha de bravo.

- Não fica bebê.- aperto a bochecha dele e dou um beijo em sua testa.

~ Quebra de Tempo ~

• POV Jungkook •

- Eu não aguento ficar longe de você. Eu te amo muito Taehyung.

Tae- Você me perdeu. Agora não adianta correr atrás.

- Eu não aguento essa distância entre nós dois, você vai fingir que nada nunca aconteceu?

Tae- Jungkook, eu já não sinto o que antes sentia. Você abriu meus olhos e eu agradeço por isso, mas acho melhor assim, nenhum dos dois vai se machucar. Fique bem assim.- ele sai do quarto.

- Não! NÃO ME DEIXA!

Abro meus olhos.

Tae- Que susto... Sonha mas não grita, eu hein.- ele se vira pro outro lado.

- Tae... Eu tava sonhando com você.

Tae- Hum... Legal.

- A gente tava aqui no quarto e eu tava me desculpando com você mas você não queria me desculpar e disse que tudo já havia mudado e aí você foi embora.- digo olhando pro teto.

Vejo o moreno se virar pra minha direção e então me viro também encarando ele.

Ele ficou em silêncio por um tempo então disse:

Tae- Talvez o sonho seja real. Deve ser um aviso.

Ele me encara.

- Eu não quero que isso aconteça.

Tae- As vezes as suas ações colaboram pra que isso aconteça. Pense nisso.- ele apagou a luz do abajur e se virou pro outro lado.

- Tae...

Tae- Hum?

- Você está ficando com o Baekhyun?

Tae- Te interessa tanto por quê?

- Por nada... Mas vocês ficam?

Tae- Bem, já que não é tão interessante pra você vou falar. Sim nós ficamos.

- Já sabia... Naquele dia... Que você saiu de madrugada... Você foi se encontrar com ele?

Tae- Sim.

- Vocês falaram o que?

Tae- Nada demais.

- Pode me contar?

Tae- Não.

- Por favor.

Tae- Tá.. Tá bom, a gente falou sobre relações da nossa vida.

- Falou de mim?

Tae- Falei, mas não foi nada demais... Mas eu descobri algo recentemente que é bem mais chocante.

- Me conte.

Tae- O Baek descobriu que era adotado... E aí no registro familiar tinha meu nome.

Eu me levantei rapidamente e liguei a luz.

- Como?

Tae- É isso mesmo que você ouviu. Eu e o Baek... Somos irmãos.

- Irmãos?

Tae- Sim.

- Caramba, caramba, mano... Você não vê? Isso é...  Caralho...

Tae- Sim... É demais.

- Alguém mais sabe disso?

Tae- Não, você tem que manter em segredo. Promete que vai manter em segredo?- ele estende o dedinho

Eu faço o mesmo e unimos nossos dedinhos.

- Prometo.

Pego em sua mão e entrelaço nossos dedos.

Eu sorrio e ele também.




Notas Finais


Bye~♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...