História I hate you, my baby - VHOPE - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Baby, Bts, Hate, Hobi, Hope, Hoseok, I Hate You, Jikook, Lemon, My Baby, Otp, Shipp, Shipp Bts, Surubangtan, Tae, Taehyung, Taetae, Vhope, Vkook, Yoonseok
Visualizações 305
Palavras 1.123
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura meus amores!
Trailer da Fic nas notas finais.

Capítulo 4 - Suspiros de frio


Fanfic / Fanfiction I hate you, my baby - VHOPE - Capítulo 4 - Suspiros de frio

..faltou hoje?

- não, não sei.

- mas vocês são namorados, não são?!

- o-oque? Somos não - sinto meu coração bater numa velocidade luz

- não? Me desculpe - fica corada - é que.. Eu vi uma conversa de vocês dois no celular dele e pensei que fossem namorados

- somos amigos, melhores amigos - coloco a mão na nuca e fico um pouco corado

- vocês fazem um belo casal - sorri e sai

Aquilo me fez ficar pensando o restante do dia todo, e fiquei curioso quando percebi que ontem não tinha dado a atenção que tae merece quando ele me ligou.

Quando a aula acabou e decidi ligar pra ele, ali mesmo na sala de aula, mas o celular dele ia direto pra caixa postal, começo a ficar preocupado pois ele não é de faltar e nem de não atender minhas ligações - oque será que aconteceu?

Saio da sala e meu amigo Namjoon estava do lado de fora me esperando

- esta bem?

- estou - respondo sem entender

- então acho que você não sabe né

- não sei do que?

- taehyung foi visto andando com as roupas todas rasgadas e todo machucado em frente a universidade mais cedo

- o-que? - pergunto "com o coração na mão"

- eu quis te contar logo, ele não parou pra falar com ninguém, passou la fora e nem olhou pra dentro, foi oque as meninas no clube de xadrez disseram

- eu preciso ir vê-lo - me viro a caminho da saída mas Namjoon segura meu braço

- calma, ainda não terminei de falar, bom, segundo o Jimin, tae estava na casa do Jungkook ontem, e o Jungkook não veio na escola.

- e-então... Talvez tenha acontecido algo quando o tae saiu da casa dele!

- não sei, talvez. Mas ouça, se precisar de ajuda pra bater no Jungkook pode me chamar, esse folgado tá merecendo um corretivo a muito tempo

- calma, não acho que tenha sido o Jungkook, embora ele seja um pegador, não acho que faria mal ao tae, afinal eles estão namorando

- que? - pergunta sem entender e claramente confuso

- você não sabia ?

- eu não gosto de ser a pessoa que fica falando demais mas..

- oque foi?

- como o Jungkook esta namorando o tae, se ontem ele estava transando com o Jimin na biblioteca?

- como assim com o Jimin? - pergunto sem entender, pois o Yoongi havia dito que era o tae que estava com o Jungkook ontem

- sim, no andar debaixo, mas meninas do clube sabem de tudo - sorri - elas estão sempre em silêncio e conseguem ouvir bem as coisas, ainda mais os gemidos do Jimin, que toda a escola conhece de tanto que ele transa nos cantos escondido

- e-então o tae ainda é... - penso alto

- que? Não entendi oque você disse

- nada não, preciso ir, obrigada por tudo Nam - saio correndo a caminho da casa do tae 


Eu não sabia o que estava sentindo, não sabia o que fazer, o que pensar. A única coisa que queria naquele momento era encontrar o tae, abraça-lo e pedir perdão a ele.

Cheguei em frente a sua casa, toquei a campainha mas ninguém atendeu, fiquei insistindo mas ninguém aparecia para abrir a porta. Resolvi ligar pra ele, para dizer que estava em frente a sua casa mas todas as chamadas davam caixa postal.

Decido chamar ele, vou em direção a janela do seu quarto e começo a gritar seu nome em tom moderado para não incomodar os vizinhos.

Mas nada adiantava, pensei que ele não estaria em casa então resolvi sentar na calçada e esperar por ele, as horas passam devagar e a cada minuto meu coração doía mais. - Porque o celular dele esta desligado? - porque ele não chega? - cadê os seus pais?

Anoitece e eu acabo adormecendo ali mesmo, com o joelhos dobrados e meu rosto por cima deles.

[Kim Taehyung]

A noite vem chegando, meu celular não parava de receber mensagens e ligações. - acho que não foi boa ideia ter passado na frente da universidade.

Desligo o celular e coloco uma música suave no notebook para ouvir enquanto vou para a janela olhar as estrelas.

Por um momento pensei que nem era eu, tipo, eu estava na janela olhando as estrelas, isso era muito a cara do hobi fazer... Falando nele, ele nem se importou de ouvir o que eu tinha pra falar ontem na ligação, desligou sem mais nem menos.

A música entrava em meus ouvidos me fazendo pensar em tudo e ao mesmo tempo em nada.

A brisa da noite bate em meu rosto, sinto frio e vou pegar meu agasalho.

Volto para a janela e direciono meus olhos a uma parte da grade de minha casa próxima ao portão.

Não havia como eu me enganar, era o Hoseok. Eu conhecia cada parte de seu corpo. Não entendo o que ele faz abaixado no chão então me preocupo e vou la até ele. Ignoro as dores que sentia em meu corpo e vou até meu guarda-roupas e pego outro agasalho, esse era para o Hobi. Mesmo estando chateado com ele, ele não teve culpa afinal se eu não tivesse aceitado ir pra casa de Jungkook eu não teria sido estuprado.

Vou imediatamente para o portão, o abro lentamente sem fazer muito barulho pois não queria assustar o Hobi.

[Jung Hoseok]

Sinto a brisa fria soar em meu corpo, estou meio dormindo ainda, mas consigo ouvir passos lentos e um suave barulho de portão se abrindo, o frio não deixou com que eu levantasse meu rosto para saber quem era, então continuei com a cabeça abaixada sobre meus joelhos.

Ouço uma voz familiar falar baixinho e com dificuldade meu nome

- h-hobi? - tae põem a mão em meu ombro

- t-tae.. - digo entre suspiros de frio

- o que faz aqui Hoseok? - ele parecia estar preocupado, com rapidez ele me ajuda a me levantar e me põem um casaco

- eu.. Eu precisava saber se você esta bem - acabo tossindo por alguns momentos

- oh meu deus hobi! Venha comigo, não pode ficar nesse tempo - sinto sua mão calorosa em minha costas me servindo de apoio

Após alguns minutos eu já estava bem agasalhado sentando na cama do tae tomando chocolate quente. Ele me acomou lá sem dizer nenhuma palavra

- tae..

- sim? O chocolate esta bom?

- esta sim.. Aonde estão seus pais? Ja é tarde imagino

- foram viajar.

- viajaram sem você, porque?

- eu estava dormindo e foi de última hora, só encontrei um bilhete na comoda.. Foi viajem de trabalho

- ah claro. Entendo. E-eu quero me desculpar com você tae

- se desculpar?

- sim. Eu não te tratei bem ontem. E-eu acho que sinto um pouco de ciúmes de você...


Notas Finais


Link do trailer: https://youtu.be/wFg4dZR138o
Eita haha
Se leu até aqui, deixe seu comentário dizendo o que achou!😘
Até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...