História I Hate You -Namjin - Capítulo 15


Escrita por: e Omma_Say

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Namjin
Visualizações 208
Palavras 1.297
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shounen, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi eu não recomendo isso aqui pra nenes com mentes limpas.

Como vocês podem ver, eu funciono de madrugada.

Tá aí o yaoi de vocês.

Capítulo 15 - Um pouco mais... Quente?


Fanfic / Fanfiction I Hate You -Namjin - Capítulo 15 - Um pouco mais... Quente?

Mais um dia.

Escola.

Uhu.

Seokjin acordou cedo, fez suas higienes, tomou banho e vestiu o uniforme.
Ajeitou o cabelo, pegou a mochila e voilá: Chegou o rei desse recinto.
Namjoon não apareceu na aula.
Seokjin achou que ele fosse se atrasar, algo assim. Mas, ele não apareceu.
Jin se preocupou com o namorado, e resolveu passar na casa do mesmo depois das aulas.

Andou até a casa dele, prevendo algo ruim.

ESTAMOS NUMA FANFIC, CLARO QUE VAI ACONTECER ALGO RUIM!

Jin chegou lá e tocou a campainha.

—Sim? —Perguntou um empregado, muito lindinho por sinal, abrindo a porta com um sorriso.

—Oi! Boa tarde, desculpa o incômodo... O Namjoon tá em casa? —Perguntou Jin, sorrindo também.

—Oh sim, ele está no quarto dele. Queira entrar, por favor. —O gentil empregado deu espaço para o estudante passar.

Jin se curvou em agradecimento e entrou.
Subiu as escadas em direção ao quarto de Namjoon, já conhecia o caminho.

Chegando lá, bateu na porta.

—Entre, por favor. —A voz de Kim Namjoon pediu, em um tom normal.

Jin entrou, um pouco apreensivo.

—Namjoon...?

—Jin Oppa! Como é bom te ver. —Namjoon sorriu, sentado em sua cama, lendo um livro.

(CHUPA AUTORA, NÃO ACONTECEU NADA DE RUIM)

—Olá, Namjoonnie. —Jin fez um coração com os dedos. —Por que você não foi na aula? Eu fiquei preocupado com você...

—Ah, Jin... Eu estava com um pouco de dor de cabeça, quando ela passou, já estava começando a terceira aula. Desculpa por te preocupar. Senta aí. —O maior tirou os óculos.

—Não precisa pedir desculpas. Inclusive eu que deveria pedir, por vir sem avisar. —Jin assentiu e se sentou ao lado de Namjoon.

—Não deveria não, você vem na hora que quiser. Só por favor não venha me visitar de madrugada, essa hora eu estou no décimo nono sono e vou acabar batendo com uma frigideira na sua cabeça! —Riu ele, passando o braço por trás dos ombros do menor e o beijando.

Jin retribuiu o beijo, amorosamente, pondo a mão no rosto do mais novo.

Namjoon continuou o beijo, pondo a outra mão à puxar a cintura de Seokjin, dando leves paradas pros dois respirarem.

Os dois continuaram se beijando por um tempo, Jin lembrou que tinha que passar os conteúdos para o mesmo, mas Namjoon não o deixou parar o beijo. Bem, os conteúdos podem esperar.

Ao contrário de Namjoon, que já não conseguia esperar e se sentou no colo do menor sem parar o beijo. Seokjin arfou, sentindo "algo" dar sinais dentro de sua calça.

Namjoon finalmente parou o beijo, um tanto apreensivo, quase tirando o "paletó" de Jin.

—Posso...? —Perguntou, se referindo a tirar a peça de roupa do mais velho.

—Hmh... Sim... —Jin respondeu um pouco apreensivo também, porque se não contar a maldita noite do baile, ele era virgem.

Namjoon retirou delicadamente a roupa que segurava, voltando ao beijo. Logo, tirou também a gravata do menor e começou a desabotoar sua camisa.

Jin, abriu e tirou o casaco do que se encontrava em seu colo. O mesmo, começou a se mexer lentamente no colo dele. Seokjin acabou arfando, e a medida que os dois iam retirando as partes de cima um do outro, Namjoon ia se mexendo com mais intensidade e fazendo o que estava por baixo gemer.

CLARO que como os autores desta fanfic são muito filhos da puta, alguém ia abrir a porta.

—Namjoon, querido... Ah... Desculpem... —A mãe de Namjoon foi entrando no quarto, e logo se arrependeu ao ver os dois se agarrando. Jin escondeu o rosto no peito do mesmo. —E-eu ia dizer que o café está pronto mas aparentemente vocês não estão com esse tipo de fome... —Os dois coraram ainda mais. —Amh... Era só isso... —A mãe do maior saiu corada.

—Hmh... Namjoon, eu acho melhor eu ir pra casa, não? Eu... Te mando os conteúdos da aula de hoje por mensagem... —Jin olhou pra ele.

—Isso é só por causa da minha mãe? —Namjoon riu, e pegou o controle remoto da porta, trancando a mesma.

—"Só"? —Riu ele.

—Se é por isso... Não precisa se preocupar... —Namjoon beijou novamente o Seokjin.

O mesmo retribuiu, e deitou Namjoon delicadamente na cama. O maior retirou com delicadeza e sem parar o beijo os sapatos de Jin, segurando na cintura do mesmo.

Seokjin, por sua vez, desfez o lacinho da calça de moletom do maior. Que arfou, abrindo também a calça dele.

Namjoon inverteu as posições, ficando por cima do mais velho e retirando a calça dele. Logo, retirou também sua roupa íntima e começou a fazer movimentos no membro do mais velho, que soltou alguns gemidos que ninguém poderia negar que eram fofos.

Logo, os movimentos foram substituídos por movimentos usando a boca, que geraram mais gemidos, dessa vez mais abafados porém também mais altos.


O maior continuou os movimentos, Jin segurou o lençol e gemeu o nome do mesmo. Depois de algum tempo, ele avisou, apreensivo, e se desfez na boca dele.

—Awnh, você tem um gosto tão bom, Seokjinnie.

Namjoon subiu até perto do rosto de Jin e distribuiu beijos e leves chupões no pescoço dele. Enquanto isso, o menor tirou a calça e a roupa íntima dele. Inverteu novamente as posições e fez os mesmos movimentos no maior.

—Aish... Jin... Você é seme ou uke...? —Namjoon perguntou entre gemidos.

—Os dois. —Respondeu ele e voltou a fazer os movimentos.

—Hmh e você se incomoda de ir rápido com isso? Eu... —Ele corou.— Não sei explicar sem ficar envergonhado, eu tenho vontade de ser seu logo.

—Huh, já que é assim... —Jin parou e sorriu, subindo devagar até o rosto de Namjoon e beijando delicadamente sua bochecha. —Que posição você prefere?

—A que doa menos...

—Acho que você ficando de quatro dói menos... —Jin disse ajudando o mesmo a ficar na mesma posição. —Você está pronto?

—S-sim...

Jin penetrou gentilmente o maior, que gemeu de dor mas logo se acostumou e pediu para Seokjin continuar.

O mesmo continuou, soltando gemidos e fazendo o outro gemer alto.

—Mais rápido... Por favor... —Namjoon arfou.

Jin assentiu e foi apenas fazendo o que o mais novo pedia. Depois de um tempo, os dois se desfizeram e se deitaram, ofegantes. Seokjin os cobriu e abraçou Namjoon, que retribuiu.

—Eu te amo, Namjoon-kun.

—Eu também te amo, Seokjin.

Os dois dormiram e depois de um tempo Jin acordou e viu no celular que já eram quase 22:00.

—Namjoon... —Balançou ele suavemente.

—Hm? O que foi, meu amor? Já é de manhã? —O mesmo esfregou os olhos com a parte de cima da mão.

—Não, mas está tarde e eu tenho que ir pra casa... —Lamentou e começou a de vestir.

—Não tem como você dormir comigo hoje não? —Suspirou.

—Eu gostaria muito, mas eu esqueci de avisar à minha mãe onde fui.

—Ok então... Quer que eu te leve até a porta? —Sorriu, vestindo o blusão e abrindo a porta do quarto.

—Não precisa, meu amor. Durma bem. —Jin, já completamente vestido, pegou a mochila e beijou Namjoon, indo pra casa.

Chegando lá, cumprimentou sua mãe.

—Onde você estava, mocinho? —A mesma perguntou.

—Eu estava passando o conteúdo da aula pra um colega que faltou...

—Esse colega, seria?

—O Kim Namjoon. —Suspira.

—Depois do que ele te fez? —Perguntou em tom de desaprovação.

—Eu... Não consigo me importar, eu o amo. —Sorriu sem graça. —Eu vou subir pro meu quarto... A gente estudou pra umas provas e eu fiquei bem cansado... Boa noite, mãe. —O mesmo beijou a bochecha de sua mãe e foi se deitar.

—Filho, aquele garoto, vocês... Namoram? Você é homossexual? —A mãe de Namjoon perguntou apreensiva, na hora do jantar.

—Não mãe, eu sou pansexual... E sim, ele é meu namorado...

—Fico feliz por isso. —Sorriu ela, meio sem graça.


Notas Finais


Jin mentindo pra mãe o que ele fez com o Namjoon né

Filho vacilão morre cedo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...