História I hate you(I love you) - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, TWICE
Personagens Dahyun, Jackson, J-hope, Jihyo, Jimin, Jin, Jungkook, Mark, Momo, Nayeon, Personagens Originais, Rap Monster, Sana, Suga, V, Youngjae
Tags Bts, Dahyun, Daimin, Dayoon, Jimin, Twice, Yoongi
Visualizações 193
Palavras 1.551
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiii geeeente, como vocês estão? Espero que bem.
Até lá em baixo bebezinhos.
Bjos~

Capítulo 25 - Louco por você


Fanfic / Fanfiction I hate you(I love you) - Capítulo 25 - Louco por você

Minhas mãos soavam e meu coração batia rápido, meus pés, sem que eu planejasse, já estavam correndo, eu corria tão rápido, esbarrava em algumas pessoas e vezes ou outras escutava um "olhe por onde anda", como se eu já não estivesse olhando.

- Dahyun! - Jimin gritava da fila, ele não parecia ter visto o que eu vi. - Espera, eu vou com você. - Ele gritou na espectativa de eu parar e esperar ele, mas meus pés não conseguiam parar. Ela estava fugindo, estava desaparecendo em meio a multidão, eu não podia perdê-la.

Eu estava perseguindo a mulher do elevador, ela olhava Jimin e eu e sua cara de desgosto parecia amarga e cruel, ao que tudo indica eu poderia ser envenenada novamente apenas por estar junto do homem que eu gosto, irônico, não?

Seu cabelo vermelho, voava ao ar. Ela corria rápido.

Acelerei ainda mais indo para uma parte quase vazia do parque, ela havia parado como se já planejasse tudo. Assim que me viu um sorriso totalmente perverso surgiu em seus lábios.

- Sabia que você viria aqui. - Ela ainda permanecia parada me encarando com aquele sorriso.

- Ainda bem que você sabe que eu não vou fugir de você. - Uma gargalhada mais alta soou ao meu ouvido.

- Eu te conheço, Dahyun. Eu analisei cuidadosamente cada detalhe irritante da sua vida. Filha amada, melhor aluna da escola, ladra do amor da vida da minha irmã, apaixonada por Min Yoongi e agora, Park Jimin. - Ela fez uma pausa. - Gostaria de saber o que vocês vêem nesse homem, coxas bonitas? Cabelo bonito? - Ela riu. - Ele não é lá essas coisas.

- Quem é a sua irmã? - Ela estava querendo vingança pelo coração partido da irmã. - Você sabe quem é... - Ela não parecia ser parecida com Hyuna, mas quem ela seria então?

- Se eu soubesse não estaria perguntando. - Dei um passo em direção a mulher, eu queria matar ela, alegaria legítima defesa, quem me prenderia? Eu estava ficando louca, é isto.

- Está perguntando porque é burra. Só pensa em macho e não analisa as coisas. Sua burrinha de merda. - Como ela ousa me ofender assim. Andei rápido a estapeando no rosto. O rosto da mulher a minha frente estava vermelho e seus olhos vermelhos, não sei se de raiva ou por que queria chorar.

- Sua biscate vadia! - Ela me devolveu o tapa, senti um ardor instantâneo, os gritos de Jimin se faziam presentes em meus ouvidos, ele estava perto.

A mulher saiu correndo, fugia de Jimin. A segurei mas foi em vão, minhas unhas percorreram ao longo do braço dela deixando uma longa linha vermelha bem destacada, corri tentando a derrubar e até consegui fazer ela cair de joelho no chão mas antes que Jimin chegasse ela saiu correndo e sumiu, simplesmente sumiu, como se fosse algo de minha cabeça, ela desapareceu.

- Porque você saiu correndo? - Jimin perguntou se colocando atrás de mim. Eu não queria o encarar, ele ia me achar louca, eu estava louca.

- Eu precisava de ar... Estava me sentindo claustrofóbica. - Me virei para Jimin com um sorriso amarelo no rosto.

- Quando isso acontecer, espere para que eu corra ao seu lado. Eu quero sempre estar ao seu lado. - Ele colocou a mão na minha bochecha que à poucos minutos atrás havia sido atingida e passou o polegar suavemente.

- Tudo bem... - Sorri tímida tendo o olhar de Jimin na minha boca, não era comum vê-lo daquele jeito, tudo era novo, talvez um pouco assustador. - É.. Não tem nenhuma marca na minha bochecha? - Retirei a mão de Jimin do lugar o evidenciando.

- Tem não. - Ele olhou cuidadoso. - Por quê da pergunta? - Sua cara de preocupado foi para curioso numa velocidade assustadora.

- Achei que estivesse com alguma espinha. - Falei seria.

- Olhando bem... Acho que tem uma aqui. - Ele colocou o dedo perto da minha boca. - Outra aqui também. - Na minha testa. - Tem uma aqui também. - Ele rir apontando para a minha outra bochecha.

- Mentira. Você está mentindo, não é? - Peguei meu celular abrindo a câmera frontal para ver.

Jimin me virou para ele me abraçando por trás.

- Do jeito que você é linda, ficaria bonita até com varias espinhas, meu bem. Relaxe, você precisa ficar bonita só para mim, não quero outros machos te querendo. - Como podia alguém ser tão ciumento assim?

- Você é muito ciumento, Jimin. - Senti um beijo dele no meu pescoço.

- Não sou ciumento, só cuido do que é meu. - Podia sentir ele sorrindo atrás de mim.

- Eu deveria ser ciumenta também tendo em vista que tem um grupo de meninas que não tira os olhos de você. - Olhei em direção ao grupo de mulheres que encarava ele.

Jimin pegou em minha mão e entrelaçou nossos dedos, ele saiu me puxando em direção ao grupo de mulheres que o encaravam e agora tinham um sorriso ladino no rosto, só eu que não conseguia fazer esse sorriso?

- Bom dia, meninas. - Jimin disse todo sorridente. As meninas não se intimidaram nem um pouco com minha presença já que umas sorriam mais do que a quantidade de dentes que tinham na boca e outras enrolavam os cabelos nas mãos... Tão comum. Revirei os olhos perante a cena.

- Olá, moço bonito. - Uma disse em meio as outras, ela não era feio.

- Queria apresentar a vocês minha esposa. - Ele me colocou em evidência me olhando, olhei a cara de nojo das mulheres. - Ela é linda, não é? Fui muito sortudo me casando com ela. Ela não é gata? - As mulheres soltaram um "é..." totalmente sem graça. - Agora vou entender que vocês estavam nos olhando a estantes atrás pois não conseguiam desviar os olhos de uma beleza dessas. - Eu sorri, mas na verdade queria gargalhar mas não podia.

- Isso. Nós vamos indo. - Um delas disse dando as costas sendo seguida pelas outras.

O riso que eu estava contendo saiu pelos meus lábios, eu ria tanto que minha barriga estava começando a doer.

- Você é louco. - Jimin apenas me observava rir.

- Louco por você. Eu sei, frase bem clichê, mas sempre sonhei usar. - Ele me abraçou me roubando um selinho.

Depois de alguns minutos nos olhando voltamos para a filha para irmos na montanha russa, eu podia sentir as mãos de Jimin tremendo, tadinho.

- Vê se não morre quando estivermos lá em cima. - Sussurrei no ouvido dele enquanto colocavamos os sintos de segurança.

- T-tá b-bom. - Ele gaguejou ao falar. Eu sem querer deixei um risinho sair de meus lábios.

A montanha russa começou a subir e Jimin segurou minha mão, ele apertava tão forte, a mão dele estava fria, gélida.

Quando a montanha russa parou em cima, Jimin olhou para mim e no segundo após começamos a cair.

- Dahyunie eu vou morrer! - Ele berrava desesperado. Eu só conseguia rir, eu não tinha mais nada a fazer além de rir, nunca tive medo de montanha russa, mas Jimin...

Depois de eu quase ter ficado surda na montanha russa graças a Jimin, seguimos para o carrossel. Sim, carrossel. Passeio mais romântico para se fazer.

- Vamos nesse daqui. Lado a lado. - Jimin apontou para cavalinhos verdes.

Sentei no cavalo de dentro e ele no de fora. Ele retirou uma câmera de dentro da sua blusa e começou a nos filmar. Nossas mãos estavam dadas e ambos sorriamos, enquanto ele filmava.

Peguei a câmera da mão dele e ele fez um coração grande colocando as mãos na cabeça. O sorriso tão lindo dele fazia com que minha atenção se voltasse para aquela parte de seu corpo. Eu só não queria que aquilo ali acabasse tão cedo.

[...]

Flashback on

- Você sabe como é filha, não podemos aceitar alguém de outra classe. - Papai disse após eu dar a notícia do meu namoro.

- Mas papai... - Minha mãe me interrompeu.

- Mais nada, Dahyun. Você vai se casar com outro rapaz, este que escolheremos para você. - Meus olhos ardiam, eu queria chorar.

- Eu não vou amar ninguém além de Yoongi. Eu o amo. - Gritei batendo em meu peito. Minha voz embargada deixava o momento ainda mais dramático.

- Dahyun, eu te coloquei no mundo, eu decido com quem você vai se casar. Suba já para o seu quarto se não quiser levar um tapa na boca por desobedecer seus pais. - Mamãe como sempre nunca me deu espaço para falar nada. Era sempre assim:"ou faça isso ou vai apanhar."

Flashback off

Jimin e eu estavamos indo para o aeroporto para pegar Momo e Hoseok, sim, eles iriam passar uma semana junto com a gente, eu estava tão feliz com tudo. Jimin e eu estavamos bem, ia estar perto dos meus dois melhores amigos que são o casal mais recíproco que eu conheço. Estava tudo perfeito.

- Você sabe que quando voltarmos para a Coréia seus pais vão querer te ver. - Jimin falou próximo de mim.

- O que veremos. Se for preciso, mudamos de apartamento, mas eu não quero ver eles tão cedo.


Notas Finais


Quando eu falei para vocês que essa fic seria amorzinho eu n menti, eu nunca a escrevi caps tão amores como esse e o passado kakaka.
O q estão achando? Dúvidas? Críticas? Sugestões? Comentem!
"Nss mas no dia do Enem ela postando cap?" gente, e se eu dizer pra vocês que achei a prova de hj fácil e a de semana passada mais complicada? Kakakak eu sou muuuito apaixonada em matemática, química e física, deve ser por isso.
Boa leitura pra vocês, bjinhos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...