História I Have Questions - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 2
Palavras 935
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Esporte, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eu sinceramente não sei oq eu tô fazendo aqui, mas por favor, continuem lendo! :3 ♡

Capítulo 1 - A Partida



- Bom Dia meu queridos alunos! 

O grito da torcida chega a fazer um eco na quadra esportiva lotada. Todos os alunos, de primeiros a terceiros anos do ensino médio preenchem as arquibancadas coloridamente, são tantas cores que fazem meu estômago criar borboletas.

- Bella, tá tudo bem? - uma voz doce e suave sussurra em meus ouvidos, já que o barulho da torcida e tão grande que mal conseguimos falar algo.

Olho para o lado, Maria Julia me olha apreensivamente.

- Eu tô bem sim! - Minto.

- Se tiver sentindo alguma coisa, me fala tá, eu fico se você quiser!

Faço uma expressão de revoltada para ela, mostrando minha indignação com o que ela disse.

- Não! de jeito nenhum, não vou atrapalhar sua vida mais uma vez com as minha borboletas! - faço cara feia para ela.

Ela me mostra sua mais comum expressão: A compreensão. Ela não se importa em ficar, mas sabemos que ela tem que ir, tem que cuidar de coisas mais importantes, e eu não sou uma dessas coisa.

- Vai pra casa logo, você sabe que não pode ficar!

- TÁ me expulsando? - ela me encara.

- Não! É que... tem coisa mais importantes do que eu...

- Tipo? - Ela levanta levemente as sobrancelhas.

Que pergunta boba, como alguém tão insegura do que quer na vida pode me perguntar isso.

- Não se faz de doida, seu filho né? 

- O que que isso tem haver com meu filho?

Aí Senhor, Me presenteia nesse natal com mais paciência, por favor, por que só com Maria Julia a minha já acabou.

- Você é mãe, tem Dezesseis anos, e passa quase Onze horas por dia no colégio e mais algumas umas quatro numa lanchonete de esquina trabalhando feito uma condenada para alimentar seu filho de apenas um ano e o vagabundo do seu cunhado, quer mais motivos para ir para casa tomar um banho e descansar? - a ironia desse discurso e que um dia isso pode acontecer comigo. 

- Tem razão, não preciso de mais motivos que isso!

Aleluia, Deus seja Louvado e guardado em cada coração que acredita nele.

- Eu vou, mas se amanhã não tiver uma foto se quer do nosso time...

Ela estala os dedos de uma forma amedrontadora. 

- Tá bom!!! Tchau!

- Tchau Beijos! 

Ela desce as escadas e sai da quadra na maior felicidade, acho que vai ser a primeira vez em anos que ela pode sair do colégio e descansar com o filho, daria tudo para ver essa cena. 

- Meus alunos queridos, antes de darmos início a mais um dos cinco dias de Jogos Interdisciplinares do nosso colégio, peço a todos vocês, humildemente, um minuto de silêncio, a mais um dos nossos jovens alunos que morreram essa semana, em consequência a droga Blue-Uni, a droga que já matou quarenta e quatro de nossos alunos do ensino médio, relembrando o pensamento que lhes foi dito semana passada, por favor, se for oferecido a vocês essa droga, não aceitem, por que ela mata, ela não é boa e não liga pra sua condição social, ela foi criada para exterminar vocês, o nosso futuro. Só um minuto, Por favor.

Todos abaixam sua cabeças. Quando todos duvidavam que não existiria mais nada que pudesse eliminar mais os jovens do que a Maconha, alguém inventou a Blue-Uni. Quem a inventou? Provavelmente algum jovem Drogado que não tinha mais nada pra aplicar na veia, então ele pensou "Por que eu não crio a minha própria droga? É só misturar umas paradas aí, e pronto!". Acho que ele já tava meio cansado de injetar água sanitária no pulso, daí inventou isso. E literalmente todas as drogas do mundo em um único POTINHO, sabe Deus Oque tem ali dentro!!! Não sei e nem quero saber, já vi alguém morrendo por conta disso...

[ ... ]

- Por favor! ALGUÉM AJUDA! Ele tá MORRENDO! - a música para no mesmo instante.

Um rapaz, provavelmente da minha idade,  está caído no chão. Ele está tremendo, está tendo uma convulsão, espuma sai pela sua boca e todos ao redor parecem desesperados.

- Ele tá morrendo! 

- Alguém chama um médico!

Vozes aleatórias saem da multidão.

- NÃO! Nada de médicos ou policiais, se não todos vão presos.

Todos os olharem passam para o dono da festa, Luiz Fernando.

De repente, o garoto para de tremer, uma menina encosta seus dedos no pescoço do rapaz, ela ao mesmo tempo da um grito.

- Ele tá morto!!!

Todos começam a se desesperar, e saem correndo pela porta da frente.

Ouço sirenes, bem longe, Ambulância? Polícia? Não sei o que são, mais é melhor não ficar aqui. Saio discretamente pela porta dos fundos da casa. Pulo a cerca que leva até o quintal dos vizinhos de Luiz, acabo saindo bem na frente da casa dele. Escondo-me em uma moita e acabo tendo uma visão da frente da casa, alguns minutos depois do ocorrido.

Luiz e alguns Policiais saem da casa, Luiz está algemado e é levado para uma viatura. Logo sem seguida dois paramédicos saem de dentro da casa com uma maca, coberta por um tipo de pano que cobre todo um corpo, era o rapaz. Eu já vi esse rapaz antes, muitas vezes no colégio, mais nunca falei com ele. Seu pulso cai pra fora da maca, ele está azul e preto, e suas veias estão roxas, e sua pele está com vários pontinhos brancos, agora entendi o motivo dessa droga ser chama assim, Blue-Uni, Universo Azul. É estranho, porém, curioso.

[ ... ]

Semanas depois desse incidente pesquisei mais sobre essa droga, descobri várias coisas sobre ela, e também vi várias fotos que preferia não ter visto após comer sanduíche de frango. Esse era mais um motivo para eu abominar essa droga.


Notas Finais


P.S. Se tiver algum erro de gramática, por favor, me perdoem, eu faço bombeira as vezes :3


ass: POh 🐼❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...