História I Knew You Were Trouble - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha
Tags Naruto, Romance, Sasuhina
Visualizações 134
Palavras 834
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 28 - Guerra declarada


Hinata POV

Fazia um mês que eu e Sasuke nos encontravam em paz, tudo estava ocorrendo bem, porém, hoje a noite eu tive um pesadelo. Sarada chorava ao ponto de soluçar, Sasuke puxava pelo braço da menina e gritava pedindo que ela ficasse em seus braços e não fosse embora. Eu ficava intacta apenas observando aquela cena. Havia uma mulher puxando por Sarada, ela tinha cabelos curtos, usava um vestido vermelho, sua pele era branca, ao virar o rosto me lança um sorriso. Era Sakura.

Acordo e sinto meu corpo suar frio. Sasuke ainda dormia, isso era bom. Me levanto indo em direção a cozinha, eu precisava manter a calma, obvio que tinha sido um sonho, mas era tão real que eu não sabia se deveria contar para ele. Volto ao seu quarto e me deito novamente ao seu lado, envolvo meus braços em sua cintura e mantenho meu corpo colocado ao seu.

Minha noite foi horrivel, depois daquele sonho eu não havia mais conseguido dormir. Então, quando foi 7horas da manhã simplesmente me levantei para preparar o café da manhã deles. Eu nunca tinha tido um sonho daquele jeito, principalmente com ela. Faço uma jarra de suco e frito algumas coisas no forno, o cheiro parecia convidativo, mas meus pensamentos estavam em outro lugar.

Sasuke acorda e me abraça por trás, isso me faz despertar, olho para seu rosto e ele parecia feliz. Sorrio aliviada e logo lhe dou um beijo. Pergunto por Sarada e ele me afirma que ainda estava dormindo. Termino de preparar as coisas e me sento ao seu lado para comermos. Eu olhava em seus olhos e sentia vontade de chorar com a tristeza que eu havia presenciado em meu sonho. Depois de alguns minutos Sarada se junta a nós e devora tudo o que via pela frente. 

- Você parece estranha

- Não dormi muito bem - sorrio para Sasuke - minha cabeça dói um pouco, não se preocupe.

- Daqui a pouco te faço uma massagem e tudo irá melhorar

- Se continuar me mimando assim, irei me apaixonar

- Você já esta apaixonada - ele beija minha testa

Ajudo ele a limpar a mesa. Sarada estava na sala vendo desenho quando a campainha toca. Meu coração por alguns segundo dói. Olho em direção a porta e logo em direção a Sasuke. Seus olhos mostravam espanto e nervosismo. Isso não pode ser verdade. Minhas pernas ficam tremulas, a garganta seca e logo olho Sarada vindo em minha direção.

- Que recepção maravilhosa, minha filhinha veio abrir a porta pra mamãe. Que gentileza - ela lança um sorriso para nós.

Sua roupa era conforme o meu sonho. Seguro a mão de Sarada e peço para que ela fique atras de mim. Sasuke da um passo pra frente e logo sinto sua voz grossa tomar conta do lugar.

- O que você quer aqui, Sakura? Acho que não é bem vinda.

- Você acha? - ela da uma gargalhada - pois eu tenho certeza que não sou. - ela olha em minha direção - Você por aqui? Que incoveniencia. Sarada, saia já de perto dela.

Seguro mais firme ainda a mão de Sarada desafiando ela. Como que ela ainda pensava que podia chegar assim e mandar na menina? Meus olhos começaram a ficar mais brancos que o normal, minha cabeça doi. Sarada segura em meu vestido e tenta se esconder do olhar de Sakura. 

- Sakura - Sasuke fazia com que a mulher voltasse a olha-lo - saia imediatamente daqui, não há nada para você.

- Talvez tenha - ela lança um sorriso e vem em minha direção - ela é minha filha, ou você esqueceu disso? - ela pega pelo outro braço da Sarada e a puxa com força. A menina começava a chorar e a me olhar desesperadamente - Você irá voltar comigo para Tokyo, meu bem.

- Você não irá leva-la para canto nenhum, está louca?

- ELA É A MINHA FILHA, UCHIHA!

- VOCÊ NÃO TEM O DIREITO. EU QUE SEMPRE CUIDEI DELA SUA INÚTIL - ele tentava puxar Sarada 

O sonho estava se concretizando, Sasuke deixava algumas lagrimas escorrerem enquanto Sarada tentava se segurar no pai e chamava pelo seu nome.

- Eu tenho direito mais do que você - ela sorri - até porque, eu sou mãe.

- Você não é minha mãe, nunca foi! - Sarada se balançava tentando soltar.

Vou em direção a porta e fecho com força, logo trancando. Sakura olha em minha direção desafiadora. Me controlo para não socar sua cara e logo solto Sarada de seus braços.

- Você nunca foi mãe dela, pode ter o sangue, mas nunca agiu como uma. Se quer tira-la de nós, vai tirar apenas com a justiça. E saiba que terá muitos contra você do que a favor.

Ela mexe em seu cabelo da mesma forma que Sasuke faz e logo suspira.

- Como queira, até porque... - ela nos olha com um sorriso vitorioso - eu sempre consigo o que quero.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...