História I Love My Best Friend (imagine Jimin) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink
Personagens Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Jimin+você= Amor Proibidao
Visualizações 21
Palavras 1.412
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Guys, voltei, faz um tempinho já né😂
Desculpa galera, eu realmente não gosto de juntar escola com minhas coisas, mas dessa vez, não tive escolha, eu sempre tenho tempo pra fazer tudo.
Eu marco o tempo de postar capítulo, e de fazer coisas pessoais, mas dessa vez a escola venceu, essa semana, eu já vou estar bem mais suave, então postarei o máximo de capítulos possíveis💜 amo vuçes💜
Boa leitura💜

Capítulo 3 - Chapter 3- O que há comigo?


Hoseok fez a gentileza de me levar em casa, antes de voltarmos eu tive que voltar ao Shopping pois tinha que pegar minha chave que havia esquecido, mas foi bem rápido até, porém tive que ver aquela maldita cena novamente, Jimin e Momo, estavam tão bem juntos, aquilo fazia meu sangue ferver, mas Hoseok me acalmava, me fazendo esquecer e ignorar aquela cena horripilante.

Assim que chegamos ao meu condomínio lembrei-me de perguntar, pois eu não tinha visto ele pela escola, e mal sabia de onde ele era.

- Você estuda aqui?.- perguntei curiosa.

- Sim, porém eu faço música, com um namorado de sua amiga, Yoongi, ele é um cara da hora, mas é bem chatinho quando está sério.

- Conheço bem, já passamos por momentos bizarros de raiva dele.- Sorri.

- Você fica linda com esse sorriso.

- Não se iluda meu bem, eu sou de outro.- Pisquei.

Olho para o lado e vejo Jimin entrar com Momo, ela era vizinha de Lisa, que morava na minha frente, apesar dela ter que ir para a casa de seus sogros e pai nos finais de semanas, ela passa a vida escolar aqui. Momo se despede de Jimin com um abraço, Hoseok percebe que eu estou olhando para frente e olha também.

- Vai me dar um abraço, ou vou ter que te abraçar?.- Brincou.

Não ligo muito para o que ele fala, Momo olha para mim e então eu desvio o olhar olhando para Hoseok, Sorriu pro mesmo, e pulo em seu colo.

- Aí J-hope, você é muito incrível, então te espero as 20:30 para irmos comer algo.- Disse isso num tom bem alto para que eles pudessem ouvir.

- O que você tá falando.- ele Disse baixinho.

- Entra no jogo.- Murmurei.

Nos separamos do abraço e eu sorri feliz, porém bem forçado, se eu não fosse tão boa atriz qualquer um podia perceber esse deboche.

- Ah, claro, então eu passo aqui para te pegar.- Ele sorriu.

Sorri de volta e assenti, ele deu meia volta e foi embora, acenei para ele sorrindo, me virei e desfiz aquele sorriso que estava acabando com minhas bochechas, peguei a chave e abri a porta, quando eu ia entrar alguém segura meu braço, Olho e vejo Jimin.

- Se divertiu?.- Ele disse bravo.

- Bastante, ele até que é divertido.- Disse para provoca-lo, porém era um pouco verdade.

- Ah claro, você conhece um cara qualquer é já considera ele para Caralho?.- Ele disse bravo.

- Sim, e onde você quer chegar em Jimin, se você fez a mesma coisa, você nem falava com aquela escrota, agora tu me manda uma dessas, fazendo o favor né?.- Disse irritada de verdade. Ele não me respondeu nada, encarei ele por alguns minutos. - Eu não aguento isso, você sabe o quanto é difícil pra mim fazer uma amizade, eu só tenho você e Lisa, então por favor, não me machuque.- Disse quase chorando, porém me manti forte.

Lisa então apareceu do meu lado com uma expressão nada boa, mas eu não deixava de olhar para ele.

- Yah, o que tá havendo aqui?.- Ela disse preocupada.

Ignorei total eles, peguei na mão de Lisa e puxei ela para dentro de casa, me joguei no sofá e respirei fundo, coloquei um travesseiro sobre meu rosto para abafar os gritos que eu dava, Lisa veio até mim com um copo de água.

- Ah amiga, Eu nunca tinha visto vocês brigarem daquele jeito.

- Eu fui muito rude?.- Perguntei preocupada.

- Um pouquinho, Mas ele mereceu, estava sendo muito babaca, aceitou sair com aquela sem noção lá.

- Eu sei, e agora o que eu faço, eu nunca briguei com ele, Aish, me sinto péssima.

- Relaxa amiga, vai dar tudo certo, vocês vão se resolver logo.

- Espero, ele me enlouquece, meu ciúmes possíveis vai acabar comigo.

- Tem razão.- Ela sorriu.- Eu tenho que ir agora, Yoongi deve tá me esperando lá no portão.

- Eu te levo até a porta.

Ela assentiu e então eu fui com ela até lá, o que foi a pior decisão da minha vida, pois ao olhar para frente vi Ela abraçando ele, aquela piranha, eu senti uma raiva tão grande, pos minha mão na cabeça e me abaixei no chão começando a ter um ataque, gritei para o mundo ouvir, Lisa logo olhou para mim, e yoongi veio correndo até mim, assim como Jimin e Momo, por sorte não havia ninguém no condômino, pois estavam todos se divertindo. Vejo todos me olhando ouso uma voz ecoar na minha cabeça, como uma pedrada, me fazendo querer morrer, a voz dizia: "Vai deixar ela roubar-lo de você, não deixe, sua fraca, estúpida, ataque ela, não seja trouxa, muito menos idiota". Aquilo estava me martelando, olhei para frente, e vi uma pessoa me olhando de longe, parecia comigo, era eu, exatamente eu, fiquei perplexa ao vê-la, estava muito longe, mas tinha certeza que era eu, Mas isso não seria possível, logo ela acena pra mim, me fazendo gritar novamente, so que bem mais alto e fechando os olhos, quando abro não vejo mais ninguém, olho ao redor e vejo todos me olhando, todos falavam ao mesmo tempo, eu não entendia nada, logo sinto uma forte dor na cabeça, a voz me vem a mente de novo, dessa vez diz: "Minha vez de brincar", sinto algo forte no peito, grito ainda mais alto, vejo tudo escurecer, e eu apago de uma vez.

***

Abro meus olhos lentamente, tudo ao meu redor estava girando, eu estava jogada em uma maca, em algo que parecia um hospital, olho minhas mãos que estão presas a maca, não conseguia me mover, pois eu estava presa, parecia uma presidiária que tentava fugir, pois haviam correntes ao meu corpo, eu me senti assustada, então olhei ao redor e não vi ninguém, então comecei a gritar por alguém.

- Socorro!.- Gritei alto.- Alguém me ajuda!.

Logo a porta é aberta, vejo Lisa entrar com Hoseok e Yoongi, Lisa vem até mim e então me abraça.

- S/n, você me assustou tanto.- Ela disse num tom de medo.

- O que você tá falando? Onde eu estou?.

- Te trouxemos até um Hospital, mas você parecia estar louca, atacava a Momo, dizia que iria matá-la, e então tivemos que te segurar com força e te prender a essas coisas aí.- Yoongi disse.

- Vocês podem me soltar? Eu preciso ir ao banheiro.

- Estamos esperando o doutor ele que está com as chaves desses cadeados.

- Gente, precisava tudo isso?.- Disse sorrindo.

- Claro você estava louca.- Yoongi exitou.

- Que você só pode está brincando, eu desmaiei e é só disso que eu lembro.

- Não, você de repente ficou com os olhos vermelhos, no começo achamos que você tinha desmaiado, porém, você reagiu e começou a atacar a Momo.

- Eu não sinto ciúmes dele, e nunca senti.- Disse brava.

- Sentiu ciúmes de quem?.- Jimin apareceu do nada.

Antes que eu pudesse falar algo o médico aparece para me tirar daquela cama horrível, ele sentou ao meu lado e começa a me fazer perguntas que eu não entendia o motivo.

- Senhorita Kim, você por acaso usa algum tipo de droga ou coisas ilícitas?.- Ele disse calmamente.

- Não!.- Disse quase num grito.

- Ok, e você por acaso já mexeu com algum tipo de magia negra, ou coisas só gênero?. Olhei para ele intacta, o que ele queria com aquelas perguntas, e onde ele queria chegar com as mesmas.

- Me fala logo, o que há comigo. Disse irritada.

- Ok, a senhora não tem absolutamente nada, eu nem entendo por que está aqui.- ele disse me deixando confusa.- Mas irei passar alguns comprimidos para a senhorita tomar.

- Claro, agora eu posso ir?.- Perguntei apressada.

- Sim, apenas compre o que eu pedi, e volte bem para casa.

Assenti, ele saiu e me liberou, me levantei e me pos a voltar andando para casa com meus amigos.

Eu estava confusa sobre o que acontecia comigo, o que estava havendo, e por que aquelas perguntas do médico, eu sinto que estão escondendo algo de mim, pois meus amigos nunca ficam calados por muito tempo, mas espero que não seja nada, espero ser intuição.

…..



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...