História I love what you hate- Saikum - Capítulo 3



Notas do Autor


OIE SERES HUMANOS
EU REVISEI TODA A FANFIC ENTAO SE TEVE ALGUMA DIFICULDADE EM ALGO AGR VOCÊ PODE RELER COM POUCOS ERROS👉💜

Ah e desculpe pelos erros desse ;-;

Capítulo 3 - Rage


Fanfic / Fanfiction I love what you hate- Saikum - Capítulo 3 - Rage

Pov Saiko

André me falou tudo, e agora ele está chorando muito.

Eu estou sem palavra pra descrever o que sinto, eu estou com muita raiva, tanto de mim por ter sido tão cego e não percebido tudo que ele sofreu esse tempo todo, mas também a raiva que sinto de Butter...O ódio que estou sentindo por aquele merda ninguém sabe, seja lá o porquê eu nunca mais quero esse cara perto do André, nem que hoje mesmo eu faça algo para acabar com isso.

Perdido em meus pensamentos noto o estado de André, a base que ele  infelizmente usa para esconder as suas sardas estava apagada, ele estava abraçado em mim, seu cabelo bagunçado e olhos vermelhos.

Aquilo realmente estava machucando ele...

-Rodrigo! Por favor não me deixa lá naquela escola sozinho eu não quero mais isso! Cada palavra que sai da boca do Butter faz eu me odiar mais e mais, ele tira todas as minhas energias, eu não aguento mais isso Rodrigo eu....Quero ficar com você!- Sua voz chorosa mostrava o quão dolorosa estava sua situação.

E mais uma vez naquela praça perto do shopping meu coração se quebra,e mesmo com raiva não estouestou consigo pensar em nada que o faça ficar longe desses idiotas.

-Hey relaxa ainda vamos achar um jeito das coisas melhorarem eu prometo!- Falo tentando reconfortar ele- Eu não vou te deixar sozinho com aqueles idiotas- Falo limpando suas lágrimas- E sobre o Butter, dependendo de mim eu acabo com isso hoje mesmo, não esquece que sou do terceiros ano, eu posso calar a boca dele rapidinho

- Serio? O que você sugeria?- Ele fala com um pouco de esperança

-Assim, é só trocarmos de telefone, você usa o discord para falar com os meninos, e eu marco um encontro com o Butter para "acertar as coisas"- Acho que meu tom maligno assustou um pouco ele mas eu não posso deixar ele com esse merda comi namorado.

-Trocar de telefone? Isso é meio arriscado- Ele fala com receio

-Arriscado seria deixar você com esse merda, André você PRECISA acabar com isso só confie em mim por favor -Falo estendendo a mão pedindo o celular.

- Ta mas me promete não fazer nada que você se arrependa depois-Fala entregando o telefone com receio- Outra coisa, eu te PROÍBO de ver minhas conversas com o Ycaro, é serio- Ele me olha com um olhar eu diria de dar medo.

-Ta bom eu entendo desde que você não veja as minhas com o Tawan ta?- Ele acena com a cabeça e eu entrego o meu celular também.

-Rodrigo está tarde...Eu tenho que ir pra casa- Ele fala (ERA RECEM 16:00 DA TARDE????)- Minja mãe não gosta que eu ande com o Butter por muito tempo...

-Claro eu Te levo lá! -Eu falo- Eu quero conversar com a sua mãe pra ver se você pode pelo menos trocar para uma escola perto da nossa faculdade

-SERIO? ELA IRIA AMAR - Sua resposta foi melhor que eu pensava, não por causa da mãe de André mas sim pela rapidez da resposta positiva dele.

Então saímos de lá e fomos andando para sua casa, no caminho ficamos conversando sobre assuntos aleatórios e fazendo piadas, até chegarmos na sua casa.

Mesmo eu e ele sendo só amigos eu preciso admitir que estou bem nervoso para conhecer sua mãe (a:conhecendo a sogrinha uiui)

Mas antes na porta da sua casa antes de entrar André me pergunta: 

-Parece que eu chorei- Ele fala apontando para os seus olhos que minutos atrás estavam vermelhos

-Pera aí - Esperando eu só olhar  André toma um susto ao ver que eu na verdade começei a limpar a base borrada de seu rosto que agora mostra todas suas sardas.

-O ok- Ele gagueja corado, preciso dizer que foi fofo?

Então finalmente entramos na casa

-Cheguei mãe!- Ele fala entrando no lugar chamando atenção da mulher conhecida lá

Ela era morena e com cabelos cumpridos, muito parecida com André

-Filho quem é esse?- Ela Fala da cozinha vindo até nós.

-Mãe se lembra do quase meia noite?Esse é o Rodrigo- A mulher que eu não conhecia até agora vem até mim, eu estava envergonhado de mais para me apresentar por algum motivo que eu não sei.

-MEUS DEUS OBRIGADA- Ela me abraça- Desde que o André conheceu vocês ele está bem mais feliz, bom até conhecer aquele Butter- Ela fala -TU ACREDITA MENINO que esse garoto teve a audácia de ter uma crise de raiva aqui na minha casa? Depois disso nunca mais quis ver ele aqui denovo, mas eu não posso controlar o coração do meu filho.

-Pode deixar eu vou acabar com isso hoje, eu convenci o André de terminar com ele, mas eu vou ajudar...- eu falo e ela me olha com um olhar maligno

-Quer ajuda? Eu tenho um porrete aqui e- Antes dela terminar de falar André a interrompe.

-NÃO VAI TER PORRETE NENHUM O RODRIGO VAI RESOLVER TUDO NO DIÁLOGO- Ele fala preocupado- NOS ESTAMOS AQUI PARA VER OUTRA COISA- Ele estava nervoso, tadinho.

-A sim! Entre Rodrigo -Fala me dando passagem- Então sobre o que querem falar- Ela fala se sentando Conosoco no sofá

Nessa hora André me olha, como se pedisse para eu explicar o que estava acontecendo.

- Eu e os meninos ano que vêm vamos sair da escola e provavelmente para uma faculdade e eu conversei com o André e ele me falou que tirando nós, ele não tem absolutamente ninguém e provavelmente depois do término dele com o Butter, as coisas vão ficar piores na escola para ele.

-O que o Rodrigo está querendo falar é que eu preciso trocar de escola, mas a nossa situação não permite isso.

-Ownn vocês dois querem ficar juntos que fofos- Ela fala sorrindo- Você sabe né que dependendo da faculdade ela pode ter ensino médio- Ela fala pegando se notebook e abrindo- Então Rodrigo qual é a faculdade?

-Os pais do Tawan são professores do universitário, mas eu não sei se lá tem ensino médio eu e o ycaro vamos tentar bolsa lá já que o Tawan ta certo que vai. 

- Pelo que eu estou vendo tem ensino médio sim mas, as bolsas são distribuídas como uma prova então só se o André estudar bastante para conseguir- Ela fala- Mas querido fica tranquilo mesmo se você não conseguir eu vou arranajar um jeito de trocar você de escola- Ela fala reconfortando ele

-Então você topa?- Eu falo olhando diretamente para André

-Por quê não toparia? Agora eu vou ter que estudar de mais só isso- Ele fala um pouco seguro

-Otimo! Agora eu preciso ir embora tenho uns assuntos pendentes tchau tia- Falo acenando para a mais velha

- Eu te levo até a porta- Fala André indo comigo até lá- Você me promete falar tudo que aconteceu no discord?Eu não vou conseguir dormir até saber o que aconteceu com vocês dois

-Fica tranquilo, eu te falo tudo depois - Abraço ele de despedida-  Eu bato na sua janela umas 21:00.- sussurro.

Então vou caminhando para casa chego e cumprimento meus pais e me atiro na cama, pego o celular dele e mando uma mensagem para Butter

"20:00 na praça na frente do shopping"

E pelo que parece ele responde bem rápido

"ok preciso resolver umas coisas em você mesmo..."

Sim ele respondeu isso, já disse eu odeio ele?

E não pude deixar de reparar em outras mensagens que tinha no celular do André no chat do Butter coisas como:

"por que você anda com esses caras não vê que eles querem todos te pegar?"

"Se eu fosse você tamparia essas sardas"

"Você é futil mesmo ein"

Meu deus, vou ter que me segurar para não socar a cara desse babaca puta que pariu.

Espero até umas 19:50 e vou andando até o local planejado, eu estava uns dez minutos atrasado e nisso eu vejo o loiro de óculos e nisso vou me aproximando até ele perceber minha presença.

-Saiko? Oque faz aqui cadê o André? - Ele me pergunta

-Bom o André não veio mas eu posso passar o recado do que você quer falar com ele...- Pego a gola de sua camiseta- Sobre o que querem conversar?

-Sério que você vai mesmo me bater? - ele ri- Ficou com raivinha do que viu sobre o seu André hoje foi? A É ele não é seu, afinal você é só mais um daqueles garotos que quer comer ele- Ele da a porra de uma risada denovo.

Nessa hora meu sangue ferve, a vontade de socar ele está muito grande mas eu preciso me comtrolar, cara como alguém como o André estava namorando alguém tão bosta.

-Olha só, vamos fazer assim você termina com o André que eu te deixo em paz- Ameaço

- Você acha que eu tenho medo de você? Cara se você encostar um dedo em mim eu posso fazer a situação dele na escola ficar quarenta vezes pior- Ele realmente acha que esta complicando as coisas mas fazer o que né ? se ele quer algo difícil eu posso fazer as coisas ficarem mais difíceis...

-Você acha mesmo que vai sair por fora assim?- rio ironicamente- Não ache que eu não sei sobre suas amizades ano passado ein Butter? E cara, os prints que eu tirei das suas conversas com o André são tão comprometedores... Imagina só eu mostrar isso para o seu amiguinho ou melhor, para o pai dele- nessa hora sua cara foi de pavor- Eu quero que você envie uma mensagem de termino às 21:00 para o numero do André, e que você bloqueie o numero dele depois, capiche?

-Quer saber? FODA-SE eu mando não queria mais aquele puto comigo mesmo- Ele fala com raiva

-Sim, agora sai da minha frente- Falo soltando a gola dele e jogando ele no chão- nunca mais quero ver a sua cara perto do André.- Saio do local com raiva.

ufa

Pronto, menos uma pedra no caminho agora só falta devolver o telefone do André pra ele.

Caminho até sua casa e antes de bater na janela de seu quarto percebo que ele estava me esperando inquiento, mas ainda não se tocou de minha presença na janela, e por um minuto começo a adimirar o quão bonito ele estava, seu cabelo não está alisado como se costume deixando seu cachos amostra, nos seu rosto não tinha nenhuma base cobrindo suas sardas, sua beleza estava natural e na minha opinião essa é a melhor das belezas.

Se ele soubesse como ele é lindo pra caralho...

Percebendo que eu estava fazendo, bato na janela sem hesitar recebendo atenção dele então o fazendo abrir o vidro da janela.

-Então como foi - Ele pergunta inseguro

- Foi mais tranquilo do que eu imaginava, ele é realmente um covarde, ele me falou que ia te mandar uma mensagem terminando o relacionamento por agora...- Eu falo informando- Na verdade eu obriguei ele a fazer isso mas quem se importa?- Eu dou uma piscadinha - Aqui está o seu celular.- Entrego pra ele

-A sim, se você quiser entrar eu posso- Ele é interrompido pelo toque de seu telefone- Pera é O BUTTER ele acabou de mandar mesagem dizendo que acabou tudo e que não é mais pra mim ver ele- Seus olhos brilham - ELE ME BLOQUEOU - fala abrindo um sorriso aquilo fez meu dia - Meu deus Rodrigo você é incrível! - Ele fala

E nisso tudo ele me abraça com um pouco de dificuldade por conta da janela e depois me da um beijo na bochecha?? PERA ELE ME DEU UM  FUCKING BEIJO NA BOCHECHA AAAAAAAAA (A: Gay panic)

-Ah desculpa-ele cora e eu viro um tomate 

-N não foi nada, mas agora eu tenho que ir, mas antes eu só quero falar uma coisa- me aproximo de seu ouvido- Você é bem mais lindo assim- Sussurro o fazendo corar e corro para fora do local

tudo que fasso por esse garoto vale a pena mesmo que eu tenha que mudar de faculdade de emfrentar mais de 40 idiotas como o Butter eu faria para ficar na porra do seu lado o tempo todo.


Notas Finais


MDS ISSO DEU MT TRABALHO SCCRRE

quando eu terminei apareceu um sapo no meu quarto da praia... isso é normal?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...