História I love you - Taekook - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Hayoonie, Jungkook, Taehyung, Taekook, Vkook, Yaoi
Visualizações 348
Palavras 3.702
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Era pra eu ter postado ontem, mas eu fiquei internada por problemas de saúde, me desculpem.

Gente, capitulo 23 isso quer dizer que faltam 7 capítulos para acabar e eu quero muito chorar.
Esse capitulo era pra ter cerca de 5 mil palavras, mas eu cortei muitas partes pra fazer em dois cap então provavelmente vai ter um cap extra deixando a fanfic com 31 cap. Lembrando que eu falei, PROVAVELMENTE.
Não é certeza

Então, diretamente do hospital central de Rio Branco Acre, deixo mais um capítulo de I love you - taekook

Bom, I love vocês

Capítulo 24 - The party


Fanfic / Fanfiction I love you - Taekook - Capítulo 24 - The party

Taehyung sentiu a luz da janela bater contra seu rosto e abriu um dos olhos com dificuldades e voltou a fechá-lo, estava sonolento Ainda. Sentiu um peso sobre sua cintura nua por debaixo da coberta e sorriu sabendo que a noite anterior não foi um sonho. Tentou virar e soltou um gemido de dor ao sentir no seu cox uma pontada, comprimiu os olhos e mordeu o lábio inferior tentando não gemer muito alto, para que não acordasse o moreno ao seu lado - o que não adiantou muito já que Jeon estava acordado a muito tempo - respirou fundo e permaneceu na sua posição. 

Jungkook percebeu o movimento do Kim e o observou fazer a careta de dor e não segurou um risinho preocupado, chamando a abstenção de Taehyung para si. 

 - Bom dia ... - falou beijando o canto da orelha do Kim 

 - Bom dia ... - sorriu com cara de dor 

 - Espera aqui que eu vou pegar seu remédio ... - levantou da cama. O Kim sorriu ao ver as costas nuas do Jeon quando se levantou pegando sua cueca jogada no chão e a vestindo. - e outro para dor também - se virou e num momento de vergonha, o Kim sorriu de boca fechada e pressionou os olhos com força sentindo suas bochechas corarem. Lembrava de cada palavra que disse, de como pedia para o Jeon as coisas, de como gemia de tanto prazer sentindo o moreno penetrar em si e de como rebolava no pau duro do outro. Colocou a mãos no rosto com vergonha.

 

Tinha perdido a virgindade.

 

Com um cara.

 

Com Jungkook. 

 

Isso a um tempo atras podia ser uma coisa absurda e o Kim se arrependeria. Mas não, não estava se arrependendo de nada, pois tivera sua noite mágica, num lugar mágico e com alguém mágico. 

 

Jungkook demorou alguns minutos até voltar, e o Kim resolveu mexer em seu celular novo que tinha ganhado do Jeon após ter o seu pifado por causa da muita água que entrará naquele dia que sairá desnorteado da casa alheia. 

 

Abriu o Twitter e nele tinha varias mensagens de Jimin, lembrou que não conversou com o amigo desde aquele dia e na verdade ele não queria, Ainda não se sentia preparado o suficiente para encarar o ex namorado do seu atual namorado. Soltou um suspiro pesado ao pensar naquilo e resolveu deixar o celular de lado. 

 

Já estava inquieto com a demora de Jungkook, então levantou - com dificuldade - e foi até o banheiro tomar uma ducha rápida. 

 

Quando saiu do banheiro, Jungkook entrou no quarto com uma bandeja de café da manhã. Sentou-se na cama e o Jeon a sua frente. Na bandeja tinha: morangos em uma tigela pequena de vidro, dois copos de suco de laranja, dois sanduíches, café e algumas torradas com molho encima. Taehyung abriu um sorriso e Jeon o acompanhou deixando um beijo em sua testa.  

 - Você existe mesmo? - brincou pegando no rosto de Jungkook- É você existe 

 Jungkook soltou um risada gostosa dando um beijo na mão do Kim - Coma para poder tomar o remédio, não pode tomar remedeios sem comer nada.

 - gente ... que namorado atencioso eu arranjei - falou sorrindo e tratando de comer - Coma também. Você precisa recompor as energias - Falou e o Jeon deu um sorriso malicioso pegando o morango. 

 

Depois do café da manhã na cama, Taehyung descansou um pouco depois dos comprimidos que o deixavam sonolento. Jungkook resolveu se juntar a ele por um tempo e também acabou cochilando também por um momento. Taehyung não consegui aproveitar o dia como queira, mas Jungkook o fez para que não passasse a ser tão chato, afinal ele tinha uma parcela de culpa pelo Kim não ter conseguido aproveitar. 

 

 

Estavam deitados na cama brincando com os dedos alheios, até Jungkook se pronunciar - Taehyung, por que um círculo?

  - Hum? - Questionou confuso 

  - Por que desenhou um círculo em  volta das nossas iniciais? Por que não um coração?

 - Ah, isso ... bom, um coração seria muito feimenino - Jungkook concordou - Então fiz um círculo, porque círculos não tem início e nem fim. Assim como nos ... - Jungkook o olhou - Sabe, eu não sei ao certo quando comecei a gostar de você ... nem quando você começou a gostar de mim ... então meio que não tivemos o tão início ... e bom, eu espero que não tenhamos um fim. Por isso fiz um círculo. 

 - Você é tão interessante, tão inteligente... tão lindo. Eu acho que sou a pessoa mais sortuda do mundo de te ter - Jungkook disse sincero. 

 - Eu me sinto assim também - falou e Jungkook voltou a deitar olhando para o teto 

 - Ei - Chamou - eu vou te chamar de "V"

 - V? - questionou confuso 

 - É. Eu não queria te chamas de TaeTae porque tem gente que te chama assim ... então quando a gente entrou naquela livraria ontem, você ficou olhando o livro sobre os planetas e eu fui ver um também ... eu vi um sobre significados de letras. 

 - E o que significa ... V?

  - V é sintoma de equilíbrio, de inteligência criadora, de grandes habilidades e aptidões, de muita perseverança, de intuição, de dedução e de extraordinária confiança em si mesmo. É o que você é, é claramente você Taehyung. 

 - V ... eu gostei. - Disse - Você tem dois nomes né?

 - Sim, Jungkook e Jeongguk. 

 - Então... eu vou te chamar de Gukkie. Alguém te chama assim? - perguntou e Jungkook sorriu negando - Ótimo. A gente vai usar esses apelidos normalmente? Ou em ocasiões especiais?

 - Não sei, o que você quer?

 - Seria chato falar na frente das pessoas?

 - Não, acho que é uma forma de carinho bonito 

 - Então vamos usar normalmente 

  - Ok. 

 

----

 

08:45 AM

 

Jungkook já havia se levantando, faltava alguns minutos para as noves e logo teria que acordar o Kim para que tomasse seu remédio. Tomou o café da manhã e preparou o de Taehyung para quando ele acordasse. 

 

Estava tomando um copo de suco olhando pela porta de vidro o mar se movimentar e fazer pequenas ondas quando se surpreendeu sentindo os braços do seu amado laçar sua cintura - Bom dia, amor - falou se virando para o Kim e deixando um selar sobre os cabelos que cobriam a testa do outro. 

 

O Kim vestia apenas uma blusa social azul claro que ia até o meio da sua coxa, estava  aberta até o terceiro botão e deixava um decote em V. Os cabelos estavam bagunçados e os olhos estavam meio fechados Ainda. Jeon mordeu o lábio inferior segurando os pensamentos que veio a sua mente ao ver o Kim assim. 

 

Taehyung apertou mais Jungkook e aninhou sua cabeça na curva do pescoço alheio. Suspirou fundo e bocejou, Jungkook remexeu nas madeixas acastanhadas do namorado e o afastou segurando o rosto do Kim com as duas mãos, amassando as bochechas dele - Ainda tá com dor? - deu um beijo na boquinha de Taehyung depois de perguntar. Taehyung fez que não com a cabeça e sorriu. - Tá com fome? - Taehyung assentiu rapidamente várias vezes o que fez Jungkook gargalhar - O que quer comer? - Taehyung fez pensativo e deu de ombros - não vai falar nada? - Taehyung riu e acolheu o rosto nas mãos e voltou a olhar para Jungkook 

 - Eu quero comer qualquer coisa, Gukkie - falou 

 - Ah, tá. Pensei que tinha ficado mudo de uma hora para outra - brincou e Taehyung revirou os olhos - Ok, vamos 

 

10:02 AM

 

Depois do café da manhã e um banho bem demorado de ambas as partes, os dois decidiram tomar banho de mar. Prepararam uma tenda e colocaram na areia, pegaram duas cadeiras e uma mesa para colocar os óculos e roupa para quando fossem entrar na água. 

 

Jungkook entrou na água primeiro, enquanto Taehyung ficou de esperar um pouco pois queria ler mais um capítulo de seu livro, de vez em quando desviava os olhos para o moreno apenas de calção dentro da água e sorriu ao observar o corpo tão bem desenhado do namorado.

 

 

Sentiu sobre si aquela sensação novamente sobre si. A de ser observado, assim como no parque. Correu os olhos pela praia, mas não encontrava nada o observando. Tomou um susto quando mãos molhadas tocaram seu braço e ficou mais calmo quando viu que era as mãos de Jungkook, que riu da reação do outro - Tá tudo bem, V?

 - T-ta ... só ... - se limitou a falar isso antes de apenas abanar a cabeça várias vezes e sorri para Jungkook - A água tá gostosa? 

 - Hum ... Tá sim, você quer ir agora? Ou quer tomar água de coco?

 - Vamos dar um mergulho e depois tomamos a água de coco. - Jungkook concordou com a cabeça e Taehyung se levantou tirando a camisa e ficando apenas de calção assim como Jungkook. 

 

Deixaram a roupa encima das cadeiras e andaram dois passos para frente antes de serem interrompidos por duas meninas - Com licença, vocês poderiam nos ajudar? - uma delas sorriu para Jungkook e a outra olhou sem jeito para Taehyung arrumando o cabelo atras da orelha. Os dois se entreolharam e Taehyung concordou com a cabeça, sem dar muita importância - A gente queria saber se poderiam passar protetor solar na gente ... - a garota mordeu o lábio inferior segurando o portinho do protetor na sua frente. Taehyung cruzou os braços e encarou a garota com a sobrancelha arqueada.

  - Não podemos fazer isso - Taehyung se pronunciou indo para frente da garota que estava na frente do Jungkook - Vocês podem passar uma na outra. Será melhor que pedirem para dois estranhos, não acha? - A garota se surpreendeu um pouco e abriu e fechou a boca várias vezes tentando falar algo mas não saia nada - Olha, não quero ser grosso com você. Serio mesmo. Só que nos - Apontou para Jungkook e para si - Estamos juntos - corou um pouco e a garota fez um "O" com a boca. Jungkook se segurou para não rir da expressão da garota, e cumprimentou as duas antes de sair puxando Taehyung pela mão. 

 

 - Meu Deus - soltou uma gargalhada quando entraram dentro da água - Taehyung ... - não conseguia parar de rir, mas Taehyung estava sério. Não acreditava que aquelas duas tinham acabado de flertar consigo e com seu namorado, estava indignado. 

 - Você viu como ela foi atrevida? - cruzou os braços 

 - Como você é lindo com ciúmes - Abraçou o corpo alheio dando um beijo na bochecha de Taehyung - Não fique assim, elas não sabiam.

 - É... não sabiam - disse meio tristonho - Aish... vamos logo mergulhar, preciso de uma água de coco. 

 

E assim fizeram, teria sido apenas um mergulho se Jungkook não tivesse começado uma guerra de agua. Taehyung não deixou barato quando o Jeon jogou água na sua cara, afundou a cabeça do outro na água e Jungkook o puxou consigo. 

Nadaram no razo porque Taehyung não sabia nadar muito bem e brincaram ali por um determinado momento que não tiveram tempo e nem vontade de contar. 

 

Foram até o bar aberto tomar a tão sonhada água de coco. Taehyung tinha marcas de sol no nariz e bochecha, Jungkook não estava tão diferente, só que o Kim estava mais marcadinho. Não que aquilo o fizesse menos bonito, pelo contrário, Jungkook achava muito mais sexy e lindo.

 

Os pais de Jungkook se aproximaram dos dois entre risos - Olha, então é aqui que estão - Nyan falou 

 - Estavam nos procurando, mãe? 

 - Sim, sim. Seu pai foi convidado para um jantar hoje, então as sete comecem a se arrumar, pois vamos a uma festa hoje - Disse animada, o mais velho só sorriu e então os dois saíram 

 - Um jantar? - Kim fez careta 

 - Deve ser algum jantar de associados da empresa do pai - Jungkook não deu tanta importância - se não quiser ir eu posso falar para eles.

 - Não, não tem problema. Vamos, acho que vai ser legal conhecer os amigos de seu pai. - Kim sorriu, Jeon também sorriu mas o desfez por um momento olhando pro nada - Gukkie ... o que foi? 

 - Acha que ela vai está no jantar também? - Perguntou, Taehyung imediatamente soube de quem Jungkook falava. Fala de Mina, de Myuoi Mina, ex namorada de Jungkook e filha de um dos sócios do pai do seu amando. 

Era mais que óbvio que ela estaria lá, era uma festa para sócios e conhecendo apenas um pouco ele sabia que a garota iria. Não perderia a oportunidade de infernizar os dois, e aquela era uma boa chance. 

 

Não queria mais ir, só que se não fosse estaria se monstrando afetado por ela - não que ele não estivesse - e não queria que Jungkook pensasse que não tem confiança em si. 

 

Sorriu para o moreno a sua frente e pegou na sua mão, Jungkook ergueu os olhos para o namorado e viu aquele sorriso quadrado no rosto do mesmo, que o fizeram soltar um suspiro sorrindo. Amava tanto aquele sorriso, que podia com toda a certeza do mundo passar a eternidade de sua vida olhando para ele e o apreciando. 

 

 - Eu não ligo pra ela - mentiu - Vamos sim, ela não vai estragar nossa felicidade. 

 - Você não sabe o quanto eu te amo por ser assim - Abraçou o Kim - Ela nunca vai estragar nossa felicidade, eu não vou deixar.

 - Eu também não vou. - garantiu com a voz abafada entre o pescoço do Jeon. 

 

 

 

 

 

 

Um par de olhos observava aquela cena - Aqui seu suco, senhor - sorriu a garçonete e o homem acenou. Pegou o celular no bolso de sua bermuda e digitou alguns números na tela digital, com um cardápio na sua frente e de óculos escuros acompanhado de um chapéu típico de algum turista comum colocou o aparelho no ouvido esquerdo sem tirar os olhos dos dois jovens a sua frente. 

 - Eles irão - Falou contra o telefone logo desligando e saindo do lugar com seu copo de suco. 

O homem deu uma última olhada para trás, para os dois. Pareciam bem próximos, concluiu que eles estavam mesmo juntos, soltou um suspiro pesado e ajeitou os óculos e camisa e começou a andar - Será uma noite e tanto ... Kim Taehyung. 

 

 

 

Talvez Taehyung não devesse ir, talvez fosse melhor ficar em casa. Talvez não fosse tão importante assim conhecer os amigos de seu sogro, nem se mostrar invicto para Mina, não fazia questão mesmo. Tava nem aí pra ela não. Talvez devesse deitar na sua cama e deixar que Jungkook se divertisse na festa sozinho. 

 

Não achava uma roupa se quer naquele guarda roupa, nem mesmo as que tinham comprado no shopping a algumas horas atras agradavam o Kim. Já estava impaciente pois já era 7:30 da noite e nada de escolher uma roupa, vestiu e revestiu cinco ternos e nenhum o agravada. Estava vestido com um terno preto, comum com uma gravata borboleta e os cabelos arrumados, o terno lhe caia muito bem, estava belo e sensual. Apenas não percebia isso. 

 

Sentou na cama derrotado, se achando uma pessoa insuficiente por não conseguir escolher uma roupa para um evento comum. 

 

 

Mas não era um evento comum

Era um jantar com os sócios do seu sogro. 

Era um jantar com o pai da ex do seu atual 

Era muito importante, isso sim. 

 

 

  - V - Gritou de dentro do closed - Me ajuda com a gravata. - Taehyung levantou da cama e foi até onde a voz o chamava. Jungkook tirou os olhos da gravata e paralisou olhando para Taehyung atras de si pelo reflexo do espelho. Meu pai, como ele estava deslumbrante com aquela roupa. Ele podia ser naturalmente confundido com algum empresário boa pinta se andasse por aí desse jeito. 

 

Taehyung estava com uma carinha emburrada, e Jungkook Ainda paralisado o olhando quase deixando que uma babá caísse de sua boca. Taehyung ajeitou a gravata longa na cor salmão de seda do namorado e sorriu pequeno dando um tapinha na mesma, depois ajeitando o terno alheio. O Jeon estava com um terno cor de vinho, bem escuro e o cabelo com um topete pequeno. 

 - Você está lindo. - Disse sincero olhando para o moreno 

 - Você está muito mais - Falou simples e olhando nos olhos - Meu Deus, você está muito lindo, Taehyung. Jesus ... V, você tá lindo.

 - Não seja bobo - emburrou - Não estou não, vesti quietos ternos e nenhum deles me serviu.

 - Bobo está sendo você por não enxergar tamanha beleza que tem - Abraçou o Kim 

 - Vai amassar os ternos, Jungkook - Reaprendeu o moreno 

 - Ae ... desculpe - Soltou o Kim, antes de deixar um selar breve nos lábios do mesmo - Ok, vamos encontrar o papai e ... 

 - Passou perfume? - interrompeu 

 - Eu esqueci, passei ao hidratante - Falou pegando frasco de perfume encima da penteadeira e o passando - Agora ...

 - Primeiro tenho que pegar meus comprimidos, os celulares e as chaves. Nyan falou para passarmos lá que ela iria nos dar uma coisa antes ... e depois iriamos para o centro que teria um carro para nós pegar. - Interrompeu novamente 

 - Isso - Sorriu

 - Eu lembrei! - exclamou 

 - Lembrou. - Deixou um beijo demorado - Estou orgulhoso de você 

 - Eu também - Fechou os olhos - É graças a você 

 - O que? 

 - Eu só lembro das coisas por você - disse tímido 

 - V ... 

 - É verdade. Eu só lembro porque ... porque eu não quero me esquecer dos nossos beijos, nossos momentos, nossos abraços, nossos lugares, nossa viagem, nossos amigos, não quero esquecer de nos ... nem de você. 

 

Jungkook sorriu 

Sorriu como nunca

Sorriu que pensou que sua boca poderia ter rasgado. 

Distribuiu beijos por todo o rosto do Kim e o abraçou, e mesmo lembrando que aquilo poderia amaçar os ternos não ligou. Estava feliz, muito feliz. 

 

-----

 

08:45

 

   - Já estamos chegando? - Jungkook perguntou pela décima vez desde que saíram da casa na praia 

 - Não, meu amor. Fanta alguns minutos. 

 - Odeio demora - reclamou 

 - Eu sei bem disso - Nyan falou pegando na mão do filho - Taehyung?

 - Hum? - respondeu 

 - Está calado desde que a gente saiu, aconteceu alguma coisa? 

 - Não ... - negou 

 - Tem certeza? 

 - Tenho sim, é porque eu estava observando o caminho ... - para eu me lembrar, completou em pensamento.

 - Ah, sim querido. Pensei que Jungkook tinha feito algo, que eu já ia bater nele - Nyan falou recebendo uma cara de ofensa de Jungkook e uma gargalhada de Taehyung. 

  - V, não ri - falou brabando 

 - V? - Nyan questionou 

 - É um apelido que ele me deu

 - Mas por que V? Uma letra? Serio? 

 - Letras tem significado, mãe. E a letra V se encaixa perfeitamente no Taehyung. 

 - Ok, Ok. Não vou mais questionar .... - se rendeu - Cada uma ...

 

O carro estacionou e estão eles saíram. Taehyung travou abrindo a boca pra ver o prédio enorme com luzes iluminado os convidados e limousines saindo e chegando no local. Claro que ele sabia que ia ser algo grandioso, mas não sabia que seria algo TÃO grandioso. Aquilo mais parecia a entrega do Osca do que um jantar com meros sócios - Que de agora, Taehyung poderia ter certeza que não eram tão meros assim. 

 

Adentraram o local depois de passarem pela entrada rodeado de fotógrafos e luzes afetando a visão do Kim. Jungkook parecia tão normal com aquilo tudo, já era de se imaginar que aquilo era normal para si, pois ele era filho de um dos caras mais ricos de Seul. Taehyung tentou parecer indiferente com tudo aquilo também, algo mais natural. 

 

 

 - Taehyung... não fique nervoso - Nyan se aproximou 

 - Eu tô aqui - Jungkook sorriu 

 

 

Seguiu os passos de Nyan e Jungkook que cumprimentavam todos no salão gigante daquele lugar. Um garçom veio até os três e os guiaram até a mesa onde Sr. Jeon já estava com alguns dos sócios. 

 - Chegaram! - Jeon se pronunciou se levantando para abraçar de lado a esposa - Essa é minha esposa, Jeon Nyan. 

 - Muito prazer, Senhora Jeon - Lee Yang disse e foi acompanhado pelos demais 

 - Esse é meu filho, Jungkook - O moreno se aproximou 

 - Boa noite, Hyung's - falou 

 - Há quanto tempo, Jungkook. A última vez que eu o vi foi a quase a um ano - Park Jae se levantou e comprimentou Jungkook. 

 - Você está a cada dia mais parecido com seu pai. Misony, você não deveria deixar ele solto por aí, ele é sua cópia perfeita - Lee brincou

 - Estou esperando as consequências disso, meu amigo - Senhor Jeon riu 

 

 

Taehyung ficou meio perdido por estarem falando de "Misony" até decifrar que ele era o pai de Jungkook. Se tocou que até agora ele não sabia o nome dele, apenas o de família. Talvez tivessem falado em algum momento, mas podia ter se esquecido ou não escutado por estar no mundo da lua. 

Taehyung acordou do seu desvaneio quando escutou uma voz perguntar quem era ele. 

 

 - E esse ... - Puxou Taehyung para perto - Esse é Taehyung, Kim Taehyung - Os sorrisos se transformaram em expressões sérias e assustadas. 

 - Boa noite a todos - Disse 

 

Os olhares caíram sobre Jeon Misony que encarava todos com uma certo olhar calmo. Taehyung sentiu um pouco incomodado com a situação, mas manteve-se de cabeça erguida, não queira parecer assustado - Apesar de está - e queria mostrar confiança. 

 

 - Seja bem vindo, Kim Taehyung - Lee Yang, o único que sabia de tudo junto com Jeon Misony levantou e cumprimentou Taehyung, olhou para o Jeon mais velho e os dois sorriram. 

 


Notas Finais


Até segundaaaaaaaa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...