História I love you? - Thiam - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Teen Wolf
Tags I Love You, Liam, Theo, Thiam
Visualizações 631
Palavras 741
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Estupro, Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Quem está aí?


Escorria um pouco de sangue pelo canto da minha boca. Gabe havia me dado uma surra e o pior havia sido encontrar Brett no caminho de casa. Ele estava acompanhado de seus amigos babacas.

Eu odeio minha vida, sinceramente. A cada dia uma história pior para se contar.

Subi para o segundo andar, onde se encontrava o meu quarto. Tia Melissa havia saído para jantar com o xerife e Scott devia estar com a namorada. 

Nem liguei a luz ao abrir a porta, apenas me joguei na cama, chorando contra o travesseiro até adormecer.

 

- Vamos logo, Isaac! Desce, seu panaca!

Aquelas vozes haviam conseguido me acordar. O que estava acontecendo?

- Ele acordou! Droga! Isaac, morre, mas sai daí!

- Ei! - grito ao perceber o que se passava. 

Estava escuro, mas eu via a silhueta de alguém nas sombras.

- Isaac, vai logo, é sério!

- Pronto! - Uma outra voz gritou.

Segurei o garoto que estava tentando fugir por uma escada posta na grade da sacada do meu quarto.

- Você não vai fugir, idiota! 

O puxei com força, nos derrubando no chão.

- Argh!

- O que pensa que estava fazendo?

Agarrei seu rosto.

'Pera, eu o reconhecia.

- Theo?

O que? Theo estava invadindo meu quarto? Por que?

Incluindo um pequeno detalhe: ele é meu vizinho, mora na casa ao lado.

- O-Oi, Liam...

- O que pensa que estava fazendo?

- N-Nada.

- Não minta pra mim, idiota!

- Ér... Eu só queria falar com você, m-mas... você estava dormindo, então...

- Theo, vem! - a outra voz o interrompeu.

- Com quem estava?

Ele engoliu em seco.

- Nolan e Isaac, uns amigos do colégio. Ninguém abria a porta, aí, eu chamei eles pra me ajudar.

Cerrei os olhos.

- O que queria falar comigo?

- Nada de mais. Só queria saber como foi o seu dia e tals, como sempre.

- Mensagem?

- Te mandei umas cem e você não me respondeu. Fiquei preocupado.

Suspirei.

Theo, antigamente, era apenas meu amigo virtual, mas não demorou muito para descobrirmos que morávamos ambos em Beacon Hills. O mais sinistro era que éramos vizinhos. Não conversávamos pessoalmente antes, só que, depois de tudo, todo dia ele tinha a necessidade de vir aqui em casa ou eu ir na sua. Ele era esquisito, eu tinha que confessar isso.

- Você é muito idiota, Raeken. - digo, soltando seu rosto.

- E-Eu sei. - ele disse e, logo, beijou minha bochecha. - Pensei que tivesse acontecido algo. 

- Você se preocupa de mais, bobão.

- Sim, mas... você sabe o porquê...

Sim, eu sabia. Theo havia perdido seu melhor amigo há cinco anos. Foi horrível e traumatizante para ele, e por isso era tão cuidadoso comigo.

Sorrio para o mesmo.

- Fico feliz que se preocupe. - digo e seguro seu rosto, beijando sua testa. - Mas eu não vou sumir, prometo.

Ele sorriu fraco e se levantou.

- Eu acredito em você, Liam, só que... algo dentro de mim diz para tomar cuidado.

Theo estende sua mão e eu a seguro, levantando do chão.

- Tudo bem, Theo.

Eu preciso dizer: não é muito "incomum" essas atitudes dele, tipo invadir o meu quarto - eu até já devia ter me acostumado, afinal, foi assim que descobrimos que éramos vizinhos. Talvez, outro dia, eu conte essa história - um dos pontos raros pontos positivos de ter a minha vida.

- Ás vezes, eu sinto como se você fosse sumir ou ir para longe, muito longe, aonde eu não poderia te alcançar...

- Isso não vai acontecer, você sabe.

- Não, eu não sei, assim como eu nunca poderia saber que Stiles iria ser atropelado...

- Você disse que acreditava em mim.

- E acredito.

- Então ponha na sua cabeça oca o seguinte: nós nunca iremos ser separados! Nem a porra do destino pode fazer isso conosco! E sabe por que? - Ele negou. - Porque se eu digo algo, eu vou até o fim!

Seu sorriso aumentou.

- Eu confio nisso...

- Eu também! - digo, sorridente.

- Theo! Sua mãe está nos chamando! Vem rápido!

- Já vou! - ele grita e se vira para mim. - Até amanhã, baixinho. - diz, acariciando meus cabelos.

Logo, vai até a sacada e desce pela escada, logo, a tirando de lá.

- Até, idiota...

103 novas mensagens de Theo.

Ri. 

Nossa, você é inacreditável, Theo Raeken.

- Idiota.


Notas Finais


Se tiver algum erro de português, me avisem, é sério
Espero q tenham gostado
Continuo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...