História I Love You Appa *Jikook* - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Appa, Bts, Incesto, Jikook, Namjin, Pai, Taeyoonseok
Visualizações 1.094
Palavras 1.081
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 16 - Saudade


Fanfic / Fanfiction I Love You Appa *Jikook* - Capítulo 16 - Saudade

Park, havia acabado de sair do prédio, onde cursava administração. Era fim de tarde, o garoto estudava de manhã, e passava a tarde toda no curso.

Assim que entrou no apartamento , correu para o quarto, pegando uma roupa qualquer no guarda-roupa, e indo para o banheiro.

Após o banho, o loiro desceu até a cozinha, logo colocando a lazanha congelada, no microondas.

Logo após comer, o garoto foi para o quarto, e se jogou na cama. Por incrível que pareça, naquela tarde, ele não tinha nenhum dever, ou trabalho para entregar, e depois de dias estudando, ele pôde desfrutar de algumas horas de sono a tarde.

[…]

Jimin, acordou com o celular tocando, o quarto estava escuro, o que indicava, que já era noite. O garoto bateu a mão repetitivas vezes, até encontrar o aparelho, do outro lado da cama, logo em seguida, atendendo sem ver quem era.

- Espero que seja importante - O pequeno resmungou, ainda de olhos fechados - Eu estava dormindo - Completou manhoso, soltando um gemido preguiçoso em seguida.

- Se quiser, posso ligar outra hora - Jeon murmurou divertido.

O mais velho, adorava o jeito manhoso, que o loiro acordava. Era sempre muito satisfatório para o moreno, ter tal visão.

- Não - Park praticamente gritou, despertando quase que imediatamente, mas ainda de olhos fechados - Como está appa?

- Bem meu amor, e você?

- Bem - Jimin estava com um sorriso bobo no rosto. Era sempre assim, ele simplesmente sorria, sem motivos por somente ouvir a voz do mais velho - Está se alimentando bem?

- Meu amor - Jeon riu antes de continuar - Faz exatos 5 meses que você está ai, e todos os dias você me pergunta a mesma coisa.

- Não pense que eu esqueci, que você ficou internado por não comer, senhor Jeon Jungkook - O menor zombou.

- Ok senhor Jeon Jimin - O moreno murmurou irônico - Estou com saudades - Jeon murmurou suspirando.

- Logo voltarei, em duas semanas para ser mais exato - Jimin respondeu sentindo seu coração apertar. O mesmo sentia falta de ficar abraçado com o mais velho.

Os dois conversaram por mais alguns minutos, e logo depois Park desligou, e voltou a dormir.

[…]

Faltava apenas três dias para finalmente Jimin voltar para a Coréia. Sentia falta de tudo. De seus amigos, que eram praticamente da família, principalmente de Jin que era como uma verdadeira mãe, sem contar, a falta que sentia do pai.

O garoto já havia encerrado o curso à alguns dias. Já estava tudo pronto para sua volta.

Suspirou se levantando, e indo para a cozinha. Tomou café, e voltou para o quarto, arrumando sua mala. Depois de terminar tudo, o loiro foi para o banheiro tomando banho rapidamente, e logo depois pegando sua carteira, chave, e saindo de casa.

Park, comprou presentes para todos, e principalmente para sí mesmo. Comprou diversas roupas, e entre elas, calças e shorts extremamente agarrados.

Um sorriso bobo se fez nos lábios fartos do garoto, ao pensar em seu pai, ao ver a imagem. O homem era completamente ciumento.

Para o garoto, o ciúmes não era algo ruim, pelo contrário, era uma forma de demonstrar que o pai o amava. Jimin passou grande parte de seus dias em Nova York, pensando na possibilidade de alguém ter visto os dois no aeroporto, e se sentiu aliviado por estarem praticamente escondidos, ou o amor dos dois, iria por água abaixo.

O loiro sorriu largamente ao avistar um salão, e correu para o estabelecimento. Após ser rapidamente atendido, e encaminhado para uma das cadeiras do local, o garoto logo foi atendido por um cabelereiro.

O mesmo era negro, tinha um sorriso encantador, alto, gentil, e usava dread. Park logo fez amizade com o outro, e passou horas conversando, enquanto o mesmo mexia em seu cabelo.

Jimin, por muitas vezes, pedia para tocar no cabelo no moreno. Era algo novo, diferente. Park era como uma criança curiosa, e o outro havia percebido aquilo de imediato.

Assim que toda a produção acabou, Jimin pagou e se despediu do moreno.

O garoto saiu do salão, acenando para um táxi, e correndo para entrar no mesmo, já que chovia, e ele não queria molhar seus cabelos recem pintados de rosa.

[…]

- Porra - Jimin resmungou quando derrubou o copo no chão, pois havia se assustado com o som do celular tocando.

Pegou o aparelho atendendo sem ver, logo levando até a orelha.

- O que é? - O pequeno murmurou irritado.

- Isso são modos para tratar seu pai? - Jeon indagou com a voz grossa de sempre. Jimin sentiu seu corpo se arrepiar, e mordeu o lábio inferior.

- Desculpa appa - Suspirou manhoso - Não sabia que era você.

- Está merecendo uma surra - Jeon murmurou divertido.

- Vai me punir, daddy? - Park perguntou manhoso, tendo total noção de que aquilo mexia com o mais velho.

- Porra Jiminnie, eu to na empresa - Jeon suspirou em sinal de frustação do outro lado da linha.

- Na empresa? - Park perguntou confuso - Pois trate de ir para casa.

- Não posso, tenho que revisar os contratos, e...

- Você faz isso amanhã - Jimin resmungou bufando.

Seu appa se sacrificava pela empresa, achava isso incrível, mas as vezes, a atitude do mais velho o irritava profundamente.

- Prefiro terminar isso hoje, e...

- Você vive mais para a empresa do que pra você mais - Park resmungou irritado - Você não vive, não se importa consigo mesmo, você tem pessoas trabalhando para você por isso, não precisa se matar de trabalhar.

- Eu faço isso pra te dar uma vida boa - Jeon murmurou indignado.

- Se fosse para viver com você, eu não ligaria se tivesse que passar fome - Jimin reclamou.

Somente a respiração de ambos podia se ouvir. Nenhum dos dois falavam nada, Jeon digerindo as palavras do mais novo, e Park, sentindo seu coração apertar, porem, sabendo que tinha razão.

- Boa noite, appa - Jimin murmurou pronto para desligar - Se cuida, eu me preocupo com você.

E novamente silêncio. Jeon queria, queria muito falar algo, mas parecia que as palavras haviam sumido.

- Eu te amo - Park murmurou mordendo o lábio inferior.

- Jiminnie - Jeon finalmente sussurrou - Obrigado por se preocupar, eu vou... - Jungkook suspirou antes de continuar - Mudar. Eu te amo.

O mais velho desligou. Apesar do clima consideravelmente tenso, os dois se sentiam estranhamente feliz.

Park por saber que seu appa cuidaria mais de sí mesmo, e Jeon, por saber que seu pequeno lhe amava, e se preocupava consigo. O mais velho torcia para que as horas passassem logo, para finalmente poder ver seu pequeno novamente, a saudade estava o matando.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...