História I Love you daddy - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Incesto, Pai Homofóbico, Romance Gay
Visualizações 79
Palavras 1.427
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Espero que gostem

B
O
A

L
E
I
T
U
R
A
😚😚😚


DESCULPA OS ERROS

Capítulo 9 - Notícia ruim





Após daddy sair do meu quarto, deixo umas lágrimas saírem. Li em algum lugar que chorar lava a alma e é isso que estou fazendo, lavando a alma . Depois de uns minutos chorando , saiu do quarto e vou de encontro a minha mãe.


Ao longe vejo ela abraçada ao meu daddy , vou até eles e me escondo para não perceberem.


- Por que está triste ? - pergunta minha mãe fazendo carinho no amigo .


- Meu filho é gay... você não vê problema nisso !? - pergunta com raiva e recebe um aceno negativo da minha mãe .


- Não vejo problema , além do mais eu sou lésbica e a vida é dele .. Ele sabe o que é melhor para ele oras - fala simples e se separa do meu daddy .


- Aff não consigo ver o lado bom nisso , até tentei ficar com ele para ele não ficar com um homem em público, Mais não deu certo por culpa daquele cara ! ... não quero que ele saiba mais isso é nojento - diz com tom de nojo


Eu já sabia disso mais escutar essas palavras da pessoa amada é ainda pior do que eu imaginei . Esbarro em um jarro e o deixo cair , fazendo com que os dois se assustem .


- Filho você estava ai faz tempo ? - pergunta em um tom carinhoso e ao mesmo tempo preocupada.


- Tempo suficiente....para saber ... que o .. o daddy .. me acha nojento ... - digo em meio aos soluços.


Daddy me olha com tristeza e vem até mim , fazendo carinho na minha cabeça e logo me abraçando.


- N-não é isso baby .. é só.. que bem Eu estou preocupado com você - fala tentando achar palavras .


Como ele tem a cara de pau de fazer isso comigo ? Não quero mais ficar aqui , não quero mais ver ele nunca mais ! .


- Não minta para mim desse jeito tão sem vergonha ! - falo com raiva e o empurro.


- E-ei baby para que isso ? - pergunta tentando me tocar . Desvio de sua mão.


- NÃO ME TOCA ! - grito de raiva e daddy me olha com fúria nos olhos .



- FODA-SE !! Quer saber ? Eu tenho nojo de você sim , mais tenho que fingir por que você é meu filho ! Você é uma grande decepção para mim - confessa sério. Mostrando que isso era o que ele sentia de verdade .


Não consigo controlar e deixo inúmeras lágrimas saírem molhando todo meu rosto . Minha mãe vem até mim e me abraça , daddy me olha com um olhar de pena mais não liga muito para mim , apenas da de ombros e quando ia sair da sala minha visão fica turva .


- Ei , Ei o que houve Daniel !? Fala comigo ! - minha mãe fala desesperada .


Faço gestos com a mão , mostrando que eu estava com falta de ar . Ele levanta e sai correndo para a cozinha , volta com uma sacola e coloca na minha boca .


- Respira filho ! Pelo amor de deus respira ! - diz minha mãe começando a chorar. Ao longe vejo daddy vindo correndo até nós.


- Por que faz isso comigo daddy ? - penso normalizando minha respiração. Olho para minha mãe e depois para daddy.


- Não quero mais ficar aqui mamãe - falo e me levanto com a ajuda dela .


- Vai me abandonar ? - daddy pergunta apelando para meu emocional .


- Vou Leonardo , você me machucou tanto que se eu continuar aqui eu vou morrer - falo e daddy me olha surpreso . Provavelmente por que não chamei ele de daddy .


- Oh me chamo pelo nome é ... ok você quem sabe - diz dando de ombros para o que eu acabei de falar .



- Adeus daddy , ou melhor Leonardo - me corrijo e daddy logo sai da sala .


Vou para meu quarto com minha mãe arrumar minhas coisas para ir embora. Pensando bem eu não fiquei muito tempo aqui, acho que uns 2 meses ou quase dando . Me arrependo tanto de ter gostado logo dele .


....


Após arrumar tudo , saiu da casa e espero minha mãe que foi se despedir da Tamara. Vejo daddy me olhando sério da janela . - nem a decência ele tem de se despedir de mim - penso sentindo ainda mais raiva dele e ao mesmo tempo decepção.


Daddy era tudo para mim mesmo que eu não fosse nada para ele . Ainda Me lembro do dia em que comecei a gostar do daddy de um jeito diferente .



<<<< lembrança on >>>>



Eu tinha 8 anos na época, estava brincando com o daddy de pega pega . Eu estava correndo igual um doido do daddy kkkk .


- É melhor você corre mais rápido Daniel - diz daddy correndo atrás de mim .


- Lelo lelo você não me pega kkkk - digo provocando daddy .


- Você vai vê só - diz daddy e corre super rápido até mim , e me pega no colo me jogando pro alto de novo e de novo.


- Você me faz tão feliz meu filho - diz daddy e beija minha bochecha.

Lembro de corar terrivelmente nesse dia .



<<<< lembranças off >>>>


Paro com meus pensamentos quando vejo minha mãe vindo. Entramos no carro e mamãe logo dirige para irmos para casa .


.....


Chegamos em casa , entramos e subi direto para meu quarto me deitando na cama e pensando em como essa viagem daqui até a casa de daddy é longa . Demorou 4 horas para chegarmos .


Vou ao banheiro e faço minhas higienies, abro a porta do box e tomo um banho demorado . Quando saiu do banho um pensamento toma toda minha mente .


- Eu preciso me cortar - e com esse pensamento pego um copo de vidro e taco no chão, espalhando assim quilos de caco de vidro. Pego um e enfio em meu peito , rasgado desde do peito até o final da barriga . O corte não saiu fundo mais está saindo bastante sangue.



É incrível como esse corte não doi e sim o que estou sentindo pelo daddy. Isso sim machuca mais.


...


Algumas horas depois de tampar a ferida , vou para a sala vê algum filme ou desenho. Minha mãe sai do quarto e deita comigo no sofá e vemos um filme de comédia .




<<<< 2 meses depois >>>>



Faz 2 meses que não vejo o daddy , não superei ainda o que aconteceu mais to muito melhor . Estava indo para a farmácia comprar pomada para queimaduras , quando vejo uma barraca de cachorro quente. Vou até lá e compro um .


Comendo meu lanche , atravesso a rua olho para um lado e depois para o outro , mais é tarde demais quando sinto uma forte dor no meu corpo .



P.O.V.s LEONARDO


Estou dançando em uma balada quando de repente meu celular toca , pego o mesmo e vejo ser a mãe de Daniel. Desligo .


- essa é a primeira vez que ela liga para mim - penso e sinto falta do meu baby.



Não sou preconceituoso mais saber que o baby é gay é estranho não sei o porque mais isso de um certo modo me incomoda . Acho que eu não devia ter falado daquele jeito com ele mesmo se fosse o que eu sentisse .


Vejo uma loira gata acenando para mim e vou até ela , começamos a dançar ao som de : Mr saxobeat . Logo estamos nos beijando - que beijo , mais ainda não se compara com o beijo do baby - O que diabos estou pensando !?

O telefone toca de novo e novamente vejo que é a mãe do baby - deve ser importante - penso e atendo o celular



Ligação on



- Oi oque foi ? .


- N-nosso bebê s-sofreu ... um acidente !.


- O que ?! Para de brincar com coisa seria.


- É verdade vem logo, estamos no hospital são Lucas.


- Tá to indo para ir .



Ligação off



Não pode ser verdade , logo meu baby . Saiu da balada e entro no carro dirigindo com cuidado mais com pressa .


Eu tô chegando meu bem , não se preocupe .



Notas Finais


Oque acharam do jeito que o daddy tratou o baby ???



Até o próximo cap !!

Foi mal o cap curto 👅👅


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...