História I Love You (Dahmo) - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias TWICE
Personagens Chaeyoung, Dahyun, Jihyo, Jungyeon, Mina, Momo, Nayeon, Sana, Tzuyu
Tags 2yeon, Blackpink, Dahmo, Exid, Exo, Jihyo, Michaeng, Red Velvet, Satzu, Twice
Visualizações 34
Palavras 432
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri (Lésbica)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Jihyo não para de ser bonita, misericórdia.



Desculpe se ficou confuso e pelos erros também.

Espero que gostem !

Capítulo 7 - Pensamento


Fanfic / Fanfiction I Love You (Dahmo) - Capítulo 7 - Pensamento

As pessoas dizem que as coisas ruim acontece pras boas vim no futuro, porque não tem graça ter algo sem lutar por ele. Eu concordo com isso, coisas fácies você perde o interesse rápido, por isso eu não desisto do meu sonho de ser uma dançarina famosa, na Coréia não é tão fácil principalmente por ser mulher.

Mas isso não é motivo pra desistir, algumas até desiste, mas eu não irei. Se eu não der certo aqui, tentarei em outro lugar. Persistir em algo que você tem consciência que não dá certo, você tenta outro meio, persistir só irá te atrasar, mas às vezes é necessário continuar persistindo.

Meu pai sempre deixou claro que eu iria trabalhar na empresa dele, sempre deixou claro o meu caminho, sendo me colocando em uma faculdade de administração onde eu não tinha o mínimo interesse. Ele sempre quis me em caminhar pra um caminho que o benéficia, nunca se importou comigo, sempre me viu como algo que será necessário pro seu "império" continuar de pé.

Eu não tinha voz, sempre abaixei a cabeça e quando finalmente sai dessa "prisão" eu me senti livre como nunca fui, como se eu nasci presa. Foi quando ele ultrapassou todos os limites querendo que eu terminasse com a dahyun por não aceitar isso, eu sabia que ele é homofóbico, mas eu não iria me privar de algo que eu amo, como eu tinha feito com a dança.

Ele foi tão baixo que pagou uma pessoa pra acabar com meu namoro, ele quase conseguiu e eu odeio os dois. Meu pai por ter pagado alguém pra me fazer terminar com a menina que amo, por puro preconceito e Jackson por ter aceitado.

Jackson tentou por muito tempo até ele conseguir com que eu e dahyun tivéssemos a nossa briga séria. Acabei descobrindo que meu pai tinha contratado outro antes de Jackson e foi com essa descoberta que eu cansei de ser uma marionete.

Ele ficou furioso e tentou me bater, mas eu consegui fugir antes disso, o denunciar seria como nada já que ele podia muito bem subornar o delegado ou até mesmo o policial.

"Amor ?!"

"Oi dah !"

"O que tanto pensa ?"

"Meu pai, Jackson, empresa... Tudo"

"Não se preocupe, não deixarei ele fazer nada com você."

"Você nem consegue matar um mosquito."

"Mas por você eu viro o Hulk se for preciso pra te proteger !"

Sem dúvidas dahyun é um anjo que está em minha vida e eu ainda estaria sendo feita de marionete se não fosse por ela, sempre ela. Dahyun é meu porto seguro que independente do que acontece, sempre irá me proteger, me passar segurança e calma.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...