História I love you Joker . - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Batman, Esquadrão Suicida
Personagens Bruce Wayne (Batman), Coringa (Jack Napier), Harleen Frances Quinzel / Harley Quinn (Arlequina), Personagens Originais
Tags Ação, Aventura, Coringa, Ficção Cientifica, Romance, Sexo
Visualizações 28
Palavras 822
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem

Capítulo 5 - Socorro estou sendo sequestrada !


- Amiga - disse Sofia enquanto eu jogava um jogo no meu celular - Que tal irmos mexer o esqueleto um pouco .

- Não tô afim - disse eu ainda prestando atenção no jogo do celular .

Do nada Sofia tira o celular da minha mão , coloca sobre o balcão da boate e diz :

- Você vai dançar sim .

Então eu desiti e deixei ela me levar para o meio da boate onde começamos dançar . Não era um dança de verdade  , nós apenas nos esfregava e rebolava com forme a música que tocava . Eu estava muito alegre até havia esquecido que Coringa ainda estava na boate , ele e mais ninguém podia acabar com a minha felicidade naquele momento . 

- Miga para um pouquinho - disse Sofia fazendo eu parar de dançar - Aquele cara que está conversando com o nosso chefe me parece familiar .

- Esse cara é o Co-coringa  - disse .

No exato momento em que eu falei aquilo , Sofia olhou surpresa para mim e disse :

- Ele não parava de olhar para você enquanto estava dançando , acho melhor você tomar muito cuidado .

Olhei para ele só que ele estava prestando atenção no que o meu chefe dizia . Ela estava certa , ele já até havia ameaçada me matar .

- Eu vou pegar algo para beber - disse Sofia - Fique aí mesmo .

Depois que Sofia foi pegar algo para beber , eu olhei novamente para Coringa . Só que ele não estava mas prestando atenção no meu chefe ,  mas ele estava olhando diretamente para mim . Logo em seguida ele disse algo para o capanga que estava de pé do lado dele ,  no exato momento o capanga olhou para mim se levantou e começou caminhar na minha direção . Eu fiquei paralisada olhando para aquele homem do tamanho de um poste vindo , na minha direção  .

- Venha comigo - disse o homem puxando me pelo braço .

Demoramos alguns segundos para chegar , onde o Coringa estava junto com o meu chefe .

- Olá vadia sentio falta do papai - disse Coringa sorrindo - Vem aqui e senta no meu colo .

Depois que Coringa disse aquilo , o capanga dele me soltou .

- Eu não tenho a noite toda - disse Coringa .

Rapidamente eu me aproximei dele e me sentei no colo dele , de costas para ele. No momento que eu sentei no colo dele eu senti a ereção dele .

- Você quer que eu transe com você aqui mesmo na frente de todo mundo , ou em outro lugar - sussurrou Coringa no meu ouvido .

Não eu não quero  , o que faço , pensei .

- Não  quero - sussurrei de volta 

- Estou nem aí com o que você quer ou não quer - sussurrou

- Acho melhor você ir comigo para o meu carro sem escândalo se não eu estouro os seus miolos - sussurrou ele.

Socorro estou sendo sequestrada !! , pensei

Eu e ele nos levantamentos . E sem se despedir de ninguém Coringa saiu da boate , puxando me pelo braço . Lágrimass brotaram em meus olhos , aquando caminhavamos pelo estacionamento junto com ele , em busca do carro dele .

- É esse - disse Coringa abrindo a porta do carro - Sente-se no banco da frente , e nada de tentar fugir , se você tentar eu vou te espancar .

Entrei no carro e Coringa fechou a porta , depois de alguns segundos ele entrou no carro, fechou a porta e deu partida no carro . 

- Pra onde você está me levando ? - perguntei .

- Para minha casa - disse ele sorrindo .           


♠♥♣♦♠♦♣♥♠♦♣♦

Depois que eu e Coringa chegamos na casa dele . Coringa me trancou em um quarto mal iluminado , e pediu para que eu ficasse calada , pois se eu não ficasse ele me espancaria até a morte . 

Fazia uma hora que estava trancada no quarto , quando escuto alguém destrancando a porta . Me aproximo da porta , a pessoa do outro lado abri e dou de cara Coringa sorrindo . 

- Olá vadia - disse Coringa trancado a porta .

Eu me afasto dele lentamente enquanto ele se aproxima Em um certo momento , eu bato as costas na parede gelada do quarto ,aquele era o fim da linha .

- Por que está com medo - disse Coringa agarrando o meu cabelo e me jogando na cama .

Coringa fica parado na frente da cama e começa a desabotoar os botões da camisa social vinho , olho para ele chorando e ele dá um sorriso psicopata . 

- Prometeria não machucar você , mas pena que eu vivo quebrando promessas - disse tirando a camiseta social que está usando e a jogando longe - Acho melhor você começar a tirar essa roupa ,  se não eu vou te dar uma surra que você nunca mais vai esquecer   .







Notas Finais


Espero que tenham gostado .

Se poderem comentar comentem isso me motiva muito .


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...