1. Spirit Fanfics >
  2. I love you to eternity - Nabumitis >
  3. A princesa da média - Nabumitis

História I love you to eternity - Nabumitis - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, amantes de nabumitis, tive a ideia de escreve essa linda história de amor que nosso casal maravilhoso tem, me perdoe pelos erros de português por favor! Então vamos lá? ( Recomendo que esteja ouvindo trilhas sonoras de os dez mandamentos/ o rico e Lázaro/ rei davi) assim ficará mais emocionante. Boa leitura!

Capítulo 1 - A princesa da média - Nabumitis


Fanfic / Fanfiction I love you to eternity - Nabumitis - Capítulo 1 - A princesa da média - Nabumitis

Muitos anos antes de Cristo....


Babilônia- palácio

O sol estava alto no céu, a grande Babilônia estava bastante movimentada, inclusivé no palácio, com a chegada do aniversário do rei Nabopolassar estáva servos correndo por todos os lados se oculpando dos preparativos para o evento, que seria ao anoitecer na sala do trono. Enquanto todos estavam na correria, o rei que se arrumava em seus aposentos com sua amada esposa conversavam sobre o futuro de seu filho, Nabucodonosor, ao qual o pai se orgulhava muito de tê-lo como seu herdeiro. Nabucodonosor era um príncipe exemplar, oque seu pai sempre sonhou, além de ser cobiçado por várias mulheres de muitos reinos, Nabucodonosor nunca quis nada sério com nenhuma delas, tinha  consciência que quem escolheria sua esposa era seu pai , o rei. Enquanto todos estavam se arrumando o rei falava com sua esposa a respeito de uma aliança que possivelmente poderia acontecer oque o mesmo queria muito pois fortaleceria o império babilônico.


- querida, eu estava pensando, e já estava mais do que na hora de nosso filho se casar, e ter herdeiros não acha?. - falou o mesmo enquanto colocava seus braceletes em seus braços com ajuda dos servos e após alguns minutos dirigiu-se até sua esposa repousando sua mão sombre o ombro da mesma , esperando sua resposta sobre oque acabará de falar.

- Concordo, mais você sabe como é nosso filho, você deve eleger a mulher mais encantadora de todo o reino, nosso filho é um ótimo príncipe, tem responsabilidade em alguns pontos , mais não podemos deixar qualquer uma ser a futura rainha, e deve ser bela, Nabucodonosor precisa esquecer essas mulheres da casa da lua, e é bom porque ..- a rainha deu uma breve pausa em sua fala se sentando sobre a cama pondo suas duas mãos sobre seu colo.- Assim ele pode se apaixonar de uma vez e parar com essas saídas noturnas, não cai bem para o príncipe da Babilônia fazer isso.- levantou seu olhar para o rei dando um sorriso terno lembrando-se quando chegou para se casar com o rei.

- Você tem toda razão.. mais eu creio que talvez eu já tenha elegido uma esposa para nosso filho, só converso que não sei se o rei da média iria aceitar, ele tem ela como sua filha querida, e também ao que parece a princesa ama muito o lugar onde mora, e a Babilônia.. não tem flores.- falou o mesmo se levantando dali ao lado de sua esposa, dando a volta e indo para o lado da cama , pega uma taça e uma jarra de vinho onde deposita o vinho ali na taça e bebe apenas um gole e ainda com o objeto na mão vai caminhando devagar até sua esposa.

- Você está pensando na princesa Amitis? Fiquei sabendo o quanto ela é bela, mais nunca tive a oportunidade de vê-la. Você tem certeza? Mais quais interesses iriam trazer para nosso reino?- falo a rainha pensativa movimentando-se para o lado assim ficando de frente com o rei.

- O reino da média tem um ótimo poder militar, se nós fizermos uma aliança com eles, e juntarmos o útil com o agradável trará benefícios a ambos os lados .- um sorriso brota nos lábios do rei, que olha para a rainha com um olhar satisfeito com a decisão que em alguns minutos iria tomar.

- então... - abaixou seu olhar por alguns instantes pensando e absorvendo aquilo que o rei seu marido acabou de fala e caiu em si, o reino da média tem um poder militar muito grande, com a resistência da Babilônia juntamente, seria imbatíveis.- Você quer junta Amitis da média com nosso filho para fortalecer nosso poder militar do exército e político estou certa?.

- Isso mesmo, assim em qualquer batalha teríamos êxito sem nós preocupar, oque acha da minha decisão?  - Colocou a coroa sobre sua cabeça e arrumou sobre si seu colar.


- Uma ideia única, assim poderemos recuperar nosso exército, e também para no futuro nosso filho reinar de forma mais tranquila . - dei um sorriso e me levantei de forma lenta da cama me aproximando de meu amado, colocando sobre seus ombros minhas mãos delicadas e aproximando meu rosto do seu , e depósito um beijo caloroso, enquanto uma das minhas mãos segurava seu pescoço, abri os olhos e sorri. - E quando pretende chamar ou ir até a média?

- Pretendo ir para lá, amanhã mesmo, e nosso filho também, se você não se incomodar em fica cuidando da Babilônia... -falou e levou sua mão até o rosto de sua esposa , em sua bochecha fazendo ali carinho.

- Eu esperarei aqui, não se preocupe, mais claro que estarei ansiosa para conhecer minha nora, mais tempo não faltará para isto.- ela sorriu, e assim seu marido estendeu a mão para ela, e a mesma segurou a mão de seu amado, saindo para a sala do trono para comemorar o aniversário do soberano.

Algumas horas depois....

   Babilônia- palácio


Estava uma grande movimentação na sala do trono, dançarinas dançavam no meio do grande salão, nobres que estavam presentes, bebiam e festejavam, a festa estava ativa, como qualquer festa feita na Babilônia. Alguns minutos se passaram, e a festa estava prestes a acabar, os convidados já haviam ido embora, e estava na sala apenas o rei e a rainha, e a mão direita do príncipe que era arioque, um soldado guerreiro, e também o príncipe Nabucodonosor, general do exército, iriam se retirar porém o rei exigiu a presença dos dois, já a rainha se retirou pois estava exausta. 

- Filho precisamos conversar, você sabe que , eu não tenho nada do que reclamar de você, porém está na hora das suas saídas noturnas cessarem, é uma ordem. - Falou o rei com seu olhar Sério e ordenando para que o príncipe parasse tais ações que ele abominava.

- Mais o senhor mesmo me disse para me divertir meu pai, eu não tenho esposa, oque tem de errado em eu querer me divertir? - falou com um semblante irritado , gostava de frequentar a casa da lua, pois lá ele poderia cessar seu desejo carnal. Mais sabia muito bem que seu pai odiava que ele saísse sem avisar e sem seu pai permitir.

- Mais estou tratando disso, amanhã mesmo partiremos cedo, assim que o sol nascer, para o reino da média, você se casara com a princesa Amitis. -falou observando o filho e o seu grande amigo, e pessoa de confiança do rei que era arioque.

- Soberano, creio que já ouvir fala sobre a princesa, dizem que é a mais bela de todos os reinos. - falou arioque, era bastante informado, e popular por passar informações para o rei, o jovem muitas vezes se arriscava como espião em vários lugares e sempre teve êxito.

- Sim, amanhã veremos, e mesmo que ela seja feia ou bonita ou tenha um hálito horrível você se casara com ela nabucodonosor.  -perbeceu o rei que seu filho iria fala contra então, se retirou da sala do trono o deixando sozinho com Arioque.

- Arioque, você acha mesmo que dessa princesa é tão linda assim? Ao ponto de eu me apaixonar por ela? - falou o príncipe apreensivo mais relaxado 

- Tenho certeza príncipe, amanhã veremos, agora vamos dormi, amanhã teremos que acorda bem cedo. - falou batendo a mão no ombro do príncipe, assim os dois saíram da sala do trono, indo para casa um para seus aposentos.

Dia seguinte....


O rei e sua comitiva, junto com seu filho, estavam já fora da Babilônia, não haviam mandado nenhum tipo de aviso, pois o rei estava já muito apressado para este casamento, não poderia esperar mais. Ficaram por mais de 4  dias caminhando pelo "nada" mais finalmente no quinto dia, da poeira do deserto chegaram a grama, ali começava a média,e de longe avistavam, grandes montanhas que tinham muitas flores, e árvores.

- Pelos deuses.. pai aqui parece o paraíso. -falou o príncipe muito admirado, mais perdido em seus pensamentos pensando na princesa a qual iria conhecer hoje mesmo.

- Veremos qual será seu paraíso quando você ver a princesa .  - falou Arioque rindo da cara do príncipe, ele era forte mais ao mesmo tempo as vezes bobo.

- Vamos! - assim que o rei deu a ordem para continuar, eles caminharam até os portões da cidade, onde pediram entrada os guardas tiveram que comunicar o rei e assim puderam abri os portões, após isso o rei e sua comitiva entraram na cidade, e que bela cidade, tão colorida e cheia de flores. Seguiram em frente para chegar logo aí palácio, o rei da média já sabia da presença dos mesmo, então pediu para sua filha se arrumar, a mesma estava sem entender nada mais fez oque seu pai pediu. 

Um tempo depois...

- Sejam bem vindos ao palácio da média, espero que tenham vindo bem de viagem mesmo que eu não saiba o porquê da viagem até aqui e nem porque não me avisaram que vinham. - falou o rei da média sentado em seu trono.

- Vim lhe propor, uma negociação política, meu filho é Nabucodonosor este que está aqui ao meu lado, vim a busca de sua filha para ela se casar com meu filho, podemos fortalecer nossas cidades com está aliança, você terá mais proteção, e nos da Babilônia melhoraremos nosso poder militar, os medos podem nos ajudar nas batalhas e na segurança da cidade, oque acha? -falou o rei da Babilônia para o pai de Amitis.

- Por mim eu aceito, mais tem minha filha, Amitis ama a média, não sei se ela gostaria..- acabo sendo interrompido pelo  rei da Babilônia

- Eu não aceito um não como resposta, com o tempo, sua filha há de amar meu filho e a na Babilônia. - falou olhando nos olhos do rei da média como se estivesse o desafiando.

- Está bem! Vou mandar chamar Amitis , eu pedir para ela se arrumar assim que fiquei sabendo da chegada dos senhores possivelmente ela não irar demorar. - dei um sorriso para descontrair o ar pesado na sala do trono, não queria morre tão cedo . Pedir para as servas trazerem minha filha e avisá-la então aguardamos na sala do trono conversando .


Enquanto isso....

Média - aposentos de Amitis


As servas que eram damas de Amitis, correram o mais rápido possível para seu quarto e bateu na porta.

- Princesa? - falou e assim que Amitis deu permissão entrou e fechou a porta - Seu pai a chama na sala do trono senhora.

-Sabe do que se trata? Ah sim! Deve ser os que chegaram, Estou pronta. - falou colocando sua coroa e ajeitando seu vestido vinho claro, e assim saindo do seu quarto e caminhando pelos corredores, seu perfume exalava por todo o corredor, sua pele branca se destacava naquele vestido a jovem tão bela, e doce, chegou rapidamente com um servo senhor na sala do trono abrindo as portas todos que estavam ali com seu pai incluindo Nabucodonosor, a olharam, e ficaram paralisados com tanta beleza, Nabucodonosor acompanhava a mesma com o olhar, enquanto ela dava vários passos indo em direção a eles, e assim que chega, sobe as escadas até o trono de seu pai. 

- Mandou me chamar meu pai? -falou com um sorriso doce terno nós lábios ao lado de seu pai.

- Sim, queria lhe apresentar , o rei da Babilônia, Nabopolassar, o Arioque, que é seu guarda de confiança, e seu futuro marido príncipe da Babilônia, Nabucodonosor..  - falou olhando para sua filha e aos convidados.

Amitis rapidamente muda de expressão seu rosto cai o semblante , e olha para eles, incluindo para Nabucodonosor com raiva, não queria deixa sua terra, mais respirou fundo, tentando se acalmar ela daria um jeito para se desfazer dele, e continuar na sua terra mais agora não iria fazer nada, apenas fingir aceitar.

- É....um imenso prazer os conhecer, meu nome é Amitis. - dou um sorriso falso e desço devagar caminhando até meu futuro marido, mais ele caminha até mim mais rápido pegando minha mão e levando até seus lábios, por fora eu sorri radiante mais por dentro eu só gritava de ódio.

-. A princesa é mais linda do que a própria deusa. - sorriu de forma boba para a princesa mal sabia que ela odiava.

- Se me permitem, terei que me retirar mais nós veremos no jantar. - dei um sorrisinho, e caminhei para fora da sala do trono e limpo minha mão no vestido a qual ele beijou e corro em passos largos para meu quarto ao entrar, pego um vaso que tinha e jogo contra a parede com raiva- Isso não vai fica assim.



Notas Finais


Espero que tenham gostado!!! Amanhã tem mais ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...