1. Spirit Fanfics >
  2. I Love You Too, Brother >
  3. Single Chapter

História I Love You Too, Brother - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Essa história foi inspirada na música Comfort Crowd do Conan Gray, e Shouto é um garoto trans mais isso não é o foco principal da história, por isso irá ter muitas poucas falas sobre esse assunto. Não tem nada a ver com o anime além dos personagens, então por favor não joguem hate por causa disso, só se for uma crítica construtiva.

Aproveitem✨
Boa Leitura✨

Capítulo 1 - Single Chapter


Fanfic / Fanfiction I Love You Too, Brother - Capítulo 1 - Single Chapter

[ 23:42 PM ]

— Que merda...

Shouto diz entre suspiros enquanto olhava para o teto de seu quarto, estava em mais um de seus dias que sentia um aperto no peito e uma confusão por não saber, de todas as coisas, o que causava o mesmo, só tinha vontade de chorar e gritar para que todo mundo fosse se foder, porém também queria se sentir acolhido e amado, principalmente nos braços do parente que mais o entendia e o acolhia entre a família inteira, Toya.

O garoto de cabelos bicolores se sentia um horror, fazia tempo que não ia para seu psicólogo, as vezes se esquecia de tomar seus remédios e acabava enlouquecendo internamente procurando alguma solução entre a escuridão de seu quarto. Seus dias só pioravam cada vez mais, se sentia estressado, cansado e triste ao mesmo tempo, sem nem saber direito exatamente quais os motivos de tantos que eram.

— Shouto?

— Pode entrar...

O bicolor disse com a voz baixa, mas que pelo visto ainda fez seu irmão escutar, logo vendo a figura de um garoto alto de cabelos negros e olhos azuis entrando no local e se aproximando do garoto jogado na cama, após fechar a grossa porta de madeira escura.

— Como você está? Tomou seus remédios?

O Todoroki mais novo acenou com a cabeça enquanto olhava para Toya, mostrando silenciosamente como estava, o que o garoto em sua frente detectou rapidamente e levantou minimamente os braços abertos, fazendo Shouto levantar seu troco e ir para mais perto do mais alto, logo o abraçando, sentindo um pequeno carinho ser começado em seu couro cabeludo. O abraço de Toya era o melhor para si nesses momentos.

— O que conteceu?

— Nada. Eu estou bem, está tudo indo bem, eu não preciso de ninguém...

— Você já me contou essa mentira antes.

O de cabelos negros diz entre um suspiro, logo sentindo sua camiseta azul escuro molhar pelas poucas lágrimas que o bicolor começava a deixar cair. No quarto só se ouvia os soluços baixos de Shouto, que sofria internamente por saber que necessitava da companhia de seu irmão ou de alguma outra pessoa, ele precisava ser acolhido e confortado, principalmente por quem o amava e o entendia.

— Eu estou cansado disso tudo, as pessoas da faculdade me irritam, os trabalhos que os professores passam só se acumulam cada vez mais, é horrível ser o centro das atenções por eu me comportar como um menino, sendo quem realmente sou,  as pessoas me olham estranho quando escutam meu nome, além das lembranças do nosso pai sendo um babaca e me expulsando de casa enquanto me xingava daquelas coisas horríveis que sempre voltam a tona...eu só queria um tempo para por tudo no lugar, entende? Principalmente contigo ao meu lado, você me ajuda muito, não sei como lhe agradecer por isso, você é realmente uma das pessoas mais importantes na minha vida...

O de cabelos negros sorria pelo final do desabafo de seu irmão, mas suspirando triste pelo resto e não poder o ajudar como deveria, ele entendia Shouto, queria poder lhe ajudar com essa situação além de pagar seus tratamentos, pelo menos tentar fazer ele se esquecer de seus problemas por um tempo, então teve a brilhante ideia de por uma música e depois o chamar pra dar uma volta de skate quando já estivesse mais de madrugada, pois sabia que isso acalmava o de cabelos e olhos bicolores.

— Eu te entendo... irei te ajudar a conseguir esse tempo, mas agora... quer ouvir uma música?

O mais alto pergutou já afastando minimamente o menor, vendo o mesmo acenar com a cabeça enquanto limpava seu rosto com as mangas do moletom, fazendo sua pele ficar avermelhada por o mesmo ter esfregado o pano no local, Toya se levantou e foi até a estante do quarto, perto de um pequeno rádio, logo conectando o celular ao mesmo pelo cabo USB, colocando uma das músicas favoritas do mais novo, There For You de Martin Garrix & Troye Sivan, e logo voltando para a cama de casal, me deitando ao lado do garoto e o abraçando novamente.

— Pelo visto você vai me convidar pra ir andar um pouco de skate quando for de madrugada e fazer nós praticamente amanhecer de novo naquela praça, você sempre faz isso quando estou triste.

O mais alto ri fraco com o comentário do que o mesmo abraçava, Shouto tinha uma boa memória mesmo, mas já que isso o fazia bem, continuava a fazer repetidas vezes com o garoto, e eles sempre voltavam para casa com um sorriso no rosto, se divertindo bastante durante o dia depois disso.

— E você aceita?

— Claro que eu aceito.

— Ok, mas você vai ter que dançar esse refrão comigo pelo menos.

Toya falava com um sorriso no rosto, puxando o bicolor para se levantar da cama e dançar desastradamente naquele local, o que arrancava vários risos dos garotos, Dabi realmente sabia como alegrar seu irmão nesses momentos.

— Toya.

Shouto para de dançar, fazendo seu irmão mais velho parar também, logo sendo abraçado pelo mais baixo e retribuindo o contato.

— Obrigado por ser meu irmão. Eu amo você.

Toya arregala seus olhos com o comentário repetino, apoiando seu queixo no ombro do outro, deixando uma lágrimas escorrer por sua bochecha enquanto abria um pequeno sorriso, logo respondendo:

— Eu que agradeço por você ter nascido e se tornado minha família, sendo esse garoto maravilhoso e guerreiro que você é por aguentar tudo isso em todo esse tempo. 

Eu também te amo, Irmão.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...