História I Love Your Smile-Choi Soobin (Incesto) TXT - Capítulo 24


Escrita por:


Capítulo 24 - Capítulo 24


ㅡ O que você está fazendo? ㅡ Ela perguntou, enquanto se sentava ao meu lado, segurando o lençol contra seu corpo, não deixando seu corpo nu a mostra.

Eu sorrio pequeno, enquanto tinha meus olhos na folha de papel, enchendo-a com o desenho, em seguida respondendo-a:

ㅡ A obra de arte mais perfeita do mundo. ㅡ Minhas palavras contêm sinceridade, enquanto um sorriso mínimo ainda está em meus lábios, observando-a confusa se esticar um pouco para ver o que está desenhado na folha de papel.

ㅡ Mas sou eu? ㅡ Seu tom era confuso, enquanto comprimia os lábios, com seus olhos analisando cada pedaço do desenho.

ㅡ Porque, 'pra mim, você é a obra mais perfeita. ㅡ respondo-a.

[...] |Choi S/n| [...]

Chegando na casa de Beomgyu, sem cerimônia alguma, eu me jogo em sua cama, de modo espalhado, com um grande sorriso no rosto, enquanto ele fechava a porta do cômodo. Beomgyu queria me contar algo e eu obviamente estava curiosa, mas também estava ansiosa para lhe contar sobre a minha noite. Era como se nesse momento minha vida estivesse no auge, no auge da perfeição.

Eu sei, é loucura para alguém eu falar isso, mas eu sinceramente já não ligo, é a minha felicidade e do Binnie, não das outras pessoas.

ㅡ O que aconteceu, rosa do campo? ㅡ Pergunto, me deitando de barriga para baixo, apoiando meus cotovelos no acolchoado, apoiando meu queixo em minha mãos, enquanto olhava meu melhor amigo vindo em direção a cama, rodando os pulsos enquanto andava, o que indica que ele está ansioso, muito ansioso.

O rapaz se sentou na cama, roendo o cantinho das unhas, enquanto se mexia de forma ansiosa. Continuei o olhando, até que ele respirou fundo e me olhou, falando:

ㅡ Eu e o Kai transamos na festa e pela primeira vez eu fui o passivo com alguém. ㅡ Disse tudo de maneira rápida e afobada, mas consegui ouvir palavra por palavra, dando um pulo na cama, totalmente surpresa.

Beomgyu já deixou claro 'pra mim que nunca é o passivo, nunca. Ele nunca teve tal confiança em alguém para isso.

ㅡ Como foi? ㅡ Me sento como um índio, segurando meus tornozelos, enquanto olhava curiosa para o meu melhor amigo, que continha uma touca na cabeça, pois havia acabado de pintar o cabelo novamente, mas não me contou a cor ainda. Diz ele que é uma surpresa.

ㅡ Quando tudo foi acontecendo ele me perguntou se eu realmente queria aquilo, sabe, ser o passivo dessa vez, e pela primeira vez eu queria, mas puts, eu estava muito nervoso. Ele foi com muita calma, foi bem no meu tempo mesmo, o que eu achei muito fofo da parte do Kai, eu senti que era como não fosse só mais uma trepada, sabe? ㅡ Concordo com a cabeça, vendo ele dar um sorrisinho pequeno, olhando para o chão.

MEU DEUS! ELE ESTÁ TÍMIDO! GENTE??

ㅡ Doeu para um caralho no começo. Ô dor dos infernos! Mas amiga do céu! Foi gostoso 'pra porra! ㅡ Se jogou para trás, se deitando na cama, enquanto eu deitava, rindo. ㅡ Como foi com o Soobin? ㅡ Me olhou e eu abri um sorriso maior ainda.

ㅡ Perfeito! Foi de tirar o fôlego. Ele foi carinhoso, mas também foi, nossa! ㅡ Escondo meu rosto em meio as minhas mãos, ouvindo a risada de Beomgyu.

ㅡ O jeito que você fica boba falando dele me surpreende.

[...] Segunda-Feira [...]

ㅡ JIMIN! ㅡ Pulo de modo animado no loiro, que quase se desiquilibrou, enquanto ria. ㅡ Finalmente você conseguiu vir para cá. ㅡ Falo, enquanto colocava as mãos nas alças da minha mochila. O loirinho mexeu em seus óculos, chegando-os para trás em seu rosto, abrindo um sorriso.

ㅡ Jungkook e eu quebramos a cabeça mas conseguimos, eu não aguentava mais o colégio interno, ainda mais sem ninguém, já que meus dois amigos se mudaram de lá. ㅡ Sorriu.

Jimin, assim como eu e Beomgyu, está em seu último ano. Mesmo com a diferença de idade, isso não foi problema para Jimin e Jungkook.

O Park é emancipado desde que resolveu se mudar para a nossa cidade de vez. A única coisa que ainda o prendia na cidade antiga era seu colégio, já que estava dando muitos probleminhas para o mudar, mas finalmente ele e Jungkook conseguiram o mudar para cá.

ㅡ Finalmente acabou a vida de ir e vir de Busan pelo colégio. ㅡ Beom disse, passando a mão pelos fios azulados, fazendo o loirinho concordar.

ㅡ Vem, vou te mostrar a nova prisão. ㅡ Passei meu braço por seus ombros, enquanto ele ria fracamente, concordando, enquanto Beomgyu passava seu braço pelo outro lado.

Fomos andando pelo enorme colégio, mostrando parte por parte de modo divertido para ele, que somente ria das nossas palhaçadas e histórias desse colégio.

ㅡ Mas olha se não é a putinha do Soobin. ㅡ Ouvimos alguém falar atrás de nós e nos viramos, vendo Bárbara com seu sorriso cínico, enquanto enrolava a ponta do seu cabelo com o dedo, mascando o chiclete como uma vaca comendo.

ㅡ Olha se não é a puta do colégio inteiro. ㅡ Respondo e ela arregala os olhos. ㅡ O que foi, garota? Já não cansou de encher a paciência de quem não está nem aí 'pra você? Você não é ninguém para chamar alguém assim, você consegue ser pior. ㅡ Digo já irritada.

ㅡ Pelo menos eu não transo com meu irmão, fofa. ㅡ Disse com os dentes cerrados, enquanto os murmúrios começavam.

ㅡ Posso saber o que está acontecendo aqui? ㅡ Uma voz conhecida foi ouvida atrás de nós.

ㅡ A Bárbara enchendo a paciência, professor Jeon. ㅡ Beomgyu se adiantou, enquanto eu olhava para Jungkook, que olhava de canto Jimin guardar o celular. ㅡ Todos circulando. Senhorita Jeong, me acompanhe. ㅡ Disse curto e grosso, ajeitando seus óculos.

ㅡ Desculpe se eu o chamei...Ela estava passando muito dos limites. ㅡ Jimin chegou se explicando.

ㅡ Tudo bem. Mas cuidado, professor e aluno pode dar problemas, você sabe. ㅡ Aviso e ele concorda com a cabeça.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...