História I loved you for a thousand years - Nick e Judy - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Zootopia - Essa Cidade é o Bicho
Personagens Benjamin Garramansa, Bogo, Duke Weaselton, Finnick, Flecha, Gazella, Jack Savage, Judy Hopps, Leãonardo, Nick Wilde, Personagens Originais, Sr. Lontrosa
Tags Drama, Romance, Zootopia
Visualizações 134
Palavras 1.557
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Festa, Hentai, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


A imagem abaixo é o Levi e o Nick.

Capítulo 17 - Um dia antes


Fanfic / Fanfiction I loved you for a thousand years - Nick e Judy - Capítulo 17 - Um dia antes

Era amanhã.

O grande dia.

Talvez para algumas pessoas, mas não pra mim.

De acordo com os contos de fadas, seria a partir dali que seríamos felizes.

Felizes para sempre.

Será que nos contos de fadas a Branca de Neve mesmo depois de encontrar o príncipe foi infeliz?

Será que a Bela Adormecida depois de se casar foi infeliz?

Será que os Príncipes que salvaram as princesas se arrependeram?

Porque eu não estou feliz.

E de acordo com meu coração, isso não mudará depois de me casar.

Estava evitando pensar nisso por vários meses, depois de "pedir a mão" da minha noiva em casamento.

Talvez o casamento da Bela Adormecida, da Branca de Neve, da Cinderela tenham dado certo porque a garota não conhecia o sujeito com quem estava se casando.

Mal trocavam palavras.

No filme da Bela Adormecida, ela mesma, que era a principal, tinha menos de 20 falas..

Mas eu conhecia a garota com quem iria me casar, e sabia que não ia dar certo.

Não seria igual a Era da Cinderela, Bela Adormecida e Branca de Neve. 

A Era Clássica

Ela se concentrava no conceito: A princesa estava em perigo, um príncipe bonito e rico a salvava e enfim eles viviam felizes para sempre.

Elas sonhavam apenas em se casar. Elas dependiam dos outros.

Mas então as pessoas perceberam que isso era meio incerto, então começou outra era.

A Era da Ariel, Bela de "A Bela e a Fera", Pocahontas, Mulan e Jasmine.

A Era da Renascença

Essas mulheres eram aventureiras, queriam ser livres. De alguma forma, algo as prendia. Elas começaram a formar uma opinião, e seguirem o próprio caminho.

Se na era anterior o príncipe salvava a princesa, nessa era a princesa salvava o príncipe.

E novamente, eles viviam felizes para sempre.

E então, finalmente o mundo se deu conta de que "felizes para sempre" não existem.

E por fim, começou a Era Moderna.

Era de Merida, Rapunzel, Elsa, Ana e Moana.

Essas garotas são independentes. Cresceram de forma diferente, mas todas tem seus problemas. Elas sabem lidar com tudo isso com sua força de vontade, força essa que nenhum homem proporcionou. Algumas acabaram com um homem, mas foi por consequência. 

Elas enfrentaram tudo sozinhas, e não precisaram se casar para terminarem felizes

Eram realistas.

Porque será que essas garotas mudaram tanto?

É porque os roteiristas se basearam na realidade para fazer os filmes.

Não existe essa de "felizes para sempre".

Não é porque você não se casa que você será triste, e não é porque você se casa que você será feliz.

Isso me preocupava.

E se a Judy não percebesse que gosta de mim? 

Eu seria infeliz pra sempre?

Desde que meus pais se divorciaram, eu abominei o divórcio com todas as minhas forças. Esperar prometerem ficarem juntos na alegria ou na tristeza, na saúde ou na doença, até que a morte os separasse, e então, se separarem.

Minha intenção nunca foi iludir ou magoar Mina, mas eu não tinha escolha.

Mina era de personalidade forte, e me superaria facilmente.

Mas e se não fosse como o planejado? 

E se nada desse certo?

Agora que parei para pensar, tem 99% de chance de tudo ir para o buraco.

Quando decidi cometer essa loucura, não pensei nas consequências se Judy simplesmente ignorasse o casamento.

Eu estava tão feliz por ter arranjado um plano com 1% de chance de dar certo, que não pensei nos 99% restantes.

"E se"

Essa era a frase que mais batucava na minha cabeça.

São nesses dias chuvosos, em que estamos em casa, sentados, olhando para a janela, que começamos a refletir sobre nossa vida.

Pra quem pensa antes de agir, é um dia bom, para esvaziar a mente, pois a pessoa sabe que está tudo sobre controle.

Pra quem age impulsivamente, é mais uma dor e cabeça, pois sabe que não tem controle sobre nada.

O que vou fazer?

Eu estava sendo egoísta, pensando só no meu lado da história. 

Não pensei em quem mais sairia machucado.

Eu confiei nas minhas suposições.

Confiei que Mina iria ficar bem.

Confiei que Judy se confessaria.

Confiei que daria tempo.

Confiei que ninguém sairia machucado.

Confiei que tudo daria certo.

Mas... E se não?

São nessas horas que a dúvida vem a tona.

E foram nessas horas que eu saquei: Não tenho um plano B.

Se algo der errado, eu poderei acabar infeliz.

Se algo der errado, a Mina pode sair machucada.

Se algo der errado, a Judy pode sair irritada e nunca mais me perdoar.

Se algo der errado, a minha vida, a vida de Mina e a vida de Judy vai virar de ponta cabeça.

O que pode acarretar e inúmeros outros problemas.

Tudo por minha culpa.

Porém...

Já está feito.

Amanhã irei me casar.

Não tenho certeza se tudo dará certo.

Não tenho certeza se tudo dará errado.

Mas, eu estarei pronto pra o que der e vier.

Se tudo der certo, comemorarei.

Se não, arcarei com meu castigo e minhas consequências.

Mas por enquanto, mesmo com 1% de chance, farei de tudo pra dar certo.

"O plano B é fazer o plano A acontecer"

Major - MasterChef Brasil 2018

[...]

Depois de uma tarde refletindo bastante, eu resolvi sair do quarto.

O Lucas, Garra Mansa, Levi, Davi,     enfim... Todos eles me indicaram uma despedida de solteiro, mas eu não estava no clima.

Hoje eu só queria ficar deitado, os outros dias foram cheios, então eu não estava com cabeca pra exatamente nada.

Sentei no sofá pensando em dormir, até que Mina aparece com um vestido curto colado e vermelho, os saltos pretos cheios de glitter e a cara cheia de maquiagem.

Nick: Onde vai? - Digo sonolento.

Mina: Pra minha despedida de solteira ne?! Não sou que nem você que não sabe aproveitar - Sorriu pra mim confiante.

Nick: Não faça nenhuma besteira - Fecho os olhos.

Mina: Pedir para mim não fazer besteira em uma despedida de solteira é como pedir para um macaco não comer banana! - Ela ri e então sai da casa.

O que ela quis dizer com isso...?

Tentei não pensar nisso e adormeci.

[...]

"Quando suas pernas não funcionarem como antes

E eu não puder te carregar no colo

Sua boca ainda se lembrará do gosto do meu amor?

Seus olhos ainda sorrirão junto de suas bochechas?

Querida, eu te amarei até que tenhamos 70 anos

Amor, meu coração ainda se apaixonaria tão intensamente como foi aos 23 anos

E estou pensando em como

As pessoas se apaixonam de maneiras misteriosas

Talvez apenas com o toque de uma mão

Bem, eu, eu me apaixono por você a cada dia

Eu só quero te dizer que estou apaixonado

Então querida, agora, me abrace amorosamente

Beije-me sob a luz de mil estrelas

Coloque sua cabeça sobre meu coração acelerado

Estou pensando alto

Talvez nós tenhamos encontrado o amor bem onde nós estamos

Quando meu cabelo desaparecer e minha memória sumir

E as multidões não lembrarem mais do meu nome

Quando minhas mãos não tocarem do mesmo jeito

Eu sei que você me amará da mesma forma

Porque querida, sua alma nunca envelhece, ela é eterna

E amor, seu sorriso estará sempre em minha mente e memória

E estou pensando em como

As pessoas se apaixonam de maneiras misteriosas

Talvez seja tudo parte de um plano

Bem, eu continuarei a cometer os mesmos erros

Esperando que você entenda"

(Ed Sheeran - Thinking Out Loud)

Acordei e já eram 00:00. Peguei meu celular e vi que tinham várias mensagens de um número desconhecido. Olhei a foto de perfil e vi que era Levi.

O que alguém como você quer comigo?

Abri as mensagens e vi que ele queria me encontrar imediatamente. Combinamos um lugar e fomos nos encontrar.

O lugar era uma sorveteria 24h, bem simples porém charmosa, e fazia bastante sucesso entre a vizinhança.

Me sentei em uma das mesas do fundo perto a janela e alguns minutos depois Levi apareceu se sentando a minha frente. 

Nick: O que quer comigo?

Levi: Não entenda errado. Não sou seu inimigo como você pensa.

Nick: O que quer dizer com isso?

Levi: Eu sei que você não gosta de mim, porque sou próximo da Judy - Ele sorri simpático.

Nick: Porque me chamou aqui?

Levi: Eu sei que você gosta muito dela, e também sei que você está se casando com Mina para fazer ciúmes a mesma.

Me levantei surpreso e ao mesmo tempo irritado, se ele sabia daquilo, com certeza sabia de outras coisas.

Nick: Como sabe disso?!

Levi: Não precisa ficar assim, eu tenho meus contatos. Além disso, não é isso que importa, não é da minha conta, mas sim do meu interesse.

Nick: Dá pra explicar logo porque me chamou aqui?

Levi: Eu sou amigo da Judy, ela é como uma irmã pra mim. Nessa história toda, ela pode sair machucada, e você sabe disso - Ele se levantou.

Nick: Claro que eu sei, mas não se preocupe, está tudo sobre controle.

Levi: Não entenda errado, não quero seu mal, mas você não pode machucar mais a Judy do que ela já está machucada.

Nick: Eu não machucarei alguém que amo!

Levi: O coração faz loucuras as vezes Nick! Arriscar as vezes é bom! Pode te levar para o sucesso! Mas as vezes, é a sua ruína... - Ele disse parecendo preocupado.

Nick: Está dizendo isso como se quisesse que eu não tivesse sucesso!

Judy: Eu quero que tenha! Pois faz a Judy feliz! - Ele chegou mais perto - Mas você entrou nesse jogo.. Você decidiu se arriscar.. Faça de TUDO pra dar certo! Entendeu?

Nick: Claro que entendi! Eu não burro!

Ele colocou a mão no meu ombro e suspirou, suavizando a face.

Levi: Você é um bom garoto Wilde, tem muito futuro. Está na hora de tomar decisões mais sábias daqui em diante - Ele sorriu e se afastou.

Nick: Me chamou aqui só pra dizer isso?

Levi: É mais impactante quando se diz pessoalmente. - Ele acena e se vai.

Respirei fundo e saí da sorveteria um tempo depois, digerindo tudo aquilo.

"Está na hora de tomar decisões mais sábias daqui em diante"


Notas Finais


Foi um capítulo curto, mas foi só um salto para o que realmente importa: O Casamento.
O próximo capítulo será concentrado na Judy se preparando para o grande dia.
Ele inicia a pequena série dentro da fic chamada "Estrelas Escurecendo"
Essa série irá acabar quando o casamento REALMENTE começar.
Espero que tenham gostado e que gostem da mini série :v 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...