1. Spirit Fanfics >
  2. I Miss You - Imagine Xiao Dejun (NCT) (WayV) >
  3. Capítulo 32

História I Miss You - Imagine Xiao Dejun (NCT) (WayV) - Capítulo 32


Escrita por:


Notas do Autor



Capítulo 32 - Capítulo 32


- Milkshake! - Digo pela décima vez para o garoto, aquela discussão já estava me deixando sem paciência 


- Você tem que comer algo que tenha massa, s/n. Não comeu nada desde cedo e agora quer tomar milkshake? Quer passar mal? - O garoto diz tentando me convencer, porém, só lhe respondo com um reviro de olhos 


- Ok, pai. Eu não estou com fome para comer algo com massa. Eu prefiro milkshake - O garoto me olha com cara de tédio e eu apelo para a fofura - Por favor oppa...


- Olha... - O garoto provavelmente iria me dar outro sermão, porém, apenas bufa e se vira para frente - Quando estivermos indo embora, iremos comprar algo para você comer em casa 


- Podemos chamar o garçom agora? - Lucas pergunta em um tom de tédio 


- Sim. - Respondemos juntos e todos demos risadas baixas, logo Lucas chama o garçom e o mesmo se aproxima de nossa mesa


- O quê desejam? - O homem simpático chega perto de nós e anota nossos pedidos


- Dois sorvetes, um de baunilha e outro de morango - Lucas diz e o garçom escreve no papel - E você, Xiaojun?


- Dois milkshakes, um de ovo maltine e outro de chocolate - O garoto diz e o garçom termina de escrever no papel, pedindo licença, logo em seguida se retirando. 


- Dois milkshakes? Oh, obrigado. Eu realmente precisava de mais um. Mas e você? O que irá comer? - Pergunto brincalhona para o garoto que me olha confuso, porém, logo entende a brincadeira e sorri


- Boba, decidi que vou tomar milkshake junto de ti e quando estivermos indo embora, iremos comprar lanche para nós dois 


- Espera aí - Helena chama nossa atenção, logo olhamos para a garota - Como assim: "quando estivermos indo embora"? Não vai deixar a s/n na casa dela? Ou vai ficar com ela lá?


- Irei para a casa de Xiaojun, provavelmente irei voltar para a minha amanhã - Digo dando de ombros enquanto encaro a garota que logo me lança um sorriso malicioso me fazendo revirar os olhos - Você é bem idiota, Helena 


- Na verdade, você não pode falar nada, Helena. Aliás, os pais dela devem saber que ela irá dormir na casa de Xiaojun, já os seus... - Lucas diz e ri alto ao levar um tapa de Helena 


- O QUÊ? Garota, você é doida? Não contou aos teus pais? Helena, está querendo morrer, não é? - Falo para a garota à minha frente que dá um sorriso sem graça pronta para dar uma desculpa, porém, Xiaojun interrompe a mesma 


- Na real é até irônico você dizer isto à tua amiga, bebê. Aliás, teus pais acham que você foi ao colégio hoje e devem estar achando nesse exato minuto que você está em seu quarto estudando, não em um parque com a melhor pessoa do mundo - Xiaojun diz se gabando no final e dando um sorriso sapeca. Sabe, às vezes eu me arrependo de contar certas coisas à Xiaojun 


- Wow, s/n não achei que você fosse tão rebelde assim - Lucas diz boquiaberto com o que xiaojun acabara de contar - Já estou começando a gostar mais de você 


- Haha - Xiaojun dá uma risada bem forçada e olha para Lucas - Pois pode parar de gostar mais dela, ou irá se ver comigo


- Ai que bonitinho, ele está com ciúmes - Helena diz e ri alto junto de Lucas, enquanto Xiaojun revira os olhos 


- Xiaojunnie - Iria continuar a falar, porém, sou interrompida por um celular tocando. Todos olham seus celulares e percebem que não são de nenhum que está tocando, pego minha bolsa e pego meu celular olhando a tela do mesmo, sentindo o coração disparar e quase parar na boca - É minha mãe 


- Atenda, iremos fazer silêncio - Xiaojun diz ao meu lado e eu pego o telefone em mãos, suspirando fundo enquanto junto coragem para atender à chamada 


- Alô?

- Oi filhinha, como está?


- Estou bem, e a senhora?

- Estou bem também, como está indo aí sozinha? Já comeu? - Iria responder, porém, sou interrompida pelo garçom chegando atraindo minha atenção


- Os pedidos estão entregues - O homem diz e todos nós m olhamos para ele pedindo com a voz baixa para o mesmo abaixar o tom de voz, já que minha mãe poderia ouvir e estranhar. O mesmo pede desculpas e saí de perto de nós voltando ao seu trabalho 


- Filha? Está com alguém?


- Oh? Não mãe, foi só a Sra. Joohun que entrou aqui no quarto justamente para me chamar para jantar

- Ahh... mas a joohun? A essa hora? Já deu a hora dela ir embora, filha 


- Sim, sabemos, eu disse para ela ir mas sabe como ela é teimosa. Disse que só iria depois de fazer minha janta - Digo rindo para que minha mãe acredite e não descubra que não estou em casa e sim com o menino que ela justamente diz ser um mal exemplo para mim

- Ah sim, eu sinceramente tenho que concordar. Bom, então, vá jantar e fique bem, ok? Se cuide, até outro dia 


- Ok mamãe, até outro dia - Digo sorridente ainda me fazendo de atriz, até desligar a chamada e finalmente poder soltar um suspiro aliviado 


- Uau bebê, você realmente é uma ótima atriz, até eu acreditei em tudo que disse por um segundo - Xiaojun diz enquanto eu guardo meu telefone e pego meu copo de milkshake 


- Quem diria que a menininha exemplar da escola e que xiaojun era apaixonadinho seria a mesma garota que fugiria dos pais e mentiria para a mãe, estou surpreso - Lucas diz e todos rimos, até Xiaojun que só percebe que seu nome foi citado na frase, segundos depois 


- Huang xixi, cale a boca - Xiaojun diz retirando seu sorriso da cara, junto de Lucas que provavelmente ficou ofendido com a maneira que o garoto disse seu nome


- Huang xixi? - Helena repete o que Xiaojun disse e começa a rir alto, e eu a acompanho 


- Ok ok, agora vamos logo tomar isso e irmos logo para outros brinquedos. Não vejo a hora de chegar em casa - Xiaojun diz com cara de tédio, logo estalando seus ossos da coluna 


- Aham, querem logo chegar em casa, né? - Lucas diz e lança um olhar malicioso para o garoto ao meu lado - Se protejam, não estou afim de virar titio agora 


Lucas dá um sorriso malicioso e Xiaojun faz dedo do meio para o mesmo, que logo depois de ver o ato do garoto começa a rir alto. Conversamos por mais tempo e logo depois de terminarmos nossos milkshakes e sorvetes, jogamos os copos no lixo e saímos juntos do local, voltando para onde ficava os brinquedos, olhamos em volta e observamos todos os brinquedos ali presentes, até escolhermos um.


- Que tal irmos na roda-gigante? - Helena dá sua sugestão e eu arregalo os olhos 


- Não - Digo e todos me olham - Eu não vou, se quiserem ir podem ir, mas eu não vou. Posso ficar aqui em baixo esperando por vocês 


- Por quê não vai conosco, s/n? - Lucas pergunta confuso e antes de eu responder, Xiaojun responde por mim


- Ela têm medo de altura - O garoto diz e se aproxima de mim, colocando sua mão atrás de minha cabeça e fazendo um leve carinho entre meus cabelos, enquanto eu encosto minha cabeça em seu peito. Sorrio brevemente por sentir seu coração batendo forte 


- Amiga, você nunca me contou isso - Helena diz e eu dou um sorriso sem graça, fitando o chão 


- Não era tão importante, e é besteira. Já tentei superar esse medo mas não consegui 


- Se vocês quiserem ir, podem ir os dois. Mas eu vou ficar aqui com ela, se divirtam - Xiaojun diz sorrindo e Lucas e Helena se entreolham 


- Nós vamos, se quiserem ir à outro brinquedo também podem ir, podemos nos encontrar logo depois naquela barraquinha de churros - Helena supõe apontando para a barraquinha e nós dois balançamos a cabeça positivamente, logo os dois entrelaçam suas mãos e saem lentamente de perto de nós 


- Eles formam um lindo casal - Digo sorrindo observando os dois próximo à fila da roda-gigante 


- Sim - Xiaojun se vira e os observa também com um sorriso, porém, quando se vira para mim ele mantém um semblante sério - Bebê, achei que já tivesse superado isso


- Pois é... eu também - Digo dando um riso soprado e o garoto segura meu queixo, me fazendo olha-lo nos olhos - Eu ainda tenho medo... e odeio isso. Eu quero muito superar, mas sinto que não consigo 


- Está tudo bem em não conseguir, mas não pode se dar por vencida... Quer tentar agora? Estarei contigo o tempo todo, e se quiser desistir tudo bem, nós vamos sair de lá e não iremos mais para o brinquedo. Só basta você querer - O garoto diz calmo e sereno, enquanto alisava a franja de meu cabelo que o mesmo havia tirado de trás de minha orelha 


- Junnie... - Chamo pelo garoto e o mesmo volta a me olhar nos olhos - Promete que ficará o tempo todo comigo? - Pergunto ainda insegura pela decisão que estava prestes a tomar, não era fácil ter que aguentar esse medo e esse trauma por anos, e isso só piorou depois de quando eu decidi tentar superar esse trauma sozinha. Sinto meu coração bater rápido quando sinto o garoto chegando mais perto de mim, e colocar seu rosto na curvatura de meu pescoço 


- Estarei agora e para todo o sempre... bebê - Sinto meus pelos se arrepiarem ao sentir o garoto sussurrar essas palavras em meu ouvido, enquanto sua mão esquerda se ocupava em minha cintura e sua mão direita estava ocupada em continuar mexendo em meu cabelo


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...