História I Need U - Capítulo 42


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jung Hoseok (J-Hope), Min Yoongi (Suga)
Tags Novela
Visualizações 22
Palavras 1.191
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 42 - Quase lá


Fanfic / Fanfiction I Need U - Capítulo 42 - Quase lá

Dormi feito um bebê,como fazia dias que eu não dormia,mesmo correndo o risco de não vê-la ali ao despertar.Porque tantas vezes ela disse que ficaria e se foi.Que não acreditei que seria diferente agora.Mas ao abrir meus olhos a vi bem na minha frente,dormindo serenamente feito um anjo sem asas e com uma de suas mãos no meu rosto.Extasiado eu fiquei lhe observando em segredo. Ela ainda estava ali ao meu lado,pertinho de mim e me tocando.Realmente o meu plano havia dado certo.Ela ficou ali por mim,pra cuidar de mim e não quis me deixar sozinho sem sua companhia. Sorri aliviado,isso me deu esperanças e sonhei com dias melhores. Então decidi me levantar pra preparar o nosso café da manhã e sai da cama cuidadosamente pra não acordá-la antes da hora.

Não havia muita coisa na geladeira e nem na dispensa (eu não tinha grana e nem andei fazendo compras ultimamente)mas me virei com o que encontrei na cozinha e fiz um café da manhã pra dois bem farto e interessante. 

Arrumei a mesa da cozinha bem bonitinha e depois voltei pro quarto. Me deitei ao lado dela na cama e fiquei ali quietinho apenas lhe admirando dormir.

-Bom dia!-eu falei,quando ela esfregou seus olhos,se mexeu e me olhou ainda sonolenta. 

-Bom dia!-ela falou,abrindo a boca e se espreguiçando.

-Eu fiz o nosso café da manhã-falei animado e cheio de planos.

-Como você está?-ela me perguntou,me encarando com cara de preocupação-Ainda senti alguma dor?

-Eu estou bem-respondi,com um sorriso no rosto.

-Tem certeza?-ela insistiu.

-Absoluta.

-Quantas horas são?

-Não olhei no relógio...mas deve ser por volta das nove...Por quê?

-Tudo isso?-pareceu espantada-Vou acabar chegando atrasada na faculdade...e eu nem avisei ao J-hope que ficaria aqui...ele deve ter ficado preocupado comigo.

Tentei não me chatear quando ela mencionou o nome dele e agi como se não tivesse ouvido nada.

-Eu preparei tudo com tanto carinho-fiquei decepcionado-Será que  poderia pelo menos ficar um pouco mais...pra tomar o café da manhã comigo?

Ela me olhou com ternura,abriu um sorriso enorme,mordeu os lábios,passou as mãos nos meus cabelos tentando ajeitá-los no lugar,deu um suspiro profundo e indagou:

-Acho que posso me atrasar hoje...sempre chego cedo todos os dias-pausou-E no caminho mando uma mensagem pro J-hope lhe explicando tudo.

-Eu ficarei imensamente grato por isso!-falei,lhe retribuindo o sorriso.

E lá estava a gente na mesa ...um do lado do outro como era antes.

-Deveria arrumar toda essa bagunça-ela falou,desviando seu olhar do meu,enquanto tomava um gole de seu chá. 

-Vou pensar nisso-eu falei,a encarando sem parar,lhe deixando sem jeito com isso.

-Você vai ficar bem quando eu for embora?-ela me encarou com os olhos arregalados. 

-Eu vou tentar-respondi.

-Pode pelo menos ficar longe de confusão,por favor!-ela me pediu.

-Isso eu não posso te prometer-fui sincero.

-Por que sempre faz isso comigo,hein?

-O quê?-olhei dentro dos olhos dela.

-Esqueci-mudou de assunto-Tá na minha hora-se levantou rapidamente da mesa e pegou sua bolsa.

-Já vai?

-Eu preciso ir agora.

-Não pode ficar um pouco mais?-insisti.

-Não-ela respondeu-Mas se precisar de mim pode me ligar quando quiser...que eu farei o possível pra te ajudar.

-Eu me lembrarei disso,não se preocupe.

-Então tchau,Suga!-ela se despediu,com cara de quem não queria partir,e sim,de quem queria ficar.

-Não ganho nem um beijo de despedida?-resmunguei,cruzando os braços e fazendo biquinho.

-Não começa,Suga!Você estava indo bem até agora,sabia?

-Eu prometo arrumar a casa-sugeri-E encontrará tudo no lugar quando vier aqui de novo,eu te garanto!-insisti.

-E por que tem tanta convicção de que virei aqui novamente depois de hoje,hein?-ela me encarou,com cara de desconfiada.

-Apenas um palpite-disfarçei meu interesse nisso-Nunca se sabe o dia de amanhã,não é?

-Espero que não esteja pensando em aprontar de novo,Sr Min Yoongi?Porque posso não vir correndo da próxima vez que me ligar...Está me ouvindo?

-Você não estava atrasada?-mudei de assunto.

-É!-admitiu-Eu estava.

-E então?

-Você me promete que vai ficar bem mesmo,Suga?Que não vai aprontar de novo assim que eu passar por aquela porta...que vai se cuidar e se manter vivo até segunda ordem?

-Não posso prever o futuro,Stelar.

-Pelo amor de Deus,Suga!-ela parecia tensa-Apenas me prometa que vai continuar vivendo e ficar longe de problemas...Pode me prometer isso?

-Sò se me der um beijo!-exigi.

-Não brinque com coisa séria-ela me olhou com cara de brava e franziu o cenho.

-As horas só estam passando...quanto antes você me der um beijo...mais rápido irá se livrar de mim e ir pra faculdade. 

Ela pareceu pensativa,ficou me olhando sem dizer nada e respirou fundo várias vezes.Depois veio na minha direção em passos lentos ,parou diante de mim,se abaixou na minha frente,me encarou por alguns segundos,deu um suspiro,aproximou seu rosto e falou num tom severo comigo, me punindo:

-Não abuse da sua sorte!Não abuse da minha boa vontade...posso não ser tão ingênua quanto pareço ser...Não sei o que pretende com tudo isso...mas acho melhor parar logo com o que está fazendo...Estamos entendidos,Sr Min Yoongi?

-Eu não estou fazendo nada-fingi de besta-E mesmo se estivesse fazendo...estaria no meu direito,não acha?Alguém precisa lutar por nós dois desta vez...e pelo o que eu sei...isso não é nem um pecado,ou é?

-Apenas não me desaponte...Pode ser?

-Ainda acredita em mim?

-Estou tentando!

-Então continue!Porque não irei lhe desapontar desta vez,eu te prometo!

Ela me encarou de perto,enquanto me dava um beijo na bochecha,tentando não se perder no meu olhar. 

-Eu esperava mais do que isso,sabia?-reclamei,insatisfeito.

-O que você esperava então?-me questionou. 

-Isso!-eu falei,a puxando pelo pulso,lhe fazendo cair assentada no meu colo,lhe prendendo nos meus braços,lhe mantendo perto demais pra me evitar ou fugir de mim.

-Sabe que isso não mudará nossa situação,não sabe?-ela falou,engolindo em seco e temendo pelo próximo passo.

-Sei-admiti.

-E então?-tentou me entender. 

-Mais pode matar as saudades que sinto de você por hora!

Ela me olhou com cara de assustada,mas não tentou se soltar de mim ou se levantar dali pra fugir do inevitável. 

Lhe olhei intensamente,levei uma de minhas mãos ao seu rosto,contornei cada parte dele com destreza,toquei seus lábios com a ponta de meus dedos(a fazendo estremecer com esse gesto)fui chegando lentamente meu rosto junto ao dela,até que me vi com seus lábios perto demais dos meus(ela subitamente fechou seus olhos e se deixou levar pelo momento)e sem muita pressa lhe beijei com amor.

-Pode ir agora!-eu lhe pedi,assim que terminei de lhe beijar,ainda com meus lábios ligados nos seus.

-Não vai me impedir de ir?-ela me perguntou,abrindo seus olhos lentamente e me olhando como se quisesse que eu lhe segurasse ali por mais tempo.

-Não-respondi,lhe encarando de volta. 

-Por quê?

-Porque você acabará voltando pra mim... sem que eu fique lhe pedindo pra fazer isso-falei cheio de convicção. 

-E por que parece certo disso,hein?-ficou desconfiada. 

-Apenas um pressentimento!

-Preciso ter medo disso?

-Não.

-Vai mesmo ficar bem se eu for embora?-insistiu.

-Não posso garantir nada...mais por via das dúvidas posso te ligar se precisar de ajuda?

-Pode.

-Isso é tudo o que eu preciso saber no momento.

-Você está me assustando,sabia?

-Não se preocupe comigo!-tentei confortá-la-Eu tentarei ficar vivo...se esse for o problema. 

-Se cuida,Suga!-ela me pediu,me dando um beijo na bochecha;depois se levantou e saiu em seguida.Me olhando até fechar de vez a porta(como se temesse o pior)

É claro que eu não iria parar por aqui...se tudo estava saindo como eu havia planejado e queria.Era só o começo.Porque eu estava quase lá...ela ainda me amava e me queria como antes...eu só precisava lhe fazer entender que era seu depente e que não sabia me cuidar sozinho...que em dois tempos ela voltaria pra mim...pra fazer o que eu não tinha condições de fazer por mim mesmo...

Continua...





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...