História I Need' u Gangsta - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, Monsta X
Personagens BamBam, Hyung Won, I'M, Jackson, JB, Jeon Jungkook (Jungkook), Jinyoung, Joo Heon, Jung Hoseok (J-Hope), Ki Hyun, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Hyuk, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Show Nu, Won Ho, Youngjae, Yugyeom
Tags Got7, Hot Bts, Imagine Hot, Jungkook, Monsta 7
Visualizações 36
Palavras 866
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Hentai, Lemon, Lírica, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Kihyun é Taehyung


Fanfic / Fanfiction I Need' u Gangsta - Capítulo 1 - Kihyun é Taehyung

Acordei subtamente de manhã, peguei o celular ao meu lado vendo que era 6:32 da manhã.

- Puta que pariu, to atrasada.

Meu irmão mais velho deveria ter me acordado já que o appa não estava em casa, mas eu fui logo confiar no embuste do meu irmão, agora eu to é lascada.

Corri em direção ao banheiro tomei o banho mais rápido que eu pude...

[...] ...olhei no espelho espelho vendo que eu estava mais ou menos, mas nesse caso eu não teria muito tempo para me arrumar exatamente como eu queria, então agora é rezar pra Deus, pra ninguém olhar na minha cara muito perto.

Sai de casa e após alguns minutos praticamente correndo cheguei na escola, logicamente muito mais tarde, e o que vi assim que cheguei, foi um portão fechado. Eu iria ter que esperar o sinal para o terceiro o horário o que seria mais ou menos daqui uma hora, me sentei e fiquei jogando no meu celular.

[...] ...apenas vi meu celular voando logo após algum acéfalo cego ter esbarrado na pessoa sentada na calçada, levantei meu rosto já com o insulto preparado para sair, quando vi que eram dois rapazes muitos bonitos, eles estavam rindo e escondidos atrás de um carro, me levantei para pegar meu celular ainda sem entender o que estava acontecendo, assim que me estiquei para pegar o celular pássaro, pude ver melhor a feição de ambos, foi ali que me vi beijando o chão, os garotos olharam espantados, e riram novamente, porém fecharam os sorrisos subitamente é me puxaram pelo braço, o que me assustou por um momento.

- Oh, o que é iss...

O mais alto que era o que havia me puxado (TaeHyung) cobriu minha boca com aquela lapa de mão que praticamente cobria meu rosto todo e sussurrou: 

TaeHyung- Faz silêncio.

Segui a ordem e escutei um barulho de um carro passando por ali, no mesmo momento parando, os dois que estavam comigo, se olharam, e pareciam conversar por telepatia, se levantaram rapidamente, e correram para dentro da escola comigo, eu parecia um saco de batata sendo puxado por eles, entram no banheiro feminino comigo e eu fiquei ali, parada com medo, sem entender nada, mas também extasiada pela tamanha beleza deles, sai do meu transe assim que eles...

 Kihyun- Fica quetinha, não vamos te machucar, queremos apenas nos proteger, ok?

E novamente sem entender fiquei parada, e vi os o menor (Kihyun) retirar a jaqueta e cobrir meus olhos, me pegarem no colo é começarem a andar...

[...] ...senti me colocarem em sentada em um lugar macio, logo em seguida ouvi uns sussurros que não fui capaz de entender, em seguida retiraram a jaqueta do meu rosto, olhei em volta e me parecia um quarto comum (que de comum na verdade não tinha nada, até por que parecia um quarto daqueles de filme)

TaeHyung- Qual seu nome?

Ele perguntou até de uma forma simpática e sorrindo.

- Meu nome é (S/N)

Eu respondi instantaneamente, sem mesmo pensar que eu havia sido sequestrada, porra nem lembrei disso, o sorriso dele era tão simpático.

TaeHyung- Oh, o meu é...

Ele logo foi interrompido pelo outro carinha.

Kihyun- SEU DEFICIENTE, a gente não se apresenta, puta que pariu, larga de ser lerdo.

Eu olhei para eles e dei uma risadinha, os dois me olharam e eu voltei a fechar meu sorriso.

Kihyun- Vem Taehyung vamos pegar a comid... 

Novamente interrompido pelo outro garoto que agora eu sabia que se chamava TaeHyung.

TaeHyung- Depois eu sou o acéfalo

Ele revira os olhos e ri olhando pra mim.

TaeHyung- Já que o mestre aqui já revelou meu nome, bom, não é preciso a gente ficar nesse cu doce, meu nome e TaeHyung, e o dele é Kihyun.

Eu abri um sorriso, por que ne, era impossível não abrir um mísero sorriso diante daquela situação.

Kihyun- AI FODA-SE, meu cu mermo, prazer bonitinha.

Ele sorriu rapidamente e se virou claramente puto com o TaeHyung e foi em direção à porta.

Kihyun- vou buscar o Carvalho da comida, e tu fica aí, fazendo uma entrevista pra ela, aproveita e DIZ QUAL É SEU TIPO SANGUÍNEO TAMBÉM...

Ele diz a última frase após ter saído pela porta, eu acabei rindo, eles não eram perigosos, na verdade eles eram engraçados e até fofos.

TaeHyung- ele é meio alterado as vezes, mas ele é gente boa rsrsrs.

- então, sei que pode ser meio indiscreto, mas por que vocês e sequestraram? 

TaeHyung- Aish... Não era pra ser bem assim foi uma decisão de ultima hora, desculpa por isso...

- Ah, mas não está sendo tão terrível assim, apesar de serem meus sequestradores, são divertidos...mas eu vi que vocês estavam fugindo, por que disso?

TaeHyung- bem, seguint...

Nesse momento Kihyun entrou no quarto claramente assustado e ofegante, o que parecia que ele estava correndo.

Kihyun- Tae, fudeu, acharam a gente...

Agora sem cobrir meu rosto me pegaram e saímos do quarto..

[...] ...com muita dificuldade saímos do Hotel, que até então eu não sabia o que estava acontecendo, e novamente eu estava sendo puxada como um saco de batatas, por ai, entramos em um carro, e eu ainda muito confusa, perguntei:

-Seria bom se algum de vocês me explicasse o que esta acontecendo?

Ambos- NÃO PODEMOS SER PEGOS JUNTOS

Sem mesmo eu saber ambos eram de gangues rivais, porém grandes amigos, que se fossem pegos andando juntos, as consequências seriam bruscas.








Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...