História .i not a child, - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Brarg, Países, Paraguai, Parauguai, Uruguai
Visualizações 9
Palavras 1.054
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), LGBT, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eu sei que demorei, desculpe 💕.

Porém já deixo bem claro que ficou péssimo, provável que eu exclua o capítulo para fazer outro.

Capítulo 3 - ,Setimentos de mentirinha



Messes depois;


  Acordou com o barulho de seu celular vibrando. Quem seria o retardado a ligar as 2:35 da manhã? Existe aula para ser comprida no período de manhã.

Seu coração gelou ao ver que quem estava ligando era Paraguai. Os dois viraram amigos depois do dia do shopping, por mais que as vezes os dois tivessem algumas discussões eles se resolviam rápido. Argentina começou a me dar conselhos de como manter a calma quando o crush te ligava. Brasil ficava com ciúmes e reclamava mas também me dava conselho de como conquistar o paquera. 

 - A-alo- Uruguai disse mesmo que sua vergonha por atender o celular era notável, seu sono piro ainda, não conseguia nem mesmo leva ter os olhos para encarar o quarto.

- Uruh, preciso falar com você urgente, eu preciso de ajuda... Desculpa se atrapalhei o seu sono - Paraguai disse na linha do lado. 

- Não, não, está tudo bem, está acontecendo algo ?- Uruguai perguntou mordendo o lábio. Estava nervoso, pode se notar pelo jeito de como ele fica apertando a manga da camisola de dormir dele. 

- Então... Sabe seu amigo  o Peru ? Ele veio aqui em casa conversar comigo ontem... - Ele começou a dizer, a sua voz estava estranha, era com o se ele estivesse nervoso para contar algo - Você está namorando o Jamaica ? 

Jamaica, um homem que era professor do ensino médio  e que já tive um caso com ele,mas isso foi a muito tempo, nem sei onde aquele cara está. A primeira vez que eu o conheci foi quando estava caminhando, eu tinha uns nove anos, em uma rua que era considerada perigosa. Quase fui assaltado mas conheci Jamaica nessas ruas, já fiquei com ele mas terminei meu caso quando meus pais perceberam que eu estava com alguém que tinha mais de nove anos  de diferença.

- Não, nunca namorei com ele, já tive um caso mas isso foi a muito tempo... O que o Peru ficou falando de mim para você ?- Perguntei curioso pois eu havia falado da minha queda para aquele peruano e não sei se ele ficou com ciúmes. 

- Ah ele me contou apenas que você já teve um caso com esse cara e outras coisas mas eu queria te fazer uma proposta... - Deu uma pausa - Sabe eu tenho uma antiga ficante que voltou a me procurar só que eu não tenho nada com ela... Eu queria que você me ajudasse... 

- Te ajudar com o que ?- Pergunto mordendo os lábios mais forte, meu sangue estava fervendo, por um minuto minha respiração saiu desengonçada. 

- Namore comigo, mas de mentirinha só para ela sair da minha vida e eu prometo que te deixo em paz, você pode até parar de falar comigo depois dessa- Ele disse. 

Eu não sabia se naquele momento eu chorava ou se eu ficava feliz pois eu realmente o amo e quero ajudar porém esse meu caso seria uma mentira.

- Eu.... Aceito, com uma condição, você vai me ajudar com a matéria de biologia que eu estou com dificuldade tudo bem ?- Eu respondo e pergunto para o outro que ri e responde um " ok e boa noite".

Desligo o celular e me taco denovo na cama, agora meus pensamentos só voltavam para ele, o homem pelo qual me fez tirar nota baixa em algumas matérias, o homem pelo qual as vezes tenho sonhos eróticos, o homem que eu espero ter ao meu lado pelo menos no trajeto da minha vida. 


Eu o amo. 



[☕] School 7:58 A.M


Esperava meu amigo chegar, ele estava demorando e isso me era estranho, afinal ele não era de demorar chegava sempre antes de mim. 

Senti um par de mãos em meus olhos, me deixou sego, agora não conseguia ver nada, não me era estranho a mão, sorri e abracei a pessoa.

- Argie, não me assusta desse jeito - Eu disse bravo abraçando ele. Uma de suas mãos estavam fazendo um pequeno carinho. Era muito bom, eu gostava pelo menos. 

- Meu bebê!- outra voz disse, Brasil veio correndo até mim para dar -me um abraço. Retribui fechando os olhos, eu confesso que eu estou cansado, depois da ligação eu não peguei o sono, então fiquei lendo um livro e visualizando algumas mensagens antigas.

- Hey meu bem, você por aqui - um voz Gemi no a desconhecida, bem aguda, não gostei. Olhei para trás e lá estava Paraguai que pela cara estava bem desconfortado e uma menina, com um decote bem exagerado pela sua blusa vermelha e um short roxo, seu cabelo era longo preto, seus olhos eram verdes. 

- Então se me der licença preciso ficar com o meu mamorado - Paraguai disse, seus olhos se encontraram com os meus. Fiquei hipnotizado, parecia que a onda estava com resaca e estava me trazendo para perto dele. 

Ele ficou em frente ao meu rosto, estávamos muito próximos, fechei meus olhos porém quando o meu sonho de sentir seus lábios perto do meu estava se tornando real, Brasil atrapalha.

- QUE PORRA É ESSA ? Paraguai tu quer morrer denovo ? Tá fazendo o que com a minha criança !- Brasil grita me puxando para perto dele.

- Brasil ! Ele é meu namorado, você não pode fazer isso com ele assim como eu não atrapalho quando você beija PapArgentina de um jeito diferente - Digo bravo, eu estava irritado, gosto do Brasil porém tem vezes que ele é insuportável.

- Pequeno, você sabe o que está falando certo ? Não é uma brincadeira? Tem cer...- Ele foi calado  quando Argentina tampou a boca do moreno com a mão e me deu um joinha. Argentina realmente gosta muito de mim a ponto de me ajudar com o próprio namorado. 

Senti uma mão agarrar a minha, a pele era mais fria porém boa, era o toque da mão de Paraguai, eu sabia que era dele pois no momento em que eu estava me apaixonando pelo mesmo no dia do shopping ele agarrou a minha mão. Eu me lembro.

- Venha, eu vou te levar para a sala de aula - ele disse sem olhar para mim, eu confesso que eu estou ficando mais nervoso do que já estava. Ele realmente me encanta. 


A semana pode ser boa.... Ou não 


Notas Finais


Preocupa não, eu sei que não ficou bom então vou reescrever... Mas enfim espero que gostem e desculpa a demora...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...