História I not the only one - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Casamento, Divórcio, Traições
Visualizações 105
Palavras 923
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpa por os erros bjs

Capítulo 4 - Olhos abertos



-Ahnn claro desculpe.

sai da sala e fui até a cozinha peguei um copo e enchi com água.

-já estou indo. ouvi sua voz perto de mim.

-Boa viajem. falei sem olhar para ele e subi para meu quarto... minutos depois de ter ouvido seu táxi ter chegado desci para a sala e procurei um panfleto entre as coisas que eu comprei.

*

Três dias depois eu fui até o endereço do panfleto onde mostrava que precisavam de pessoas para ajudar em um orfanato, eu não havia nada pra fazer em tão naquele momento por diante me disponibilizaria a ajudar aquelas crianças.

**

Passar todas as tardes com aquelas crianças me deixava esgotada, durante a noite eu dormia mas sedo não via as horas que o tae chegavam...

Meu coração estava partido, a pouco mas de 1 mês de vida uma criança foi abandonada por seus pais na porta do orfanato todos os dias eu cuidava dele, eu me levantava nas sedo que o tae preparava seu café da manhã e saía logo em seguida para dar tempo de dar o leitinho da manhã do sojin nome que eu dei a ele.

Eu passeava e brincava com as outras crianças durante sua todo o dia e eu amava aquilo tudo.

-____,... vem aqui.

olhei para a madre que sorria para mim ao ver que eu ninava o sojin em meus braços.

-e melhor você descansar.. Me dê ele um pouco.

-Não madre irei embora daqui a pouco e não poderei vir esse final de semana....

-esta bem. acho que ele sentirá sua falta.

Acolhi mas ele entre meus braços e cheirei suas bochechas gordinhas e avermelhadas.

*

*

*

-meu smoke chegou?

-sim tae.

-Espero que você entenda e penas um evento simples para doação a um orfanato não é nada demais.

-esta bem tae. eu não iria ajudar em nada não é isso?

não o deixei responder e subi para meu quarto e peguei minha bolsa, com a chaves do meu carro nas mão e as roupas que eu ia doar..... fui até o orfanato ver o sojin.

-A madre disse que a senhora não viria hoje...

- não se preocupe irmã sung eu cuido dele está bem .

-sim.. a madre esta no salão principal recebendo umas pessoas muito importantes são os patrocinadores do nosso orfanato.

-que legal, eu iria adorar conhecer essas pessoas.

-se você quiser posso levar você agora senhora.

-Não, Não, nem estou arrumada para tal evento.

-mas a senhora está linda.

-me espere um momento e olhe meu bebê que irei até meu carro buscar algo.

lembrei que eu havia trazido várias roupas para doar e lembre que meu vestido que eu ia sair com o tae eu também trouxe para doar.

vesti o vestido rosa todo de renda de mangas longas de tule todo rendado e de comprimento até o meio da minhas coxas, um pouco curto admito, um salto preto, passei um batom bem claro ajeitei meus cabelos e voltei até o dormitório onde estava o sojin.

-nossa senhora das mães protetora, como a senhora está linda.

-obrigada irmã. agora me ajude a arrumar esse príncipe lindo..

*

*

Segurei meu príncipe em minhas mãos e fui com a irmã até o salão. quando os portões foram abertos todos nus olharam. Me aproximei da madre e ela me deu a bênção

-como você está linda ____.

-obrigada madre

-e você também sojin.

-com licença mdre.

Um homem alto loiro se aproxima beijando a mão da madre.

-olá namjoon.

-não vai me apresentar a bela senhorita?

-esta é ___ uma voluntária e amiga da equipe.

o loiro sorri para mim encara por alguns momentos.

-e quem é esse cavalheiro em seus braços?

-e o sojin e uma criança do orfanato.

-posso pegar ele por alguns momentos..?

-claro, passei delicadamente de meu braço para o do namjoon que segurava o sojin com o maior cuidado.

-senhor Park? venha conhecer a ___.

O homem que a madre chamou veio acompanhado de sua esposa e me cumprimentou.

-onde esta o V o senhor Park Jimin perguntou ao Namjoon, que com o sei olhar levou até o moreno que estava com a mãos entrelaçadas com uma mulher de cabelos longos e pretos.

Continuei a brinca com o sojin junto com o namjoon.

-vai adotar uma criança nam?

meu corpo estremeceu ao ouvir a voz do tae, me virei rapidamente ao ouvir sua voz.

Seu sorriso sumiu e minhas lágrimas escorreram tão rápidas que não consegui segurá-las. Suas mão que antes estavam entrelaçadas com a da garota agora estava bem afastadas.

-esta tudo bem ___ o namjoon segurou meu braço.

sequei minhas lágrimas e tentei pegar o sojin mas minhas mãos tremiam, e minhas lágrimas escorriam anda mas.

-oh vejo que você já conheceu a ___ taehyung? ela é a nova voluntária que te falei.

a madre veio em minha direção e me fez olhar para o tae, mas eu não conseguia, a dor, a raiva, o nojo por ele não me permitia.

respirei fundo e peguei o sojin dos braços do namjoon e tentei sorrir para ele. o que acontece entre mim e o tae não pode afetar as crianças do orfanato.

-foi um prazer conhecer vocês, mas eu preciso ir . vou colocar o sojin pra dormir. levei meu olhar até o tae que continuava de cabeça baixa sem me olhar. Fui até a amante dele e sorri para ela.

-deve ser bom ser amante do meu marido já que você pegou a flor do buque do nosso casamento....


Notas Finais


😥😥😥😥👀


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...