História I Promise - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Chloë Grace Moretz, The Walking Dead
Personagens Abraham Ford, Beth Greene, Carl Grimes, Carol Peletier, Daryl Dixon, Enid, Glenn Rhee, Lori Grimes, Maggie Greene, Michonne, Negan, Personagens Originais, Rick Grimes, Ron Anderson, Rosita Espinosa
Tags Chandler Riggs, Chloe Grace, Twd, Zumbis
Visualizações 81
Palavras 1.069
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Luta, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Meu user do wattpad: @littlepandicorn__

Boa leitura

Capítulo 23 - Look at the flowers


Narradora

Maggie andava sozinha e devagar pela rua, já estava cansada e abalada emocionalmente com a morte de seu pai. Seu porto seguro. Agora nem sabia se Beth estava viva.
Desejava que pelo menos Violet estivesse viva, com pouco tempo a pequena se tornara importante em sua vida. Seria ótimo se encontrasse as duas loiras sã e salvas.

Suspirou e ouviu grunhidos perto de si, andou mais um pouco rápido e uma placa lhe chamou a atenção, lá dizia "Terminus, aceitaremos pessoas de qualquer idade". Sorriu e pensou que talvez Gleen estivesse lá ou qualquer pessoa de seu grupo.

Virou para trás a tempo de ver um errante em cima de si, com agilidade pegou sua faca e cravou na cabeça da mulher, pegou o sangue dela e escreveu na parede de um galpão, ao lado da placa "Gleen, se estiver me procurando vá para o Terminus. -Maggie".

 ☢☢☢☢☢☢☢☢

Gleen tomou um gole de sua água e andou apressadamente.

-Vai com calma cara.- o rapaz ruivo pediu e olhou para o moreno preocupadamente, vendo-o ofegar por estarem andando rápido.

O coreano parou e sentou-se no asfalto quente, observou as quatro pessoas em sua frente e pensou em como estaria seu grupo.

Gleen conseguiu achar as três pessoas enquanto andava junto a Tara, que se redimiu e confessou não saber do ataque a prisão.

-Ei Gleen.- Tara o chamou e o coreano a olhou.- Olha isso.

Todos olharam para o canto apontado e viram algo escrito na parede de um galpão, parecia sangue. Assim que viu o nome de sua namorada, olhou em volta.

-Vamos para esse tal de Terminus?- um rapaz moreno de cabelo grande perguntou.

-O japa disse que ele tem um grupo, vamos ajudá-lo, depois voltaremos para o nosso destino.- o ruivo respondeu.

-Então vamos indo.- Gleen disse mais motivado para continuar. Desejava muito encontrar sua amada e protegê-la.

☢☢☢☢☢☢☢☢

Carl andava ao lado de Michonne enquanto conversavam coisas banais. Era bom o reencontro de pelo menos uma parte do grupo, o plano deles era ir à procurar do resto do grupo. O problema é que eles não sabiam por onde começar.

-Então quer dizer que você não gosta de queijo?- Michonne o perguntou indignada, enquanto se saboreava com um queijo enlatado.

-Sim, Violet sempre tentou me fazer provar, mas nunca gostei.- a menção da loira fez Carl suspirar e sentir saudades dela.

Michonne percebendo o ato do garoto voltou a perguntar.

-Sente falta dela né?

O garoto sorriu fraco e concordou com a cabeça.

-Muito.

-Tenho certeza de que ela está viva.- o garoto a olhou.- Sério, ela é forte demais para esse mundo tão fraco.

As palavras de Michonne alegraram Carl por um momento o fazendo lembrar das vezes que os dois amigos faziam cabanas com simples lençóis e colchões, em sua casa.

 ☢☢☢☢☢☢☢☢

Daryl e Beth já estavam na terceira casa, ambos saquearam tudo, o rapaz até tentou fazer a garota atirar com sua besta. Mas não adiantou de nada, já que a garota aparentava estar frágil de mais na questão emocional.
Daryl achava uma grande baboseira, nunca se aproximava demais de alguém, saberia das consequências depois, ainda mais no mundo de hoje.

Um barulho foi ouvido pelos dois, que estavam calados desde que entraram em outra casa.

-O que é isso?- Beth perguntou.

-Deve ser somente um cachorro.- respondeu Daryl, lembrando-se do cachorro de mais cedo.

Minutos depois foi ouvido novamente o mesmo barulho por ambos na janela, Daryl e Beth se entreolharam e foram para a janela verificar. Viram um bocado de errantes perto da porta.

-Sai daqui.- Daryl falou para Beth, pegou sua besta e se preparou para atirar.

-Mas e você?- a loira perguntou tomada pelo desespero.

-Eu estarei atrás de você.- garantiu o homem e Beth foi para a porta dos fundos, onde correu sem olhar para trás.

Daryl não aguentou mais a porta -por estar segurando para que os zumbis não passassem-, correu para longe e atirou em alguns, saiu pela porta dos fundos e correu o máximo que conseguiu. O desespero chegou quando ele não encontrou mais a loira.

☢☢☢☢☢☢☢☢

Violet fervia água no fogão que por incrível que pareça tinha gás. Sorriu ao ver Lizzie e Mika brincando de pega-pega no grande gramado, olhou para seu lado e encontrou Judith brincando com alguns copos.

Desde que encontraram a casa, a vida deles mudou respectivamente. A comida não era um problema, nem onde dormir. A única coisa que ainda os preocupava era a segurança das crianças. Incluindo Violet.

Carol estava arrumando algumas roupas, enquanto Tyresse olhava ao redor para ver se tinha alguma ameaça. Ambos já trocavam palavras significativas, mas não tinham mais a mesma amizade que tinham antes de tudo.

Ouviu um grito e desligou o fogão, cerrou seus olhos ao ver o corpo de alguém jogado no chão, enquanto outro estava ao seu lado, sentado.

Violet pegou Judith e saiu da casa as pressas, se aproximou mais e viu o corpo de Mika ensanguentado.

-O que você fez?- puxou com brutalidade o braço de Lizzie que estava com uma pequena faca nas mãos.

-Você não vê?- a mais nova perguntou.- Ela se tornará um deles, daí poderemos brincar a vontade.

-Você é louca!- sibilou Violet.

-O que está... Ah meu deus.- Carol falou chocada.

Tyresse também se aproximara e ficou chocado com a cena, Violet colocou Judith nos braços do homem e ajoelhou-se ao lado da menina já morta.

-Mika...- pequenas lágrimas já brotavam de seus olhos.- Você é uma assassina. Era sua irmã mais nova.

-Violet...- Carol tentou falar e respirou fundo.- Faremos um enterro para Mika e eu preciso conversar com você Lizzie.

[...]

-Vai doer tia Carol?- Lizzie pergunta olhando para a mulher.

Os adultos conversaram e acharam melhor tomar uma iniciativa matando a irmã mais velha, para que ela não machucasse Judith ou até a própria Violet.

-Não.- sorriu tristemente, Carol.

Violet olhava triste na direção das duas e sentiu um aperto em seu coração por ter que fazer isso. Mais uma perda. Lizzie era inocente para esse mundo tão cruel.

-Olhe para as flores querida.- Carol pediu e Lizzie olhou sorrindo fraco. Sabia que aquele era seu fim.

Ouviu-se um disparo e Violet já derramava lágrimas pela cena que presenciara. Não queria que Lizzie tivesse que passar por aquilo, uma simples criança. Que tivera sua infância tirada por um apocalipse, assim como a infância de Carl, Violet e de Judith.


Notas Finais


Meu user do wattpad: @littlepandicorn__


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...