História I Promise To Hate You , Lysandre - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Ambre, Armin, Castiel, Debrah, Kentin, Lysandre, Nathaniel, Peggy, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Rosalya, Viktor Chavalier
Tags Amor Doce, Castiel, Compra, Família, Hentai, Lar De Adoção, Lysandre, Ódio, Paixão, Possesivo
Visualizações 204
Palavras 2.381
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ecchi, Famí­lia, Festa, Hentai, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Antes de tudo avisando
ALGUNS DOS PERSONAGENS ENCONTRADOS NESSA HISTÓRIA NÃO ME PERTECEM, MAS SÃO DE PROPRIEDADE INTELECTUAL DE SEUS RESPECTIVOS AUTORES , .OS EVENTUAIS PERSONAGENS ORIGINAIS DESTA HISTÓRIA SÃO DE MINHA PROPIEDADE INTELECTUAL . HISTÓRIA SEM FINS LUCRATIVOS CRIADA DE FÃ PARA FÃ SEM COMPROMETER A OBRA ORIGINAL .
❤❤❤❤
Mais um , me desculpes esses três dias sem postar , mais eu viajei cheguei ontem e to morta de cansaço!!

Capítulo 13 - 13 - Desentendimentos


Fanfic / Fanfiction I Promise To Hate You , Lysandre - Capítulo 13 - 13 - Desentendimentos

 Lysandre era como os outros , não  mudava  nada , por que sou virgem , ele acha que sou idiota , ai que ele se engana . Se engana e muito .

 P . O . V Lysandre  .

- Kentin , não  quero você  mais  falando sobre essas coisas aqui , ouviu ? 

- Sobre o que ? 

 Ele se deitou no sofá , . 

- Kentin , sobre essas coisas que não  temos necessidade de falar .

- Sexo  ? 

 Ele sorriu .

- Sim , Não  fale mais nisto , aqui é  uma casa de respeito .

- Até  parece  que você  não  gosta .

- ...... Kenrin , já  basta . 

 Me levantei , .

- Calma , primo . Senta ai . Não  te perguntei algo .

- Acho que  não  temos mais nada  conversar  .

- Ela é  virgem  ? 

- Kentin , acho que  isso é  uma intimidade dela , se quer tanto saber pergunte a ela . 

 Ele se sentou .

- Lysandre diga , .... você  não  tocou nela ? 

- Não  e não  pretendo , e assim será  nosso casamento  .

- Vai mentir para outro , você  não  vai ficar  com ela  ? 

 Kentin , tinha um nível  de maturidade nada agradável  .

- Primo , você  não  fica com ela outro fica .

- Enquanto ela estiver comigo , não  . Mais depois sim , comigo não  .

- Como se garante ? 

- Eu me garanto , eu sou um homem não  encostarei a mão nela mais ela também  não  ficará  com ninguém  nesse  pequeno espaço  de tempo .

 Ouvi palmas . Olhei para trás  .

- Parabéns  , homão .

  Jocelyn estava batendo palmas , ela desceu  as escadas , .

- Quer o título  de homão da porra ?

 Ela falou .

 Kentin ficou em pé  .

- Me desculpe , mais .....

- Não  estou falando com você  dá  licença  .

 Ela falou .

- Nossa Lysandre , quer um troféu  ? Ou algo do tipo ? Por achar que sou virgem e idiota .

- ......

 Ela deve ter ouvido algo errado .

- Eu posso explicar .

 Falei .

- Não  , não  pode . Eu sou virgem , sim sou .

 Ela olhou  para Kentin .

- Mas nunca na minha vida ficaria , com um cara como você  ,.

- Do que você  esta falando ? 

 Perguntei calmo .

- Lysandre , se alguma vez eu pensei que você  prestava , me arrependo . Você  é  o pior tipo de pessoa , que existe . O pior , eu não  vejo a hora de ficar longe de você  . Não  vejo a hora de poder respirar um ar , no qual você  não  tenha respirado lhe odeio .

 Oa olhos , dela , brilharam . Ela ia chorar ? . Mas eu não  fiz nada .

- Jocelyn  , vamos conversar ? 

 Se aproximei dela .

- Fique longe de mim , . Eu vou para a porra daquele  quarto , e pretendo  nunca mais ver você  . Nunca .

 Ela comecou a subir as escadas , . Olhei para Kentin , rapidamente fui atrás  dela .

 Fim Do P . O . V .

 Subi as escadas rapidamente , só  queria ficar longe dele , o quanto mais longe . Melhor , Lysandre me decepcionou  , achei que  poderia aturar ele até o dia do casamento . Mais não  não posso .

- Jocelyn  .

 Ele estava atrás  de mim . Corri para o quarto , e fui fechar a porta , mais ele empurrou . 

- Sai daqui . 

 Falei fazendo força  .

- Podemos ficar nisso o dia todo .

 Ele falou . 

- Então  ficaremos  , não  quero ver você  . Quero que você  desapareça  .

- Por favor me deixe entrar .

- Não  , sai daqui .

- Jocelyn , você  entendeu errado . Tenhi certeza , me escute .

- Lysandre  , você  pensa que sou uma virgem idiota , eu tenho culpa se você  já  achou uma parceira ? E eu não  ? Não  , não  tenho culpa , agora me chamar de virgem idiota . 

- Jocelyn , me deixe entrar .

 Ele falou baixinho .

- Lysandre , não  .

- Eu poderia  muito bem empurrar essa porta , e entrar a força  , mas irei pedir  novamente  . Por favor me deixe entrar e lhe explicar o que você  ouviu , se você  não  se satisfazer pode deixar que eu saio .

 ........ Parei de forçar a porta , e abri . 

- Fale . 

  Ele me olhou  com seus  olhos bicolores , e sorriu .

- Obrigado , por me ouvir . Agradeço  , .... Agora vou falar ... explicar  o que você  ouviu lá embaixo , . 

 Fiquei  olhando para ele .

- Kentin havia me perguntado quem era você  . Eu respondi , Jocelyn , minha futura esposa , ele perguntou se você  era virgem . .....

 Ele abaixou  a cabeça  .

- Me perdoe  , mas eu deixei sua vida como um livro aberto , falei sua intimidade . E respondi a verdade que sim . 

 Fiquei  olhando para ele , ele tinha um eu poético  forte .

- Ele me falou , que virgem era fácil  , de se conquistar . Você  deve ter chegado esta hora . Eu falei . Não  , eu não  encostarei a mão  nela , por que fizemos um trato , e eu a respeito . Você  deve ter ouvido mal , e interpretou  tudo errado .

 Passei a mão  no rosto .

 Ele me olhou .

- Quero  lhe pedir desculpas , por ter exposto você  . 

  Ele se curvou .

- Não  .... tudo bem . 

 Falei .

- Você  só  falou a verdade . Não  mentiu .

 Ele me olhou novamente .

- Quero lhe dizer que , ...... Ser pura não  é  um problema , parabéns  . É  difícil  existir moças  que se importem com isso ainda . Não  estou julgando  ninguém  , mais é  difícil , parabéns  por conseguir um casamento e se manter pura até  lá  .

 Ele ficou vermelho .

- Não  estou querendo dizer que você  , fará  algo comigo .... 

 Ele olhou para os lados . 

- Minhas sinceras desculpas .

 Ele se curvou novamente ,  e me olhou , saindo dali .

 O que foi isso ? Eu ....... Não  . Fechei a porta ,  sem entender o que havia acontecido , eu estava nervosa e do nada me acalmei , ..... Lysandre é  muito vergonhoso . Qualquer coisa ele fica vermelho . 

- Com licença  , senhora . 

 A porta se abriu com tudo , Marina entrou com muitos vestidos nas mãos  .

- Todos seus .

 Ela colocou na cama .

- Tudo isso ?

- Senhora só  são  , vinte peças  e tem mais  .

- Mais ? 

- Estou indo buscar , me espere .

 Ela saiu do quarto , os vestidos  estavam em um saco , protegendo eles . Todos em tons pastéis  brancos , um rosa mais morto . Um papel estava no primeiro . Peguei .

 Senhora , esses são  seus vestidos eles chegarão  un pouco mais cedo que o esperado  , espero que goste  . Não  sei se você  sabe , mas é  tradição  do marido dar de presente a esposa , duas camisolas e ele escolhe qual você  usará  . Pegue - as com ele . Bjoooosssss .

  Ergui a sombrancelha  . Eu em . Marina entrou novamente no quarto .

- Aqui senhora . 

 Com mais ums trinta eu acho .

- Para que tudo isso Marina ? 

- Senhora  você  é  da alta sociedade , tem que se vestir bem .

- ...... Marina , que história  é  essa de tradição  ? De casal ? 

 Ela me olhou .

- Lysandre vai ter duas camisolas , ele vai te dar uma para você  usar na hora do amor .

- Ata .

 Falei me fazendo de desinteressada . Que horror , cada coisa . A velha entrou no quarto .

- Saia Marina .

 Marina me olhou , se curvando e saindo . Olhei para  a velha .

- Seus vestidos chegaram , use - os . E hoje a noite terá  um jantar apareça  e com Lysandre .

 Ela me olhou da cabeça  aos pés  . 

- E comporte - se como uma dama , não  aceitarei suas malcriações .

- .....

 Eu ia responder , mas preferi ficar em silêncio  .

 P . O  . V  Lysandre .

 - Senhor ? 

 Eu estava deitado na cama .

- Entre . 

 Marina entrou .

- Com licença  , mais chegou para o senhor .

  Ela me entregou  um pacote .

- Para mim ?

- Sim , Senhor .

- Obrigado , Marina  . 

 Ela se curvou e saiu .

 Tinha um papel  grudado no pacote .

 Senhor Lysandre , você  tem uma bela  esposa , com um belo corpo . Aqui tem duas camisolas , escolha uma para ela na lua de mel , ela me falou que gosta de cores claras , ai tem uma branca e vermelha . Ps . Vermelha ,  é do amor .

 Essa mulher é louca ? . Minha curiosidade  foi além   , abri o pacote . Dois tecidos finos  caíram  na minha mão  . Estiquei  o branco , de alças  muito curto , com muita renda . Meus pensamentos me comandaram , imaginei Jocelyn usando aquilo .

- Eu gosto de vermelho .

 A voz dela veio em minha cabeça  .

- Lysandre , o que você  está  pensando ? 

 Coloquei aquilo no pacote , e coloquei no canto da cama , daria a ela quando  fosse embora , para usar com a pessoa certa  .

 Fim do P . O . V 

 Eu vou tomar um banho , minha cabeça  doía . 

......

 Peguei o vestido branco , sem mangas de alças  . Que era folgado no quadril e apertado na cintura . Joguei meu cabelo de lado ,  e peguei o maldito salto e coloquei em meus pés  . Daqui a pouco vem alguém  me chamar então  estarei pronta , abri a porta .

- Não  .... Lysandre ....

 Lysandre andava , de um lado a outro .

- Lysandre ? 

 Ele me olhou .

- Jocelyn ? Boa noite . 

 Ele se curvou .

- Boa noite .

- Eu vim  , lhe acompanhar .

- Lysandre eu .....

- Por favor .

 Olhei para  ele . Ele ficou vermelho  do nada .

- Tudo bem ? 

 Perguntei .

- Annnn .. Sim , sim . Eu só  estou quente , com calor quero dizer .

 Ele sorriu .

- Então  o que vamos fazer ? 

- An ? 

- Lysandre , jantar  ? 

 Ele abriu a boca .

- Ah , sim . Me de seu braço  .

 Estiquei  meu braço  , ele me puxou  para perto . Juntando o dele ao meu .

- Para que isso ? 

 Perguntei nervosa .

- Assim que lhe acompanho .

- .....

 Eu estava sentindo  ele muito , perto . Começamos  a andar  , estava em silêncio  . Eu falava algo ? Ou deixava ele falar , ....

- Então  ....

- Eu ... 

 Falamos juntos .

- Pode falar . 

 Falamos ao mesmo momento  . Sorri . 

- É  .....  recebeu seus vestidos ? 

 Ele me perguntou . Olhei para ele .

- Sim , recebi . Muitos , não  tinha necessidade daquilo . 

 - Tem algum em especial ? 

- Por enquanto não , peguei esse por que achei confortável  .

- Vejo que ele não  tem muito tecido .

 Olhei para ele .

- Não  .....

 Ele ficou vermelho .

- Não  entenda mal , digo na saia . Como os outros como o da Julien .

 Ele falou  .

- É  . Não  gosto de exageros . 

 Respondi  .

 Estávamos  descendo a escada .

- Você  conhece a Julien a muito tempo ? 

 Não  sei porque diabos mais , perguntei isso .

- Sim . Desde criança  , ela é  praticamente uma irmã  .

- Irmã ? Você  já  percebeu que ela gosta de você  não  ?

 Ele me olhou .

- Prefiro não  falar  nisso .

 Ele respondeu .

- Lysandreee .

  Julien correu até  ele , o abraçando  fazendo  ele me soltar . Me afastei , e andei até  a mesa .

- Lys ? E então  ? 

 Ouvi ela falando .

- Acalme - se . Conversarmos  na mesa .

 Ele respondeu . Me sentei em uma cadeira .

- Boa noite .

 Lysandre  falou se sentando ao meu lado  . Julien se sentou ao lado dele .

- Boa noite . 

 Todos falaram na mesa .

- Você  ficou muito bela com esse vestido . 

 A mãe  de Julien falou .

- Obrigado .

 Respondi  .

- Mãe  meu pai ? 

 Lysandre falou .

- Ah meu querido , chega amanhã  .

 Ela respondeu .

- Que bom .

 Ele falou .

 A velha me olhou , .

- Bom , pedirei a Marina para servir o jantar .

 Ela falou .

- Onde está  Kentin ?

 Lysandre perguntou .

- Teve que sair  , meu querido .

 Ela respondeu  .

 Marina serviu o jantar uma sopa horrível  , que todos fingiram que estava gostoso . Logo depois camarão  . Não  comi .

 Puxei a cadeira para trás  .  Lysandre me olhou .

- Já  vai  ?

 Ele perguntou .

- Sim estou cansada .

- Lhe acompanho .

- Não  . Pode ficar .

- Não  , sou .....

 Ele ficou em silêncio  .

- Para eles sou seu marido .

 Olhei para todos converssando  .

- Você  que  sabe .

 Respondi .

 Ele se levantou .

- Com licença  , a acompanharei até  o quarto . 

 Me levantei  . Ele esticou o braço  para  mim . Estiquei  o meu . E novamente juntos . Julien nos olhou disfarçadamente  .

- O que achou da sopa ? 

 Ele perguntou .

- Para ser sincera ?  Ruim .

 Ele deu risada .

- Eu gostei , o camarão  estava bom também .

- Toda noite é  assim ? Se vocês  estiverem tristes  , ou felizes é  a mesma coisa ? Um jantar para impressionar ? 

 Ele me olhou , e ficou em silencio .

- ..... Bom , minha mãe  , faz .

- Eu acho tão  triste achar que dinheiro compra felicidade .

  Falei . Ele parou .

- Chegamos .

 Ele  falou . Nem havia reparado .

- Ah sim .....

 Eu puxava meu braço  ? 

 Ele soltou meu braço  .

- Ehhh ... boa noite ? 

 Falei .

- Sim , boa noite .

 Ele me olhou nos olhos , e ficou parado .

- Até  amanhã  . 

 Ele se curvou , e andou .

- Até  .








Notas Finais


Perdão o atraso , viajei meus amores ❤ espero que gostem .


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...