História I Saw the love in your eyes - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Chandler Riggs
Personagens Personagens Originais
Tags Chandler Riggs, Dove Cameron, Drama, Hana Hayes, Katelyn Nacon, Maggie Lindemann, Nina Dobrev, Romance, Suspense
Visualizações 79
Palavras 780
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


só passei pra dizer que o cap tà de chorar só não disse por onde rsrsrs

Capítulo 7 - Provocations



CHANDLER RIGGS
tinha comprado os ingressos, e agora estou comprando as pipocas, Julie estava voltando do banheiro.
-Você comprou as coisas sozinho?- ela me pergunta olhando para as pipocas.
-sim, algum problema? -a respondo.
-Nenhum, depois eu te pago - a mesma responde.
-Pode me pagar de outra forma, se me entende rsrs - sorrio com malícia
-Seu tarado - a mesma responde rindo.
-vamos então julieth - falo pegando na mão dela e indo para a sala.
sentamos nas últimas fileiras, assim ninguem atrapalha.
JULIE DOBREV
estávamos assistindo o filme, surpresa pela chandler não ter tentado nada ainda.
ah esquece...sinto minha coxa esquentar o percebo que o mesmo tem a mão sobre ela, por que diabos eu vim de saia?
ele vai subindo sua mão, aos poucos vou ver até onde ele vai
ele vai acariciando a mesma.
 ele bota sua mão na minha calcinha, eu seguro a mão dele antes que o outro enfie dentro da mesma.
-Tá com medo? - o mesmo pergunta baixo, pelo fato de estarmos no cinema
-Não....- eu a respondo no mesmo tom
-Então solte minha mão, eu sei que você quer- eu solto a mão dele, que filha da puta, óbvio que eu quero, mas não queria dar esse gostinho a ele, se fazer de difícil é top mores.
o mesmo enfia sua mão dentro da minha calcinha, e começa a acariciar os meus clitóris, SOCORRO caralho vai tomar no cu maravilhoso do caralho, ele começa a acelerar os movimentos e coloca mais um dedo, me fazendo gemer eu tomo um gole do refrigerante para não sair os gemidos.
-eu quero você - ele sussurra no meu ouvido, ah meu deus  eu tô fudida socorro.
ele tira um dedo e começa a fazer movimentos lentos, depois coloca novamente o dedo, até que ejaculo nos seus dedos.
ele retira os dedos da minha intimidade, e coloca minha calcinha no seu bolso e chupa seus dedos.
- isso ainda não acabou - o mesmo fala voltando a prestar a atenção no filme com um sorrisinho no rosto.
eu não sei oque dizer, só sei sentir prazer, eu tô chocada, ele me masturbou ele sabe me provocar, agora é minha vez de provoca-lo.
CRAY SOUNDS
estava sentada na cama do vincet, esperando ele sair do banho, daqui a pouco eu vou entra lá que demora.
-amor cadê as toalhas - .ele pergunta saindo do banheiro todo molhado. 
-Você mora aqui, você deveria saber não? -
- grossa-
- meu pau- 
-pera não era pra ser diferente? -
- não sei- falo indo até ele e o beijando -quer descobrir se é diferente?-
-eu quero - ele fala me pegando no colo e indo até a cama. Hoje o couro vai esquentar.

CHANDLER RIGGS
o filme já tinha acabo estavamos entrando no carro, confesso que foi muito difícil me controlar lá, a coisa que eu mais queria era tirar a roupa dela e comer ela lá dentro mesmo, a Julie me deixa louco, ela está calada eu estou estranhando.
-Então o que achou do filme? - pergunto tentando quebrar a barra, só não é pior que a barra que é gostar dela... Que? não eu não gosto Dela, Digamos que a Julie é só um boquete de verão, quando eu conseguir o que eu quero eu largo.
-É...foi bom - ela fala não tirando os olhos da janela.
-Julie, eu...- não tenho tempo de terminar a fala, ela simplesmente senta no meu colo e começa a me beijar, ah meu deus é agora.
- o que você está fazen...- sou interrompido por ela de novo
- cala boca - ela fala me beijando
ela abre o zíper da minha calça, e tira meu membro ainda coberto pela cueca, pra fora e começa a rebolar no mesmo
- é isso que você quer chandler? é isso que você vai ter-ela fala rebolando mais forte,meu membro já estava completamente ereto eu tô louco pra penetra-lá agora socorro.
ela retira minha cueca, e se ajoelha.
-Julie pera eu vou apagar a luz do carro - falo desligando a mesma, vai que né.
ela lambe toda extensão do meu membro, e começa chupar só a glade, me fazendo soltar gemidos.
ela coloca tudo na boca, e oque sobrou ela começa a masturbar.
- você é maravilhosa nisso...- falo jogando minha cabeça pra trás e fechando os olhos.
Quando eu estava quase gozando...ela da uma última lambida na extensão dele e coloca ele de novo pra dentro da calça, e volta pro banco.
-QUE, Mas só isso que- pergunto confuso, eu não acredito que ela fez isso
-  pronto agora te paguei pelas pipocas, ah e isso ainda não acabou chair...-
 


Notas Finais


e essas provocações aí hein


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...