História I Saw The Love In Your Eyes - MiTw - Capítulo 8


Escrita por:

Visualizações 217
Palavras 1.183
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Lemon, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oooi meus amores, tenham uma boa leitura! ♥♥

Capítulo 8 - Um Grave Problema


Pov Mike 


Pac - Beleza, pode ser! -Diz sorrindo. 

Eu - Então, boa noite pra vocês coisas! -Dou um tchauzinho com a mão e me direciono para o quarto, Pac vem logo atrás.

Adentro ao quarto, com um pouco de dificuldade acendo a luz, me sento na cama. Pac chega e fecha a porta mas não a tranca, logo se senta ao meu lado.

Pac - Acho que preciso tomar um banho... -Encara o nada.

Eu - Você trouxe roupas e toalha? -Desvio o olhar e passo a encara-lo. 

Pac - Não... -Ri. 

Eu - Uai... Ok, eu devo ter alguma roupa que sirva em você, vou lá ver se tem uma toalha reserva! -Me levanto e abro a porta.

Caminho pela casa em passos lerdos e meio desajeitados, chego na sala onde Cellbit, Felps e Jv já estavam deitados, ainda não estavam adormecidos, apenas rindo e mexendo em seus celulares. Desvio meu caminho e vou até a cozinha, onde acho o resto dos meninos.

Eu - Tayr, tem toalha reserva aqui em casa? 

Tayr - Boi, na cômoda do meu quarto tem, pode pegar lá! 

Eu - Ta bom, obrigado... 

Ele sorri e eu volto meu caminho, subo as escadas com cuidado, se eu cair não vai ser nada bom. Adentro no quarto do Tayr e abro a primeira gaveta da sua cômoda, acho uma toalha e pego a mesma. Fecho a gaveta e caminho em direção ao meu quarto, adentro ao mesmo me deparando com Pac deitado em minha cama sem camisa, estava focado em seu celular por isso nem me viu chegando.

Eu - Achei a toalha! -Digo jogando no mesmo.

Pac da um baixo grito "másculo", joga o celular em algum canto da cama e da um pulo por conta do susto que levou.

Pac - Fia da mãe... -Ri, pega a toalha e se levanta.

Eu - ... -Solto um riso. -Vou ver se acho uma roupa pra você.

Pac - Vou adiantando meu banho... -Adentra ao banheiro e tranca a porta.

Dou alguns passos e paro na frente da cama, me lembro do susto que dei em Pac e sorrio sozinho. Procuro no guarda roupa alguma coisa pro Pac vestir, achei uma camisa e uma bermuda que eu mal uso, e olhando assim parece que vai ficar bom nele. Separo essa roupa e coloco em cima da mesinha, começo a arrumar a cama onde vamos dormir. É estranho falar assim, achei que só falaria essa frase quando se tratasse da minha namorada, mas enfim. Começo a tirar os lençóis da cama, vejo a camisa de Pac jogada na cama, então antes de tirar os lençóis eu a pego. Me viro para a mesinha preparado para jogar a camisa em cima dela, mas parei e encarei a situação, não sei o porque mas senti algo bom. Fitei a camisa em minhas mãos e me lembrei de todos os abraços que eu e Pac demos enquanto ele a usava hoje/ontem, aproximei a camisa de meu rosto e a cheirei, tinha um cheiro bom, específicamente do Pac. Estranhei a situação que estava acontecendo, acordei pra vida e joguei a camisa na mesinha, continuei arrumando a cama para dormirmos. Quando acabei tudo, arrumei um par de roupas pra eu dormir e peguei minha toalha, fiquei mexendo no celular e esperando Pac acabar seu banho.


Pov Pac


Tomo meu banho calmamente enquanto uma música toca em meu celular, ela faz eu pensar em coisas tão aleatórias. 

(Ruiva: Música - Pacify Her da Melanie Martinez... Coloquei só em português mesmo por preguiça ;-;)

Um rapaz cansado de azul anda na minha direção
Segurando a mão de uma garota
Essa vadia básica finalmente vai embora
Agora consigo ficar com o homem dela

Alguém me disse fique longe de coisas que não são suas
Mas como ele era seu se ele me queria tanto?

Acalme ela

Ela está me dando nos nervos
Você não a ama
Para de mentir com essas palavras

Acalme ela
Ela está me dando nos nervos
Você não a ama
Para de mentir com essas palavras
Palavras, palavras

Eu não suporto o choramingar dela

Onde esta chupeta dela agora?

E amá-la parece cansativo
Então garoto, apenas me ame, me ame, me ame, me ame

Alguém me disse fique longe de coisas que não são suas
Mas como ele era seu se ele me queria tanto?

Acalme ela
Ela está me dando nos nervos
Você não a ama
Para de mentir com essas palavras

Acalme ela
Ela está me dando nos nervos
Você não a ama
Para de mentir com essas palavras
Palavras, palavras

Acalme ela
Ela está me dando nos nervos
Você não a ama
Para de mentir com essas palavras

Acalme ela
Ela está me dando nos nervos
Você não a ama
Para de mentir com essas palavras

Acalme ela
Ela está me dando nos nervos
Você não a ama
Para de mentir com essas palavras
Palavras, palavras

Tomo meu banho calmo e sem pressa, fico pensando tanto nas coisas estranhas que fiz agora pouco, será que é porque o efeito do álcool ainda não passou? 

_Flashback On_ 

Mike - Voc trouxe roupas e toalha? -Ele desvia o olhar e passa a me encarar. 

Eu - Não.... -Rio.

Eu - Uai.... Ok, eu devo ter alguma roupa que sirva em você, vou lá ver se tem uma toalha reserva! -Ele se levanta e abre a porta, logo sai.

Suspiro e me levanto, paro e olho o quarto. Tiro minha camisa e jogo na cama, faço um mini "tour" pelo quarto do Mike, observo uma foto com Bárbara em cima da mesinha, os dois são bem felizes e combinam. Me jogo na cama e suspiro, logo agarro um travesseiro e me deito de barriga pra cima abraçado com ele. Fito o teto e sinto um cheiro bom vindo do travesseiro, aproximo ele lentamente de meu rosto e o cheiro, fecho os olhos e imagino várias coisas. Esse cheiro, com toda a certeza é do Mike, eu senti ele hoje/ontem, e é bom, dou um sorriso bobo. Eita, jogo o travesseiro no seu devido lugar e me sento na cama, encaro a situação que acabou de acontecer, eu senti um cheiro familiar e quando percebi que era do Mike eu admiti que gostei? E ainda sontei um sorriso bobo ao lembrar dos nossos abraços, eu hein... 

_Flashback Off_ 

Enfim, foi estranho de uma certa forma. Desligo a água e dou uma leve chacoalhada na cabeça, meus cabelos molhados balançam jogando o excesso de água contra a cerâmica da parede e o box. Começo a me secar, logo amarro a toalha na cintura e pego meu celular, desligo a música e destranco a porta logo saindo do banheiro. Encontro Mike com o cabelo bagunçado, com algumas lágrimas nos olhos e sem óculos, andando pra lá e pra cá no quarto. 

Eu - Mike? -Meu tom de voz sai preocupado. 

Mike - ... -Anda pra lá e pra cá bagunçando os cabelos. 

Eu - MIKE! -Me aproximo e agarro seu braço.

Ele me olha, seu olhar expressa desespero e medo.

Eu - O que aconteceu? 

Mike - ... -Ele não diz nada, apenas me entrega seu celular onde está esboçado uma mensagem.

_Mensagem Sogra On_ 

Sogra - Mike, desculpa mandar mensagem essa hora mas é urgente. Estamos no hospital, tivemos que vir as pressas com a Bárbara pois a mesma passou mal, e infelizmente acabamos de descobrir que ela tem um tumor grave em sua cabeça.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...