História I Still Love You? - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Menção Yoonseokmin, Namjin, Taekook, Top!taehyung, Vmin, Yoonseok
Visualizações 135
Palavras 2.094
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha quem voltou :')

Obrigada pelos favoritos...E pela paciência :')

Capítulo 11 - Perfect Two


Fanfic / Fanfiction I Still Love You? - Capítulo 11 - Perfect Two

P.O.V'S Kim Taehyung On



Jeon Jungkook...A pessoa mais estranha que eu conheci em minha vida toda...Ele é todo gótico, mas do nada me abraça, me beija, pede ursinhos de pelúcias e rosas. Eu realmente fico confuso.

No momento, estamos tomando um milk shake num café...Não sei como é o nome, não sei ler mandarim... Jungkook está, olhando tudo, as decorações - Estas bem elegantes e bonitas, ele realmente gostou de tudo. - Tomei meu milk shake e quando terminei, comi minha torta de morango, que por sinal, eu adoro. 

- Jungkook? - Ele murmurou um "Hum?" - No que tanto pensa? 

- Hum? Nada!! E-eu... Vou te esperar la fora, ok? - Ele apenas levantou e saiu, fiquei pensando, refletindo, pensando e...Eu ja disse pensando?

Minha conclusão é que ele me deixa mais confuso à cada dia, esse novo Jungkook me surpreende direto...

Nego com a cabeça e pisco várias vezes, me levanto, vou até o caixa, um moço bem bonito - chamado Wonho que pediu meu número de celular - estava la, ele me tratou super bem, mas mesmo assim, eu não lhe dei o número. Paguei o que comemos e bebemos ali e sai. Jeon estava me esperando, sentado na beirada da parede do local, sorrio fraco e esperei ele se tocar de que eu ja estava ali.

- Vamos ir para alguma praia? Ou sei la... - Perguntei e ele me olhou confuso.

- Praia com um frio desses? Vamos virar sorvetes la. - Ele comentou, soltando um risinho em seguida.

- Eu quero sersorvete de morango! - Ele começou a rir, logo em seguida sorriu. 

-Você é muito bobo, Hyung!! 

- Eu sei, mas eu gosto de te ver sorrindo, por isso eu sou bobo. 

Ele ficou calado. Ahaaa!! Ele ficou envergonhado e...

Olhei para ele, o mesmo estava com as bochechas muito cotadungas. 

- Você é muito fofo, Jungkook!

- Aish!! Não sou!! Vamos logo!! - Ele começou a me puxar pra outra direção, então segurei-o e o puxei pra onde queria levá-lo. 

- Por aqui, Kookie! - Ele passou a me seguir. 



[...] 



Quando chegamos perto do imóvel velho, que eu morei quando era pequeno - Como assim? - Vocês devem estar se perguntando, pois é, ja morei na rua também, tive que me "virar" para sobreviver...

Olhei para o garoto de cabelos negros ao meu lado, ele estava com uma cara meio assustada, talvez por ali ser um dos bairros mais "perigosos", que disto não tem nada, essa sociedade é uma coisa de doido, só por que aqui é o bairro mais pobre - Porém, mais feliz - de toda a cidade, eles dizem para não se aproximarem, nem escolas tem por aqui perto, só que a maioria não estuda mesmo. Então, eles não se importam com adultos, muito menos pras crianças... Isso me deixa mal...

- Jungkook?

- Sim?! - Respondeu de imediato. 

- Esse é o meu lugar favorito, sabia? Eu venho aqui só para pensar, é muito tranquilo e quieto. 

- Oh. Aqui? - Ele me olhou e eu assenti. - Por que? Você não tem muito mais lugares quietos e tranquilos para ir? 

- É uma lembrança pessoal daqui...

- Pode me dizer? 

- Me desculpe... Mas, não...

- Ja estou acostumado...

- Na hora certa, você saberá tudo o que tiver para saber...

Entramos no prédio e percebi que ele ficava mais incomodado à cada cômodo que íamos subindo. 

- O que tem, Jungkook? - Perguntei meio preocupado. 

- Nada,Tae...

Quando chegamos no terraço, tínhamos total visão do céu de Pequim...

- Woah! Aqui é impressionante... - Escutei ele resmungar. 

- Eu sei...Nós devíamos dançar? - Ele ficou confuso, logo sorri, escutando que começará uma das músicas que eu mais gostava estava tocando, era uma da One Direction, acho isso bem legal, pois eu adoro One Direction. Ele sorriu e assentiu, rindo baixo, estiquei a minha mão e ele a tocou, com a dele, é tão macia e fofinha...

 Eu me apaixono cada vez mais por esse garoto, que é um homem, o mais lindo que ja vi em minha vida toda. 

Segurei sua cintura, ele colocou seu braço em meu ombro, entrelaçamos nossos dedos de nossas mãos e começamos a dançar, com um movimento totalmente perfeito, à luz da lua, nos olhávamos nos olhos...

Até quando duraria aquela mentira? Eu não sei, a única coisa que eu sei é que vou lutar pra ficar junto com o Jungkook... Se eu pudesse voltar atrás, depois de tudo o que fiz... 

- Hyung? Você me ouviu? 

- O que? Não, desculpe, o que foi? 

- Eu estava dizendo que, não gostei muito daquele garoto, o Jimin...?  

- Bem, o nome dele é Jimin sim, mas não precisa ter raiva dele e outra, ele ja foi, meu amor... - Sorri, passando a mão em seus fios. - Acho que ja está tarde, hum? Vamos logo, se formos roubados, a culpa é minha... - Ri e ele me acompanhou, segurei sua mão e ele entrelaçou nossos dedos, o que não durou muito, descemos as escadas civilizadamente.

- QUEM CHEGAR POR ÚLTIMO É MULHER DO PADRE. - Saimos correndo igual loucos, com celular na mão, porém, adivinhem...Quem ganhou? Isso mesmo, eu! 

Jungkook enfiou o pé em um buraco e o tênis dele voou, sorte que não pegou em minha cabeça, comecei a rir, depois de perguntar se estava tudo bem, logo ele vestiu seu tênis novamente e voltamos a correr, gritar e rir. Por fim, eu ganhei mesmo. 

- Calma, Hyung! Minhas pernas são curtas! - Nem dei ouvidos. - Hyung! Me espera, eu to com medo!! - Parei atrás de uma árvore e ele continuou e até gritou "Taehyung", sorrio largo e o abracei por trás gritando um "BUU", ele soltou um pequeno grito e deu um pulinho, colocando a mão no peito e me olhando indignado. - Hyung!!! 

Depois de muitos pedidos de desculpa de minha parte, voltamos a andar, só que com ele em minhas costas, ja que ficou muito bravo comigo.

- Hyung? 

- Sim? 

- Onde foi parar minha blusa Branca? 

- Que blusa branca? Não sei do que está falando... - Tentei disfarçar a cara de quem manchou a blusa preferida do noivo colocando-a pra lavar junto com roupas coloridas. 

- Você não usou pra fazer macumba, não é?! - Perguntou desconfiado.

- Não, nunca nem vi (Referências) - comecei a rir e ele me olhou confuso. 

- Hyung? Você ta bem? 

- Sim, Kookie...Mas, é que eu lembrei da piada do marido que colocou a blusa preferida dele, que é branca, pra lavar.

- E o que tem de engraçado nisso? - Perguntou ainda confuso. 

- A parte do humor é que ele colocou ela junto com roupas coloridas e manchou inteirinha... - Ele começou a rir e eu parei.

- Você só pode estar brincando com a minha cara. Diz que esse marido não é você. - Apenas engoli seco e continuei andando. - Hyung!! Aigoo!! Minha blusa!! 

- Aish, prometo que compro outra pra você, é que eu esqueci que não podia misturar roupas coloridas com brancas... 

- Tudo bem, TaeTae. Eu estava brincando, não precisa me dar outra, eu só quero um urso de pelúcia, bem grande. - Penso um pouco.

- Pra ganhar você vai ter que ser um bom garoto. - Disse sorrindo, vendo que ja estávamos perto do hotel

- Aigoo! Você manchou minha blusa da sorte! 

- Tudo bem, tudo bem, eu compro pra você, mas precisa ser agora? - Ele negou com a cabeça. - Ok, então, Kookie.  

Quando chegamos na esquina, começou a chover, ele desceu das minhas costas e começou a tremer de frio, como eu estava de casaco, o cobri com o pano macio e quente e entramos, pedi a chave do quarto e entramos no elevador, levemente encharcados, apertamos o número do nosso quarto e entramos, ele foi tomar banho, fiquei bolando como iria fazer a surpresa para ele, ja iria comprar o urso amanhã mesmo. 

(30 minutos depois) 

Jungkook saiu com seus cabelos enrolados na toalha e o seu corpo também, ele foi procurar uma roupa e eu peguei uma toalha, indo pro banheiro e entrei. Tranco a porta, penduro a toalha, tirei minha roupa, entro no box e liguei o chuveiro, começo a lavar os cabelos, depois meu corpo, quando terminei, comecei a me secar.

Assim que sai do banheiro, ouvi Jungkook falando com alguém, uma voz feminina, esperei um pouco, logo vi que eram duas pizzas, ele deixou em cima da mesa. Sorriu fraco e vou me vestir, quando terminei, fui até ele, ja tinha preparado tudo, pratos, talheres copos, as pizzas em cima da mesa e o refrigerante. Peguei um pedaço e ele fez o mesmo, logo começamos a comer, soltando alguns resmungos de aprovação. 

Depois de um tempo, ficamos satisfeitos, tirei a mesa e ele lavou as coisas, fomos para o quarto e nos deitamos, Jungkook optou por um romance, enquanto eu, resolvia uns assuntos no notebook. 

- Hyung? - Escutei ele chamar manhoso, o que me deu uma sensação estranha. 

- O que foi, Kookie? - O olhei e ele estava quase dormindo ali.

- Estou com muito sono! Eu vou dormir, ok? - Assinto, selo sua testa e vi ele de deitar, depois de alguns minutos, fiz o mesmo e o abracei por trás. 

- Boa noite, Jungkook... - Sussurro com a voz mais grave que consigo, no "pé" do seu ouvido, vi seu corpo todo arrepiado. 

- Boa noite, Hyung... - Ele falou baixinho, apenas para mim. 

Sorri e não demorei muito para pegar no sono também, foi um dia muito cansativo. 



[...] 


P.O.V'S Kim Taehyung Off


P.O.V'S Jeon Jungkook On



Acordei no outro dia, passei a mão na cama e percebi que o Taetae não estava lá então me levantei, fui até o banheiro, fiz minhas higienes, logo fui até o sofá que havia ali, quase cai de costas, literalmente, quando vi um urso gigante lá, sentado, sorrio largo e fui pulando até ele, o abracei bem apertado e percebi que havia um buquê de rosas ali também, com um bilhete, no pescoço do urso, peguei o mesmo e sorrio, começando a ler.

" Eu tentei ser o menos clichê possível, mas achei uma música perfeita para nós dois, se chama Perfect Two. Diz o seguinte: 

You can be the peanut butter to my jelly

(Você pode ser a manteiga de amendoim da minha geleia)


You can be the butterflies I feel in my belly

(Você pode ser as borboletas que eu sinto na minha barriga)

You can be the captain and I can be your first mate

(Você pode ser o capitão e eu posso ser seu primeiro imediato)

You can be the chills that I feel on our first date

(Você pode ser os arrepios que eu senti em nosso primeiro encontro)

You can be the hero and I can be your side kick

(Você pode ser o herói e eu posso ser seu parceiro)

You can be the tear that I cry if we ever split

(Você pode ser a lágrima que eu choro sempre que nos separamos)

You can be the rain from the cloud when it's stormin'

(Você pode ser a chuva da nuvem quando está chovendo)

Or you can be the sun when it shines in the mornin'

(Ou você pode ser o sol quando ele brilha pela manhã)

Don't know if I could ever be

(Não sei se eu poderia viver)

Without you cause boy you complete me

(Sem você porque garoto você me completa)

And in time I know that we'll both see

(E com o tempo eu sei que nós dois vamos ver)

That we're all we need

(Que isso é tudo o que precisamos)

Cause you're the apple to my pie

(Porque você é a maçã da minha torta)

You're the straw to my berry

(Você é a polpa da minha fruta)

You're the smoke to my high

(Você é a fumaça para meu devaneio)

And you're the one I wanna marry

(E você é o único com quem quero me casar)

Cause your the one for me for me (for me)

(Porque você é o único pra mim (pra mim))

And I'm the one for you for you (for you)

(E eu sou o único pra você, pra você (pra você))

You take the both of us of us (of us)

(Você leva ambos de nós de nós (de nós))

And we're the perfect two

(E nós somos o par perfeito)

We're the perfect two

(Nós somos o par perfeito)

We're the perfect two

(Nós somos o par perfeito)

Baby me and you

(Baby, você e eu)

We're the perfect two 

(Nós somos o par perfeito)

(...)

Eu tentei, tenha um bom dia, Kookie, eu volto à tarde. Te amo!"

Estava sorrindo mais que nunca! Taehyung não pode simplesmente me deixar tão apaixonado por ele, eu estava comecando a achar que o amava, mas, para confirmar...Precisamos fazer uma coisa, que agora sei que estou preparado para isso...



Notas Finais


Me desculpem mesmo pela demora, eu to cheia de trabalhos e não estava muito bem pra escrever...

Obrigada por ler e até a próxima ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...