1. Spirit Fanfics >
  2. I still want you!? >
  3. Ended

História I still want you!? - Capítulo 22


Escrita por:


Capítulo 22 - Ended



Ajudei rapidamente Namjoon a mandar mensagens para os meninos virem até o apartamento do Jungkook e logo peguei um copo com água e fui em direção ao quarto tentando esconder o meu nervosismo, sentia dentro de mim que não sairia boa coisa dessa conversa e isso estava me assustando eu conheço Jungkook o suficiente para saber que ele não iria gostar muito disso, mas eu preciso pensar positivo, ele vai conversar com os amigos dele ele precisa disso, não dá para o Jeon ficar com todos esses problemas sobre as costas sozinho ele vai acabar desmoronando e eu não vou aguentar o manter bem sozinha

Entrei no quarto lentamente sentindo meu coração acelerar cada vez mais olhei em direção a cama e o vi sentado com as costas escoradas na cabeceira enquanto falava no telefone, me aproximei dele fazendo-o perceber a minha presença no cômodo e estranhei de cara por ele ter arregalado um pouco os olhos parecendo surpreso ou até mesmo assustado por eu estar ali

--Então está tudo resolvido? -- perguntou para a pessoa do outro lado da ligação, como se quisesse desligar o mais rápido possível, enquanto eu o encarava de volta ainda estranhando a sua reação anterior -- Claro que sim, amanhã está ótimo... obrigado -- desligou o celular colocando em cima da mesa de cabeceira

--Tudo bem? -- perguntei um pouco desconfiada e o vi concordar com a cabeça enquanto pegava o copo com água das minhas mãos e bebia todo o conteúdo logo colocando o copo no mesmo local onde deixou o celular

--O que você está fazendo? -- perguntou confuso ao que me via tirar a sua blusa do meu corpo

--O Namjoon perguntou para mim se ele podia chamar os meninos para virem aqui -- falei enquanto vestia minhas próprias roupas -- e eu disse que sim -- menti, mas falei a verdade -- você se incomoda? -- perguntei receosa

--Claro que não -- respondeu enquanto negava com a cabeça, estendi minha mão pra ele vendo-o se levantar, entrelaçar nossos dedos e começar a me guiar para fora do quarto mantendo um sorriso pequeno no rosto assim que chegamos na metade do corredor conseguimos escutar as vozes dos outros na sala, nossos passos foram ficando mais devagar ao que chegamos na sala e todos nós encararam sérios senti o aperto de Jungkook se intensificar na minha mão e percebi quando o seu corpo e sua expressão ficaram rígidos -- aconteceu alguma coisa? -- perguntou receoso ao que todos ficaram em silêncio por tempo demais

--Quem deveria fazer essa pergunta eramos nos, você não acha Jungkook? -- Yoongi perguntou com seu deboche usual

--Não sei do que vocês estão falando -- soltou minha mão e cruzou os braços de modo ansioso

--Por favor, não faz isso -- agora quem pediu foi Jimin -- eu contei pra eles o que aconteceu... sobre o seu pai querer desligar os aparelhos do seu irmão -- eu vi os olhos dele arregalarem e ele se desestabilizar um pouco ao entrarem no assunto -- e antes que você fale algo eu não me sinto mal por ter falado para eles eu devia ter falado a muito tempo e é por isso que eu estou me sentindo a pior pessoa do mundo, por não ter dado a atenção devida pra isso na época... já que você não comentou mais sobre o assunto e eu só conseguir ver melhoras no seu modo de agir eu pensei que o seu pai tinha desistido dessa idéia maluca, mas essa só pode ser a única coisa que você está escondendo de nos, né? -- falou tudo de uma vez -- ou tem mais alguma coisa? -- ele permaneceu  em silêncio não focando o olhar em ninguém

--Jungkook -- eu o chamei quase em um sussurro sem forças para falar direito, fazendo-o me olhar lentamente -- me desculpe, mas eu vou fazer isso pro seu bem -- respirei fundo ao ver confusão no seu olhar e voltei minha atenção aos outros -- a empresa do pai dele faliu e é por isso que ele precisa desligar os aparelhos, porque não tem mais dinheiro pra pagar o hospital -- vi as expressões chocadas dos meninos mas não tive coragem de olhar para Jungkook sabia que ele estava me encarando sentia seu olhar queimar em mim e eu sabia que não era o tipo de olhar bom

--Então é por isso -- Namjoon falou como se tivesse encaixado mais uma peça no quebra cabeça -- aquela "conversa" de vocês sobre a venda do apartamento era para pagar o hospital -- concluiu

--Que venda? -- Hoseok se pronunciou pela a primeira vez demonstrando que não estava entendo nada

--Sim Namjoon, eu concordei com você sobre essa conversa porque sabia que vocês poderiam ajuda-lo de algum modo, muito mais do que eu posso pelo menos -- falei logo criando coragem e olhando para Jungkook que mantinha o olhar em mim, meu coração deu uma fisgada ao perceber que tipo de olhar era, ele estava com os olhos lacrimejando, com o cenho  franzindo, a língua contra a bochecha direita e os braços apertando o próprio tórax com uma força visível, nunca vi uma junção de raiva e mágoa tão grande sendo direcionada a mim e isso instantaneamente me fez respirar fundo para controlar as lágrimas que começaram a se acumular nos meus olhos

--Mas é claro que nos podemos e nos vamos -- Taehyung se pronunciou quebrando rapidamente o silêncio que tinha sido criado -- por quê você não contou isso para nos, Jungkook? -- perguntou diretamente a ele, Jeon parou de me olhar e deu atenção para Tae mas eu não consegui tirar os meus olhos dele

--Porque eu queria tentar resolver sozinho -- respondeu tentando manter a voz firme vi que ele engoliu em seco com certa dificuldade e aquilo me fez perceber o quanto ele estava segurando o choro

--Você sempre quer tentar resolver sozinho -- Yoongi falou com certa acidez -- quanto você vai meter na sua cabeça que nos não nos sentimos obrigados a te ajudar, garoto? -- perguntou de modo impaciente -- se nos fazemos algo é porque queremos e ponto final

--Yoongi -- senti repreensão na voz de Hoseok quando ele voltou a falar --não precisa falar assim com ele -- vi Jungkook limpar rapidamente a primeira lágrima que escorreu pelo seu rosto e senti o clima ficar mais tenso -- pelo visto eu sou o mais desinformado daqui -- riu nasalmente tentando amenizar o ambiente -- Jungkook eu só quero que você se lembre que nos não somos apenas seus amigos nos tambem somos sua família -- ele falou pacificamente

--Eu sei disso -- Jeon falou com a voz embargada -- mas vocês tem que me entender, depois de tudo o que eu fiz eu...

--Não me venha com essa, Jungkook -- me assustei um pouco ao ver quem tinha falado essa frase com tanta acidez, nunca tinha visto Jimin falar desse modo -- não tem ninguém nesse mundo que saiba mais do que nos o que você passou, nos estávamos aqui cada dia, cada noite com você vendo você desmoronar então não me venha com depois de tudo o que eu fiz eu tinha que me redimir -- respirou fundo -- você não teve culpa de nada e se teve um pouquinho que seja, você pagou o que tinha pra pagar e todos nós vimos isso -- terminou de falar e se levantou de modo irritado indo pro outro lado da sala tentando se acalmar, ele sabia que tinha se exaltado mas tinha falado apenas verdades

--Ele tem razão Jungkook, não tem porque você continuar jogando toda a culpa nas suas costas, você não sabe as mil e uma coisas que podem ter acontecido naquela noite -- Taehyung falou, aquilo era verdade mas nunca seria o suficiente para Jungkook

--E por acaso você sabe, Hyung? -- perguntou descruzando os braços e levando as mãos até a cabeça puxando o cabelo com certa força -- não, ninguém sabe -- respondeu a própria pergunta -- a única coisas que todos que estão nessa sala sabem é que eles nem deveriam estar fora de casa deveriam estar cada um nas suas camas dormindo mas não eles tiveram que sair para buscar o  adolescente problemático -- apontou para o próprio peito fechei os olhos com força ao ver as lágrimas saírem desenfreadamente de seus olhos mas logo voltei a olha-lo -- então não me venham com esse papo de que eu não deveria me sentir culpado, isso não cola mais -- passei a mão no meu rosto tentando me acalmar, não iria mais me meter na conversa eu já estava envolvida demais com Jungkook pra falar alguma coisa, eu sabia que se eu abrisse a boca ia acabar machucando ele

--Jungkook para com isso, parece até que se faz de surdo -- Namjoon falou já também ficando um pouco irritado --vamos voltar logo ao foco dessa conversar -- disse depois de respirar fundo -- o melhor na minha opinião é nos juntarmos e reerguer-mos a empresa do pai dele -- Namjoon falou com os outros meninos e eu vi quando Jungkook travou o maxilar incomodado com o assunto

--Também acho -- Jimin falou se aproximando novamente já mais calmo

--Mas não podemos esquecer do foco de agora, que é pagar a conta do hospital -- Taehyung se meteu lembrando da questão  mais importante

--Com certeza, nos temos que fazer isso o quanto antes -- Hoseok complementou

--Mas depois temos que ir até a empresa ver como esta a situação atual dela -- Namjoon afirmou e todos os outros concordaram

--Não tem mais o que fazer -- escutei Jungkook falar inconformado, mas nenhum dos meninos escutaram já que continuavam a falar sobre a empresa -- não tem mais o que fazer -- falou mais alto fazendo todos se calarem

--Do que você está falando? -- Yoongi quem perguntou

--A empresa, não tem mais o que fazer, eu pedi um empréstimo ao banco e dei o prédio como garantia -- todos ficaram em silêncio -- eles me ligaram agora a pouco confirmando e eu e vou assinar os papéis amanhã -- respirou fundo -- não tem com o que vocês se preocuparem aqui... agora só vão para casa, por favor -- falou logo antes de voltar pelo corredor e ir em direção ao quarto, todos continuaram em silêncio por mais algum tempo

--E agora? -- perguntei desesperada sem realmente saber o que fazer

--E agora vocês vão para casa -- Namjoon falou para os meninos -- estamos todos de cabeça quente, vamos nos acalmar e depois conversamos melhor... Anne tenta falar com ele, faz ele se acalmar -- demorei uns segundos para concordar com a cabeça, me despedi dos meninos e esperei até eles irem embora

--Namjoon -- falei quando já estávamos a sós -- você sabe que ele não vai me escutar, né? -- vi ele concordar com a cabeça

--Mas eu tenho certeza que com você ele irá conversar -- concluiu se sentando desleixadamente no sofá com uma expressão cansada no rosto, me despedi rapidamente dele e fui até o quarto, entrei devagar vendo Jungkook parado de frente para a janela do quarto, perdido nos próprios pensamentos

--Jungkook -- chamei mas fui completamente ignorada, me aproximei lentamente dele -- Jeon -- chamei novamente e levei minha mão até o seu braço mas ele se afastou abruptamente me repelindo de um modo que fez eu respirar fundo, tentando colocar na minha cabeça que ele está mal e que eu não preciso ficar magoada com isso, mas é sempre difícil ter que colocar os sentimentos dos outros acima dos nossos -- não faz assim, por favor -- supliquei ao que virei em sua direção e o vi sentado na cama com os cotovelos apoiados na coxas e o rosto escondido entre as mãos -- fala comigo, Jungkook -- voltei a me aproximar dele, mas resolvi que não o tocaria

--Conversar com você, sério isso? -- perguntou sarcástico -- a única coisa que eu tenho feito ultimamente é falado com você Anne -- tirou as mãos do rosto e eu pude ver os seus olhos e bochechas avermelhados -- e o quê que eu ganhei em troca?... isso -- falou ao apontar em direção a sala

--Jungkook eu tinha que fazer alguma coisa -- falei me sentindo desesperada ao ver o quanto ele ficou se sentindo mau -- eu não podia simplesmente ficar aqui de braços cruzados esperando as coisas acontecerem

--Pois deveria, eu falei que iria resolver tudo -- fechei os olhos e respirei fundo eu tinha que me controlar para não piorar a situação

--Então eu acho que você não me conhece -- suspirei -- eu não sou o tipo de pessoa que fica parada só assistindo -- ele concordou lentamente com o que eu disse

--Eu sei, mas eu esperava que você respeitasse a minha vontade -- ele levou as mãos até o rosto e o esfregou rapidamente -- é melhor você ir para casa Anne -- falou ao me olhar novamente

--Você está me expulsando ou é só uma sugestão? -- perguntei receosa, por favor que ele diga que é só uma sugestão assim eu vou saber que ele ainda quer que eu fique nem que seja um pouquinho

--Estou expulsando -- falou firme fazendo eu desviar o olhar do dele ao concordar com a cabeça, andei em direção ao outro lado do cômodo para pegar minha mochila que estava na mesa do computador dele, aproveitei que estava de costas para ele e passei a mão no rosto limpando a primeira lágrima que desceu sem que ele notasse e andei em direção a porta sem olha-lo mesmo sabendo que ele continuava a me olhar -- Anne -- me chamou e eu parei com a mão na maçaneta me mantendo de costas para ele -- não venha quarta-feira -- outra lágrima desceu

--Ok -- foi a única coisa que eu consegui responder, sai do quarto sem olha-lo e assim que eu fechei a porta atrás de mim eu soltei o ar que nem sabia que havia prendido e junto com o ar foi as lágrimas que rolaram pelo meu rosto --Droga -- falei com raiva passando as mãos no rosto com força até não ter mais lágrimas caindo, comecei a andar até a sala querendo ir logo embora mas parei ao ser chamada por Namjoon que continuava no mesmo lugar de antes

--O que aconteceu? -- perguntou ao ver que eu iria sair

--Ele me expulsou -- falei tentando demonstrar que não me importava mas falhei ao desviar o meu olhar do dele e apertar meus lábios de modo chateado

--Anne... -- falou com arrependimento na voz -- se eu não tivesse insistido isso não teria acontecido -- se aproximou de mim

--Tá tudo bem, Namjoon -- falei tentando me conformar -- foi o certo a se fazer, vocês precisam saber a verdade -- respirei fundo -- só não desistam dele, amanhã quando todo mundo estiver com a cabeça mais fria se reúnam novamente e conversem com ele sei que vocês iram achar um jeito para tudo se resolver -- respirei fundo -- é melhor eu ir logo -- falei já me virando para sair

--E vocês Anne? -- perguntou de repente -- e você e o Jungkook? -- perguntou novamente ao que eu fiquei muito tempo em silêncio

--Não tem mais... não tem mais Jungkook e eu, Namjoon -- falei sentindo o peso da frase é acho que Namjoon também sentiu já que o vi ficar sem reação -- já vou, tchau -- falei já abrindo a porta

--Espera -- andou rapidamente até a mesa de centro e voltou com uma chave na mão -- eu te levo -- afirmou e eu não tinha nem mais forças para negar então simplesmente aceitei sua carona, assim que chegamos na frente do meu prédio, me despedi dele e entrei no prédio não demorando a entrar no apartamento

--Pensei que não ia voltar hoje -- escutei a voz confusa de Brenda e vi que as meninas estavam sentadas no sofá assistindo algo na TV -- aconteceu alguma coisa? -- ela perguntou já mais atenta a mim, já que eu não tinha falado nada

--É claro que aconteceu alguma coisa, era só para ela voltar amanhã -- Sam concluiu e eu não aguentei mais joguei me mochila no chão e senti as lágrimas voltarem ao que as meninas me olharam um pouco assustadas, já que eu não era acostumada a chorar na frente delas e não demoraram a se aproximarem de mim ao que meu choro aumentava gradativamente

--Merda -- falei ao tentar controlar o choro sem sucesso, as meninas me puxaram até nós nos sentarmos no sofá, os soluços aumentaram e eu escondi meu rosto com as mãos sentindo sua as meninas me fazerem carinho tentando me acalmar e assim que eu consegui me controlar mais eu respirei fundo e olhei para elas -- acabou -- elas ficaram confusas sem entender, nem eu mesmo estava entendendo, mas eu tinha certeza de uma coisa Jungkook não ia querer me ver por um bom tempo conhecia ele, aprendi a entender o que ele queria dizer apenas com poucas palavras e gestos, e quando ele disse "não venha quarta-feira" foi o mesmo de dizer "assim não vai dar certo, é melhor acabarmos as coisas por aqui"

--O que acabou? -- Sam perguntou ainda sem entender

--Jungkook e eu acabamos -- falar isso estava ficando cada vez mais doloroso 

--Os meninos nos ligaram e contaram o que aconteceu la,  mas não nos falaram nada sobre isso -- Brenda falou ao que me puxou para um abraço

--Não falaram porque ainda não sabem -- conclui abraçando-a de volta sentindo Sam me abraçar também

--E o que você vai fazer? -- perguntou e eu fiquei em silêncio pensando um pouco

--Sobre esse assunto?... nada -- falei me levantando e indo em direção a cozinha

--Como assim nada? -- Brenda foi a primeira a aparecer na cozinha enquanto eu bebia água

--Nós dois estamos magoados demais para conversarmos agora -- respirei fundo -- o semestre está acabando e eu vou tentar me focar nas provas... é o melhor que eu posso fazer agora

--Você tem certeza disso? -- Sam perguntou ao se juntar a nos

--Não...  mas essa é minha escolha



Notas Finais


Então... esse foi o capítulo 
Agora estou deprê...😢 doeu separar esse casal💔
Mas o que tiver que ser será 
Espero que tenham gostado do capítulo (e que não queiram me matar)👀👀
Votem e comentem, isso me deixaria muito feliz ❤❤
Obrigada, até o próximo capitulo 😚😚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...