1. Spirit Fanfics >
  2. I still want you here >
  3. Despedida silênciosa

História I still want you here - Capítulo 1



Notas do Autor


Olha quem voltou!!
Sim nenês, estou aqui de novo 😔
Aiai, eu vim trazer uma one meio bad pra vcs ❤️
Essa é minha primeira fic em colaboração com o projeto, lindo, perfeito, MARAVIGOLD, Imperio_AllSaku🛐❤️
Voltado inteiramente a nossa perfeita flor de Sakura ❤️
Essa one foi um desafio da @Yasmim2712 , e muito provavelmente estarei morta dps dela ler 👁️👄👁️ (Te amo nenê)
Não tenho costume com fics héteras, essa é a primeira (Então espero que gostem ❤️😔)
Pois como sabem só escrevo meu yaio kk
E essa é a primeira fic minha SEM DIÁLOGOS, e isso deu um trabalho da poha kkk
Sempre superando os limites nenês kkk
Enfim amores, eu queria agradecer a minha nenê @Mei_Hyuuga pela capa mais que perfeitaaaa 🛐 (CADELO MESMO ❤️)
E é isso ae, boa leitura amores sz
Desculpem erros (A betagem ainda não veio 😔)
E espero que gostem (se CHORAR não me matem)

Capítulo 1 - Despedida silênciosa


Às vezes não percebemos o tempo passando, não percebemos o que estamos perdendo, as vezes não valorizamos o suficiente, não aceitamos que tudo pode acabar, até que realmente tenha acabado.

Tudo era tão lindo com você, os dias eram mais felizes, as noites frias e escuras de inverno, se tornavam quentes e aconchegantes. Você sempre me trazia uma alegria que eu acreditava não ter, teu sorriso leve me deixava tão perdido, que às vezes eu não sabia ao certo o que dizer ou o que pensar.

Mas infelizmente nem tudo são flores, mesmo para você, que sempre foi minha mais perfeita flor de Sakura.

Ainda me lembro daquele belo dia que te conheci, eu sempre achei linda a arte de colocar paisagens no papel com simples materiais, que eram aqueles lápis e pincéis, mas ao te olhar eu percebi, que nem com todos os quadros e pincéis do mundo, eu retrataria a beleza que era você.

E eu tentei, várias vezes, das mais diversas formas possíveis, te desenhar, mas a tua beleza era algo que somente meus olhos poderiam captar.

Eu me lembro também, do dia em que nos falamos, você sempre foi um menina doce e alegre, o total oposto de mim, naquele dia, eu tive a certeza de que te amava, e eu não queria deixar de sentir essas borboletas voando no meus estômago, todas as vezes em que te via.

Algum tempo se passou, tempo esse longo até demais para mim, eu sempre fui inseguro demais quanto aos seus sentimentos, porém, eu ainda quis me arriscar.

Eu fiz uma serenata, e quem diria, que você era uma daquelas garotas que acreditam em amor à primeira vista? Eu me apaixonei naquele olhar que me dizia um milhão de coisas ao mesmo tempo.

Eu nunca imaginei que alguém como você, se apaixonaria por alguém como eu, não é que eu não fosse digno, ou tão pouco, não fosse merecedor do seu amor, é que haviam melhores por aí, mas foi a mim que você escolheu!

Ainda me lembro das suas crises de ciúmes, mesmo após tanto tempo, você não gostava que ninguém se aproximasse de mim, eu duvidei desse seu lado, e você me mostrou do que era capaz, quando os cabelos da Ino você quase arrancou. Eu não entendi isso, eu sempre fui seu, eu jamais deixaria minha musa por qualquer plebéia.

Eu não dei valor, não aproveitei o suficiente aquelas tardes maravilhosas, em que você me levava para passear, mas hoje meu amor, eu queria aproveitar um piquenique com você.

Eu tentei em vão seguir em frente, tentei amar outra pessoa, e mesmo depois de dois anos, você ainda está viva em mim. Eu imagino o que me diria, sei que pediria para que eu fosse feliz, mas sem você, isso é impossível.

Eu não percebi você partindo, tudo foi silencioso demais, aos poucos você me deixou, aquela doença a tirou de mim, e eu somente a percebi quando você se foi. As primaveras vinham, os verões iam embora, cada inverno veio mais devagar que o outro, e quando finalmente àquele outono chegou, eu notei, depois de você finalmente partir, o quanto eu precisava de você aqui.

Tudo perdeu a cor, naturalmente o meu mundo era diverso, ele era repleto das mais lindas cores que podiam imaginar, mas você, meu mais belo tom de rosa, não estava mais lá, como tudo poderia continuar colorido sem ti aqui?

As vezes me culpo por não ter percebido, eu não posso te julgar e te criticar por não me contar, era um direito seu, mas também, era meu direito ter você aqui.

Já é outono novamente, mas minha inspiração não vem, eu fecho os olhos e me lembro do teu último sorriso, você estava sempre radiante mesmo que seus lindos cabelos rosados já não estivesse mais ali.

Aquela doença te enfraqueceu aos poucos, e dentro de alguns meses você já não podia mais sair. Eu tentei meu amor, tornar seus dias mais belos, eu recitei vários poemas para ti, eu cantei todas as canções que me recordava, eu lia todas àquelas lindas histórias de amor, mas você sempre quis que eu desenhasse. Mas como? A minha musa estava ali, sofrendo uma dor que se eu pudesse eu tomaria para mim, estava se esvaindo toda a cor de ti, e eu não podia mais pintar as mais diversas paisagens para te fazer sorrir.

O tempo infelizmente é traiçoeiro, e finalmente o seu dia chegou, eu te vi partir, eu te ouvi dizer uma última vez que me amava e me dizer para ser feliz, mas você levou toda a minha alegria, e eu já não podia mais sorrir.

Os dias sem você, minha Sakura, se tornaram obscuros, desde aquela noite eu nunca mais pintei, eu nunca mais cantei, tão pouco tive vontade de recitar aqueles versos que tanto te faziam sorrir, e tão pouco tinha coragem de ler um romance que não poderia viver sem ti.

Talvez eu tenha me apegado demais, porém isso era tão compreensível para mim, como não me apegar se eu estava completamente apaixonado por ti?

Eu perdi as contas de quantas vezes eu pedi aos anjos para me devolverem você, eu sei que está entre eles, dando aquelas gargalhadas gostosas que tanto me contagiaram, mas eu te quero aqui.

Eu sinto sua falta amor, em cada canto de pássaros, em cada soprar do vento, em todas as melodias compostas, em cada fio de cabelo rosa que vejo por aí, como te esquecer, se você está em tudo o que vejo?

Eu desacreditei de muitas coisas durante minha breve vida antes de ti, mas ao te ter eu percebi, o quanto vivi de olhos fechados, você chegou de repente e tudo mudou, e agora? Como irei ocupar esse vazio que ficou?

 Eu queria ter aproveitado mais, ter te amado mais, ter feito amor contigo em todas as noites frias do inverno, em todas as tardes quentes do verão, em cada manhã bela das primaveras e quem sabe nas madrugadas perfeitas do outono.

 Mas você se foi, e tudo que me restou foi arrependimentos, e meu Deus como eu me arrependo, por cada briga boba que tivemos, e eu sei que todo casal briga, mais ainda assim, me arrependo de ter feito você chorar.

Eu queria voltar ao passado, poder ter mais do seu abraço, poder aproveitar seu doce cheiro adocicado, provar novamente dos seus lábios de mel, mas infelizmente eu não posso mais.

Eu não sei mais como seguirei, não sei quais motivos encontrarei para sorrir, como farei para seguir, a única coisa que sei é que te quero aqui, e meu amor, você não faz noção do quanto.

Me lembro do nosso último jantar a luz de velas, você estava tão linda naquele lindo vestido azul bebê, a verdade é que tudo caía bem em você, até mesmo os mais velhos trapos, ficariam lindos em ti. Me lembro de cada risada leve que dava das minhas piadas totalmente sem graça, como podia achar graça em mim?

Me lembro do dia em que me levou até o nosso lago, ele não era exatamente nosso, mas o fato de só agente saber dele mudava tudo, era especial, era nosso, assim como eu sempre fui teu, porquê aquele dia teve que acabar?

Me lembro também do nosso primeiro aniversário de namoro, o quanto radiante você estava, era tão surpreendente assim eu ter lembrado do nosso dia? Eu sei que sempre esqueço tudo, mas como esquecer qualquer coisa que envolvesse você? Era completamente impossível esquecer você, me lembro de qualquer dia que te envolve como se fosse ontem, e eu realmente gostaria que fosse.

Me lembro dos passeios pelos jardins ao redor da nossa casa, eu sempre te dava uma rosa de cada jardim, e valia cada vez mais a pena, todas as vezes que elas paravam no seu jarro, ao lado da nossa cama, como não te amar assim?

Lembro daquela tarde quente de verão em que fomos ao mar, você sempre foi minha mais bela sereia, e meu amor, por quê não está mais aqui?

Sinto falta dos beijos quentes que sempre me dava, dos abraços calorosos e apertados, eu me sentia tão seguro e amado contigo.

Mas infelizmente você se foi, e eu fiquei aqui, viverei cada dia como se estivesse aqui, pois a verdade é que você ainda está, você ainda vive em mim, e eternamente viverá enquanto eu sozinho estiver aqui, pois meu amor por ti é eterno.

    



Notas Finais


Obrigada por lerem nenês ❤️
Favoritem e comentem se puderem sz
(Pois amo interagir com vcs nós comentários 😔)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...