1. Spirit Fanfics >
  2. I wanna be your bitch >
  3. Diário

História I wanna be your bitch - Capítulo 4


Escrita por: e Qizcr


Capítulo 4 - Diário


Fanfic / Fanfiction I wanna be your bitch - Capítulo 4 - Diário

[...] Víctor

Senti meu rosto queimar por toda a semana quando tínhamos aula de física. Abri o whatsapp e procurei pelo contato dele.

[16/3 09:40] Víctor: Não me disse que era professor. MEU PROFESSOR!

[16/3 09:41] Del Ângelo: E nem você que ainda estudava. Acha que eu seria irresponsável a ponto de pegar um aluno meu? Isso além de crime é ser um tremendo profissional antiético.

[16/3 09:41] Del Ângelo: Mas enfim, está gostando das aulas?

Apaguei a conversa e o deixei no vácuo. Bloqueei e apaguei o contato. Além da vergonha por ter dormido com um dos meus professores eu ainda poderia mandar ele para a cadeia. 

— O que pega? — Júlia me perguntou e eu quase tive um ataque.

— Coisa boba. — suspirei.

— Você nunca foi bom em esconder coisas de mim, não gente agora.

— Você não pode contar para ninguém, ouviu? 

— Sabe que não conto. — Ela sorriu. Aquela menina amava uma fofoca. 

Contei sobre Marcos. É lógico que eu não ia dizer que peguei nosso professor substituto de física. 

— Seria fofo e eu até romantizar, mas sabe, esse tipo de relacionamento, você não serve para isso, Vitinho. Você merece mais do que ser o segredo de alguém. — Porra, ela tinha razão! — Sabe que eu vou ficar do seu lado sempre, mas não vou apoiar você a continuar sendo tratado como um pedaço de carne. Por favor, abra seus olhos. — Ele colocou a mão no meu ombro e então saiu andando. 

Nesse momento percebi que eu e Marcos tínhamos tudo, menos amor. E se houvesse algum resquício, seria o do amor dele pelo meu corpo fácil. 

.

Estava limpando meu quarto e achei uma caixa do acampamento de verão. Estavam lá minhas coisas antigas, como algumas peças de pesca. Achei entre a bagunça e o pó, um livro estranho, que caiu uma foto. Peguei na mão e era Stefan. Atrás da foto escrito "Com amor, Ally." Gelei e abri o livro. Eu reconheci o formato redondo e detalhado da letra dele. Era um diário. Não sabia que o Alison era do tipo que escrevia em diários. Abri na primeira página e tinha um desenho de cinco garotinhos. Éramos nós. "Minha família".

Querido diário, hoje eu ganhei você da minha psicóloga. Ela disse que seria bom eu colocar para fora alguns sentimentos. No futebol não consigo descontar toda a angustia e raiva que sinto aqui dentro. Tenho tudo. Pessoas que me amam, pais incríveis e ainda assim me falta algo. Não sei se o mesmo Alison que começou a escrever será o mesmo de quando chegarmos à última folha.

Espero que eu seja uma versão melhor de mim e que eu não tenha mais tanto medo do futuro. Espero ter um futuro. 

E assim acabou a primeira folha. Senti a lágrima escorrer pela minha face. O Alison tinha pensamentos negativos? Ele tinha uma psicóloga? Eu sinceramente não reconheci mais o menino alegre e risonho. Tudo isso só me leva a uma pergunta. Será que o "acidente" foi realmente um acidente?

Víctor? — A voz grossa atrás da porta do quarto entreaberta me chamou, fazendo eu esconder o livro de baixo da cama e a caixa aonde estava. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...