História I wanna be your girlfriend - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias ITZY
Personagens Lia, Personagens Originais, Yeji
Tags Chaena, Charyuna, Itzy, Ryeji, Yejin, Yejisu, Yelia, Yuryeong
Visualizações 19
Palavras 979
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drabble, Fantasia, Fluffy, Lírica, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Isso me veio bem do nada na aula de portuguêskkk
era pra ter sido minsung, mas eu preferi fazer das minhas pitiquinhas

é isso bro, aliás não foi corrigido e eu to morrendo de sono socorro

Capítulo 1 - Único


 — Eu já disse que não vou ir, Yuna. Não adianta insistir. — Jisu estava sim sendo infantil, mas como esperado não iria admitir isso. 


O que estava acontecendo era: Yuna estava tentando convencer Lia a ir a uma apresentação de dança de Chaeryeong  e Yeji, entretanto, Lia não queria ver Yeji nem pintada de ouro. 

Há duas semanas atrás, Jisu havia pego Yeji aos beijos com Ryujin, mas teve que se manter calada já que não eram nada a mais que amigas coloridas. Obviamente não estava triste por isso, mas sim pelo fato da mais velha começar a lhe ignorar e sequer soube o motivo. Era alertada todos os dias por suas amigas que deveria parar de ficar presa nisso, mas ainda algo dentro de si falava que valia a pena. 


— Unnie, você sabe como vai ser importante sua presença lá, pela Chaeryeong, ela é mais apegada a você do que a mim que sou a namorada dela. Tenho certeza que ela vai ficar magoada se não for.  — E droga, Yuna tinha razão. Sabia como sua presença acalmava a mais nova e lhe transmitia confiança. Suspirou derrotada se deitando de modo desajeitado no sofá de canto de sua casa.


 — Tudo bem, eu vou. Pela Chaeryeong. Mas droga, por que raios ela vai estar lá também?


Yuna sorriu, primeira parte do plano estava efetuada.


— Para de ficar se remoendo por isso, vocês nem tem nada sério. São apenas amigas. — A menor tinha falado sem perceber, e se desesperou, pois sabia que aquilo havia sido belas flechadas no coraçãozinho da morena. 


 — É, amigas… — Falou sentindo sua garganta fechar e a cena do beijo de Yeji com Ryujin vir atona. Aquilo já era tortura demais para seu pobre coraçãozinho bobo.



 — Por mais duro que seja, jisu-ah, vocês nunca fizeram nada para mudar isso. Vocês andam de mãos dadas, transam, ficam, sentem ciúme uma da outra, cuidam uma da outra, um verdadeiro casal. Não sei por que dessa demora toda para oficializar. 


Lia estava se perguntando desde quando a garota havia se tornado tão sábia. Afinal, estava certa mesma.


 — Vamos esquecer isso, por favor. — Suplicou suspirando e fechando os olhos demonstrando a falta de vontade por aquele assunto.


Shin concordou com a cabeça e passaram a tarde fazendo coisas aleatórias, tudo para distrair Jisu de seus pensamentos que lhe condenava tanto.


~¤~


Quando a noite da apresentação chegou deixou uma grande onda de ansiedade tomar conta do corpo da Choi que já nem se preocupava em esconder aquilo.


 — Unnie estou nervosa e se eu errar alguma coisa ou algo do gênero?  — Lee chegou por trás de Lia que com o susto deu um pulinho. 


 — Se acalme, meu amor. Você é uma ótima dançarina e tem uma linda voz, tenho certeza que todos irão adorar, porque és maravilhosa, ta?  — Segurou o rosto da garota a fazendo lhe olhar nos olhos e deu um beijinho na testa da Lee. 


 — Obrigada, não sei o que seria de mim sem ti.


Todas as outras garotas observaram aquilo com o coração aquecido, Lia por ser uma das mais velhas tinha o instinto materno, sempre cuidando das mais novas e era com certeza a coisa que Yeji mais admirava na garota.

Em cerca de 5 minutos as garotas eram chamadas, eram ótimas apresentações, coisa que deixava as garotas mais tensas. Apesar de não ser uma apresentação tinham medo de não serem tão boas quanto as outras.

Quando foram a vez das meninas as outras três garotas restantes lhes desejaram boa sorte focaram na magnífica apresentação. Elas dançavam demais, dançavam incrivelmente bem, eram perfeitinhas. 

Não foi somente a Lia que ficou confusa ao ver Yeji indo aos bastidores e voltar com um violão. Yuna e Ryujin estavam felizes, os sorrisos estampados no rosto, coisa que a Choi não havia reparado.


"Eu não quero ser sua amiga, eu quero beijar seus lábios

Eu quero te beijar até perder a respiração

Basta olhar para mim do mesmo jeito

Diga-me algo legal

Como flores e céus azuis

Eu te seguirei até em casa

Mesmo que os meus lábios estejam azuis e eu esteja com frio

Eu não quero ser sua amiga, eu quero beijar seus lábios

Eu quero te beijar até perder a respiração"


Aqueles versos pequenos e repetitivos foram o suficiente para fazer o coração de Jisu acelerar, Yeji cantava tudo olhando nos olhos negros da garota que parecia mais uma boneca de porcelana de tão delicadinha.

Quando a música acabou todos aplaudiram inclusive Lia que tinha seus olhos marejados. Era mesmo uma bebê, bebê da Yeji. 


 — Bom, primeiro de tudo eu peço desculpa por ter lhe ignorado esses dias, você me conhece, certo? Sabe que eu não sei manter a boca fechada, então provavelmente iria descobrir essa surpresa. Me desculpe também pela cena que você presenciou entre mim e a Ryujin, aquilo não passou de um mal entendido, mas não vem ao caso. Eu gosto muito de você, sabia? Muito mesmo, seria precipitado dizer que lhe amo?  — Soltou um risinho pelo nervosismo. — Estou falando sério! Eu quero lhe tornar minha, minha namorada, minha garota, meu tudo. Aceita? Aceita passar o resto da sua vida comigo? Sendo meu bem superior, minha garota. Minha namorada.


Jisu não conteve as lágrimas que por felicidade caíram e soltou um riso quando recebeu o microfone de Ryujin. 


 — Aceito, aceito passar o resto da minha vida contigo, aceito ser sua namorada, aceito ser sua garota. —  Limpou as lágrimas com o canto das mãos e deu o microfone na mão de Yuna antes de seguir ao palco e ir até a garota e juntar suas bocas. As pessoas gritavam e soltava frases que para as garotas presas naquele ósculo perdidamente bom eram desconexas. 


 Se separam e passaram um tempo se olhando e sorrindo. 


 — Eu amo você. 


 — Eu também amo você. 


O fim é apenas o início;


Notas Finais


dêem amor ao itzy, bebam água e se gostam de alguém, demonstrem pq ngm é adivinha não


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...