1. Spirit Fanfics >
  2. I Wanna Be Yours - Draco Malfoy >
  3. Capítulo 6

História I Wanna Be Yours - Draco Malfoy - Capítulo 6


Escrita por: MariaHelita

Capítulo 6 - Capítulo 6


Fanfic / Fanfiction I Wanna Be Yours - Draco Malfoy - Capítulo 6 - Capítulo 6

~ Capítulo anterior


Antes ele tinha Draco como um filho, mas nunca tiveram tantas coisas em comum por ele abominar práticas e coisas trouxas,  algo que meu pai adora. Até que Ron chega e se torna o filho que ele nunca teve, e agora com Harry, já tenho meus dois irmãos dos sonhos. Minha família tá perfeita. 


~ Capítulo atual. 


Cheguei na cozinha e lá está com seu notebook sobre a mesa e celular no ouvido resolvendo coisas referente as lojas do mundo trouxa. Um dos meus maiores benefícios é o fato de ter contato com esse mundo exterior tão diferente e interessante, na primeira vez que vi essa caixinha achei totalmente surreal, até conviver e perceber que é tão rápido e prático usá-lo para tirar fotos e outras coisas mais, além de facilitar a comunicação ao invés de passar horas esperando a coruja voltar. 


   Minha mãe percebe minha presença e logo após algumas palavrinhas desliga e se vira para mim. 


---  Que animação toda é essa mãe? 


--- Amanhã será oficialmente natal. Cornélio deu a ideia para mim e seu pai a fazer um jantar de Réveillon com pessoas importantes do ministério, além dos nossos amigos íntimos é claro, e já mandei uma coruja para todos, o que acha? 


--- Bom, eu queria aproveitar o Ano novo com vocês e não com várias pessoas que nunca vi na vida zanzando pela casa. Mas tudo bem, a senhora decide. Quem virá? 


--- Ainda não tenho certeza das famílias que virão. Mas a grande maioria da alta sociedade virá meu amor. O de sempre. 


--- Tudo bem, e o que temos para fazer hoje? --- Perguntei enquanto comia uma uva que estava na fruteira da mesa. 


--- Seu pai vai passar o dia na mansão dos Zabini a pedido do seu tio, e ainda decidiram jogar um amistoso de quadribol, como os meninos estão aqui Cole os levará, então temos o dia só pra nós. Vamos ao Beco diagonal comprar alguns presentes, quero presentear os Malfoy, Cisa disse q nos preparou presentes e é claro que darei a eles também. Além disso, virão para o almoço amanhã. 

  

  Quando ela disse que os Malfoy viriam almoçar aqui amanhã, estava colocando uma uva na boca, engoli no mesmo instante sem mastigar, foi engasgo na certa. 


--- Filha, você tá bem? --- disse dando tapinhas nas minhas costas. Assenti com a cabeça e ela me pediu para chamar os meninos para comer.


  Chegando na sala, eles já estavam desligando tudo para vir almoçar. 


--- S/N! --- Harry fala um pouco alto para chamar minha atenção. 


--- Oi Harry, precisa de algo? 


--- Não, vocês estão fazendo mais do que eu mereço. --- Falou bagunçando o cabelo meio envergonhado. --- Então, queria saber se você tem alguma informação importante sobre Nicolau Flamel. 


--- Ainda não, chegamos essa manhã Harry. --- Dou uma risada fraca. --- Mas quando eu voltar do Beco diagonal com minha mãe, irei olhar na biblioteca daqui e digo se achar algo, não de preocupa e vai lá se divertir. --- Harry me abraça forte e agradece indo para a mesa de jantar. 


 Ele sempre fica vermelho quando estamos juntos, é fofinho e engraçado. 



  Comemos e agora estou ajudando um dos nossos elfos a tirar a mesa e limpar. Os meninos já saíram para a casa dos Zabini. A mãe de Blaise é irmã do meu pai, e apesar de se dar bem com a minha mãe, não somos muito chegados, assim como eu e Blas não nos falamos com frequência. 

  Ela se casou e ficou viúva 7 vezes no mesmo ano, e agora está casada com um amigo de meu pai, espero que ele não morra tão cedo, o cara é mó legal. 


  Enquanto minha mãe se arruma para sairmos, subi para escovar os dentes e fui na biblioteca de casa para ver se acho algo de interessante sobre Nicolau, passei uns 30 minutos, achei algumas coisas sobre ele e uma tal pedra filosofal, também vi um livro de feitiços avançados, passei algumas páginas e como nunca havia visto aqueles feitiços, decidi deixar em cima da mesa que tem na biblioteca, os dois para que eu possa ler quando chegar. 


  Mamãe me chamou para irmos e então sai de lá rapidinho para usar o pó de flur junto com ela, em um segundo já estou no beco diagonal a procura de algo interessante para presentear os Malfoy. 


 Sendo mais sincera, para presentear o Draco. Embora ele esteja me evitando desde aquele papo, fiquei pensando na possibilidade daquilo rolar novamente. Ele me irrita mas ainda sim, naquele dia me deu uma sensação boa e eu queria repetir novamente. 


   Passei horas andando, comprei o presente de Ron, Harry e de Draco não fazia ideia do que fazer, ele era uma pessoa difícil de agradar, então fica muito mais difícil presentear alguém assim. 

 

  Entramos numa loja de assessórios para a transformação do meu uniforme, minha mãe disse que seria bem melhor eu esperar para a chegada do próximo ano, assim posso chegar diferente e até cogito a possibilidade de mudar o cabelo, eles estão enormes, quase na altura do cotovelo. 

   Andei mais um pouco até chegar numa papelaria e já sabia o que podia fazer para o Draco, iria ficar simples mas vou dar o melhor de mim. Comprei todo o material para produzir o presente do Malfoy, irá ser exclusivo só para ele. 

 

    ✂️Corte de tempo✂️ 


  Já era quase noite e eu nem sequer toquei nos livros que disse que iria estudar, estava no meu quarto com tesouras, canetas decorativas que trouxe do mundo trouxa e cola quente. 

   

   Após três horas montando o presente, estava pronto. Comprei uma caixa cor verde escura, ela era do tamanho das duas palmas da mão lado a lado. Era aí que colocaria meu presente. 

  Eu mesma produzi um porta retrato com uma foto nossa ainda muito pequenos, teríamos 5 anos daquela foto? Talvez sim, mas aquela era minha fotografia favorita, sorrimos na foto como se não houvesse amanhã. 

  O porta retrato estava decorado ao redor com alguns detalhes que eu produzi, como uma pequena cobra, uma bela e pequena maçã verde no cantinho, corações e mais besteiras. 

  Estava uma beleza, e com a inspiração a flor da pele, lhe escrevi um poema sobre amizade. Achei numa loja de conveniência um colar mágico que era um par, ele mudava de cor de acordo com seus sentimentos e vinha com dois Mini panfletos mostrando o significado de cada cor, comprei sem pensar duas vezes. 

  Abri a caixa, coloquei primeiro o porta retrato, após, o colar com o panfleto, a carta com o poema e por cima de tudo, inúmeros dos seus doces prediletos. 

  Embalei com papéis decorados os presentes de Ron e Harry, e estava tudo certo para amanhã. 

    Quando vi no relógio já era 20 horas, com certeza eles já tinham chegado. Guardei tudo no closet e fui correndo lá para baixo. 


     Já estavam jantando. 


--- Pensei que não iria descer! --- Ron disse com a boca cheia. 


--- Por que não me avisaram? 


--- Você disse que não queria interrupções filha, eu sei como é trabalhar com criatividade e alguém quebrar sua linha de raciocínio, então decidi não chamar, e falei para os meninos também não. --- Mamãe falou. 


  Apenas assenti e me sentei ao lado de Ron, eles contaram como tiveram um dia maravilhoso e se divertiram, Harry falava com emoção e até disse que Blas era gente boa. 


   Que universo paralelo eu estou? Blas sendo gente boa? Essa eu pagaria para ver. 


  Após o jantar eu e Ron iríamos fazer o que fazemos todo Natal juntos só que agora com Harry é claro. 

   Escolhemos um filme na tv do meu quarto e levamos várias guloseimas, passamos a noite rindo e nos enchendo de marshmallows e chocolate. 


   O dia amanheceu rápido, os meninos pareciam uma pilha Duracell, credo, eu já estava morrendo de sono e eles ainda queriam assistir outro filme, resultado? Ficamos até 4 da manhã na nossa confra. 

  Agora são 8 horas e eu simplesmente só dormi por 3 horas e alguns minutos. Já deve imaginar a cara de bunda na qual me encontro. 

   Bubble me acorda dizendo que mamãe está mandando eu me levantar para me ajudarmos a pôr a mesa e nos arrumar para receber os Malfoy. 


   Fui direto para o banheiro, tomei um banho demorado, talvez tenha passado 40 minutos cochilando na banheira, já eram 9:50 quando olhei no relógio, como já havia escovado os dentes faço uma maquiagem bem simples só pra disfarçar a cara de morta, deixei os cabelos soltos e vesti um short com blusinha. Eu seriamente não estava com saco para receber visita. Quando eles estiverem perto de chegar eu subo e troco de roupa. 

   Antes de sair do quarto faço várias cartas de natal para enviar aos meus amigos. Mandei para todos e até mesmo Draco, até eu me admirei disso, enfim. Para cada pessoa fiz questão de escrever a mão e diferente é claro, cada um tem seu jeitinho especial para mim e não tinha como me expressar igual para todos. 


  Saio do quarto bem zombie e percebo que os meninos não estão tão diferentes de mim. Comemos o café da manhã e após se entupir de comida, Ron já estava animado novamente. Ajudamos os elfos. Preparamos a mesa junto com minha mãe. 


  Ela nos dar um moletom quentinho natalino. Todos os três iguais, ela queria que usássemos isso no almoço para tirarmos uma foto em família. 

  Era bonito, mas não era assim que eu queria estar né. Mas fazer o que. 

  Minha mãe é daquelas que quer a família unida, e esses é um dos motivos que me chama para fazer ou desfazer a mesa nas refeições, por que para ela, ficaremos mais tempos juntos. 

  Já eram 12:00, os Malfoy já iriam chegar em 30 minutos, subimos correndo para nos aprontar. 


  Em pouco tempo já estávamos na sala de estar posando para vários cliques, 5 pessoas vestidas com calça jeans, tênis (exceto minha mãe que estava de salto) e o moletom igual. 

  Eu particularmente acharia cafona demais, porém, depois de ver as fotos achei muito fofo, meu pai triplicou a foto e deu uma para Harry, outra para Ron e a última ficou para nosso álbum de família. 

  Quando meu pai disse que colocaria no álbum da família, Harry surtou, ele estava se sentindo em casa, e confortável com pessoas que realmente gostam dele. 


  Não demorou muito para a campainha tocar e a família Malfoy entrar sorridentes e como sempre, muito bem elegantes. 

    Quando os meninos ficaram sabendo da notícia não se agradaram nada, mas Rony e eu sabemos que Draco não provoca quando está na presença do pai, então tranquilizamos Harry e tudo ficou na paz novamente 


   Quando eu e os meninos fomos cumprimenta-los, Lucius encarou Harry de cabeça a baixo, sorria como se tivesse algum palhaço na sala e simplesmente cagou para minha presença e a de Ron, que demos de ombro. 

  Abracei tia Ciça que não parava e dizer o quanto eu cresci em poucos meses e estava muito bonita, me virei para Draco e apenas sorri dizendo "oi". 

  Ele respondeu com um sorriso tímido e devolveu o oi. 

   Quando dei por mim estávamos apenas eu e ele na porta de casa. Quando percebi que estavamos a sós, o meu corpo começou a reagir de um modo estranho, me fez se sentir sufocada e nervosa. Mas por que eu estava nervosa? É só o Draco. Ele finalmente quebrou o clima estranho e disse. 


 --- Você vai me deixar entrar ou vai ficar parada aí. --- E por um minuto o menino lindo e fofo que vi a segundos atrás tinha ido embora e ficou só o Malfoy mesmo. 

  Fiquei de lado dando espaço para que ele entrasse, assim que fechei a porta Draco ainda estava no cantinho me esperando, quando se aproximou para falar algo, Harry apareceu: 


--- S/a, sua mãe está chamando você e o Malfoy para a sala de jantar, comeremos antes de vocês abrirem os presentes!


 Ele não fazia ideia que tinha ganhado presentes também, e com o pensamento dei um sorriso bobo e assenti.

  Olhei para o lado e Draco estava com as mão no bolso, de cara fechada. Bufou e saiu na frente. 


   Não entendi nada. Espero que esse mal humor passe, não quero que ele não goste do presente e me dê uma patada em público. 


Notas Finais


Os moletons que a Família Jenner, Harry e Ron estavam usando está na foto de capa do capítulo.
Até a próximaaa♥️♥️🏃🏻‍♀️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...