História I Want a Bride (Jikook-Kookmin) - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Army, Bangtan Boys, Bts, Fanfic, Gay, Hot, Jeon Jungkook, Jikook, Jimin, Jjk, Jungkook, Kookmin, Park Jimin, Pjm, Tortura, Yaoi
Visualizações 215
Palavras 1.411
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 10 - Vou Pegar Leve Com Você.


Kook: Eu me lembrei de uma coisa... Eu não preciso da aceitação dos meus pais. Então posso amar você... É muito confuso agora.

- Tá, depois você explica, podemos tomar banho agora? - sorrio - Quero ficar com você, já que sumiu o dia todo.

Kook: Vamos ficar juntinhos, prometo - ele sorri e começa a subir as escadas em direção ao banheiro

Hoseok On

Cheguei no consultório e avistei Jaebum mexendo em alguns papéis.

- O que está fazendo Jae? - me sento a frente dele um pouco confuso.

Jaebum: Eu estou procurando alguns papéis para fazer algumas coisas. Precisamos de um secretário. - ele ri baixo e para, para ler um dos papéis.

- Realmente... Isso aqui ta uma bagunça - rio olhando os papéis espalhados - Vamos arrumar isso aqui e depois procurar alguém para ser nosso secretário.

Jaebum: Okay... Dormiu de noite? - ele me olha preocupado logo mexendo em alguns papéis.

- Não... Passei a noite toda trabalhando com o Idiota do Yoongi - suspiro fundo começando a ajudar ele a organizar e guardar as pastas.

Jaebum: Vá dormir, eu dou conta de cuidar de tudo aqui - ele sorri fofo

- Não precisa, eu vou te ajudar - sorrio fraco e continuo o ajudando

Jaebum: Ya!!! Vá logo antes que eu te obrigue - nós rimos e eu me afastei dos papéis com as mãos para o alto em forma de rendimento.

- está bem Jae - rio baixo - Volto mais tarde então

Jaebum: Durma bem - ele sorri - Tchauzinho.

- Tchauzinho - rio e pego minha bolsa logo saindo no consultório, Jaebum estava certo, eu preciso dormir... Esse mal humor deve ser por isso. Comecei a andar até minha casa que é muito perto do consultório aliás, até que vejo um rosto um tanto conhecido por mim.

Tae: Hobi! Hobi! - ele sorri quadrado e se aproxima de mim - Oi, eu não o vi indo pra casa hoje, está tudo bem? - Taehyung é meu vizinho, eu sempre falo "Oi" quando chego casa e às vezes até fico conversando com ele.

- Estou bem sim - sorrio fraco - Precisei ajudar o Yoongi a noite toda. - bocejo e o olho logo rindo - Estou morto.

Tae: Eu imagino, eu te levo pra casa - ele me pega no colo e eu o encaro confuso - Hobi, já não acha que está na hora de esquecer o Yoongi? Ou pelo menos parar de demostrar amor? - ele me olha brevemente logo começando a andar.

- Eu estava pensando na mesma coisa - rio baixo sem humor - Estou realmente cansado, sabe? - me ajeito e encosto a cabeça no peito dele, olhando o céu nublado hora ou outra fechando os olhos - Eu já disse coisas ao Yoongi hoje, joguei verdades na cara do Jin... Comecei o dia bem.

Tae: Falou do Jackson para ele? - ouço uma risadinha baixa - Deveria ter gravado Hyung... Adoraria ver a cara de trouxa do Jin. Ele se acha tanto, acho que ele deve ter ficado bem puto - dessa vez a risada dele se elevou um pouco, eu não hesitei em o acompanhar, eu e Taehyung adoramos rir da "desgraça" alheia, principalmente se for a de Jin.

- Na verdade ele ficou bem surpreso e eu diria que até um pouco triste. Acho que ele realmente gostava do Namjoon, mas o Nammie não gosta dele. Ou pelos menos eu acho que não. - bocejo mais uma vez - Talvez Namjoon só quisesse se divertir um pouco. Ele sempre foi tão apaixonado pelo Jackie, nunca pensei que ele faria isso.

Tae: Você não soube que o Jack foi pra cama com o Mark e o Namjoon pegou eles bem no ato - ele ri - O bom de ter o Youngjae como amigo, é que ele te deixa por dentro de tudo.

- Ele tem a língua solta, isso sim - rio - Não estou pesado não? – olho ele brevemente antes de fechar os olhos de novo, eu estou realmente pesadinho, tenho comido muito.

Tae: Nem um pouco, está leve aliás. – ele ri – Chegamos, vou entrar com você. Tudo bem?

- Aham... – sorrio fofo e ele entra em minha casa logo me colocando deitado na cama. Me ajeitei e olhei Taehyung – Obrigado Taetae, te vejo mais tarde ou vai ficar por aqui mesmo?

Tae: Se quiser posso ficar, também estou com sono – ele ri baixo e eu o puxo para deitar ao meu lado – está bem, irei ficar

- Obrigado e tenha bons sonhos – sorrio e fecho os olhos logo adormecendo.

Yoongi On

Saio do quarto e vejo Jin brigando com Namjoon, olho os dois e fico apenas no alto da escada olhando a discussão.

Jin: Como assim o Jackson? – ele jogava coisas em Namjoon e o mesmo se afastava pedindo calma – Vagabundo! Então está só querendo o meu dinheiro?

Nam: Seu entre aspas, o dinheiro é do Yoongi, você nem liga pra ele, nem pra mim! – ele diz um pouco nervoso

Jin: Cale a boca! Eu te amo sim seu idiota! Mas agora eu quero você fora daqui. – ele aponta para a porta nervoso

- Se quiser acompanhar ele Jin, ficaria agradecido – olho os dois – Aliás, arrume as malas, não quero mais ver você aqui.

Jin: O que? Yoonnie amor, eu estava brincando com a cara dele – ele ri um pouco forçado – Eu amo você, só você!

- Que mentira – rio alto – Vamos Jin, pegue suas coisas e saia daqui! – digo um pouco mais sério o encarando.

Jin: Mas... Mas... Eu to grávido! – ele grita e começa a chorar – Não pode me mandar para fora de casa!

- Nossa, Parabéns pelo filho Namjoon – rio – Jin faz quase 5 meses que não fazemos sexo, você é tapado ou o que?

Jin: Aish!! – ele sobe as escadas, passa por mim nervoso e vai em direção ao quarto.

- Namjoon... nem preciso dizer para sair daqui também, não é ? – olho ele e aponto para a porta com a cabeça.

Nam: Não, não precisa – ele se curva brevemente e sai de minha casa.

- Acho melhor se apressar Jin, seu príncipe saiu já – rio alto descendo as escadas.

Jin: Pode deixar eu já vou indo. Espero que Dak-Ho te encontre. Que acabe com a sua raça como fez com a sua família. – ele ri cínico – Espero que ele não tenha esquecido o quanto de dinheiro que você gastou para foder a vida dele, quantas mulheres você pagou para o rejeitar mesmo?

- Saia daqui agora Jin!!! – grito e vejo o mesmo sair rindo – Merda!

Jimin On

- Tá e depois? – sorrio fofo olhando Jungkook

Kook: Depois eu sai correndo com o meu pai, aprendemos que não deveríamos incomodar o passarinho – nós rimos – Foi um dos pouco momentos que me diverti com meu pai

- Mas pelo menos ele te fez sorrir ao menos uma vez – sorrio e me ajeito na cama – Eu estou com frio agora...

Kook: Eu disse para tomarmos banho com a água quente, mas você é teimoso e disse que queria a gelada. Eu avisei – ele ri e me cobre – Assim ficará melhor certo?

- Sim sim... Boa noite Kook-ah – dou um selinho nele e me deito logo adormecendo abraçado a ele.

~ x ~

Acordei e encarei Jungkook no chão deitado como se estivesse com dor

- Kook-ah? – não obtive resposta e me aproximei – K-kook-ah?

Kook: Argh – ele se levantou e me encarou, os olhos de Jungkook estavam verde escuro e as pupilas dilatadas – Aquele babaca está dormindo... Então você é o Jimin?

- Sou... não lembra? – olho ele confuso – Jungkook, eu não estou entendendo

Kook: Bom, acho que não fomos apresentados – ele sorri de lado – Jeon Dak-Ho, prazer – ele pega minha mão e a beija

- P-prazer... Então você é...

Dak: A personalidade mais interessante do Jungkook – ele sorri – Aliás como ele se segura? Apertar esse seu pescocinho deve ser uma delícia – ele ri e eu me afasto – Calma, não faria nada com você. Não agora.

- Por que quer me matar? – olho ele confuso

Dak: Querido eu sou um Serial Killer, e eu não tiraria a sua vida. Eu te mataria de prazer, na verdade – arregalo os olhos e encaro ele – Se eu tirasse sua vida Jungkook com certeza faria algo para que eu deixasse de existir, então vou me segurar. Como ele faz várias vezes.

- Ele se segura? Jungkook quer me matar?

Dak: Meio óbvio, mas ele te vê como uma coisa delicada, por isso ele tem muito cuidado. Mas eu não – ele sorri de lado – Vou apenas tomar café e começaremos a sua sessão de tortura – me afasto e ele pega em meu pulso apertando um pouco – Fique tranquilo, vou tentar pegar leve com você – ele sorri e eu vejo um pequeno brilho nos olhos dele.

Cadê o Kookie?


Notas Finais


Oi bolinhos
Espero que estejam gostando
Até o próximo

Mochi~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...